Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Benfica_Paços_2_0.jpg

Com golos de Seferovic e João Félix ainda na primeira parte, o Benfica venceu o P. Ferreira por 2-0 e isolou-se na liderança do grupo A da Allianz Cup, com 6 pontos, mais dois do que o Aves, o adversário na terceira e última jornada. Assim sendo, as águias só precisam de um empate nessa partida com os avenses para garantirem um lugar na final four da Taça da Liga.

Destacar que o Benfica entrou em campo com seis portugueses (André Almeida, Rúben Dias, Yuri Ribeiro, Alfa Semedo, Gedson e João Félix), cinco dos quais da formação.

Próximo jogo da Taça da liga será no dia 28 de Dezembro.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

O Benfica encerra a 2.ª jornada do Grupo A da Taça da Liga recebendo o Paços de Ferreira, no Estádio da Luz, às 20h15 de quarta-feira. Um triunfo coloca as águias à distância de apenas um ponto da final four da prova, que se vai realizar em Braga de 22 a 26 de janeiro de 2019.
Esta partida dos encarnados com os pacenses acerta o calendário do Grupo A, o único que ainda não fechou todos os encontros da 2.ª ronda. Os dois emblemas vêm de vitórias nas respetivas Ligas, sendo que os pupilos liderados por Vítor Oliveira lideram a Ledman LigaPro e contam com vários futebolistas com experiência da Primeira Liga no plantel.

As águias vão entrar no relvado na segunda posição, com três pontos averbados (têm menos um jogo do que o Desportivo das Aves), fruto do triunfo na jornada inaugural frente ao Rio Ave, por 2-1. A estreia dos comandados por Rui Vitória na edição 2018/19 da prova aconteceu a 15 de setembro, no Estádio da Luz.

Depois do embate com o Paços, ao Benfica faltará apenas defrontar o Desportivo das Aves. O duelo da 3.ª e última jornada do Grupo A está marcado para as 21h15 do dia 28 de dezembro.

O vencedor do agrupamento A, recorde-se, cruza-se com o primeiro classificado do Grupo C (constituído por FC Porto, Chaves, Varzim e Belenenses SAD) no primeiro jogo da final four, no dia 22 de janeiro de 2019.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Mais uma batalha para vencer

por João Silva, em 24.02.18

O Tetracampeão disputa a 24.ª jornada da Liga NOS às 20h30 de sábado. Paços de Ferreira e SL Benfica têm encontro marcado no Estádio Capital do Móvel e Rui Vitória anteviu a deslocação.

Olhando para o outro lado da barricada, vê-se um adversário complicado, mas este Benfica tem as metas bem traçadas!

“Encaramos este jogo com toda a importância e como encaramos todos. Falta um conjunto de batalhas e temos de ir vencendo batalha a batalha. Esta vai ser mais uma, obviamente com características diferentes das outras. É um campo diferente, um adversário que também precisa de pontos, com um estádio praticamente lotado e que vai querer colocar as suas 'armas' em campo. Temos de ir para dentro da Mata Real com uma determinação e convicção muito grandes. Sabemos que vamos encontrar uma equipa difícil, vai-se bater bem, que está a querer aceitar as ideias do seu treinador e pô-las em prática, com ideias boas de jogar. Vamos com uma grande ambição! Queremos ganhar muito, ganhar continuamente e jogar bem”, começou por dizer Rui Vitória aos jornalistas na conferência de Imprensa à partida, realizada na tarde de sexta-feira, no Estádio da Luz.

Face à distância de 5 pontos para o 1.º classificado, o FC Porto…

“Não escondemos as realidades. Nós temos um objetivo muito concreto que é olhar para dentro, olhar para nós, e um propósito que é jogar bem, ganhar jogos e somar pontos, fazer melhor do que no jogo anterior. Queremos provar que temos qualidade, que os jogadores têm capacidade e a dimensão muito grande do Benfica. Não há aqui ansiedades! Vamos jogar um jogo difícil, contra um adversário que quer pontuar e com qualidade, que sabe que vai defrontar o Benfica, e nada mais mexe connosco. É mais uma batalha, mais uma final. O nosso trabalho, o nosso papel, esse sim temos de o fazer e esse é o nosso grande foco”, explicou Rui Vitória.

E quanto à ala esquerda da equipa? É esse o grande segredo do sucesso nos últimos jogos?

