Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Liga Europa: Benfica empata com o Arsenal

por João Silva, em 19.02.21

Benfica e Arsenal empataram, esta quinta-feira, a uma bola, em Roma, palco designado em consequência dos constrangimentos da pandemia. A segunda mão vai jogar-se em Atenas (pireu), no próximo dia 25, também quinta-feira.Resultado de imagem para benfica arsenal

As águias começaram a tentar pressionar, desta vez num esquema com três centrais, mas foi o Arsenal quem dominou e controlou, com Aumabayang a desperdiçar grande oportunidade e o Benfica a ter o seu primeiro remate do jogo apenas aos 32 minutos, por Darwin e meio enrolado. Mas a equipa portuguesa foi ganhando confiança e dividiu o tempo de posse de bola. A primeira parte foi, no final, sem grandes oportunidades de parte a parte.

O Benfica regressou mais determinado na segunda parte e acabaria por beneficiar de um penálti, que Pizzi concretizou no primeiro golo da partida. Uma vantagem que durou apenas dois minutos: um cruzamento de Cédric, lateral português do Arsenal, e Saka voltou a igualar a partida.

Uma ou outra jogada de relativo perigo, para cada uma das equipas (mais Benfica do que nos primeiros 45 minutos), mas sem golo iminente até final, com o empate a manter-se até ao apito do árbitro da partida para o regresso aos balneários.

O Benfica fez uma exibição sem brilho, mas o Arsenal foi igualmente cinzento. Fica, pois, tudo em aberto para o jogo da segunda mão.

Autoria e outros dados (tags, etc)


Liga Europa: Shakhtar 2-1 SLBenfica

por João Silva, em 21.02.20

O Benfica averbou uma derrota, na tarde de quinta-feira, no terreno do Shakhtar (1-2), em jogo da 1.ª mão dos 16avos de final da Liga Europa. As águias assinaram uma exibição pálida na Ucrânia e bem podem agradecer o facto da desvantagem na eliminatória não ser mais alargada.

A equipa orientada por Luís Castro foi dominadora e esteve quase sempre por cima do jogo. Perante um Benfica pouco atrevido e muito retraído, os ucranianos chegaram à vantagem com alguma naturalidade, mas só depois de Odysseas ter negado um par de ocasiões perigosas.

ODYSSEAS_SHAKHTAR_BENFICA.jpg

Alan Patrick inaugurou o marcador em Kharkiv aos 56 minutos com um remate de média distância. Pizzi (67'), através de uma grande penalidade, reduziu minutos depois, mas o empate pouco durou no marcador. Kovalenko (72') voltou a colocar o Shakhtar novamente em vantagem e, desta feita, até final do encontro.

Bruno Lage
Fez algumas alterações no onze, mas a aposta em Haris Seferovic falhou redondamente. O Benfica fez muito pouco ao nível ofensivo e voltou a cometer erros na hora de defender. A equipa das águias não atravessa um bom momento e cabe a Bruno Lage mudar a situação.

Vlachodimos e Taarabt
Os melhores. Outra vez. Um pelo que defendeu, outro por ser o único capaz de dar criatividade.

Um resultado negativo, é certo, mas que traz ainda assim, com o golo marcado fora, boas perspectivas para o jogo do Estádio da Luz (basta um triunfo por 1-0).

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Inserido no Grupo G, com RB Leipzig, Zenit e Lyon, o Benfica, como logo se constatou no sorteio, ficou num grupo equilibrado. Ao cabo de seis jornadas, a prova está aí. À entrada para a derradeira ronda, três emblemas (Benfica, Lyon e Zenit) tinham várias portas abertas – ou fechadas – em 2019/20. Só os germânicos entraram na 6.ª jornada com os oitavos de final da Champions no bolso.

No final, os franceses do Lyon seguem na Liga dos Campeões; o Benfica, após derrotar o Zenit por 3-0, continua na Liga Europa, relegando os russos para fora das competições europeias. A reboque deste triunfo, regado com uma boa exibição, saltam números que merecem ser analisados e, mais do que isso, esmiuçados.

Benfica-Zenit

Em termos coletivos, apesar de o primeiro grande objetivo – oitavos de final da Champions – não ter sido concretizado, as águias carimbaram o segundo ao assegurarem a continuidade nas provas da UEFA através da Liga Europa. Mas o 3-0 trouxe ainda mais…

Com este resultado, o Benfica finalizou como melhor ataque do Grupo G, ex-aequo com o Leipzig, com 10 tentos apontados, sendo que faturou em todos os seis jogos da fase de grupos. Estes 10 golos igualam o melhor registo do Clube numa fase de grupos, que fora conseguido em 2015/16 e 2016/17. Os três golos com que brindou o Zenit no Estádio da Luz são, ainda, o melhor resultado das águias no seu reduto desde 2006/07, altura em que o Benfica, treinado por Fernando Santos, recebeu e venceu os escoceses do Celtic, por 3-0.

