Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Na deslocação ao Bonfim, o conjunto de Rui Vitória sentiu muitas dificuldades para levar de vencida os homens da casa, rematando até menos vezes, mas conseguiu segurar os três pontos, fruto de um golo de Jonas na primeira metade da partida.

O Benfica jogou o jogo que o Vitória lhe propôs, sobretudo quando a bola andava longe de Jonas que procurou inúmeras vezes espaços vazios para receber e catapultar a equipa para a frente. As constantes interrupções faziam, porém, com que as áreas ficassem tranquilas a não ser em bolas paradas.

Ainda assim, o Benfica tinha uma cartada para além de Jonas. O critério ofensivo de Grimaldo. O lateral espanhol arrancou aos 17 minutos, combinou com Zivkovic que lhe percebeu a corrida, deu depois para Gedson e o médio atirou para a área em busca de Jonas. O brasileiro viu tudo isto do meio. Apressou-se a entender o lance e atirou a contar num pontapé que o brasileiro tornou simples.

O jogo não mudou muito, para não dizer nada. Faltas e mais faltas, até que Zivkovic acertou no poste de pé direito e Éber Bessa foi desarmado in extremis pelo sérvio na área sadina. O Benfica não entusiasmava ao intervalo, mas vencia e tinha o Vitória longe da área.
 

Esta última parte prosseguiu no encontro até aos dez minutos finais, mais compensação. O Vitória não conseguia chegar perto de Vlachodimos, enquanto do outro lado surgia, então, o melhor em campo.

Jonas deixou Rafa duas vezes na cara do golo, com duas preciosidades futebolísticas. Também andou numa dança estranha com Mano que valeu o amarelo a ambos, porque Jonas consegue jogar o jogo dos outros. Já os outros jogarem o jogo dele é que é difícil.

Com Grimaldo a cair em termos ofensivos no segundo tempo, o Benfica perdeu ocasiões em demasia para viver um final de jogo tranquilo. O Bonfim puxou pela equipa, Jonas saiu aos 80 minutos e Vidigal lançava peças novas que viriam a aquecer o jogo.

O Vitória teve o empate à frente duas vezes, a última delas na cabeça de Jhonder Cádiz. Aí, foi altura de aparecer Odysseas Vlachodimos. O Benfica salvou-se pelas mãos do internacional grego e precisa rapidamente de aproximar-se em termos coletivos daquilo que Jonas faz individualmente. 

GoalPoint-Setúbal-Benfica-LIGA-NOS-201819-Ratings

HOMEM DO JOGO

Num jogo longe de bem jogado, o melhor em campo acabou por ser aquele que decidiu a contenda. Sem grandes rasgos individuais numa partida com muitas faltas e futebol em esforço, Jonas registou um GoalPoint Rating de 7.1, o mais alto do jogo, mercê do golo que marcou ainda na primeira parte. O brasileiro nem rematou muito como é seu timbre (só dois disparos, um enquadrado), mas realizou três passes para finalização, completou os dois dribles que tentou e recuperou a posse de bola sete vezes.

JOGADORES EM FOCO

  • Jardel 6.3 – O central brasileiro estava a ter um jogo discreto no primeiro tempo, mas dada a subida do Vitória no terreno foi obrigado a aplicar-se, terminando como segundo melhor das “águias”. Jardel ganhou três de quatro duelos aéreos defensivos, completou um drible e fez 11 acções defensivas, seis delas alívios.
  • Odysseas Vlachodimos 6.3 – Após uma primeira parte de pouco trabalho, o greco-alemão teve de aplicar-se no segundo tempo, terminando com três defesas, todas a remates na sua grande área, e ainda uma saída pelo ar eficaz e outra a soco. A intervenção ao cabeceamento de Jhonder, aos 89 minutos, valeu ao Benfica dois pontos.
  • Rafa Silva 5.7 – Regressou a um registo menos feliz na frente de ataque, desperdiçando algumas boas ocasiões. Ao todo registou cinco remates (máximo do jogo), mas só enquadrou um, somou cinco controlos de bola deficientes e apenas completou um drible (no único que tentou).

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Benfica vence Torneio do Sado

por João Silva, em 14.07.18

Benfica_Torneio_do_Sado.jpg

O Benfica empatou (1-1) com o V. Setúbal, esta sexta-feira, num jogo disputado no Estádio do Bonfim, relativo ao Torneio Internacional do Sado. Ferreyra (33') marcou na primeira parte para as águias de cabeça, mas Vasco Fernandes (53') faria o empate para a equipa do Bonfim na etapa complementar.

Apesar das duas equipas terem somado um empate e uma vitória nos dois jogos que disputaram neste torneio, o Benfica sagrou-se vencedor fruto de ter mais golos marcados.

O Benfica surgiu no Estádio do Bonfim perante o Vitória de Setúbal com algumas alterações no onze inicial, como seria de esperar, face à equipa que jogou frente aos sérvios do Napredak. O treinador Rui Vitória voltou a apostar no reforço Conti para fazer dupla com Jardel no eixo da defesa, e fez estrear na equipa inicial o guarda-redes Vlachodimos e Ferreyra na frente.

Nota ainda para os primeiros minutos de Ebuehi, recém-chegado aos encarnados. O defesa nigeriano, que esteve presente no Mundial, entrou na etapa complementar.

