Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


O Benfica conheceu o sabor amargo da primeira derrota no Campeonato, ao fim de dez meses, e tem agora só dois pontos de vantagem sobre o Sporting, antes da receção, domingo, aos leões.

Mas nada abala a tranquilidade e confiança nesta equipa.

A equipa não baixou de nível, mantendo capacidade para criar oportunidades de golo e vencer. Em resumo, foi só um mau resultado. 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Marítimo_Benfica.png

O Benfica joga esta sexta-feira no renovado Estádio dos Barreiros, no jogo que abre a 12ª jornada da Liga.

Depois da goleada imposta na Luz (6-0) para a Taça de Portugal, os madeirenses recebem agora o Benfica para mais um jogo na Liga. É evidente a melhoria da equipa madeirense desde a chegada de Daniel Ramos, com destaque para a vitória sobre o Sp. Braga (1-0) no início do mês.

O Benfica nos últimos cinco jogos, deu sempre boa resposta aos resultados menos positivos. Empatou com o FC Porto no Dragão e a seguir goleou o Marítimo, no tal jogo da Taça. Empatou com o Besiktas (3-3), na Liga dos Campeões, e a seguir bateu o Moreirense por 3-0 na Luz. A verdade é que na Liga o Benfica continua a mostrar que está forte e na última ronda até reforçou a vantagem sobre o FC Porto.

Esta partida reveste-se da máxima importância, tendo em conta os compromissos que se seguem: Nápoles e Sporting. Mas como afirmou Rui Vitória "Cada jogo tem uma história mas são todos importantes. Não vale a pena estar a fazer cenários, todos os jogos são importantes, cada um a seu tempo e todos são encarados como uma final e para ganhar”.

Eliseu é a última baixa no Benfica, que deve ser rendido por André Almeida, Rui Vitória deixou ainda Danilo de fora. Numa lista alargada com 21 jogadores, destaque para os regressos de Paulo Lopes, Celis e Zivkovic.

O Caldeirão dos Barreiros é, por tradição, um palco difícil para o Benfica, pelo menos é isso que dizem os números do histórico dos embates entre os dois emblemas na Madeira. Em 36 jogos para o campeonato, a equipa da Luz venceu menos de metade (17), somando ainda doze empates e sete derrotas. Mas a verdade é que nos últimos dez jogos nos Barreiros, o Benfica venceu oito, empatou um e perdeu apenas um. 

É por demais evidente que hoje uma vitória na Madeira, como espero, em condições normais o Benfica não deixará escapar os três pontos, tenha por diversas razões uma importância capital.

#CarregaBenfica

#Juntos #RumoAo36

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Taça de Portugal: SL Benfica 6-0 Marítimo

por João Silva, em 20.11.16

Benfica_Maritimo.jpg

A figura: Gonçalo Guedes

O golo marcado, a dois minutos do fim, veio "apenas" coroar a exibição do jogador. Até então já tinha feito o suficiente para ser considerado a figura do encontro, e até podia ter marcado mais cedo, mas preferiu servir Mitroglou para o quarto tento do Benfica. Foi o elemento mais consistente do inspirado ataque benfiquista. Mais do que isso: está cada vez mais consistente a assumir a herança de Jonas.

O momento: goleada iniciada aos 83 segundos

O jogo tinha apenas um minuto e 23 segundos quando o Benfica abriu a contagem. Samaris aproveitou uma hesitação do meio-campo insular e lançou Mitroglou na área, mas este atirou para defesa de Gottardi. A bola sobrou para Patrick, mas este foi desarmado junto à linha de fundo por Salvio, que serviu Cervi para o 1-0.

Benfica_Maritimo_2.jpg

Outros destaques:

Nélson Semedo

Mais uma exibição arrebatadora do lateral encarnado. Intratável. Impressionante a segurança com que sai a jogar, tanto a fugir pela ala como a procurar zonas interiores. Notável o esforço no lance do terceiro golo, a evitar que o passe de Samaris se perdesse pela linha de fundo. O primeiro passe foi intercetado por Patrick, mas à segunda Semedo serviu Mitroglou na perfeição.
 

Salvio

Primeira parte a todo o gás, até pela assistência para o golo de Cervi logo ao segundo minuto. Testou duas vezes a atenção de Gottardi na primeira parte, e ainda teve participação no golo de Pizzi. Já na segunda parte «provocou» o penálti e consequente expulsão de Samuel, antes de dar o lugar a Carrillo.