Realce-se ainda mais a veia goleadora dos comandados por Bruno Lage. Além de serem o ataque mais concretizador da Liga NOS (33 golos), estão entre as equipas do top europeu com melhor média de tentos na temporada oficial. Analisando os líderes dos principais campeonatos da Europa que estão presentes na Champions, o Benfica contabiliza 2,29 golos por jogo, sendo que apenas Liverpool (2,42) e Barcelona (2,38) fazem melhor; Paris Saint-Germain e Inter ficam aquém. O Borússia Mönchengladbach, líder da Bundesliga, não está na competição milionária.

Benfica-Zenit

Falar do triunfo ante o Zenit é recordar que este é o mais volumoso dos encarnados ao conjunto de São Petersburgo, mas é também falar de Pizzi. O médio esteve em destaque e foi considerado pelo Sofascore o melhor em campo, com 9,1 de nota.

No jogo apontou um golo, de grande penalidade, fez uma assistência para Cervi inaugurar o marcador na Luz, terminando a participação na prova com três golos e duas assistências. Isto é, teve participação direta em 50% dos golos benfiquistas na fase de grupos.

Nos 90 minutos frente aos russos na Luz, o camisola 21 juntou às estatísticas quatro passes decisivos, 100% de acerto no passe longo (5 em 5) e duas oportunidades de golo criadas. Lembrar que o melhor médio da Liga NOS em outubro e novembro soma 16 golos na temporada, superando, assim, a melhor marca da carreira lograda, precisamente, na temporada transata.

Benfica-Zenit

Para além do criativo português, houve outros jogadores em destaque no jogo e na prova. O argentino Cervi fez companhia a Pizzi nos marcadores da partida, estreando-se nesta edição da Liga dos Campeões. O dorsal 11 tem apetência para fazer o gosto ao pé na prova, dado que, em quatro épocas no Clube, faturou em três delas.

Com nove desafios realizados na Liga dos Campeões desde que chegou ao Benfica, Gabriel cumpriu, frente aos russos, o jogo 50 de águia ao peito, nos quais apontou dois golos. O brasileiro está, ainda, no top 5 dos mais utilizados nesta edição da prova da UEFA. Completou cinco partidas e somou 441 minutos.

No capítulo da utilização, uma palavra para Tomás Tavares. Aos 18 anos, o defesa-direito foi lançado na ronda inaugural frente ao Leipzig e não se escondeu. Realizou cinco encontros (só falhou o jogo na Alemanha), completou 450 minutos e é apenas superado na utilização pelos totalistas Odysseas, Grimaldo e Rúben Dias. Este trio jogou todos os minutos dos seis jogos do Grupo G.

Benfica-Zenit

Aliás, no caso de Grimaldo, para além da utilização, há outro número que comprova a importância do lateral espanhol na manobra encarnada. Com 66,4 quilómetros percorridos, o camisola 3 é o único benfiquista no top 20 dos que mais correram na Champions. Ao afunilarmos a pesquisa para os defesas, Grimaldo é o 4.º da prova com mais quilómetros feitos, sendo que, neste top 20, aparece outra águia: Rúben.

Em destaque na 6.ª jornada estiveram também Chiquinho e Taarabt. O português estreou-se em jogos no Estádio da Luz para a Champions à terceira partida na prova. Efetuou dois remates que passaram perto da baliza russa e fez dois passes decisivos nos 90 minutos.

O internacional marroquino espalhou magia no relvado e foi o jogador mais solicitado pelos colegas, ao receber 85 passes. Taarabt pintou a sua exibição com cinco passes longos certos em seis tentados e foi bem-sucedido nos dois dribles que tentou.

Fonte: SLBenfica.pt

Autoria e outros dados (tags, etc)


Garantir as meias-finais da Liga Europa

por João Silva, em 18.04.19

Prediksi-Skor-eintracht-frankfurt-VS-Benfica-19-Ap

O Benfica procura hoje capitalizar o triunfo frente ao Eintracht Frankfurt, por 4-2, e assegurar a 15.ª presença nas meias-finais de uma competição europeia, no encontro da segunda mão dos quartos-de-final da Liga Europa, na Alemanha.

O conjunto de Bruno Lage vai a Frankfurt defender uma vantagem de dois golos, uma semana depois da noite memorável do jovem João Félix, autor de três tentos e uma assistência, no Estádio da Luz, onde os alemães ficaram reduzidos a 10 elementos logo aos 20 minutos, por expulsão do defesa francês Evan N’Dicka.

 

Com 14 presenças em meias-finais, o Benfica fica assim, mais perto de uma fase para a qual não se apura desde 2013/14, quando chegou mesmo à final da Liga Europa, acabando por perder com o Sevilha, no desempate por grandes penalidades.

Além da vitória sobre o Eintracht, na quinta-feira passada, o Benfica bateu o Vitória de Setúbal pelo mesmo resultado (4-2), no domingo, que lhe garantiu a manutenção da liderança do campeonato nacional.

 

Já o Eintracht vem de duas derrotas seguidas, uma vez que, depois do desaire em Lisboa, foi derrotado por 3-1 na receção ao Augsburgo, para a Liga alemã, sendo que o português Gonçalo Paciência voltou a marcar, depois de também o ter feito na Luz.