Convém lembrar que na equipa encarnada estiveram ausentes Luisão e Krovinovic, a recuperar lesão, e ainda Rúben Dias, Salvio, Zivkovic e Carrillo, que estiveram no Mundial 2018.

A equipa de Rui Vitória parte este domingo para Inglaterra onde cumprirá um novo estágio de pré-época. A próxima partida dos encarnados está agendada para o dia 21 de julho em Zurique diante do Sevilha.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

adeptos_de_Benfica_Bonfim1.jpg

O tetracampeão nacional, que persegue um inédito penta, desloca-se no sábado a Setúbal motivado pela recente subida ao primeiro lugar - pela primeira vez de forma isolada -, mas terá de contar com a tradicional oposição dos sadinos, ampliada pelo facto de ainda estarem envolvidos na luta pela manutenção.

Com um ponto de vantagem sobre o FC Porto, o Benfica está proibido de repetir o resultado do único jogo disputado em Setúbal nesta época (2-2, para a Taça da Liga), para poder apresentar-se no Estádio da Luz na liderança da Liga, no domingo seguinte, sem depender de um deslize do rival portuense frente ao Aves.

Os pressupostos daquela partida não se repetirão no próximo sábado (o Benfica já estava virtualmente eliminado da prova e alinhou com uma autêntica "equipa b") e os dois outros embates realizados nesta temporada saldaram-se por triunfos categóricos das águias: 2-0 para a Taça de Portugal e 6-0 na primeira volta da Liga.

Sem jogadores suspensos e com apenas um lesionado, o médio Krovinovic, Rui Vitória deverá contar com forte apoio dos adeptos no reduto do Setúbal, 13.º colocado, cinco pontos acima da zona de despromoção, e com o acerto do avançado Jonas, melhor marcador da competição, com 33 golos.

 

#VamosBenfica

#SejaOndeFor

#RumoAoPenta

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Onda vermelha invade Setúbal

por João Silva, em 05.04.18

A Onda Vermelha não pára de crescer e joga com a equipa do Benfica, passo a passo, jornada a jornada na Liga NOS. Para sábado, na primeira das últimas seis batalhas, a invasão a Setúbal é já uma certeza: foram vendidos mais de 5000 bilhetes e ainda há perto de 3000 ingressos, disponíveis para todos os adeptos, à espera de dono no Estádio da Luz e nas Casas com sistema de bilhética. Leia mais AQUI.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


4.ª eliminatória da Taça de Portugal

por João Silva, em 19.10.17

Taça_de_Portugal.jpg

O V. Setúbal é o próximo adversário do Benfica na Taça de Portugal. Assim ditou o sorteio da 4.ª eliminatória ontem realizado na Cidade do Futebol. A partida ficou agendada para 19 de novembro, no Estádio da Luz. Veja a grelha de jogos completa aqui e recorde todos os duelos com os sadinos na prova aqui.

#RumoAoJamor

Autoria e outros dados (tags, etc)

Benfica e Sp. Braga estão no mesmo grupo da fase de grupos da Taça da Liga, segundo ditou o sorteio realizado nesta quinta-feira. Sporting é o cabeça de série no Grupo B, tal como o V. Guimarães no C, onde defronta o Moreirense, atual detentor do troféu, e o FC Porto no D.

Esta fase de grupos tem três jornadas e passam à Final Four, que se joga de 23 a 27 de janeiro em Braga, os primeiros de cada grupo. De acordo com o sorteio, o vencedor do Grupo A defrontará na meia-final o vencedor do Grupo C, enquanto o Grupo B cruza com o D. Portanto, Sporting e FC Porto podem defrontar-se antes da final, mas o Benfica, se passar em primeiro, não encontrará outro dos «grandes» nessa fase.

A grelha do sorteio ditou também que na primeira jornada o cabeça de série de cada grupo joga em casa com a equipa do Pote 2. Portanto, a primeira jornada terá Benfica-Sp. Braga, Sporting-Marítimo, V. Guimarães-Feirense e FC Porto-Rio Ave.

 

Os grupos da Taça da Liga 2017/18:

Grupo A

Benfica

Sp. Braga

V. Setúbal

Real*

Grupo B

Sporting

Marítimo

Portimonense*

U. Madeira

Grupo C

V. Guimarães

Feirense

Moreirense

UD Oliveirense

Grupo D

FC Porto

Rio Ave

Paços Ferreira

Leixões

Calendário do Benfica nesta terceira fase:

1ª jornada
Benfica-Sp. Braga
Real Massamá-Vitória Setúbal

2ª jornada
Benfica-Real Massamá
Vitória Setúbal-Sp. Braga

3ª jornada
Vitória Setúbal-Benfica
Sp. Braga-Real Massamá 

 

Recorde-se que existe um processo em curso em que o Real Massamá é acusado de inscrição irregular de um jogador e, caso seja condenado pelo Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol, o seu lugar no Grupo A será ocupado pelo Portimonense.

O Benfica tem sido o grande dominador da competição com sete triunfos. Moreirense, que venceu na última temporada, eliminando precisamente os encarnados nas meias-finais, Vitória de Setúbal e Sp. Braga apresentam um título cada um.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Simbolo
Fundador
115-anos
Reconquista-37

OBENFICA

MISTICA

twiiter

# Classificação 2019/20








Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D

CONTACTO silva.joaodiogo@hotmail.com

Pesquisar

Pesquisar no Blog