Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Noite de emoções, noite de clássico na Catedral! O Tricampeão Nacional recebeu esta noite de sábado a formação do FC Porto, numa partida referente à 27.ª jornada da Liga NOS.

E não bastasse já ser o clássico… Com oito rondas por disputar, com um ponto a separar os dois primeiros classificados, um Estádio da Luz a rebentar pelas costuras e um ambiente arrepiante com uma coreografia única… estavam reunidos todos os ingredientes para um enorme espetáculo, e foi!

Benfica_honrem_o_manto_sagrado.jpg

Entrada à Campeão do Tricampeão e o golo inaugural não tardou! Enorme jogada, Jonas é travado em falta por Felipe, e Carlos Xistra apita para a marca dos 11 metros.

Chamado à conversão, Jonas, em dia de festejar o 33.º aniversário, remata friamente para o fundo das redes à guarda de Casillas. Aos 6’ o Tricampeão colocava-se em vantagem, numa Catedral a viver um ambiente verdadeiramente incrível.

O FC Porto tardou em acertar e apenas aos 19’ surgiu o primeiro remate à baliza de Ederson, ainda que desenquadrado.

Ora, o Benfica dominou por completo até este momento – superioridade total! – a partir daqui os azuis e brancos equilibraram e o jogo aumentou ainda mais de interesse.

Em cima da meia hora, Mitroglou, depois de assistência milimétrica de Rafa, remata à figura de Casillas; aos 38’, enorme defesa de Ederson, na sequência de um livre direto cobrado superiormente por Brahimi.

Já em cima do intervalo (41’), esteve muito perto o 2-0, com Luisão a subir mais alto na sequência de um canto, mas a bola saiu por cima da trave.

Este Benfica merecia mais!

Ao intervalo, 1-0 para o SL Benfica… no reatar, o empate!

Entraram mais acutilantes os azuis e brancos e, aos 49’, depois de uma enorme confusão na área e várias defesas e recargas, eis que surge Maxi Pereira a colocar o resultado em um igual.

Estava relançado o clássico… Aos 60’, Tiquinho surge isolado, mas Ederson resolve; do outro lado, Jonas esteve a milímetros do golo, mas Casillas defende para canto.

Aos 66’, novamente o brasileiro a estar muito perto de dar nova vantagem às águias, mas a redondinha não quis entrar!

Com 64 036 nas bancadas da Catedral, partida intensa, bem disputada, com as duas equipas a darem o tudo por tudo pelos três pontos.

Aos 72’, incrível, com Casillas, a defender miraculosamente duas bolas com selo de golo, primeiro a remate de Mitroglou, depois Jonas… Lance seguinte e nova enorme defesa do espanhol, desta feita após cabeceamento de Luisão.

O Benfica carregava, carregava, agora com o FC Porto a espreitar o contra-ataque… apesar das oportunidades - muita emoção - até ao final o resultado não se alterou. Empate a uma bola.

Com este resultado, o Tricampeão soma 65 pontos (20V5E2D) e mantém a liderança da Liga NOS.

O SL Benfica alinhou de início com Ederson, Nélson Semedo, Luisão, Lindelöf, Eliseu, Samaris, Pizzi, Salvio (Cervi, 69’), Rafa (Carrillo, 87’), Jonas e Mitroglou.

Segue-se mudança de chip… vem aí a 2.ª mão das meias-finais da Taça de Portugal. Depois da vitória na Amoreira (1-2), é já na próxima quarta-feira que o SL Benfica recebe o Estoril, numa partida agendada para as 20h15, no Estádio da Luz.

O Campeonato Nacional regressa no domingo seguinte, dia 9 de abril, com o Tricampeão a viajar até Moreira de Cónegos para disputar a 28.ª ronda da prova. Esta partida tem início às 20h15.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

portovsbenfica.png

O Benfica entrará e sairá este domingo do Estádio do Dragão líder do campeonato, seja qual for o resultado que se vier a verificar, face aos cinco pontos que tem de vantagem sobre o FC Porto.

Um percurso quase perfeito, com 25 pontos conquistados em 27 possíveis e o pleno fora (cinco triunfos em cinco jogos), dá à formação de Rui Vitória o conforto emocional de saber que não deixará de estar na liderança, sendo que a pode fortalecer em caso de vitória, dando um passo de gigante rumo ao Tetra.

O fator psicológico está, assim, do lado do Benfica. Ao FC Porto resta vencer, para reduzir a vantagem pontual do Benfica, na tentativa de relançar a competição, pelo que a maior pressão está do lado dos azuis e brancos.

No que respeita aos ‘onzes’, a maior incógnita passa pelo jogador que Rui Vitória escolherá para substituir Fejsa, sendo que Samaris parece estar na frente da corrida, mas há outras opções, como Danilo e André Almeida, sem excluir André Horta ou Celis. Ainda há a posição de lateral esquerdo - face à ausência de Grimaldo -, que deverá ser ocupada por Eliseu.

Rui Vitória deverá manter Ederson na baliza, uma defesa com Nelson Semedo, Luisão, Lindelöf e Eliseu; Pizzi como ‘8’, Salvio e Cervi nos extremos e Gonçalo Guedes nas costas de Mitroglou.

Por seu lado, Nuno Espírito Santo não deverá fazer grandes alterações, indo em princípio atuar com Layún, Felipe, Marcano e Alex Telles, à frente de Casillas, um meio campo com Danilo Pereira, como ‘trinco’, Herrera, Óliver e Otávio e dois jogadores na frente (Diogo Jota e André Silva).

