Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


img_476x268$2019_04_06_15_16_35_1530412.jpg

O treinador do Benfica pediu este sábado aos adeptos que continuem a acreditar na conquista do campeonato, garantindo que a equipa tudo vai fazer para que eles não sintam que o perderam duas vezes no mesmo ano.

 

"A determinada altura os adeptos sentiram que perderam o campeonato, mas com a recuperação que a equipa fez eles voltaram a acreditar. Agora sinto que as pessoas, por tudo aquilo que se vai vivendo, estão novamente com receio de voltar a perder o campeonato, e perder um campeonato duas vezes no mesmo ano é algo que os pode marcar", disse Bruno Lage.

 

Bruno Lage que assumiu o comando da equipa na 15.ª jornada, numa altura em que o Benfica estava a sete pontos do líder FC Porto, pediu aos adeptos que "continuem a marcar presença, criem dinâmica a apoiem a equipa nas próximas sete 'finais'".

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Bruno Lage: "Faltam nove finais"

por João Silva, em 12.03.19

Após o empate (2-2) frente ao Belenenses, no Estádio da Luz, Bruno Lage considerou que o Benfica fez uma boa exibição, num jogo onde "foi superior em todos os momentos". O técnico encarnado agradeceu ainda o apoio dos adeptos, que nunca deixaram de apoiar a equipa.

"Foi um jogo muito bem disputado. Acho que fizemos um grande jogo perante este Belenenses. A primeira parte foi praticamente nossa, com boa circulação, no entanto, um pouco lenta. O Belenenses, numa linha de cinco, defende muito bem a sua baliza, e tentou ao máximo contornar-nos o jogo por dentro. Nós sabíamos disso, estávamos preparados e tentámos explorar o jogo por fora. No entanto, a circulação não foi tão rápida – principalmente entre centrais e médios – para chegar ao outro corredor e, aí, acelerar e criar as nossas oportunidades. Corrigimos isso e tentámos que os nossos centrais recebessem a bola mais à frente, principalmente, quando a bola circula de um lado ao outro o nosso central estar mais próximo para depois o passe quando chega ao corredor estarmos mais em cima da linha defensiva e não dar tanto tempo ao adversário bascular. Fizemos isso na perfeição e chegámos ao 2-0 com dois bons golos."

"Foi com enorme qualidade e mérito que chegámos à vantagem. Depois foi infelicidade. Surgiram dois erros, erros ofensivos e não defensivos. Por vezes acontecem estes erros, são pequenos deslizes que nos acontecem e acabámos por oferecer o empate ao Belenenses, que é uma equipa que joga muito bem, mas que hoje não foi a mesma equipa. Nós fomos superiores em todos os momentos do jogo. O resultado certo seria a nossa vitória, mas não foi possível. O mais importante é realçar a atitude, a entrega e a organização de que a equipa dispôs até ao final, que tentou sempre vencer o jogo. Foi nesse sentido que as substituições foram feitas. Agora é continuar a trabalhar, faltam nove finais."

Benfica-Belenenses

"Não posso falar do jogo sem falar do público. Os adeptos têm estado sempre connosco. Hoje, com o 2-0 e com o 2-2, o público continuou sempre a apoiar a equipa, perdoou-nos os nossos erros, acredita – nós também acreditamos – e esse vai ser o nosso caminho até ao final: jogar bem e esperar que o público continue a ajudar como ajudou hoje."

Benfica-Belenenses

"Os jogadores têm de perceber o jogo que fizeram, os erros acontecem. Pior seria não termos feito este jogo ou não jogar bem e ganhar. Sabemos que era importante ganhar, mas aquilo que nos tem trazido até aqui, nestes dois meses de trabalho, é esta qualidade de jogo. Vamos fazer a nossa análise, perceber onde errámos e continuarmos seguros daquilo que fazemos. Isso e o maior conforto e a maior confiança que treinadores, jogadores e todo o staff devem ter: no trabalho, no jogo e na qualidade do jogo. A equipa jogou bem e correspondeu àquilo que pretendíamos: pena os dois deslizes que oferecemos ao adversário e que resultaram no empate."

