Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



SLBenfica 3-2 Belenenses SAD

por João Silva, em 01.02.20

O Benfica venceu o Belenenses SAD com alguma dificuldade no Estádio da Luz por 3-2, na partida da Liga NOS que antecedia a visita ao Estádio do Dragão, para o clássico com o FC Porto.
As águias somaram os três pontos, mas tiveram de sofrer e lidar com a reacção contrária, um pouco a repetição do que aconteceu em 2018/19, mas desta feita com desfecho mais positivo para os comandados de Bruno Lage.

Festejo2-Grupo-New.jpg

Carlos Vinícius e Adel Taarabt marcaram na primeira parte, Ferro fez autogolo antes de Chiquinho voltar a ampliar, e Licá, de penálti, fixou o resultado final. Isto num jogo em que o Belenenses SAD, a equipa até ao momento com menos remates e menos enquadrados na Liga, terminou com mais remates que as águias e mais disparos na direcção à baliza.

 

A primeira meia-hora da partida esteve longe de ser bem jogada, com o Belenenses SAD a tapar bem os caminhos para a sua baliza.

Teve de ser uma jogada de insistência, aos 31 minutos, a permitir ao Benfica desbloquear o jogo. Adel Taarabt a fazer dois dribles eficazes (ambos no último terço), com uma demonstração invejável de recursos técnicos e visão de jogo, consegue um passe de ruptura para Cervi que cruzou para Carlos Vinícius ao segundo poste. Após um primeiro cabeceamento à trave, o avançado brasileiro resgatou a bola e atirou a contar, com um remate rasteiro e cruzado. Estava feito o primeiro golo da partida.

 

O ascendente benfiquista era notório e, aos 38 minutos, aconteceu o 2-0. Canto (mais um) da esquerda, André Almeida, ao segundo poste, amorteceu de cabeça para o coração da grande área e Adel Taarabt fuzilou autenticamente André Moreira, naquele que foi o primeiro golo do marroquino em jogos oficiais pelo Benfica.

Adel Taarabt_Benfica-Belenenses.jpg

Vantagem do clube da Luz na primeira parte, justificada sobretudo pela clara superioridade a partir sensivelmente do minuto 20, altura em que empurrou o Belenenses para a sua grande área e criou alguns lances de perigo.

 

Após o intervalo, o Belenenses SAD entrou melhor, mais acutilante no ataque, apesar de ter menos bola no primeiro quarto-de-hora, com três remates contra um, mas sem disparos enquadrados deste o intervalo. Aos 57 minutos, Licá esteve mesmo perto do golo, mas a sua emenda ao segundo poste saiu ao lado.

Os jogadores do Benfica não conseguiam sair do primeiro terço, com os visitantes a cortarem todas as tentativas de contra-ataque, pelo que se adivinhava mais o golo do Belenenses SAD, do que a ampliação da vantagem benfiquista.

 

E esse golo viria mesmo a acontecer, aos 70 minutos. Jogada rápida pelo lado esquerdo, cruzamento de Silvestre Varela e, quando Licá se aprestava para marcar, Ferro acabou por desviar para a própria baliza, relançando a partida.

 

Só que o Benfica acabaria por marcar de novo, 78 minutos. Chiquinho isolou-se a passe de Vinícius, ultrapassou André Moreira e atirou para o fundo da baliza, apenas ao segundo remate benfiquista no segundo tempo, primeiro com boa direcção. Um tento um pouco contra a corrente de jogo.

Chiquinho_Benfica_Belenenses.jpg

Reagiu o Belenenses, conquistando uma grande penalidade aos 85 minutos, por falta de Rafa Silva sobre Varela, e Licá (87′), na conversão, reduziu para 3-2, ao nono remate dos “azuis” no segundo tempo, terceiro com boa direcção.

Este golo lançou minutos finais de grande incerteza até ao final, mas o Benfica conseguiu segurar a vantagem, garantindo que chega ao “clássico” do Dragão pelo menos com sete pontos de vantagem sobre o segundo classificado, o FC Porto.

Esta vitória, permite ao Campeão Nacional, na próxima jornada na deslocação ao dragão ter uma almofada  de conforto no miníno de sete pontos.

Destaques nesta partida para Adel Taarabt (homem do jogo) e Vlachodimos que irão ser análise no próximo post.

Para já, vale os três pontos, rumo ao 38!

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Dyego Sousa é reforço do Benfica

por João Silva, em 31.01.20

Dyego_Sousa_1.jpg

O avançado brasileiro (naturalizado português) Dyego Sousa está de regresso a Portugal para alinhar no Benfica, avança o jornal A BOLA.

