Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Antevisão do jogo com o Marítimo

por João Silva, em 06.01.16

benfica-maritimo-campeonato-250x150.jpg

O Benfica que ganhou três pontos ao FC Porto na última jornada, depois de ter conquistado três pontos ao Sporting na jornada anterior, tem subindo degrau a degrau na classificação, chegando a esta ronda a apenas a dois pontos dos dragões a quatro dos leões no topo da classificação. Desde a derrota diante do Sporting, no final de outubro, a equipa de Rui Vitória somou 22 pontos em 24 possíveis, deixando escapar apenas pontos no nulo que consentiu diante do União da Madeira. Na última jornada, apesar de mais uma exibição pouco convincente, o Benfica somou mais três pontos no difícil Dom Afonso Henriques.

Gaitán é a grande ausência na lista de convocados do Benfica. O médio argentino tinha recuperado, voltou a jogar na última semana, em Guimarães, mas acabou o jogo com limitações e volta agora a parar. Carcela deverá ter, assim, nova oportunidade para jogar de início. No meio-campo, Renato Sanches é indiscutível, falta saber se o treinador continua a apostar em Fejsa ou devolve o lugar a Samaris.

Rui Vitória em antevisão ao jogo afirmou: «Espero um Marítimo de qualidade, como tem sido norma nos últimos anos e também nesta fase onde tem conseguido bons resultados. Tem jogadores que nos podem causar problemas, a nós e a qualquer equipa, como provou frente ao FC Porto. Agora, a nossa grande preocupação é preparar a nossa equipa o melhor possível para ganhar. Jogar com o máximo respeito pelo adversário, como sempre, neste caso o Marítimo, mas, em casa, obviamente vamos jogar para ganhar, aliás, como é sempre o nosso foco"

O Benfica tem saido vitorioso nos últimos cinco jogos com os madeirenses e a última vez que perdeu pontos em casa foi na temporada de 2009/10, quando se registou um empate a um golo.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


6.ª Taça da Liga vem para a Luz!

por João Silva, em 29.05.15

SL Benfica venceu, esta noite, o Marítimo (2-1) e conquistou a sexta Taça da Liga do palmarés.

Taça_da_liga_benfica_1.jpg

Último jogo da temporada 2014/2015. Um jogo que se queria ganhar por todos os motivos e mais alguns – não só seria a conquista da 6.ª Taça da Liga da História, como Jorge Jesus passaria a ser o treinador que ganhou mais títulos no SL Benfica: dez.

Acrescia ainda a dedicatória ao infortunado Salvio, que se lesionou na derradeira jornada do Campeonato Nacional, precisamente diante do Marítimo. Como homenagem ao argentino, o plantel do SL Benfica subiu ao estádio Cidade de Coimbra para o habitual aquecimento, com uma camisola onde se podia ler “Força Salvio”. Já se gritava pelos Bicampeões nas bancadas de Coimbra…

Aos 17’, primeira ameaça dos “encarnados”, com um remate perigosíssimo de Nico Gaitán à entrada da área. Aos 20’, Lima disparou a centímetros da baliza, completamente isolado perante Salin. E como à terceira é de vez, aos 37’ estava feito o primeiro da noite. No lado direito Jardel levantou para a área e surgiu Jonas a cabecear direitinho para o 1-0.

Taça_da_liga_benfica_3.jpg

Bancadas cheias e milhares de adeptos incansáveis. Os cânticos soavam em Coimbra e “embalavam” os Bicampeões.

A perder pela margem mínima, os insulares responderam mas Eliseu não permitiu o empate. Xavier arrancou, aos 40’, um bom cruzamento na esquerda e Marega não chegou por pouco para emendar, valendo o corte do internacional português. A formação orientada por Jorge Jesus conseguia levar vantagem para o intervalo (1-0).

No segundo tempo, aos 48’, Raúl Silva viu o segundo cartão amarelo deixando o Marítimo reduzido a dez elementos. Ainda assim, aos 56’ chegou ao empate através de João Diogo.

Aos 68’ gritou-se golo novamente em Coimbra, com as bancadas a "levantaram-se" para ver Gaitán pertíssimo do tento na sequência de um livre. O argentino fez a bola rasar o poste...

Aos 73’ Jorge Jesus tirou Miralem Sulejmani para dar lugar a Ola John. O holandês saltou do banco e faturou. No coração da área, Ola John rematou, aos 80’, para o fundo das redes da baliza de Salin para colocar o Benfica novamente na frente. 

