Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


O Benfica empatou (0-0) frente ao Galatasaray e segue em frente para os oitavos de final da Liga Europa. A quipa da Luz confirmou a vantagem de 2-1 trazida da Turquia.

Bruno Lage, na antevisão da partida, tinha prometido mudanças na equipa e cumpriu. Saíram Samaris, Gabriel e Rafa para a entradas de Florentino, Gedson e Cervi.

Sabendo de antemão que se tratava de uma vantagem confortável, mas não decisiva, o Benfica quis nos primeiros minutos chegar ao golo para poder descansar e colocar no bolso a eliminatória. E bem o tentou nos primeiros minutos.

Cervi esteve perto de inaugurar o marcador (7´). Desvio do espanhol, depois de um passe de Pizzi da direita.

Depois de um primeiro quarto de hora prometedor por parte das águias, cheirava a golo da Luz, perante um Galatasaray muito remetido à sua defesa.

No ataque, os turcos eram demasiados inconsequentes. Um livre para ninguém para Belhanda era o espelho da fraca produção ofensiva da equipa orientada por Fatih Terim na primera parte.

Com o intervalo a aproximar-se, a toada de jogo tornava-se morna. Antes do descanso, apenas dois lances criaram algum perigo junto das balizas. Belhanda colocou à prova Vlachodimos (44´) com um remate de pé esquerdo. No mesmo minuto, Muslera com uma boa estirada impediu o pior para a sua equipa, numa excelente intervenção, depois de um remate de Pizzi, servido por João Félix.

Ao intervalo era clara a superioridade do Benfica, mas pedia-se mais velocidade na segunda parte para conseguir desbravar os caminhos que iam dar à baliza de Muslera.

O início do segundo tempo pareceu retirado a papel químico dos primeiros minutos de jogo, com o Benfica no ataque, mas à procura de um maior esclarecimento. Gedson logo a abrir a etapa complementar deu calafrios a Muslera, num remate rasteiro.

A conversa ao intervalo de Bruno Lage com os seus jogadores teve certamente efeitos na mudança de dinâmica, estavam mais velozes e acutilantes nas transições o que punha a nu as debilidades defensivas do conjunto de Istambul.

Ao minuto 53, Seferovic trocou de papel com João Félix, servindo o jogador português, mas antecipou-se um defesa turco a cortar para canto. Bruno Lage fez entrar Rafa para o lugar de Cervi.

Pouco depois da meia hora, o Benfica criou a melhor oportunidade da segunda parte. Ferro ganhou nas alturas, a bola sobrou para João Félix que falhou de forma incrível o golo.

Apesar da ineficácia dos jogadores do Benfica, não pairava no ar a ideia de que o Galatasaray pudesse chegar ao golo. Só através de lances de bola parada, os turcos conseguiam criar perigo.

Com a partida controlada, Bruno Lage optou por refrescar; Jonas entrou para o lugar de João Félix para o aplauso da noite.

O Benfica cumpriu a missão e marca encontro no sorteio desta sexta-feira dos oitavos de final da Liga Europa.

#RumoABaku

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Antevisão Benfica-Galatasaray

por João Silva, em 21.02.19

Benfica_Galatasaray.png

A equipa de Bruno Lage recebe esta noite o Galatasaray, na segunda mão da eliminatória, com a vantagem de ter ganho há uma semana em Istambul por 1-2. Os dois golos marcados fora dão alguma margem de conforto ao clube da Luz. Uma vitória ou empate colocam as águias na próxima fase da Liga Europa, e até uma derrota por 0-1 esta noite pode servir. Só perder por dois golos de diferença (ou sofrendo três ou mais golos, independentemente da margem) ditará o afastamento.

