Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Youth League.jpg

O Benfica terminou a fase de grupos da UEFA Youth League com um empate na receção ao At. Madrid (1-1), que foi suficiente para garantir o apuramento para os oitavos de final da competição.

Depois de cinco vitórias em cinco jogos, os encarnados falharam assim o objetivo de somar por triunfos todos os jogos, mas conseguiram atingir o objetivo maior: ficar em primeiro lugar do grupo. Já o At. Madrid, com este empate, terminou em segundo e foi relegado para o play-off de acesso aos oitavos de final.

Refira-se que o jogo realizado no Seixal foi bem disputado e entretido, acabando com um ritmo frenético, sobretudo depois de José Gomes ser expulso por acumulação de amarelos e deixar o Benfica reduzido a dez jogadores para os dez minutos finais.

Nessa altura o At. Madrid acreditou poder chegar ao triunfo, embora precisasse de vencer por dois golos para ficar em primeiro. Não conseguiu o primeiro objetivo, nem sequer o segundo porque o Benfica reagiu também muito bem.

João Tralhão reforçou a equipa com os jovens João Carvalho e Diogo Gonçalves, habituais titulares da equipa B, sendo que sobretudo o primeiro encheu o campo e mereceu um sonoro aplauso no final da partida.

Onze do Benfica: André Ferreira; Buta, Rúben Dias, João Lima e Yuri Ribeiro; Pedro Rodrigues (Alfa Semedo, 86m), Gonçalo Rodrigues e João Carvalho (Jorge Pereira, 90m); Logan Martin (Ricardo Araújo, 58m), José Gomes e Diogo Gonçalves.
Suplentes: Fábio Duarte, Francisco Ferreira, Alfa Semedo, Banjaqui e Leonardo Vieira

GOLOS: Hernández (59m, p.b.) e Ferni (61m).
Disciplina: cartão vermelho a José Gomes (83m)

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

O Benfica recebeu o Atlético de Madrid na 6.ª e última jornada do Grupo C da Liga dos Campeões. Com os mesmo 10 pontos do adversário, aos “encarnados” bastava o empate – já que venceram em Espanha por 1-2 - para garantirem a liderança do Grupo mas não foram além do 1-2.

GRUPO_C.jpg

Em discussão estava o primeiro lugar do Grupo C e, por consequência, o cabeça de série no sorteio da primeira fase a eliminar.

Primeiros 45 minutos divididos. O Campeão Nacional teve mais bola mas foram os “colchoneros” que criaram mais perigo.

Aos 18’, Godín colocou a bola no fundo da baliza de Júlio César, de cabeça, mas o árbitro assinala (e bem!) posição irregular.

Aos 22’ e 23’ duas brilhantes defesas do guardião do Benfica a impedir o primeiro da noite. Aos 32’, respondeu o Benfica. Canto de Nico Gaitán com a bola a passar muito perto do poste da baliza Oblak.

O Atlético Madrid precisava de vencer para ser primeiro no Grupo e aos 32’, Saúl deu vantagem aos espanhóis. Estava feito o 0-1 com que se chegou ao intervalo.

Mitroglou entrou para render Gonçalo Guedes e, aos 45’, teve nos pés o golo do empate! Em campo há pouquíssimos segundos, o grego rematou às malhas laterais da baliza de Oblak.

Benfica_Atlético Madrid_1.jpg

Vietto, aos 55’, aumentou a vantagem e deixou o cenário mais complicado para a equipa de Rui Vitória que não se deixou intimidar.

Mitroglou ameaçou aos 45’ mas aos 74’ não deu hipótese ao ex-Benfiquista Oblak. Boa jogada de Raúl a entregar à entrada da área para o grego que reduziu a vantagem para 1-2.

Aos 83’ esteve à vista o empate! Carcela cruzou para o mexicano Raúl que cabeceou a rasar o poste.

Benfica_Atlético Madrid_2.jpg

Rui Vitória considerou no final do jogo que os “encarnados” tiveram uma boa atitude perante um forte adversário.

Temos que de ter a noção clara de que foi um jogo difícil contra uma equipa competitiva que percebe bem os momentos do jogo. Numa primeira parte tentámos desgastar a equipa do Atlético sem a objetividade que queríamos, mas arranjámos espaços e a bola circulou. Depois os pormenores fazem a diferença, o Atlético foi lá e fez um golo. Na segunda parte reagíamos e fizeram o 2-0. Mas há que a realçar a postura dos jogadores nos vários momentos do jogo”, analisou.