O goleador internacional pela seleção portuguesa destacou-se no SC Braga, por quem marcou 32 golos em 68 jogos, durante duas temporadas (2017/2018 e 2018/2019), depois de ter alinhado no Marítimo durante quatro épocas.

Atualmente, representa o clube chinês do Shenzhen FC, que o contratou ao Braga, no passado verão, por cerca de 5,4 milhões de euros.

As negociações decorreram durante a tarde de ontem e o empréstimo é válido por um ano, até final de 2020.

Dyego_Sousa_2.jpg

Segundo o mesmo jornal, o goleador irá assistir ao encontro do Benfica frente ao Belenenses, já nesta sexta-feira, no Estádio da Luz.

Dyego Sousa, de 30 anos, foi formado no Brasil, mudando-se para Portugal aos 17 anos para alinhar nos juvenis do Nacional.

Jogou ainda no Leixões, Petroclub (Angola), Tondela, Portimonense, Marítimo e SC Braga.

Nesta temporada, contava apenas três golos em dez jogos realizados pelos chineses.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Antevisão ao derby Sporting - Benfica

por João Silva, em 17.01.20

Depois do Clássico que abriu o novo ano civil, no qual o FC Porto venceu o Sporting em Alvalade por duas bolas a uma, é a vez do Benfica visitar o velho rival de Lisboa. Em jogo vão estar três pontos, mas há muito mais a ter em conta neste embate que promete agarrar a atenção de tudo e todos, apesar da hora tardia.

Nos derbys e nos clássicos a tarefa de atribuir maior favoritismo a uma das equipas é sempre ingrata. Neste tipo de jogos, o tempo já nos ensinou que não há favoritos. Os jogadores sentem que se trata de um jogo diferente e, em alguns casos, transfiguram-se totalmente e contrariam aquilo que inicialmente a teoria prevê.

Em Alvalade vão estar duas equipas em momentos distintos. Um Sporting que ainda parece algo estranho às ideias táticas trazidas por Silas e um Benfica mais habituado à ideologia de Lage, mas ainda à procura de encaixar o reforço de inverno Weigl.

Os leões geralmente apresentam-se num 4x3x3 no qual Bruno Fernandes é peça vital para que os mecanismos leoninos funcionem. O capitão leonino, que até pode fazer esta noite o último jogo com a camisola do Sporting, está geralmente à frente de um meio-campo composto por Wendel e Battaglia/Doumbia e também procura aproximar-se de LuizPhellype, o homem mais adiantado dos leões.

No entanto, há uma baixa que pode tirar força ao ataque de Silas. Luciano Vietto lesionou-se na deslocação ao Bonfim e o treinador português já confirmou que não vai ser utilizado. A ausência do espanhol tira critério, inteligência e imprevisibilidade ao ataque do Sporting, ainda que no banco de suplentes estejam valores que podem oferecer outras qualidades.

Do lado do Benfica, a grande dúvida no onze escalado por Bruno Lage estará no ponta de lança. Carlos Vinícius ou Seferovic? Os dois jogadores têm alternado, mas no último jogo foi o avançado suíço quem saltou do banco para carimbar a passagem das águias às meias-finais da Taça de Portugal com dois golos em 11 minutos.

Outra questão pertinente está no duplo pivot que Bruno Lage vai lançar em Alvalade. Gabriel esteve a contas com um problema físico e foi baixa no jogo diante do Rio Ave, promovendo um meio-campo formado por Weigl e Taarabt. Com o médio brasileiro aparentemente recuperado, gera-se a curiosidade para perceber qual destes três nomes ficará no banco de suplentes. Todos eles oferecem aquilo que Bruno Lage pede para ocupar aquelas zonas do terreno de jogo.

Já se sabe que neste tipo de jogos por vezes quem resolve é quem sai do banco. Silas e Bruno Lage terão de afinar estratégias ao longo dos 90 minutos e há jogadores que podem desbloquear o jogo e garantir uma importante vitória sobre o maior rival.

No Sporting, Pedro Mendes poderá ser esse elemento. Silas já demonstrou que confia em Pedro Mendes e o jogador de 20 anos até já fez o gosto ao pé na Liga Europa. No passado sábado somou os primeiros minutos no campeonato, aquando a visita do Sporting ao Vitória de Setúbal. 

Por seu turno, Rafa já recuperou de lesão, somou alguns minutos na vitória diante do Rio Ave e poderá ser uma arma a quem Bruno Lage pode recorrer caso as coisas não estejam a correr bem para as águias. Rafa dispensa apresentações e os jogadores do Sporting sabem que a velocidade não tem limites para o internacional português. Essa mesma velocidade pode desequilibrar o jogo e criar a oportunidade que pode resolver um derby cujo resultado pode estar muito incerto. 