 

A aposta na juventude foi assumida no encontro da primeira mão, em Istambul, com seis jogadores formados no Seixal a integrarem o onze , três deles em estreia absoluta nas competições europeias (Yuri Ribeiro, Ferro e Florentino Luís).
Bruno Lage garantiu que esta noite a equipa inicial será diferente: “Senti que aquele era o onze para jogar. Hoje vou apresentar o melhor onze conforme as forças e fraquezas do adversário. Seguramente será um onze diferente da primeira mão e diferente do último jogo com o Desportivo das Aves".

 

Depois de ter feito história ao dar ao Benfica a primeira vitória na Turquia, Bruno Lage procurará dar ao clube o segundo triunfo caseiro sobre o Galatasaray, após o 2-1 obtido na fase de grupos da Liga dos Campeões 2015-16 (golos de Jonas e Luisão). “O Galatasaray é uma grande equipa e nós também. Jogamos de forma ofensiva, atractiva. Esse tem sido o nosso percurso, não só nestas seis semanas, mas também ao longo da história do Benfica”, vincou o técnico, "É com esta mentalidade e filosofia que as coisas se vão fazendo.”

 

Bruno Lage convocou 19 jogadores para o embate com o Galatasaray a contar para a segunda mão dos 16-avos-de-final da Liga Europa, que acontecerá a partir das 20 horas no Estádio da Luz.

Germán Conti regressou aos treinos como foi possível verificar no treino da manhã mas ficou de fora por opção tal como Krovinovic.

Salvio, Fejsa, Ebuehi e Jardel continuam fora das opções por lesão.

Lista de convocados:

Guarda-redes: Mile Svilar e Vlachodimos;

Defesas: Ferro, André Almeida, Rúben Dias, Grimaldo e Corchia;

Médios: Zivkovic, Florentino, Samaris, Pizzi, Gabriel, Gedson, Rafa e Cervi;

Avançados: Seferovic, Jonas, João Félix e Jota.

 

#RumoABaku

Autoria e outros dados (tags, etc)


Vitória histórica do Benfica na Turquia

por João Silva, em 15.02.19

O Benfica foi à Turquia arrancar uma importante e histórica vitória por 2-1 sobre o Galatasaray, em jogo dos 16 avos-de-final da Liga Europa. Ao fim de oito encontros na Turquia, o Benfica conseguiu o primeiro triunfo em solo turco.

Galatasaray_Benfica.jpg

Muito foi dito sobre a aposta de "risco" de Bruno Lage. O técnico frisou que lançar vários jovens foi “opção” e “estratégia”, e que sentiu que seria a melhor aposta para este jogo, tendo também em conta a gestão de esforço do plantel. Ficou provado que foi uma boa aposta e que a força e solidez dos jogadores da formação benfiquista veio para ficar.

Ferro, Rúben Dias, Yuri Ribeiro, Gedson, Florentino e João Félix foram titulares e têm uma coisa em comum: Todos foram formados no Seixal.

 

Apesar das muitas alterações promovidas por Bruno Lage, com vários jogadores importantes de fora, Gedson Fernandes, Yuri Ribeiro, Sébastien Corchia e Florentino Luís, assumiram a titularidade e foram personalizados, souberam sofrer e disferiram vários golpes na equipa contrária, com dois deles a dar em golo.

 

O jogo começou com o Benfica na habitual pressão alta e a jogar no erro do adversário até cerca dos 20 minutos. Os turcos superaram a apatia inicial para colocar perigo à defesa das águias que ainda assim iam dando conta do recado.

Aos 19 minutos, o francês Corchia foi decisivo num desvio importante a remate de Onyekuro que levava selo de golo. Na área adversária, Seferovic e João Félix iam apertando os defesas-centrais. Yuri Ribeiro (26’) cruzou da esquerda com Marcão a cortar com o braço. Salvio chamado à conversão da grande penalidade não falhou. Vantagem justa das águias no inferno turco. Até ao descanso o jogo foi repartido, mas sempre com o ascendente português.

Salvio-galatasaray.jpg

Após o intervalo uma contrariedade para o Benfica, que até acabou por equilibrar o conjunto português. Salvio lesionou-se e foi substituído por Gabriel.