É expectável que o treinador Adi Hütter volte a apostar numa frente de ataque com o croata Ante Rebic e o sérvio Luka Jovic, jogador que se encontra cedido pelo Benfica e que foi o autor do primeiro golo dos alemães na primeira mão.

 

Para a visita à Commerzbank Arena, o técnico Bruno Lage chamou o argentino Salvio, que esteve a recuperar de lesão nos últimos dois meses, bem como Jardel, Fejsa e Jonas, este último vinha sendo poupado nas deslocações de avião.

Estão convocados:

Guarda-redes: Mile Svilar, Odysseas e Ivan Zlobin;

Defesas: Rúben Dias, André Almeida, Jardel, Grimaldo, Ferro e Yuri Ribeiro;

Médios: Fejsa, Pizzi, Rafa, Samaris, Salvio, Cervi, Florentino e Gedson Fernandes;

Avançados: Seferovic, Jonas e João Félix.

 

Benfica e Eintracht Frankfurt jogam hoje, a partir das 20:00, na Commerzbank Arena, em Frankfurt, num encontro que será dirigido pelo italiano Daniele Orsato.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

A equipa do Benfica faz esta quarta-feira de manhã a viagem para a capital da Croácia, num voo charter que demorará quase três horas. Entre os 20 jogadores escolhidos há algumas surpresas.

O encontro entre o Dínamo Zagreb e o Benfica, da primeira mão dos oitavos de final da Liga Europa, realiza-se na quinta-feira, pelas 17h55 (em Lisboa), no Estádio Maksimir, com capacidade para pouco mais de 37.000 espetadores.

Dos futebolistas escalados pelo treinador Bruno Lage a maior novidade é a inclusão do médio da equipa B, Nuno Santos, de 20 anos.

De fora dos escolhidos ficaram André Almeida, Pizzi e Jonas.

Eis a lista de convocados:

Guarda-redes: Ivan Zlobin, Odysseas e Mile Svilar;

Defesas: Rúben Dias, Grimaldo, Yuri Ribeiro, Sébastien Corchia e Ferro;

Médios: Zivkovic, Samaris, Nuno Santos, Rafa, Gedson Fernandes, Franco Cervi, Krovinovic, Florentino e Gabriel;

Avançados: Seferovic, João Félix e Jota.

A equipa fará o treino de ambientação ao relvado às 17h00 (em Lisboa), estando a conferência de imprensa de Bruno Lage marcada para hora e meia depois.

O presidente Luís Filipe Vieira e vários elementos da direção (José Eduardo Moniz, Alcino António, Domingos Almeida Lima e Sílvio Cervan) viajaram com a comitiva.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Dinamo Zagreb.png

O Benfica não se pode queixar do sorteio dos oitavos de final da Liga Europa, tendo conseguido evitar os principais clubes ainda em prova. Pela frente, a equipa de Bruno Lage terá o crónico campeão croata (ganhou 12 das últimas 13 ligas da Croácia), Dínamo Zagreb, uma das formações com pior ranking europeu (53.º) entre as 16 ainda em prova.

 

O primeiro jogo da eliminatória é em Zagreb, no dia 7 de março, ficando o Benfica com oportunidade de sentenciar o duelo em casa, na Luz, uma semana depois (14 de março).

 

Tal como tem sido nota dominante há mais de uma década, o Dínamo Zagreb lidera atualmente a liga croata, com 14 pontos de vantagem sobre o segundo classificado, Osijek. Na Europa, esta época, a equipa croata caiu no playoff final de acesso à Liga dos Campeões, frente aos suíços do Young Boys, perdendo em casa por 2-1 depois de ter empatado na Suíça a 1-1.

Equipa dinamo zagreb.jpg

Remetido para a Liga Europa, o Dínamo Zagreb teve uma fase de grupos invicta, vencendo o grupo D, com Fenerbahçe, com quatro vitórias e dois empates. Nos 16 avos de final, os croatas eliminaram o Plzen, da República Checa, dando a volta a uma derrota por 2-1 na primeira mão com um 3-0 em Zagreb.

 

A equipa é orientada pelo antigo internacional croata Nenad Bjelica e tem o médio espanhol Dani Olmo, o médio defensivo Ivan Sunjic, o extremo Mislav Orsic e o avançado Bruno Petkovic como algumas das principais figuras.

 

Resultado do sorteio
Chelsea (Inglaterra) - Dínamo Kiev (Ucrânia)

E. Frankfurt (Alemanha)- Inter de Milão (Itália)

Dínamo de Zagreb (Croácia) - Benfica (Portugal)

Nápoles (Itália) - Salzburg (Áustria)

Valência (Espanha) - Krasnodar (Rússia)

Sevilha (Espanha) - Slavia Praga (Rep. Checa)

Arsenal (Inglaterra) - Rennes (França)

Zenit (Rússia) - Villarreal (Espanha)


#RumoAbaku

Autoria e outros dados (tags, etc)


Simbolo
Fundador
115-anos
Reconquista-37

OBENFICA

MISTICA

twiiter

# Classificação 2019/20








Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2010
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2009
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2008
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D

CONTACTO silva.joaodiogo@hotmail.com

Pesquisar

Pesquisar no Blog