Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



FC Porto 0-2 SL Benfica

por João Silva, em 15.12.14

O Benfica venceu o clássico, por 0-2, reforçando a liderança isolada da Primeira Liga. Dois golos de Lima deram mais três pontos na caminhada rumo ao bi-campeonato.

Porto_Benfica_02.jpg

Lotação esgotada no estádio do Dragão, com perto de 50 mil espectadores a assistir ao jogo grande e ao encontro de todas as emoções da 13.ª jornada do Campeonato Nacional.

45 minutos de alta voltagem. Foi assim o primeiro tempo do clássico, com um FC Porto agressivo a protagonizar o primeiro momento de perigo da partida, aos 7’, com a bola a sair ao lado da baliza do brasileiro Júlio César.

Porto_Benfica_01.jpg

O Benfica respondeu e, aos 14’, Nico Gaitán atirou de fora da área para o lado das redes de Fabiano. Aos 31’ grande defesa de Júlio César, que negou o 1-0 a Jackson.

A resposta do Benfica, aos 35’, fez levantar as bancadas. Maxi Pereira fez um lançamento longo para a área e Lima abriu o marcador. Estava feito o primeiro da noite e o quarto do brasileiro nesta edição do Campeonato. Jorge Sousa apitava para o intervalo com o Benfica a vencer por 0-1.

Porto_Benfica_03.jpg 

Dez minutos decorridos do segundo tempo e mais uma explosão no Dragão, onde só se ouvia Benfica. Talisca rematou à baliza de Fabiano que defendeu para a frente e, na recarga, Lima voltou a facturar.

Aos 77’, oportunidade para os “azuis e brancos”. Jackson rematou de cabeça à barra, e depois de um ressalto, o colombiano meteu a bola na baliza, mas o árbitro já tinha assinalado mão. Decisão acertada de Jorge Sousa.

Nos últimos minutos de jogo, um Benfica a manter a posse de bola o máximo de tempo possível e a gerir o resultado até ao final do encontro. Apito final dado por Jorge Sousa e três pontos conquistados rumo ao principal objectivo da temporada: a revalidação do título nacional.

Porto_Benfica_04.jpg

Na próxima jornada, o Benfica recebe o Gil Vicente num encontro marcado para o dia 21 de Dezembro. Antes disso, no dia 18, há Taça de Portugal na Catedral com o SC Braga, nos oitavos-de-final, às 20h00.

Jorge Jesus fez alinhar o seguinte onze inicial: Júlio César; Maxi Pereira, Jardel, Luisão (75’ César), André Almeida; Samaris, Enzo Perez, Gaitán, Salvio; Talisca (80’ Ola John) e Lima.

Autoria e outros dados (tags, etc)


FC Porto – SL Benfica: Liderança em jogo

por João Silva, em 14.12.14

porto-benfica.png

O Benfica desloca-se, este domingo, ao estádio do Dragão. Os Campeões Nacionais vão fazer tudo para continuar isolados no 1.º lugar da tabela classificativa após a 13.ª jornada.

Um dos jogos mais apetecidos da 1.ª volta terá lugar no dia 14 de Dezembro, pelas 20h00. O conjunto orientado por Jorge Jesus (1.º classificado, com 31 pontos) desloca-se ao terreno do FC Porto (2.º, com 28 pontos). As duas melhores equipas do Futebol nacional da actualidade defrontam-se pela primeira vez esta época. O Benfica aposta na maior experiência de vários jogadores do seu plantel, como Maxi Pereira, Luisão, Enzo Perez, Salvio e Gaitán, para manter ou mesmo aumentar a vantagem pontual. Uma das armas das “águias” para o clássico poderá ser mesmo o facto de o adversário estar pressionado para vencer.

Existem alguns factores que com o decorrer do jogo poderão abalar a confiança portista. A jogar em casa o FC Porto pretende igualar o Benfica no topo e em caso de um resultado negativo as opções do treinador Julen Lopetegui e o forte investimento feito no início da época serão postos em causa. Na memória dos adeptos ainda deve estar a eliminação da Taça de Portugal, no Dragão, frente a outro rival, o Sporting (1-3). Para o Benfica este pode ser um jogo muito importante para o resto de época, pois em caso de vitória, na casa do seu principal adversário, reforça a liderança para seis pontos.