A equipa de Bruno Lage dominava como queria mas, num lance em que Gedson não pressionou e Yuri foi surpreendido, o Galatasaray chegou ao empate pelo gigante Luyindama. O Benfica não acusou o golo. Com o bloco sempre subido, os encarnados passaram a jogar mais no meio-campo contrário. João Félix e Seferovic assustaram Muslera, antes do suíço fazer o seu 17º golo da temporada. Rúben Dias fez uma abertura longa para avançado helvético que aguentou a carga e disparou para o justíssimo 2-1.

Seferovic_Galatasaray.jpg

Os jovens do Seixal mostraram-se com nota positiva na Europa e calaram o inferno turco.
Em noite de estreia europeia, Florentino Luís foi o principal destaque do jogo. O médio português de 19 anos foi impressionantes dos passes e nas recuperações de bola, fez ainda dois passes para finalização e cinco desarmes. Em bom plano esteve ainda Seferovic, autor do segundo golo. O avançado suiço somou mais um golo à sua marca pessoal e conseguiu ainda conduzir os contra-ataques do Benfica e fazer três remates enquadrados.

Este resultado abre as portas da próxima fase à equipa de Bruno Lage, que se estreou nas competições europeias. Segue-se o Desp. Aves.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

UefaEuropeLeague.jpg

O Benfica nunca foi eliminado por um conjunto turco nas provas europeias, mas apresenta um saldo negativo frente ao Galatasaray, com uma vitória e duas derrotas. A equipa de Bruno Lage seguiu para este encontro em Istambul sem vários habituais titulares, uns devido a lesão (Jardel e Fejsa), e outros por opção técnica (Grimaldo, Pizzi e Jonas).

 

Segundo o técnico na antevisão ao jogo desta quinta-feira, primeira mão dos 16 avos de final da Liga Europa, “Estes jogadores ficaram de fora apenas por opção. A época é longa e eles fizeram algo diferente ao longo destes dois meses. Foram meses muito carregados e estamos envolvidos em três competições. Esses três jogadores ficaram em casa, mas temos um plantel que nos oferece totais garantias”.

 

Bruno Lage, que se vai estrear nas competições europeias, considerou que “os meses de dezembro e janeiro foram muito carregados”, com jogos “de três em três dias”, e salientou que a equipa técnica toma decisões em “função de diversos fatores”.

"Temos atenção ao esforço dos atletas, ao historial de lesões, à idade, às viagens, à forma de recuperar. São tudo pontos que nos levam a tomar determinadas decisões”, referiu.

 

Mesmo admitindo que “não tem havido muito tempo para treinar”, assegurou que os jogadores querem entrar em campo “com enorme confiança e com a mesma qualidade que têm demonstrado em Portugal”.

 

O Galatasaray tem uma grande equipa, um enorme treinador e joga num estádio fantástico. Temos uma equipa com jogadores que têm muitos jogos internacionais. Já tive oportunidade de assistir ao vivo a jogos aqui, na Turquia, com apoio máximo à equipa da casa, mas os grandes jogadores gostam de jogar nestes ambientes”, vincou.

 

Bruno Lage foi perentório a afastar qualquer tipo de euforia no seio da equipa da Luz, confessando ainda que a estreia nas competições europeias “será um marco importante” na sua carreira, embora tenha relegado a questão para segundo plano.

 

Benfica e Galatasaray jogam esta quinta-feira, a partir das 17:55, em Istambul, num encontro que será dirigido pelo espanhol Jesús Manzano.

 

#RumoABaku

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Liga Europa: Benfica regressa à Turquia

por João Silva, em 17.12.18

liga europa galatasaray.jpg

O Benfica vai defrontar o Galatasaray para os 16 avos-de-final da Liga Europa. O sorteio desta fase a eliminar da competição aconteceu esta segunda-feira de manhã na sede da UEFA, em Nyon, Suíça.

Nesta fase, marcada para 14 e 21 de Fevereiro de 2019, o Benfica já sabe que começa fora e acaba na Luz.