Como afirmou Bruno Lage na conferência de imprensa: "Temos de fazer um jogo muito competente e não deixar o Sporting jogar. Temos de criar várias oportunidades de golo e é para isso que vamos lutar". 

Apoio à equipa nas bancadas de Alvalade não vai faltar! #CarregaBenfica #RumoAo38

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Bruno Lage convocou 20 jogadores para o jogo da 17.ª jornada da Liga NOS.
O Sporting-Benfica tem o pontapé de saída marcado para as 21h15 desta sexta-feira no Estádio José Alvalade.

Lista de convocados:

Guarda-redes: Odysseas e Ivan Zlobin;

Defesas: Jardel, Ferro, André Almeida, Rúben Dias, Grimaldo e Tomás Tavares;

Médios: Florentino, Chiquinho, Julian Weigl, Samaris, Pizzi, Gabriel, Caio, Cervi e Taarabt;

Avançados: Seferovic, Vinícius e Rafa.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Jogo complicado para o Benfica na Luz. No entanto, apesar de sofrer primeiro, conseguiu consumar a reviravolta no marcador e derrotar o Aves, por 2-1, na 16.ª jornada da I Liga.

André Almeida, aos 89 minutos, salvou o Benfica de perder pontos no seu estádio, depois de no início da 2.ª parte ter recebido um cartão vermelho de Carlos Xistra, que o árbitro acabou por retirar após consulta do videoárbitro.
 

André_Almeida.jpg

Nem sempre a superiodade chega para uma equipa se colocar em vantagem. Prova disso foi a primeira parte deste jogo. O Benfica somou nada mais, nada menos que 15 remates em 45 minutos, mas a bola nunca cruzou a linha de golo.

Bruno Lage, apostou na titularidade de André Almeida, Weigl, Jota e Seferovic, e a equipa entrou dominante no encontro, perante um Aves claramente mais defensivo.

A equipa de Nuno Manta Santos estava mais talhada para não sofrer, mas a verdade é que das poucas vezes que incomodou Odysseas conseguiu marcar. Aos 20 minutos, Mohammadi fez a incursão pelo lado direito do ataque do Aves, deixou Ferro para trás e fuzilou o guardião do Benfica, ao mesmo tempo que silenciou o Estádio da Luz. 

O Benfica veio com tudo para cima do Aves e sucederam-se oportunidades de golo. Não se pode reclamar da forma como a equipa construiu, embora na finalização tenha estado com algum desacerto. Beunardeau estava inspirado entre os postes, e mesmo quando não era o guarda-redes do Aves, eram os defesas a cortar em cima da linha de golo ou a bola a embater com estrondo nos ferros da baliza avense.

Na segunda parte, Bruno Lage decidiu retirar Jota e lançar Carlos Vinícius.

O Benfica continuou a atacar, a criar perigo junto à baliza do Aves, mas Beunardeau esteve gigante entre os postes. O francês fez várias defesas de grande nível e mostrou-se intransponível fosse quem fosse o homem do remate… até ao minuto 76. Carlos Xistra assinalou grande penalidade sobre Vinícius e Pizzi não desperdiçou da marca dos 11 metros e fez o seu 12.º golo na I Liga.

O Benfica continuou em busca do golo que lhe permitisse não perder pontos e ia continuando a alvejar a baliza do Aves. Água mole em pedra dura… já diz o ditado. E foi precisamente ao 36.º remate que André Almeida, aos 89’, acabou por salvar o Benfica. Passe de Vinícius e o capitão benfiquista fez o 2-1 final com um remate no coração da grande área do Aves.

O Benfica conseguiu vencer aquele que se tornou, de forma inesperada, um dos jogos mais difíceis da temporada. Com esta vitória perante o Desp. Aves, o Benfica vai manter a distância de quatro pontos em relação ao FC Porto e somar o 13.º resultado positivo consecutivo na Primeira Liga.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Benfica em directo na net

por João Silva, em 10.01.20

 PRÓXIMA TRANSMISSÃO

 

 

Alguns links onde eventualmente poderão assistir ao jogo online: (apenas sobre a hora do jogo)  

Link1 Link2  Link3 Link4 Link5  Link6 (em actualização) 
 
 
Até este momento a transmissão dos jogos on-line tem estado indisponivel...Vamos tentar repor essa situação.
Pedimos deculpa a quem nos tem visitado ao longo de muitos anos e tem conseguido assistir aos jogos do Benfica.
 
 
 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Simbolo
Fundador
115-anos
Reconquista-37

OBENFICA

MISTICA

twiiter

# Classificação 2019/20








Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D

CONTACTO silva.joaodiogo@hotmail.com

Pesquisar

Pesquisar no Blog