“É curioso como aqui há duas ou três semanas estava-se a entrar em stress por causa da lesão do Krovinovic… O que nos caracteriza é o trabalho dos jogadores de permanente evolução e procura de fazer sempre melhor. A amizade que, muitas vezes, temos fora de campo transporta-se para dentro de campo. O trabalho coletivo, as dinâmicas que vamos criando… Não quero focar-me apenas na ala esquerda quando há também outros aspetos importantes na equipa, um grande conjunto de variáveis que fez com que os resultados fossem cada vez mais consistentes e as exibições de qualidade. Estes jogadores têm evoluído e acrescentado”, afirmou o técnico.

A fechar, e regressando à partida de sábado, quem está mais pressionado para conseguir pontos? O Benfica ou o Paços de Ferreira?

Os pontos são importantes para todas as equipas, os objetivos é que diferem. Li a antevisão do meu colega que está agora a começar no Paços... Os pontos são importantes para nós e para o Paços! O Paços de Ferreira vem de três derrotas e vai querer pontuar. Sabemos isso. Nós queremos ganhar e o Paços, se vier três pontinhos ou um pontinho daqui… Vamos encontrar uma equipa boa, com jogadores de qualidade, que se reforçou agora, jogadores com critério, o treinador tem boas ideias e vai querer pô-las em prática, é um campo tradicionalmente difícil para nós. Nós vamos isolando essas variáveis e vamos colocar em prática as nossas virtudes, características e valências, tentando impor o nosso jogo”, concluiu Rui Vitória. Leia mais AQUI.

 

#VamosBenfica

#SejaOndeFor

#RumoAoPenta

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

O Benfica venceu o Paços de Ferreira por 1-0 e fechou o ano desportivo de 2016 da melhor forma. O único golo da partida foi marcado por Franco Cervi na primeira parte e foi o suficiente para garantir a vitória na primeira jornada da fase de grupos da Taça da Liga.

Jardel e Celis foram as únicas alterações no onze inicial num jogo em que o Benfica demonstrou sempre o favoritismo que lhe era atribuído. Entrou mais forte, a beneficiar de quatro cantos nos primeiros oito minutos e das primeiras oportunidades de golo. Primeiro Cervi, a tentar a sorte de pé esquerdo, mas com a bola a sair por cima da baliza de Mário Felgueiras; e depois Celis, com um remate poderoso para a excelente intervenção do guarda-redes pacense.
Aos 16’, outra vez Mário Felgueiras a negar o golo, desta vez a Rafa que tinha entrado na área isolado depois de um grande passe do mexicano Raúl.

Benfica_Paços_de_Ferreira 1.jpg

Benfica_Paços_de_Ferreira 2.jpg

Ederson foi um mero espectador até ao intervalo, mas Mário Felgueiras voltou a ter trabalho quando a bola chegou a Jiménez, num contra-ataque conduzido por Gonçalo Guedes. Só que a recepção saiu mal ao mexicano e o remate não perturbou o guarda-redes. Porém, a insistência das águias deu frutos aos 39’, quando Cervi inaugurou o marcador. Tudo começou num bom passe de Rafa para André Almeida, que na esquerda ofereceu o golo a Gonçalo Guedes — o remate foi cortado por Miguel Vieira sobre a linha de baliza, mas na recarga o argentino atirou para o fundo da baliza pacense.

Benfica_Paços_de_Ferreira 3.jpg

Benfica_Paços_de_Ferreira 4.jpg

Após ter sido inofensivo na primeira parte, o Paços melhorou no segundo tempo. Jardel fez um excelente corte a evitar que Ricardo Valente criasse perigo (51’) e Gleison ameaçou, mas Ederson estava atento (81’). O Benfica controlou os acontecimentos e Rui Vitória ainda conseguiu aproveitar para dar minutos a Jonas e André Horta, ambos a regressar de lesões.

Benfica_Paços_de_Ferreira 5.jpg

Benfica_Paços_de_Ferreira 6.jpg

Um destaque para Cervi. Marcou um golo e esteve em bom plano no jogo contra o Paços de Ferreira. Rápido nos processos ofensivos foi uma seta apontada à baliza defendida por Mário Felgueiras. Apesar de só ter chegado à Europa este ano, o extremo vai mostrando que está a ter uma boa adaptação ao futebol europeu.

Com esta vitória o Benfica assume a liderança do grupo D da Taça da Liga à condição. O Tricampeão Nacional regressa em 2017, precisamente com mais um jogo da Taça CTT. A 2.ª jornada disputa-se no dia 3 de janeiro, no Estádio da Luz, diante do FC Vizela.

Venha 2017.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Ai está a Taça da Liga

por João Silva, em 29.12.16

Taça_da_Liga.png

O Benfica, vencedor de sete das nove edições da Taça da Liga em futebol, inicia hoje a defesa do título na receção ao Paços de Ferreira.