Na última jornada as duas equipas ganharam pelo mesmo resultado. O Benfica venceu, na Luz, o Belenenses (3-0), com golos de Lima, Enzo Perez (gp) e Salvio. Gaitán, que teve uma jogada de génio que culminou com uma assistência para o terceiro tento, provou que está em alta e nessa partida efectuou cinco remates, dez cruzamentos e criou três oportunidades de golo. Por seu lado, o FC Porto foi a Coimbra vencer a Académica, por 0-3, com dois golos de Jackson e um de Herrera. Os dois jogadores são os únicos totalistas de Julen Lopetegui esta época, com 20 jogos. Jackson é líder da lista dos melhores marcadores da Liga, com dez golos. O argelino Brahimi é o grande criativo da equipa.

O Conselho de Arbitragem da FPF nomeou Jorge Sousa (AF Porto) para o FC Porto-Benfica. Álvaro Mesquita e Nuno Manso são os árbitros assistentes.

Fonte: SLBenfica.pt

Autoria e outros dados (tags, etc)


SL Benfica 1-0 Rio-Ave

por João Silva, em 01.11.14

Com esta merecida vitória, o Campeão nacional recuperou provisoriamente os quatro pontos de vantagem sobre o segundo classificado.

Depois de ter perdido na última jornada em Braga, Jorge Jesus alterou o onze inicial, metendo dois pontas-de-lança de início: Jonas e Lima. Gaitán ficou no banco de inicio, relegando Talisca para o flanco esquerdo, enquanto Samaris e Enzo ficavam com o controlo do meio-campo. Com o lateral Eliseu como baixa de última hora, André Almeida foi chamado para o seu lugar.

Talvez por essa razão, a formação de Jorge Jesus esteve um pouco apática na primeira parte, embora tenha criado algumas oportunidades para marcar, mas os remates esbarraram sempre no guarda-redes do Rio Ave.

 Lima, Enzo Perez e até Lisandro Lopez tentaram a sua sorte, mas Cássio esteve sempre muito seguro nas redes dos vila-condenses.

Na segunda parte, Jesus lançou Gaitan, deixando Samaris nos balneários. O médio grego voltou a mostrar bastante desacerto na formação benfiquista, somando vários passes errados na primeira parte.

 Com Gaitan na esquerda e Talisca de regresso ao meio, os primeiros minutos foram de pressão benfiquista que o Rio Ave ia suportando com dificuldade. O campeão nacional foi acumulando lances de perigo junto da área do Rio Ave e coube a Talisca novamente a responsabilidade de resolver um jogo, que, com a passagem dos minutos, prometia ficar cada vez mais problemático para os da casa.

O brasileiro pegou na bola à entrada da área e, num remate em jeito com o seu pé esquerdo, não deu hipóteses a Cássio, que bem se esticou, sem sucesso, para impedir o golo do Benfica. Um golão de se tirar o chapéu!

Mesmo assim, a partida não ficou mais facilitada, já que o Rio Ave foi à procura do empate, criando algumas situações complicadas. Primeiro Júlio Cesar impediu um remate de Diego aos 68 minutos, Esmael meteu mesmo a bola na baliza do guardião brasileiro, mas o fiscal de linha assinalou fora de jogo, num lance em que o avançado dos vila-condenses está ligeiramente adiantado.

No final o mais importante foi alcançado: Conquistar os três pontos e consolidar a liderança.

 O Benfica alinhou com: Júlio César, Maxi Pereira, Luisão, Lisandro, André Almeida, Salvio, Enzo Perez, Samaris (Gaitán, 46), Talisca, Jonas (Derley, 89) e Lima (Pizzi, 76).

(Suplentes: Artur, Sulejmani, Gaitán, Pizzi, Derley, Benito e César).

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Estoril 2-3 SL Benfica

por João Silva, em 28.09.14

O Campeão Nacional alcançou uma importantíssima vitória na deslocação ao campo do Estoril. Era fundamental o Benfica conquistar os três pontos nesta jornada para reforçar a sua liderança no campeonato, tendo em conta o empate verificado entre os rivais FC Porto e Sporting.