Ambiente explosivo nas bancadas do estádio Cidade de Coimbra, onde já se festejava a conquista da sexta Taça da Liga do Palmarés. Esperaram-se os quatro minutos de tempo extra dados pelo árbitro Carlos Xistra e depois fez-se a festa, a segunda da temporada depois das celebrações do Bicampeonato!

Taça_da_liga_benfica_2.jpg

Jorge Jesus fez alinhar o seguinte onze inicial: Júlio César, Maxi Pereira, Jardel, Luisão, Eliseu, Samaris, Pizzi (68’ Talisca), Gaitán, Sulejmani (73’ Ola John), Jonas e Lima (84’ Fejsa).

Fonte: SLBenfica.pt

Taça_da_liga_benfica_4.jpg

 BICAMPEÕES NACIONAIS!

Autoria e outros dados (tags, etc)


SL Benfica 4-1 Maritimo

por João Silva, em 23.05.15

Foi sob o signo do 34 que os jogadores do Sport Lisboa e Benfica e do Marítimo subiram ao tapete verde da Luz para encerrar a edição 2014/15 da Liga NOS. Nas bancadas, as 60.532 pessoas abriram os braços ao Bicampeão – qual abraço a celebrar o Dia do Abraço que teve lugar no dia 22 de maio – transmitiram, com o cântico “O Campeão Voltou!” todo o calor da nação Benfiquista.

Pintados a rigor como se pede em dia de festa, os jogadores da “águia” entraram com um Futebol fluído e os primeiros festejos deram-se logo aos cinco minutos. Eliseu lançou a bola da linha lateral, na área a bola sobrou para Lima que redopiou sobre si mesmo e atirou para o 1-0.

Os adeptos apoiavam ruidosa e incessantemente e a equipa correspondia com “nota artística”. À passagem do minuto 12, um livre de laboratório de Gaitán encontrou Jardel ao segundo poste. O defesa brasileiro assistiu o conterrâneo, Lima, mas Rúben Ferreira opôs-se.

Havia espetáculo na Luz e nas duas balizas com Júlio César a evitar por duas vezes o golo madeirense. Aos 15 minutos, Alex Soares, só na área atira a contar e no minuto seguinte foi Marega e testar a atenção do brasileiro.

O jogo entrou depois numa toada mais morna, com o “frisson” a andar distante de ambas as balizas até que aos 31 minutos, Marega empatou a partida. O golo fez crescer o Marítimo, com Danilo, através de um potente remate, a assustar Júlio César aos 35 minutos.

Parecia que o Bicampeão tinha sentido o golo, mas nada mais errado. Quando o relógio assinalava os 42 minutos, Salvio descobriu Lima que endossou para Jonas que, em cima da linha de golo, empurrou para o 2-1. Ainda se festejava na Luz e já Marega obrigava Júlio César a mais uma vistosa intervenção (43’).

A etapa complementar começou com mais Benfica. Aos 48 minutos, Salvio, do lado direito, descobriu a cabeça de Jonas na área, mas o esférico morreu nas mãos de Wellington. Poucos minutos depois, Jonas inventou uma jogada de génio, deixou uma série de adversários para trás e isolado frente a Wellington atirou cruzado a centímetros do poste. Seria um golão!

Seguiram-se três minutos de luxo na Luz. Aos 57’, Lima dispara forte um tudo-nada ao lado da baliza insular. À passagem do minuto 59, Talisca rematou forte para defesa de Wellington e na sequência da jogada, Maxi Pereira assistiu Lima para o 3-1. Ficaram dúvidas acerca da posição do defesa direito uruguaio.

Jonas poderia ter ficado a um golo de se tornar o melhor marcador do Campeonato, quando aos 67’, Gaitán assistiu o avançado, mas o árbitro assistente, Luís Ramos, com um erro gritante, anulou o tento limpo ao Benfica.

Parecia que Deus escrevia direito por linhas tortas quando Sílvio assistiu Jonas para o 4-1 aos 82’, mas o avançado já não foi a tempo de fazer o golo que lhe faltava para ser o melhor marcador. Sete minutos depois, Júlio César ainda voltou a negar a sorte a Marega.

O Bicampeão Nacional fecha a Liga NOS com 86 golos em 34 jogos, e 85 pontos, fruto de 27 vitórias, quatro empates e três desaires.

O SL Benfica alinhou com Júlio César; Maxi Pereira; Luisão, Jardel, Eliseu (Sílvio, 60’); Samaris, Pizzi (Talisca, 45’), Salvio (Mukhtar, 74’), Gaitán; Jonas e Lima.