Na parte final podíamos ter feito o golo do empate. Fica um resultado que não queríamos mas que não mancha em nada o apuramento. Acabámos em cima da equipa do Atlético, jogámos contra uma grande equipa e o resultado não mancha nem de perto nem de longe o apuramento”, atirou.

Rui Vitória fez alinhar o seguinte onze inicial: Júlio César; André Almeida, Lisandro, Jardel, Eliseu; Pizzi, Renato Sanches, Fejsa, Gaitán (76’ Carcela); Gonçalo Guedes (45’ Mitroglou) e Jonas (61’ Raúl).

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Liga_dos_Campeões-Grupo C.jpg

O Benfica e o Atlético de Madrid, ambos com o apuramento para os oitavos de final da Liga dos Campeões já garantido, disputam hoje no Estádio da Luz, em Lisboa, o primeiro lugar no Grupo C.

Neste encontro da sexta e última jornada, a equipa portuguesa e a equipa espanhola procuram passar na condição de vencedor do grupo, de forma a evitar na fase seguinte ‘colossos’ como FC Barcelona, Real Madrid ou Bayern Munique, campeões europeus nas últimas três épocas e vencedores dos respetivos grupos.

À entrada para esta derradeira jornada, o Benfica reparte a liderança com os espanhóis, está em vantagem, mercê da vitória (2-1) obtida em Madrid, pelo que o empate será suficiente para o conjunto de Rui Vitória assegurar o triunfo no grupo C.

Sem poder contar com Luisão nem Nelson Semedo, ambos a recuperar de cirurgias, Rui Vitória volta a poder utilizar o defesa lateral Sílvio, que se lesionou frente ao Astana, no Cazaquistão, e falhou dois jogos da I Liga antes de ser convocado para este encontro.

Lista de convocados para o jogo com o Atlético de Madrid, da 6.ª jornada do Grupo C da Liga dos Campeões.

Guarda-redes: Ederson e Júlio César;

Defesas: Lisandro López; Lindelöf, Eliseu, Sílvio, Jardel e André Almeida;

Médios: Fejsa, Samaris, Gaitán, Gonçalo Guedes, Pizzi, Cristante, Talisca, Carcela e Renato Sanches;

Avançados: Mitroglou, Jonas e Raúl.

#CarregaBenfica

Autoria e outros dados (tags, etc)

Rui Vitória tem objetivos bem definidos para o jogo desta terça-feira com o Atlético de Madrid, que vai decidir o primeiro lugar do Grupo C da Liga dos Campeões.

Vamos defrontar uma equipa que está a fazer um percurso fantástico, sobretudo após o jogo contra nós em Madrid. Está há doze jogos sem perder e nesses jogos só sofreu quatro golos. Isso demonstra o poderio desta equipa”, começou por dizer o técnico em conferência de imprensa.

"Queremos ficar em primeiro no grupo e vamos defrontar uma equipa muito difícil. A vontade para isso é enorme. Com as duas equipas com os objetivos conseguidos [qualificação para os oitavos-de-final da prova], faremos tudo para ganhar o primeiro lugar. O Atlético de Madrid é uma equipa que só perdeu connosco e depois não perdeu com mais ninguém. Estamos na nossa casa, perante a família benfiquista, queremos ganhar e fazer história. É com esse objetivo que partiremos para o jogo. Queremos seguir o caminho para a frente”, acrescentou.

"Vamos defrontar uma equipa muito forte, mas é um orgulho ter conseguido esse resultado, valoriza ainda mais a nossa campanha. Foi possível lá, é possível cá. Sabendo que os jogos não são iguais e o Atlético tanto ganha fora como em casa", alertou. 

Fonte: SLBenfica.pt

Autoria e outros dados (tags, etc)

O treinador do Atlético de Madrid alertou para a qualidade da equipa do Benfica e para os perigos que pode criar esta terça-feira no Estádio da Luz, na 6.ª jornada do Grupo C da Liga dos Campeões.

Gaitán é um jogador importante, também gostei muito do Renato no meio-campo. Temos de estar atentos a todos os jogadores que nos possam criar situações de perigo”, disse em conferência de imprensa.

Sobre o jogo, o treinador assumiu que pretende vencer e garantir a passagem aos oitavos de final no primeiro lugar do Grupo C.

Ser primeiro é sempre melhor, mas isso também não garante nada para a próxima fase, apenas que não jogaremos contra outro primeiro classificado. Olhamos para os jogos de cada vez e queremos ganhar este com esse objetivo”, finalizou.