Benfica-Belenenses

"Precisamos de treino para que estes erros aconteçam no treino, para consolidarmos esta forma de jogar. A equipa esteve consciente, sempre concentrada e fez uma exibição segura. É pena o resultado porque são dois erros ofensivos. Se fossem defensivos, as coisas seriam outras. Erros coletivos. Nossos. E primeiramente do treinador."

Benfica-Belenenses

"Vamos esperar por mais jogos. São duas competições diferentes [Liga Europa e Campeonato Nacional]. Preocupado estaria se, em três ou quatro jogos consecutivos, a equipa não jogasse com a qualidade que jogou hoje. Isso é que seria preocupante. Os resultados são muito importantes, temos consciência disso, mas reforço: aquilo que nos levou a esta recuperação foi esta forma de jogar, esta atitude e esta organização. Se forem fazer a análise do resultado, é o empate, mas se forem ver o jogo que fizemos já temos tido, no nosso percurso, exibições menos conseguidas. E isso que nos vai agarrar. O equilíbrio tem sido nota dominante e é com esse equilíbrio que vamos fazer o nosso caminho até ao final."

Benfica-Belenenses

"Se não tivéssemos o nosso jogo, se a bola queimasse nos pés, se não tivéssemos posse de bola, se não jogássemos bem, se não criássemos oportunidades, eu concordava. Independentemente do resultado, amanhã [terça-feira] o trabalho é o mesmo: preparar o jogo seguinte, analisar este e definir a melhor estratégia para, na quinta-feira, voltarmos a fazer um grande jogo."

Benfica-Belenenses

"Acredito que temos de continuar a trabalhar. Temos um grande jogo na quinta-feira e no domingo voltamos a jogar para o Campeonato. Temos de estar na máxima força, como estivemos hoje, para vencermos a equipa que, na minha opinião, é a sensação do campeonato [Moreirense]. Nisso é que eu acredito."

Benfica-Belenenses

"Eu quero ser favorito em continuar a jogar bem e a proporcionar bons espetáculos a quem nos acompanha. Isso é o que mais me importa. Eu sou um treinador muito direcionado para a tarefa e para aquilo que controlo. O favoritismo eu não controlo. O que eu controlo é que se jogar bem vou ganhar mais jogos, mais pontos e no final fazem-se as contas."

Benfica-Belenenses

"Relativamente à falta de um jogador, temos de ter a consciência de que a equipa tem de funcionar com uma identidade. Andámos dois meses a jogar e vocês perguntavam-me pelo Jonas. Hoje o Jonas joga, faz 90 minutos – como eu vos prometi – faz um golo, e vocês perguntam pelo Seferovic?"

Benfica-Belenenses

"O que gostei mais do Jonas foi a exibição e o golo. Fico feliz por me ter dedicado o golo, mas aquilo que me deixa alegre é a forma como o jovem Jonas treina e está pronto para ajudar a equipa. Isso é que me deixa mais feliz. Fez um bom jogo, ajudou a equipa e fez um grande golo."

Fonte: SLBenfica.pt

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Bruno_Lage.jpg

Em comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), a SAD do Benfica confirmou, esta terça-feira, o novo contrato com Bruno Lage.

«A Sport Lisboa e Benfica – Futebol, SAD informa, nos termos e para o efeito do disposto no artigo 248.º-A do Código dos Valores Mobiliários, que renovou o contrato de trabalho desportivo celebrado com o treinador Bruno Miguel Silva do Nascimento (Bruno Lage), mantendo o seu vínculo contratual até 30 de junho de 2023», pode ler-se.

O treinador, de 42 anos, transitou da equipa B após a saída de Rui Vitória, a 3 de janeiro passado. Desde então orientou a equipa principal do Benfica em 11 jogos, somando 10 vitórias e 1 derrota, frente ao FC Porto, para a Taça da Liga.

As boas exibições desenvolvidas pelo Benfica desde a chegada de Bruno Lage ao comando da formação principal, valeu ao técnico a extensão do vínculo contratual até 2023. Em reação ao prémio apresentado pela direção, que prevê a melhoria do contrato em termos financeiros, Bruno Lage agradeceu o voto de confiança em declarações à BTV.