Fonte: SLBenfica.pt

Benfica_Campeão_2014-2015.jpg

 PARABÉNS BICAMPEÕES NACIONAIS!

Autoria e outros dados (tags, etc)


SL Benfica 4 - Marítimo 1

por João Silva, em 22.04.12

O Benfica esteve à altura das responsabilidades, venceu a formação insular por 4-1, consolidou o segundo lugar e mantêm uma ténue esperança de chegar ainda ao primeiro lugar.


 

Dois golos de Nolito, na primeira parte, adiantaram a equipa da Luz no marcador e abateram quaisquer esperanças que os jogadores de Pedro Martins tivessem. A segunda parte trouxe um Marítimo mais atrevido, que chegou ao golo. Mas o Benfica continuou demolidor e chegou à goleada.

 

O primeiro tempo foi de sentido único. O Benfica dominou como quis, futebol rápido, intensidade de jogo, sem oposição do adversário.

E, à terceira oportunidade, marcou. O Marítimo continuou encolhido e chegou ao intervalo a perder por 2-0. O golo de Sami, no início da segunda parte, não chegou para empolgar a equipa de Pedro Martins. Rodrigo e Bruno César confirmaram a 13.ª vitória dos “encarnados” na Luz, para o campeonato.

 

 

Nolito foi o herói da tarde. Realizou uma grande exibição e esteve em todos os golos. Marcou os primeiros dois (o segundo num belo “chapéu” a Peçanha) e fez os passes para os outros, apontados por Rodrigo e Bruno César.

Destaque também para Saviola, que não tem sido opção para o ataque, foi uma seta sempre apontada à baliza do Marítimo. 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Taça da Liga: SLBenfica 3 - Marítimo 0

por João Silva, em 06.02.12

O Benfica apurou-se para as meias-finais da Taça da Liga, ao vencer o Marítimo por 3-0. Venceu o grupo B, só com vitórias, naquele que era o grupo mais forte. 

 

Foi um jogo intenso, com grande qualidade, onde o Maritimo mostrou que tem uma excelente equipa, mas o Benfica esteve bem, com um futebol apaixonado e criativo - como disse Jorge Jesus -, acabou com naturalidade por alcançar a merecida vitória.

 

Nelson Oliveira muito activo na frente de ataque dos encarnados, é dele o primeiro golo do jogo. Uma opinião pessoal: tenho a sensação que aspira a uma convocatória da selecção portuguesa neste europeu.

O 2-0,  chegou com Rodrigo em campo. O internacional sub-21 espanhol assume-se, cada vez mais, como um avançado de nível mundial.

Rodrigo, teve ainda tempo de voltar a fazer o gosto ao pé, fixando o resultado final, em 3-0.

Mas ainda houve mais um momento de festa: a entrada de Yannick Djaló foi festejada como um golo e o antigo jogador do rival Sporting até esteve perto de marcar.

 

Segue-se então as meias-finais da Taça da Liga e no final do mês de Março, o Benfica irá receber, na Luz, o FC Porto.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Maritimo 0 - SL Benfica 1

por João Silva, em 27.09.10

O Benfica tinha um historial recente muito feliz nos Barreiros. Nas duas últimas épocas, duas vitórias robustas, 11 golos marcados e zero sofridos. Ontem, se o “Glorioso” tivesse concretizado todas as oportunidades que teve, podia ter saído do Funchal com um resultado semelhante. Assim, somou a sua terceira vitória consecutiva graças a um médio que acertou onde os avançados falharam. Fábio Coentrão marcou o único golo no triunfo sobre o Marítimo, o primeiro fora de casa esta época para o Benfica.

 

 

Não foi um jogo de sentido único, porque o Marítimo chegou a assustar, mas o Benfica ia com muita facilidade à área dos madeirenses. Com Carlos Martins no lugar do lesionado Aimar, o Benfica colocava rapidamente a bola nos seus avançados. O pior era o resto.

 

 

Depois das moralizadoras vitórias frente a Hapoel Telavive e Sporting, o Benfica voltou a mostrar sinais de retoma. Só faltou a pontaria.
Arrecadou mais três pontos, que nesta fase são cruciais, tendo em conta a desvantagem pontual que tem para o líder da Liga.
Segue-se a Champions.

Autoria e outros dados (tags, etc)


Simbolo
Fundador
115-anos
Reconquista-37

OBENFICA

MISTICA

twiiter

# Classificação 2019/20








Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D

CONTACTO silva.joaodiogo@hotmail.com

Pesquisar

Pesquisar no Blog