Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



SL Benfica 4-0 Portimonense

por João Silva, em 31.10.19

Vinicius.jpg

O Benfica goleou o Portimonense por 4-0 e saltou para a liderança isolada do campeonato. O clube da Luz aproveitou da melhor forma o empate do FC Porto nos Barreiros.

Depois de Bruno Lage, no final da partida com o Tondela, ter expressado o desejo de ver a sua equipa melhorar a qualidade exibicional, o técnico fez uma "pequena" revolução no onze para a partida com o Portimonense.

Bruno Lage trocou cinco jogadores: Saíram Ferro, Pizzi, Florentino, Taarabt e Seferovic para dar lugar a Jardel, Samaris, Gedson, Chiquinho e Vinícius. 

Depois de ter entrado na segunda parte da partida frente ao Tondela, Chiquinho queria justificar a titularidade e logo ao minuto 3´esteve perto do golo. Rodopiou sobre um adversário e atirou com muita força, por cima da baliza.

Contudo, foi o Portimonense a dispor da primeira grande oportunidade da partida. O japonês Koki Anzai apareceu na grande área, após cruzamento de Tabata, e rematou para defesa de Vlachodimos.

Na resposta, Vinícius deu o aviso. O dianteiro passou pelo guarda-redes Ricardo Ferreira, mas o golo foi salvo em cima da linha por um defesa do Portimonense.

Na sequência do lance, num lance de bola parada, o Benfica chegou ao golo. Canto de Chiquinho, Gabriel desviou e no primeiro poste, André Almeida cabeceou para o fundo das redes.

André_Almeida.jpg

O Benfica chegava assim à vantagem ao minuto 17´, e poderia adoptar a matriz habitual dos últimos jogos, com a equipa mais expectante à espera do que faz o adversário.

No ataque tentava dar largura ao seu jogo, privilegiando o lado esquerdo, com Grimaldo e Cervi e com Vinícius como referência ofensiva.

Sempre superior, o Benfica deixou correr o jogo até ao final da primeira parte. O Portimonense tentava responder nas transições, explorando a velocidade dos seus atacantes, mas não conseguia criar perigo, com excepção da oportunidade de que dispôs logo a abrir.

Com o FC Porto a ceder pontos nos Barreiros, o Benfica tranquilizou-se logo no início do segundo tempo, ao fazer o segundo golo e novamente através de uma bola parada. Rúben Dias rematou certeiro com o pé direito após cruzamento de Grimaldo, depois de um pontapé de canto.

Rúben Dias.jpg

Com o lado esquerdo a carburar, Grimaldo lançou Vinícius em velocidade para o dianteiro brasileiro passar pelo guardião Ricardo Ferreira e atirar para o terceiro. Era o golpe de misericórdia na partida. Dois minutos volvidos, o avançado brasileiro voltar a fazer o gosto ao pé. Desta feita foi Chiquinho a servir de trivela para a finalização de pé esquerdo de Vinícius.

Ao minuto 81´, o Benfica ainda esteve perto do quinto. Gedson num bom trabalho individual rodou e rematou de pronto, mas valeu Ricardo Ferreira a evitar o pior.

Triunfo mais do que justo do Benfica que controlou defensivamente a partida e nos contra-ataques acabou por ser letal. Com este triunfo, o Benfica salta para a liderança isolada do campeonato. 

Segue-se o Rio-Ave já no próximo sábado.

#CarregaBenfica

#RumoAo38

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Regressa a Liga

por João Silva, em 20.09.19

Depois de a meio da semana, na estreia na presente edição da Champions, o Benfica ter desiludido ao perder na receção ao Leipzig, depois das muitas alterações operadas no onze, Bruno Lage deve voltar à sua fórmula habitual.

Com um jogo de teórico grau de dificuldade elevado, com uma deslocação a Moreira de Cónegos, depois de ter surpreendido para o jogo europeu, o técnico deverá devolver, escreve A Bola, a titularidade a vários atletas.

Raul de Tomas e Seferovic, devem, desde logo, começar a partida lado a lado, com Taarabt e Rafa a sentarem-se novamente na equipa inicial e com André Almeida a regressar à lateral direita. 

Samaris, atleta que foi imprescindível na caminhada para o título das águias, poderá também espreitar o espaço ocupado por Fejsa, isto num momento em que há vários atletas lesionados e a recuperar de lesão.

Com a conquista do título como principal objetivo da temporada, mas com jogo, a meio da próxima semana, para a Taça da Liga, escreve ainda o jornal Record que essa, sim, deverá ser uma partida de mais testes para o treinador das águias, podendo dar oportunidade renovada a mais jovens para se mostrarem na equipa A.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Os problemas recentes do Benfica começaram na lesão de Gabriel, porque o brasileiro tem três valências essenciais num segundo médio de um 4x4x2: faz rodar a bola com fluidez, descobre soluções verticais entre linhas e é muito forte na pressão. Neste domingo, o Benfica arranjou um novo Gabriel: Adel Taarabt!. Deu ao Benfica qualidade na primeira fase de construção, encontrou soluções verticais a queimar linhas e ainda foi agressivo na pressão.

Quando Taarabt conseguia tirar a bola da primeira fase de construção, havia Raul de Tomas ou Rafa em condições de receber, virar e decidir entre linhas, de frente para o jogo, na zona central. E essa zona do campo decidiu o encontro, com Novais e Palhinha demasiado expostos e incapazes de “abafar” o portador da bola. Foi assim aos 33’, aos 43’ e aos 44’, em três jogadas em tudo semelhantes: recuperações de Taarabt, grandes aberturas de RDT e dois desperdícios de Seferovic.

Mas, antes disso, o jogo já tinha tido coisas para contar. Aos 23’, quando ainda pouco o faria prever, houve golo. Hassan foi ajudar na defesa, num canto, e acertou com o pé na cara de Florentino, quando pretendia afastar uma bola aérea. Pizzi foi chamado a bater o penálti e não falhou.

festejos-1-braga-benfica-new.JPG

O Benfica acabou por “matar” o jogo com a fórmula que já tinha permitido vários lances perigosos na primeira parte: aos 47’, Rafa pediu entre linhas na zona central, abriu para André Almeida e o cruzamento saiu para Pizzi finalizar na passada.

Aos 51’ e 73’ ficou provado que o golo não quer nada com os dois avançados do Benfica. Primeiro, Seferovic pediu em profundidade e cruzou para RDT, que ia finalizar, mas Bruno Viana fê-lo por ele. Mais tarde, Pizzi pediu entre linhas na zona central (sempre da mesma forma), Jota cruzou e Seferovic ia finalizar, mas… Esgaio fê-lo por ele.

O Benfica passou num teste difícil, com clara distinção, com golos nas alturas certas.

 As águias somam agora 9 pontos, tantos como o FC Porto, e menos um do que o líder Famalicão.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Simbolo
Fundador
115-anos
Reconquista-37

OBENFICA

MISTICA

twiiter

# Classificação 2019/20








Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D

CONTACTO silva.joaodiogo@hotmail.com

Pesquisar

Pesquisar no Blog