«Sentimentos de enorme orgulho e sentimento de oportunidade de continuar o trabalho que temos feito nas últimas semanas, e do trabalho desenvolvido nesta casa. Só posso estar orgulhoso desta oportunidade enorme de poder treinar a equipa principal e das pessoas que me acompanharam, mas nada disto nos desvia do trabalho e da concentração. Temos que estar todos empenhados para continuar neste rumo», afirmou o técnico das águias, deixando uma palavra especial para Luís Filipe Vieira.

«Uma ligação fantástica (Luís Filipe Vieira). Foi com ele que entrei nesta casa e foi também com ele que decidi que era melhor sair para evoluir. Nunca perdemos contacto e houve sempre uma promessa da parte dele que quando sentisse uma oportunidade para eu voltar voltaríamos a falar. Foi isso que aconteceu, e agora neste momento, difícil pela alteração da equipa técnica, não é fácil apostar no treinador da equipa B», defendeu.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

UefaEuropeLeague.jpg

O Benfica nunca foi eliminado por um conjunto turco nas provas europeias, mas apresenta um saldo negativo frente ao Galatasaray, com uma vitória e duas derrotas. A equipa de Bruno Lage seguiu para este encontro em Istambul sem vários habituais titulares, uns devido a lesão (Jardel e Fejsa), e outros por opção técnica (Grimaldo, Pizzi e Jonas).

 

Segundo o técnico na antevisão ao jogo desta quinta-feira, primeira mão dos 16 avos de final da Liga Europa, “Estes jogadores ficaram de fora apenas por opção. A época é longa e eles fizeram algo diferente ao longo destes dois meses. Foram meses muito carregados e estamos envolvidos em três competições. Esses três jogadores ficaram em casa, mas temos um plantel que nos oferece totais garantias”.

 

Bruno Lage, que se vai estrear nas competições europeias, considerou que “os meses de dezembro e janeiro foram muito carregados”, com jogos “de três em três dias”, e salientou que a equipa técnica toma decisões em “função de diversos fatores”.

"Temos atenção ao esforço dos atletas, ao historial de lesões, à idade, às viagens, à forma de recuperar. São tudo pontos que nos levam a tomar determinadas decisões”, referiu.

 

Mesmo admitindo que “não tem havido muito tempo para treinar”, assegurou que os jogadores querem entrar em campo “com enorme confiança e com a mesma qualidade que têm demonstrado em Portugal”.

 

O Galatasaray tem uma grande equipa, um enorme treinador e joga num estádio fantástico. Temos uma equipa com jogadores que têm muitos jogos internacionais. Já tive oportunidade de assistir ao vivo a jogos aqui, na Turquia, com apoio máximo à equipa da casa, mas os grandes jogadores gostam de jogar nestes ambientes”, vincou.

 

Bruno Lage foi perentório a afastar qualquer tipo de euforia no seio da equipa da Luz, confessando ainda que a estreia nas competições europeias “será um marco importante” na sua carreira, embora tenha relegado a questão para segundo plano.

 

Benfica e Galatasaray jogam esta quinta-feira, a partir das 17:55, em Istambul, num encontro que será dirigido pelo espanhol Jesús Manzano.

 

#RumoABaku

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

João Cancelo, jogador de 24 anos, completou toda a formação no Benfica. No entanto, deixou a Luz com apenas dois jogos realizados pela equipa principal. O lateral-direito assumiu ter ficado «um sabor amargo» por não ter jogado regularmente na equipa principal do Benfica, admitindo que «gostava de voltar», embora não saiba quando, e elogiou Bruno Lage.

«É o homem certo. Verão. Como pessoa consegue moralizar uma equipa inteira, é um líder, nasceu para ser líder de uma equipa e é a pessoa certa e o Benfica tem ali treinador para muitos anos, porque além de formar também faz os jogadores estarem com ele. Acredita muito no espírito de grupo, que nada se faz sozinho e que tudo se ganha em equipa. Porque quando se ganha, ganha a Juventus, ganha o Benfica, não ganham o João Cancelo ou o Bruno Lage. É o segredo dele, desejo-lhe o melhor».

Cancelo considerou que o Benfica ultrapassou o Sporting, estabelecendo-se como a melhor escola de futebol em Portugal.