A equipa de Jorge Jesus teve uma entrada demolidora na partida, logo aos três minutos, Talisca com uma jogada brilhante abriu o marcador, depois de uma iniciativa individual em que arrancou do meio campo, deixando para trás vários adversários. Cinco minutos depois já ganhava por 2-0, mais um Golo de Talisca que só teve de encostar para o golo após uma brilhante iniciativa de Gaitán. Tudo se encaminhava para uma vitória tranquila...

Mas não, o Estoril começou a crescer e já perto do intervalo reduziu para 1-2, estava dado o mote para a reação canarinha no segundo tempo.
No inicio da segunda parte surgiu o segundo golo do Estoril, um pouco por culpa de um aparente adormecimento dos jogadores do Benfica. Nesta fase a equipa da casa parecia querer pelo menos conquistar um ponto, mas viu-se reduzida a dez unidades depois da expulsão do seu jogador Cabrera, segundo cartão amarelo, após falta sobre Enzo Perez.

Jorge Jesus mexeu na equipa, Derley entrou na equipa e foi decisivo no golo que deu os três pontos, apontado por Lima.
Missão cumprida!

Destaques:
Talisca– Rubricou mais uma grande exibição. Marcou dois golos, um deles numa jogada individual em que deixou para trás vários adversários e frente ao guarda-redes não vacilou.
Gaitán– Em grande forma, técnica apurada, assistiu Talisca para o 0-2. Teve uma série de pormenores de classe ao longo dos 90 minutos e ia marcando um golo de outro mundo.

Salvio– Tal como Gaitán, também Salvio esteve em evidência com a sua velocidade, força e técnica. Assistiu Derley no lance do terceiro golo.

O Sport Lisboa e Benfica alinhou com o seguinte onze inicial: Artur; Maxi Pereira, Luisão, Jardel, Eliseu; Salvio, Samaris (Ola John, 69’), Enzo, Gaitán; Talisca (Derley, 62’) e Lima (André Almeida, 90+3').

Autoria e outros dados (tags, etc)


Vitória Setúbal 0-5 SL Benfica

por João Silva, em 13.09.14

o Benfica viajou até às margens do Sado para defrontar o Vitória de Setúbal, na partida de arranque da 4.ª jornada da prova.
A primeira surpresa da noite chegou no onze benfiquista, com Samaris a surgir como titular, a outra surpresa veio da postura sadina. É que não houve o habitual autocarro. Domingos Paciência pretendia ganhar e foi olhos nos olhos que o Vitória encarou o jogo.
Salvio abriu o caminho da goleada e Talisca, em noite inspirada, fez um Hattrick. Ola John sentenciou o desafio.

Destaques:

Artur Moraes: Foi um mero espectador durante toda a partida. Contudo, nas poucas vezes que foi chamado a intervir, Artur mostrou-se seguro.
Maxi Pereira: Apesar de ter sido titular nas duas partidas da sua Selecção frente ao Japão e Coreia do Sul, o latera-direito não acusou desgaste físico. Muito pelo contrário: brindou os adeptos com mais uma excelente exibição e com a habitual raça, disputando cada lance como se fosse o último.

Jardel: Juntamente com Luisão, fez uma boa dupla na defesa benfiquista.
Luisão: Esteve uma vez mais em destaque na defesa, Anulando as poucas oportunidades de ataque dos Sadinos.
Eliseu: Viu um cartão amarelo nos minutos iniciais da partida, mas não se deixou intimidar. Fez uma boa partida, mostrando-se seguro, quer a defender, quer a atacar.
Samaris: Estreia como titular, demonstrando as razões pelas quais foi contratado, dando boas indicações.
Enzo Perez: Foi dos seus pés que saiu a jogada para o golo de Salvio. Mais uma vez, fez uma grande exibição.
Salvio: Após se ter estreado a marcar no jogo da 1.ª jornada do Campeonato Nacional, Salvio marcou hoje o seu segundo tento na prova, o primeiro desta partida, abrindo o caminho da goleada. E que golo! Com um remate forte, o argentino não deu hipóteses ao guarda-redes, Raeder. E podiam ter sido mais…

Nico Gaitán: Marcou uma vez mais a partida com os passes artísticos a que já nos habituou. Prova disso foi a assistência para Salvio, que marcou o primeiro golo da partida. Nota ainda para um bom cabeceamento, aos 32 minutos.
Talisca: Excelente exibição do jovem médio, claramente o homem do jogo ao assinar um Hattrick. Promete evoluir ainda mais.