Mitroglou

O pragmatismo habitual nos dois golos apontados, nos quais praticamente só teve de encostar, tal a qualidade da assistência de Nélson Semedo e Gonçalo Guedes. Mas para aqueles que dizem que o grego está em campo só para isto, registe-se ainda a assistência para o tento de Pizzi. Isto em apenas 57 minutos, que Raúl Jiménez está a precisar de tempo de jogo.

Pizzi

A equipa não esteve tão dependente dele para encontrar o caminho da baliza, mas isso não quer dizer que Pizzi tenha passado ao lado do jogo. Marcou o segundo da equipa, ao minuto 38, e ainda fez a assistência para o sexto e último, de Gonçalo Guedes (88m). Destaque ainda para um passe soberbo a isolar Salvio, que depois atirou para defesa de Gottardi (10m), e um livre direto defendido pelo guarda-redes do Marítimo (35m).

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


A Sétima

por João Silva, em 20.05.16

nelo_vingada_rui_vitória.jpg

O Benfica, detentor da Taça da Liga de futebol, persegue esta sexta-feira a sétima vitória na prova, em nove edições, ao defrontar na final uma equipa do Marítimo que procura desforrar-se da derrota sofrida no ano passado.

A equipa de Rui Vitória procura reeditar em Coimbra o sucesso da última época, na qual se impôs no jogo decisivo aos madeirenses, por 2-1, e juntar a Taça da Liga ao título nacional, conquistado no domingo passado e que proporcionou um tri que lhe escapava há 39 anos.

O Benfica, que apenas deixou escapar o troféu em 2008, na edição inaugural, para o Vitória de Setúbal, e em 2013, para o Braga, venceu por 2-0 na Madeira há menos de duas semanas em jogo da penúltima jornada da I Liga, no qual ficou reduzido a 10 jogadores aos 37 minutos, devido à expulsão de Renato Sanches.

Renato Sanches, que falhou a última partida do campeonato devido a essa expulsão e já com transferência milionária acertada para o Bayern Munique, deve regressar ao onze do Benfica frente ao Marítimo, que na primeira volta da I Liga foi goleado no Estádio da Luz, por 6-0.

O estádio Cidade de Coimbra espera casa cheia. Uma “maré vermelha” que tem acompanhado o Benfica ao longo de toda a temporada.
 
Rui Vitória em conferência de imprensa afirmou que quer vencer o Marítimo “É uma Final e quando surge esta palavra, o foco tem que estar ainda mais ligado. É uma Final que tem tudo o que queremos: festa e harmonia, mas é uma Final que queremos ganhar. Representamos este Clube, Quem representa este Clube, quem fez o percurso que nós fizemos, quer terminar a época em beleza
 

Lista de convocados:

Guarda-redes: Ederson, Paulo Lopes e Miguel Santos;

Defesas: Lisandro, Grimaldo, Luisão, Lindelöf, Eliseu, Sílvio, Jardel, André Almeida e Nélson Semedo;

Médios: Fejsa, Samaris, Gaitán, Salvio, Gonçalo Guedes, Pizzi, Taarabt, Talisca, Carcela e Renato Sanches.

Avançados: Raúl, Mitroglou, Jonas e Luka Jovic.

Carrega Benfica!!!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Antevisão Maritimo - SL Benfica

por João Silva, em 08.05.16

Benfica-na-madeira.jpg

Na Madeira, frente ao Marítimo, joga-se mais uma cartada rumo ao principal objetivo da época – a revalidação do título, o TRInta e cinco.

O triunfo frente ao Vitória de Guimarães (1-0), na 32.ª jornada, foi o 18.º triunfo do Benfica nos últimos 19 jogos para o Campeonato. Na segunda volta, o conjunto orientado por Rui Vitória conquistou 42 pontos em 45 possíveis. 

Na liderança da Liga NOS, os Bicampeões Nacionais sabem que hoje têm de vencer a partida, para continuar na frente da tabela classificativa.

Mas para a partida no estádio dos Barreiros não são esperadas facilidades. 

O Marítimo, treinado por Nelo Vingada, tem a sua posição na tabela classificativa estabilizada, ocupa a 12.ª posição, com 36 pontos, e está livre da descida, mas também já não tem hipótese de chegar à Liga Europa.

De referir que a equipa do Funchal é um dos finalistas da Taça da Liga, repetindo a final da época transata, onde perdeu o jogo decisivo diante do Benfica (1-2). Jonas e Ola John marcaram para as “águias” e João Diogo facturou para os insulares.

O histórico entre as equipas no estádio dos Barreiros é favorável. A jogar fora de casa, em 35 partidas, soma 16 triunfos, 12 igualdades e sete desaires. Em 2014/15, na 17.ª jornada, o Benfica venceu, fora, por 0-4, com golos de Salvio (dois), Ola John e Lima.