«Atualmente, é a melhor escola de futebol em Portugal. Na minha altura era o Sporting, porque da academia saíam grandes jogadores. Nani, Ronaldo, Figo mais atrás, Quaresma... Agora, porém, toda a gente fala dos jogadores do Benfica, penso que a mentalidade do clube também mudou, começaram a apostar na formação, perceberam que apostar na formação era o método certo e agora está a dar cartas»

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Bruno Lage, treinador do Benfica, olha para a evolução da equipa, o caminho feito no último mês e aquele que ainda falta percorrer, sempre com o propósito e a ambição de alcançar mais e melhor, começando pelo próximo desafio, com o Nacional, na 21.ª jornada da Liga NOS, marcado para as 17h30 de domingo no Estádio da Luz.

Em conferência de Imprensa de antevisão, no Caixa Futebol Campus, Bruno Lage falou ainda de João Félix, anunciou o regresso de Jonas às convocatórias e lembrou que a presença das Casas do Benfica na Catedral para assistir a este duelo com os madeirenses "só por si tem de ser uma grande motivação".

 

É sabido que gosta de analisar os adversários ao pormenor. Que Nacional é que o Benfica vai ter pela frente?

É um adversário que normalmente joga em 4x3x3, mas que também domina o 4x4x2. Constrói muito bem por trás, sai a jogar pelo seu guarda-redes, pelos defesas, tenta ligar com os médios; tem uma boa dinâmica nos corredores, trocas posicionais entre os médios-ala e os interiores para procurar a profundidade. Antevejo um Nacional que goste de ter bola e que tente criar-nos as maiores dificuldades, mas estamos preparados para isso. Conta também olhar para aquilo que é nosso. Estou satisfeito com a evolução que temos tido. Vamos ter um jogo entre duas equipas competitivas, ambas à procura de ter bola, e nós com essa ambição e de controlar o jogo com bola.

 

O empate do FC Porto em casa do Moreirense (1-1) constituiu um fator de motivação extra para este desafio com o Nacional?

Não, a motivação tem de ser máxima. A nossa direção é olhar para aquilo que é nosso. Ainda agora no último jogo com o Sporting, importante porque era um dérbi a seguir a outro, a pressão colocada por mim nos atletas incidia na tarefa, naquilo que é a nossa forma de jogar. O nosso caminho tem de ser este. Ainda estamos em desvantagem para o FC Porto, essa desvantagem é de quatro pontos. Temos de olhar para a nossa evolução, apresentarmo-nos em campo determinados, a jogar bem, para conseguirmos os pontos que nos levem a chegar à frente. A nossa orientação, repito, tem de ser para aquilo que é nosso. Essa é a maior pressão que coloco em mim e nos jogadores.

Bruno Lage

Tendo em conta os resultados e as exibições das últimas semanas, considera que, neste momento, o Benfica, entre as equipas grandes, é quem pratica melhor futebol?

É uma pergunta difícil... Fujo sempre às comparações, eu olho é para nós. O que eu tenho visto é a nossa evolução, e isso deixa-me satisfeito. Aquilo que foi o nosso primeiro jogo com o Rio Ave e estes últimos com o Sporting deixa-me feliz porque fizemos uma boa evolução num mês. Com um calendário muito apertado, conseguimos fazer a equipa crescer e os jogadores evoluir, e isto tudo com vitórias e poucos dias para treinar. Esta é a comparação que faço, desde o jogo com o Rio Ave até ao último com o Sporting.

 

Nas últimas semanas temos visto inúmeras notícias sobre João Félix, que apenas tem 19 anos. O jogador, neste momento, está nas nuvens ou com os pés bem assentes na terra?

Vendo o registo dele tanto em treino como em jogo, acho que lhe está a passar tudo ao lado. Sinto-o determinado, entra em campo como se estivesse a jogar desde sempre com os colegas, completamente à vontade. Por isso nem o sinto nas nuvens nem com os pés bem assentes na terra; sinto-o com um à-vontade muito grande, nem parece um menino de 19 anos, mas, sim, já um homem completamente pronto para aquilo que aí vem. É verdade que está a crescer, mas sinto-o com uma mentalidade e uma maturidade muito acima da média para a idade dele.