Este jogo marca o arranque do Grupo D, num embate em que não estará Pizzi, por castigo, e no qual Rui Vitória poderá proceder a mais alterações, sendo provável o regresso de Jonas no onze inicial.

A chamada de André Horta é a grande novidade nos convocados, o jovem médio está recuperado de uma lesão muscular, ele que não joga desde o dia 6 de novembro, no empate do Benfica com o FC Porto no Dragão.

Rui Vitória convocou 20 jogadores:

Guarda-redes: Ederson e Paulo Lopes;

Defesas: Nélson Semedo, Luisão, Lindelöf, Jardel, Lisandro e André Almeida;

Médios: Fejsa, Samaris, André Horta, Cervi, Celis, Rafa, Carrillo e Zivkovic;

Avançados: Mitroglou, Jonas, Gonçalo Guedes e Raúl.

O jogo entre o Benfica e o Paços de Ferreira está marcado para às 21h15 desta quinta-feira, na Luz. Fábio Veríssimo, da Associação de Futebol de Leiria, foi o árbitro nomeado para dirigir o encontro.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Estádio da Luz em noite de festa para o arranque da 9.ª jornada da Liga NOS. A Catedral celebrou 13 anos esta semana, e a Família Benfiquista não quis perder o ensejo de assinalar a efeméride, com 52 731 nas bancadas em apoio fervoroso à equipa.

Benfica_Paços de Ferreira_5.jpg

Do outro lado, o 10.º classificado (9 pontos), um Paços de Ferreira orientado por Carlos Pinto que avisou que vinha jogar olhos nos olhos com o Tricampeão… e cumpriu!

Primeiros dez minutos vivos e abertos, com Valente e Pedrinho a testarem Ederson. Cervi e Salvio responderam de pronto e explicaram que este Benfica sabe muito bem o que quer.

Volvido o primeiro quarto de hora, as águias tomaram conta das operações. Linhas coesas, equilíbrio na defesa/ataque, qualidade nos processos, solidez, criatividade e enorme talento.

Antevia-se o golo do Benfica, que acabou por acontecer aos 26 minutos, quando Guedes, num remate estupendo, colocou um ponto final nos movimentos sincronizados de Mitroglou e Cervi, sempre ao primeiro toque. Estava inaugurado o marcador, que atendendo ao que o conjunto de Rui Vitória vinha a produzir, já se justificava.

Benfica_Paços de Ferreira_1.jpg

Em vantagem, o Benfica continuou a carregar em cima dos pacenses, e Mitroglou, Cervi, Salvio e Nélson Semedo tiveram ótimas oportunidades para dilatar o marcador ainda antes do intervalo.

Após o reatar do jogo, o Benfica manteve o dominio do jogo, tinha as melhores oportunidades, jogava um futebol bonito na Luz, mas a vantagem mínima mantinha-se num resultado sempre perigoso.

Finalmente, aos 64’, mais um golo espetacular na Catedral. Pressão imediata, recuperação de bola, Eliseu com um passe magistral rasga toda a frente defensiva dos pacenses, Mitroglou simula e deixa passar para Salvio, vindo de trás, rematar de primeira para o 2-0!

Benfica_Paços de Ferreira_2.jpg

Aos 72’, mais uma daquelas oportunidades que mereciam o golo! Enorme lance ofensivo, com Salvio, primeiro, e Carrillo, depois, a terem nos pés o 3-0.

Até ao apito final, o marcador tornaria a mexer, aos 86’, com o coletivo mais uma vez a produzir (e de que maneira), com Pizzi a sentenciar o score num justíssimo 3-0 final.

O Benfica alinhou de início com Ederson; Nélson Semedo, Luisão, Lindelöf e Eliseu; Salvio, Fejsa (Samaris, 82'), Pizzi e Cervi (Carrillo, 71’); Gonçalo Guedes e Mitroglou (Raúl, 75’).

Benfica_Paços de Ferreira_3.jpg 

Com este desfecho o Benfica passou para 25 pontos à nona jornada - ou seja, o recorde do clube no campeonato português desde que a vitória vale três pontos. E o registo de jogos consecutivos sem perder na Liga aumenta; a última vez que o Benfica perdeu no campeonato foi contra o FC Porto, precisamente o próximo adversário na Liga.

Registo ainda para Salvio, que marcar ao mais um golo, tornou-se no argentino com mais golos na história do Benfica: são 42, mais um do que Gaitán.

Carrega Benfica!

Rumo ao Tetra!!!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Simbolo
Fundador
115-anos
Reconquista-37

OBENFICA

MISTICA

twiiter

# Classificação 2019/20








Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D

CONTACTO silva.joaodiogo@hotmail.com

Pesquisar

Pesquisar no Blog