Já esta época no jogo da primeira volta, no Estádio da Luz, o conjunto orientado por Rui Vitória alcançou uma das maiores goleadas de 2015/16 ao vencer, por 6-0. Pizzi (dois golos), Raúl Jiménez, Jonas (dois tentos de grandes penalidades) e Talisca foram os marcadores de serviço.

Hoje, à semelhança de outras alturas, os jogadores do "glorioso" têm que entrar em campo com raça, querer e ambição!

A glória está muito próxima.

Apoio dos adeptos não vai faltar!

#Carrega Benfica

#Juntos

#SejaOndeFor

#RumoAo35

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Depois do importante triunfo em Guimarães no último fim de semana, e da consequente aproximação à liderança, o objectivo da equipa do Benfica era claro: Somar mais três pontos na luta pelo título! 

O Marítimo à entrada desta ronda ocupava a 10.ª posição, com cinco vitórias, três empates e sete derrotas... e bem recentemente venceu o FC Porto (1-3) nas contas da Taça da Liga e que tem como ambição ficar num lugar europeu, sendo por isso um adversário a ter todo o cuidado possível.

Noite marcada pelas más condições climatéricas na Catedral (frio, vento e chuva), com 31 590 adeptos nas bancadas.

Com Gaitán a contas com um traumatismo no joelho esquerdo, Carcela teve entrada directa no onze inicial. De resto, os mesmos jogadores que alinharam no último jogo em Guimarães.

Antes do apito inicial, momento arrepiante na Catedral, com um minuto de silêncio cumprido religiosamente em memória de Eusébio da Silva Ferreira, numa altura em que se assinalam os dois anos da sua morte.

Benfica_Maritimo_1.jpg

Primeira metade muito interessante, com oportunidades nas duas balizas. Aos 10’, Jonas, na cobrança de um livre directo fica perto do golo; aos 12’ é Raúl que isolado por Jonas, na cara de José Sá, falha o golo inacreditavelmente....  

Os insulares responderam e, aos 19´, grande oportunidade para Dyego Sousa, com Lisandro primeiro e Júlio César depois, a imporem-se na defesa.

O Marítimo apresentou-se na Luz com uma postura plena de ambição, com as linhas muito subidas e juntas, tentando aproveitar depois a rapidez dos seus homens e as bolas nas costas da defesa “encarnada” mas a equipa de Rui Vitória contrariou essa situação a seu favor.

Em seis minutos apenas, o Bicampeão marcou três golos, e praticamente resolveu as contas da partida.

Aos 29’, Pizzi, depois de assistência de Carcela, abre o marcador; aos 33’, novamente Pizzi, agora com um remate de insistência, após cruzamento de Raúl… o mesmo Raúl que, aos 35’, servido por Jonas, faz o 3-0 com que se atingiu o intervalo.

Benfica_Maritimo_2.jpg

Reinício da partida e mais um golo! João Diogo carrega Jonas no coração da área e o “artilheiro” das “águias”, na conversão da respectiva penalidade, assina o 4-0 (51’). Três minutos depois, nova penalidade, desta feita a castigar falta clara sobre Carcela. Jonas, chamado de novo a marcar não vacilou, com um remate poderoso, faz o 5-0.

Com a vitória assegurada e o controlo da partida, Rui Vitória abdica de Jonas e Renato, colocando em campo, Gonçalo Guedes e Talisca.

Entrada feliz de Talisca, que na primeira vez que toca na bola, depois de combinação com Pizzi, remata de fora da área para a meia dúzia.

Benfica_Maritimo_3.jpg

Até ao final, os jogadores do Benfica ainda dispuseram de mais algumas oportunidades para dilatar o marcador , mas não mais se alterou!

Com este resultado, o SL Benfica sobe à 2.ª posição da tabela classificativa, soma 37 pontos, fruto de 12 vitórias, um empate e três derrotas, com 41 golos marcados e dez sofridos.

O SL Benfica alinhou de início com Júlio César; André Almeida, Jardel, Lisandro e Eliseu; Fejsa, Pizzi, Renato Sanches (Talisca, 68’) e Carcela; Raúl (Mitroglou, 76’) e Jonas (Gonçalo Guedes, 68’).

#RumoAo35

Autoria e outros dados (tags, etc)


Simbolo
Fundador
115-anos
Reconquista-37

OBENFICA

MISTICA

twiiter

# Classificação 2019/20








Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D

CONTACTO silva.joaodiogo@hotmail.com

Pesquisar

Pesquisar no Blog