Bruno Lage

Ferro estreou-se na equipa principal do Benfica no dérbi. Vai manter a titularidade? É um jogador que já lhe dá totais garantias? É um facto que estava habituado a jogar ao lado de Rúben Dias, o que pode facilitar...

Sim, está habituado, mas já não joga com o Rúben há dois anos. O trabalho da linha defensiva é muito importante em qualquer equipa. Imaginem quatro pessoas a andar e a pensar, a correr para a frente, para trás ou para os lados, os quatro à mesma velocidade, à mesma distância e sempre em linha. Se deixarem de treinar durante dois anos, isso perde-se. Fazemos esse tipo de treino todas as semanas. É ali que os nossos adversários vão procurar espaços entre os defesas, à frente e atrás da defesa. Tem de ser um trabalho com enorme organização. Quando passa uma semana e não fazemos esse tipo de treino, sentimos que se perdem coisas, por isso imagine um intervalo de quase dois anos sem isso. Ferro dá totais garantias. Se vai jogar ou não, isso digo primeiro ao jogador. Está convocado.

 

Com os jogos da Liga Europa o calendário vai ficar mais denso. Vai ter de rodar mais os jogadores a partir de agora?

Temos de crescer no outro lado, que é ter mais bola. Se tivermos mais bola, vamos defender menos tempo. Evito sempre as perguntas do "se" e do "quando". Temos de viver o dia a dia. Para já, a avaliação tem de ser: quem está disponível para jogar amanhã [domingo]? A seguir temos mais quatro dias para preparar o próximo jogo. Esta tem de ser a nossa visão. Responder ao "se" e ao "quando" é tocar em situações que não são concretas, que ainda não aconteceram. O que me deixa muito satisfeito é que está toda a gente empenhada, dedicada, a pensar mais no "nós" do que no "eu".

Bruno Lage

Esperava, ao fim de tão pouco tempo ao comando da equipa, uma resposta tão positiva?

O caminho faz-se caminhando. Importante foi tentarmos perceber o que cada um dos jogadores poderia valer, e ainda não os conheço na sua totalidade, porque só conhecemos um jogador ao detalhe quando ele joga e nem todos tiveram oportunidade de jogar. Procurámos perceber como poderiam contribuir no novo sistema tático e também a ligação entre eles em campo. Este é o caminho que os treinadores fazem para construir a equipa. O que senti foi uma dinâmica muito boa. Dividindo este primeiro mês, houve uma fase com quatro jogos em que quase não tivemos tempo para treinar. Após o jogo com o FC Porto tivemos uma semana para treinar, o que deu para conhecer e criar ligações e dinâmicas.

 

Jonas e Fejsa já contam para este encontro?

Fejsa está fora, Jonas está dentro da convocatória.

 

Espera-se um Estádio da Luz repleto no Benfica-Nacional, que é também um jogo especial para as Casas do Benfica. Sentem este apoio no dia a dia e também quando jogaram fora?

Respeitar o público e olhar para ele tem de ser um dos objetivos para quem trabalha nesta casa. Se conseguimos fazer este percurso no último mês, foi essencialmente porque houve uma primeira reação do público, que nos apoiou e que sentiu que a equipa poderia dar a volta a uma situação difícil. Os adeptos juntaram-se à equipa e esta deu uma boa resposta, tem jogado bem. Amanhã [domingo], por aquilo que tem sido a qualidade exibicional da equipa, porventura mais pessoas virão ao Estádio. É um domingo, um dia de família, e as Casas do Benfica também são a nossa família, vão estar presentes para nos ver jogar e isso, por si só, tem de ser uma grande motivação.

Fonte: SLBenfica.pt

Texto: João Sanches

Fotos: Isabel Cutileiro / SL Benfica

Autoria e outros dados (tags, etc)


Simbolo
Fundador
115-anos
Reconquista-37

OBENFICA

MISTICA

twiiter

# Classificação 2019/20








Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2010
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2009
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2008
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D

CONTACTO silva.joaodiogo@hotmail.com

Pesquisar

Pesquisar no Blog