Como afirmou Rui Vitória na antevisão do clássico: “Há três pontos para conquistar. O foco é total no jogo e no adversário. A partida vai ser complicada, mas de uma forma humilde vamos tentar impor o nosso jogo e vencer

Carrega Benfica!

Rumo ao tetra!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Rui_Vitória_FCPorto.jpg

Rui Vitória projectou este sábado em conferência de imprensa o encontro com o FC Porto e admitiu que Grimaldo não vai estar disponível para disputar o clássico de domingo no Dragão.

"O que eu gostava era de ter toda a gente disponível e escolher a bel-prazer a equipa. Infelizmente não acontece, mas eu não vou mudar em relação ao que digo há muito tempo. A vida das equipas é esta, havemos de arranjar soluções, como tem acontecido nos jogos anteriores e quem entrar estará preparado. Parece-me um pouquinho injustiça estes jogadores não jogarem, mas isso ainda nos une ainda mais. Há de haver soluções, não tenho dúvidas", afirmou sobre as ausências do Benfica para o jogo de domingo.

"É evidente que é um clássico. Vai ser um jogo difícil para as duas equipas. São duas boas equipas e será um jogo interessante de seguir, num estádio cheio. O FC Porto quer ganhar, tem qualidade e, da nossa parte, vamos fazer o normal, queremos constantemente ganhar três pontos. Mas, evidentemente, estes são os jogos que todos queremos jogar", frisou o técnico do Benfica sobre o jogo com o FC Porto.

Há três pontos para conquistar. O foco é total no jogo e no adversário. A partida vai ser complicada, mas de uma forma humilde vamos tentar impor o nosso jogo e vencer

Na época passada o Benfica jogou sempre bem frente ao FC Porto mas perdeu os dois jogos. Para 2016/17 não há paralelismos. “O jogo vai ser diferente do ano passado, porque as equipas são diferentes. Temos de pensar é no jogo de domingo e queremos preparar bem a partida. Haverá momentos em que vamos atacar e outros em que vamos ter de defender. As equipas conhecem-se bem. Sabemos o que temos de fazer”, considerou.

O Benfica será sempre líder independentemente do resultado do Estádio do Dragão. Este é mais um jogo em há três pontos em disputa.

Carrega benfica!

Rumo ao Tetra!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Porto_Benfica_2016.jpg

Na frente do campeonato, a equipa de Rui Vitória tem estabelecido uma série de recordes.

No próximo clássico de domingo, frente ao FC Porto, pode alcançar mais um registo histórico.

O Benfica tem a possibilidade de, caso derrote os dragões, dilatar para oito pontos a vantagem sobre o rival, algo que não consegue há... 44 anos.

Desde 1972/73, na altura sob o comando de Jimmy Hagan, que uma vitória ainda durante a primeira volta sobre o conjunto azul e branco não permitia ao clube da Luz abrir uma margem tão confortável. E nessa época, fruto de um arranque totalmente vitorioso, o triunfo à 9.ª jornada fez disparar a diferença para o FC Porto para 11 pontos, que face à equivalência das vitórias para os atuais três pontos seria de 18.

O melhor nas mais de quatro décadas desde então foi obtido por Sven-Goran Eriksson, em 1982/83. Também à 9.ª jornada, como Hagan, venceu os portistas e ficou com margem de sete pontos.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

salvio benfica.jpg

Em 2013-14, a 11 jornadas do fim, os dois candidatos ao título também estavam separados por quatro pontos, mas ambos somam mais pontos agora do que na temporada anterior.

O Benfica tem um saldo mais favorável do que há um ano. Mantém a vantagem de quatro pontos sobre o rival mas amealhou mais um ponto no total da prova (59 contra 58), com mais vitórias (19 contra 18), mais golos marcados (57 contra 44) e menos sofridos (10 contra 15).

A solidez defensiva tem sido uma das grandes armas do Benfica ao longo da época. Esta é mesmo, a esse respeito, a melhor temporada da era Jorge Jesus, com uma média de golos sofridos de 0,43 (em 2013-14 foi de 0,6 e de 0,7 na época anterior).

Foi no último terço da temporada passada que o Benfica embalou definitivamente para a conquista do título, aparentemente até tem um calendário mais favorável para o voltar a repetir, mas convém não esquecer que esta equipa do FC Porto chega a esta fase do campeonato mais consistente do que na época anterior.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Jorge Jesus.jpg

Jorge Jesus abordou o tema das arbitragens tão falado por Julen Lopetegui, perguntando ao treinador portista se ele se referia ao Penafiel-FC Porto, depois do técnico espanhol ter dado a entender que o Benfica era o clube mais beneficiado pelas arbitragens nesta temporada.

"O treinador do FC Porto está sempre a falar de arbitragens. É natural que fale sobre essa matéria, mas não quero ir por aí. Só lhe pergunto de que jogo está a falar. Se é do Penafiel-FC Porto já sei do que é que ele está a falar", referiu Jorge Jesus esta sexta-feira, na conferência de imprensa de antevisão do jogo com o Estoril, agendado para sábado, às 17 horas, no Estádio da Luz.

O técnico dos encarnado diz que o seu forte é treinar e não o jogo falado: "A minha responsabilidade como treinador do Benfica é desenvolver um trabalho para que possamos apresentar-nos bem nos jogos. Agora, o jogo falado não é o meu forte, nem dos meus jogadores", disse.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Simbolo
Fundador
114_anos

OBENFICA

MISTICA

twiiter

# Classificação 2018/19






Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D

CONTACTO silva.joaodiogo@hotmail.com

Pesquisar

Pesquisar no Blog