O clube da Luz ao ser terceiro do grupo E da Liga dos Campeões com 7 pontos, foi um dos quatro melhores relegados para a Liga Europa e partiu para este sorteio como cabeça de série.

O Galatasaray terminou em terceiro lugar o grupo D da Liga dos Campeões com quatro pontos. O conjunto de Istambul regressa esta temporada a Portugal. O Benfica já defrontou outra equipa turca, o Fenerbahçe, na terceira pré-eliminatória da Liga dos Campeões.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Liga dos Campeões: SL Benfica 2-1 Galatasaray

por João Silva, em 04.11.15

O Benfica venceu o Galatasaray por 2-1 na 4.ª jornada da Fase de Grupos da Liga dos Campeões. Depois do empate a zero entre Astana e Atlético, os “encarnados” são líderes isolados do Grupo C.

Grupo C.jpg

Poucas foram as mexidas de Rui Vitória relativamente ao onze que alinhou em Istambul há 15 dias – quando a formação comandada por Hamza Hamzaoglu venceu por 2-1. Talisca, que entrou para o lugar do castigado Samaris, foi a única alteração.

Esta noite, no Estádio da Luz, entrou melhor o SL Benfica com um remate de Nico Gaitán logo aos 3’. Jogada de classe do argentino que, após uma roleta, tentou o remate mas acabou por sair ao lado.

Benfica_Galatasaray_4.jpg

Com os Bicampeões Nacionais a mandarem no jogo e à procura do golo, Raúl viu Muslera negar-lhe aquele que poderia ter sido o primeiro da noite, aos 5’, e, na recarga, Gaitán atirou pertíssimo do poste!

Aos 21’, primeira ameaça do Galatasaray, com um remate perigoso de Podolski. Aos 25’, canto a favor da equipa turca batido por Kisa, com a bola a sobrar para Sneijder, que, fora da área, rematou para defesa de Júlio César.

A fechar o primeiro tempo, Milorad Mazic mostrou o cartão amarelo a Nico Gaitán. Burak Yilmaz devia ter sido expulso por mão na bola mas o árbitro sérvio mostrou antes o amarelo a Gaitán por protestos…

Empate a zero numa primeira parte que começou bem, sobretudo devido à boa entrada dos “encarnados” que já mereciam estar na frente do marcador.

Aos 52’ a Luz fez-se ouvir. Dois anos depois, Jonas voltou a marcar na Liga dos Campeões. Estava feito o 1-0.

Benfica_Galatasaray_1.jpg

Uma vantagem que durou apenas cinco minutos. Aos 57’, o alemão Podolski rematou e restabeleceu a igualdade.

Aos 67’, Luisão voltou a colocar o SL Benfica na frente do marcador. Após um canto batido por Nico Gaitán, a bola sobrou para Jiménez que conseguiu desviar para o capitão que não deu hipótese a Muslera.

Benfica_Galatasaray_2.jpg

A cinco minutos do final, segundo cartão amarelo para Nico Gaitán que falha, por isso, o jogo com o Astana.

Com este resultado, o SL Benfica é líder isolado do Grupo C - com nove pontos, mais dois do que os espanhóis do Atlético - e está mais perto da qualificação para os oitavos de final da competição.

Benfica_Galatasaray_3.jpg

Rui Vitória fez alinhar o seguinte onze inicial: Júlio César; Sílvio, Luisão, Jardel e Eliseu; Gonçalo Guedes (73’ Carcela), André Almeida, Talisca (90' Cristante) e Gaitán; Jonas (80’ Pizzi) e Raúl.

Fonte: SLBenfica.pt

Autoria e outros dados (tags, etc)


Simbolo
Fundador
115-anos
Reconquista-37

OBENFICA

MISTICA

twiiter

# Classificação 2019/20








Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D

CONTACTO silva.joaodiogo@hotmail.com

Pesquisar

Pesquisar no Blog