Já Antoine Griezmann não poupou elogios a Nico Gaitán. "É muito bom jogador. Deu-nos muitos problemas em Madrid e espero que esta terça-feira não esteja nos seus dias", confessou.

Autoria e outros dados (tags, etc)

O Benfica foi até Madrid vencer o Atlético por 2-1, em jogo da 2ª jornada do Grupo C da Liga dos Campeões. Gaitán e Gonçalo Guedes foram os marcadores deste triunfo histórico já que o Atlético de Simeone nunca tinha perdido em casa para as competições Europeias.

Atlético Madrid_Benfica_UCL_1jpg.jpg

Para este jogo com os espanhóis, Rui Vitória apostou em Raúl Jiménez para fazer dupla com Jonas na frente. André Almeida continuou no meio, ao lado de Samaris. No lado “colchonero”, Simeone continuou a apostar em Jackson, apesar de todas as críticas pelos poucos golos marcados.

A primeira parte foi frenética, cheia de oportunidades de parte a parte, embora com algum ascendente dos espanhóis. Pertenceu a Jonas o primeiro remate do encontro, numa jogada individual, aos sete minutos. A resposta do Atlético veio logo a seguir, com Gabi num livre e Tiago num remate em que pediu penálti (mão na bola de André Almeida) a estarem pertos do golo.

Atlético Madrid_Benfica_UCL_2jpg.jpg

Aos 14 minutos, Correa viu Jardel negar-lhe o golo com um grande corte. A resposta da equipa de Rui Vitória foi imediata: Eliseu lançou Gonçalo Guedes que tirou Oblak do caminho e rematou para a baliza. Valeu Filipe Luís a cortar a bola em cima da linha de golo.

Mas aos 23 minutos, Júlio César e companhia nada podiam fazer para travar o 1-0 da turma espanhola. Óliver cruzou para a área, Griezmann deu de primeira para Correia que, também de primeira, rematou forte, fazendo o 1-0. Um golo que embalou o Atlético que esteve perto do 2-0 aos 25, num remate de Griezmann contra Jardel e num remate de Jackson ao poste. O mesmo Jackson podia ter marcado aos 30 minutos mas o seu remate foi contra o corpo de Júlio César que evitou males maiores.

O Benfica vai chegar ao empate aos 37 minutos. Nélson Semedo cruzou tenso, a defensiva merengue cortou mal a bola que sobrou para Gaitan rematar de primeira e bater Oblak, antigo guarda-redes do Benfica.

Atlético Madrid_Benfica_UCL_3jpg.jpg

Mesmo a terminar o primeiro tempo, o Benfica podia ter feito o 2-1 mas Jonas e Gaitán não conseguiram desviar o centro de Eliseu.

Na entrada do segundo tempo e no primeiro lance de perigo, o Benfica chegou ao 2-1 e deu a cambalhota no marcador. Jonas trocou com Gaitán ainda no meio-campo do Benfica, o brasileiro lançou o extremo argentino que correu vários metros até descobrir Gonçalo Guedes na área. O extremo luso aproveitou o corte falhado de Filipe Luís para bater Obklak pela segunda vez.

Atlético Madrid_Benfica_UCL_4jpg.jpg

Gonçalo Guedes tornou-se no mais novo jogador de sempre a marcar na Champions pelo Benfica

Diego Simeone foi obrigado a arriscar mais, colocando Torres, Saul e Vietto em campo para os lugares de Óliver, Griezmann e Correa. Respondeu Rui Vitória com as entradas de Pizzi, Mitroglou e Fesja para os lugares de Jonas, Samaris e Raúl Jiménez.
Com o passar do tempo, os nervos foram tomando conta da equipa colchonera, que iam fazendo as coisas mais com o coração do que com a cabeça. Apenas em lances de bola parada o Atlético Madrid criava perigo. O Benfica foi aguentando o ímpeto atacante da turma espanhola, quebrando os ritmos de jogo quando era preciso, até ao apito final do árbitro Gianluca Rocchi de Itália.

Atlético Madrid_Benfica_UCL_5jpg.jpg

Rui "vitória" deixa o Benfica com seis pontos e na liderança do Grupo C, com mais três que o Atlético de Madrid e mais cinco que o Galatasaray.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Simbolo
Fundador
115-anos
Reconquista-37

OBENFICA

MISTICA

twiiter

# Classificação 2019/20








Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D

CONTACTO silva.joaodiogo@hotmail.com

Pesquisar

Pesquisar no Blog