Lima: Não marcou mas deu a marcar. A sorte não tem estado do seu lado, mas mesmo assim nunca desistiu. Foi sempre à procura do golo. Nota para a assistência soberba para Ola John, que marcou o quinto tento da noite.
André Almeida: Entrou para o lugar de Eliseu. Desempenhou na perfeição as suas funções.
Ola John: Entrou para render Nico Gaitán e não podia ter tido melhor entrada. Apenas 10 minutos volvidos, o holandês fez o gosto ao pé e marcou o seu primeiro golo no Campeonato.

Cristante: Mais uma estreia nesta partida. O jovem médio fez os seus primeiros minutos ao render Enzo Pérez e deu sinais positivos.

O Sport Lisboa e Benfica alinhou com o seguinte onze inicial: Artur Moraes; Maxi Pereira, Jardel, Luisão e Eliseu (64’, André Almeida); Samaris, Enzo Perez (73’, Cristante), Salvio, Gaitán (65’, Ola Jonh) e Talisca; Lima.

Carrega Benfica!!!

Autoria e outros dados (tags, etc)


SL Benfica 2-0 Paços de Ferreira

por João Silva, em 18.08.14

O Benfica iniciou a defesa do título nacional com uma vitória frente ao Paços de Ferreira, no Estádio da Luz, por 2-0. Um golo em cada parte fez com que a equipa quebrasse o registo de não vencer, desde 2005, o jogo inaugural do Campeonato.

Para o arranque da edição 2014/15 da Liga, Jorge Jesus apostou no mesmo onze que entrou para jogar a Supertaça Cândido de Oliveira, no domingo anterior. Do lado contrário, o Paços de Ferreira entrou com o intuito de incomodar a baliza de Artur Moraes, apresentando linhas muito subidas, o que dificultou, inicialmente, as saídas para o ataque por parte do Benfica.

Ainda assim, a equipa da Luz criou a primeira situação antes dos 10 minutos, através de um remate perigoso de Lima (8’).

No minuto seguinte, o Paços de Ferreira arrancou uma grande penalidade, muito contestada pelos jogadores da casa, nomeadamente por Eliseu. O árbitro Cosme Machado considerou que o defesa-esquerdo empurrou Hurtado no interior da área.

Depois de ter defendido três penáltis na Supertaça, Artur Moraes voltou a ser enorme na baliza, ao defender a tentativa de Manuel José (9’).

O Benfica libertou-se aos poucos da pressão do conjunto orientado por Paulo Fonseca e começou, assim, a desequilibrar o adversário em termos defensivos. Numa das boas jogadas de ataque, Maxi Pereira cruzou e Lima rematou por cima (23’).

Adivinhava-se o golo e ele apareceu pouco depois. Gaitán combinou com Maxi Pereira, este entrou na área e rematou para o fundo da baliza do Paços de Ferreira (25’).

A partir daqui foi um Benfica ainda mais dominador, perante um opositor com mais dificuldades para sair com perigo para o ataque.

Uma das notas antes do descanso foi a saída do argentino Enzo Perez, que foi substituído por Franco Jara (42’).

A segunda parte continuou a mostrar um Benfica muito consistente nos seus processos, a gerir os tempos de jogo e atacar a baliza nos momentos certos. Depois de ter estado perto de marcar por intermédio de Jara (54’) e Lima (56’), o chamado golo da tranquilidade apareceu aos 72 minutos. Gaitán, que tinha visto um remate ser bloqueado por um braço de um adversário (65’), cruzou para o cabeceamento colocado de Salvio. 

O Benfica venceu por 2-0 e começou, assim, a defesa do título nacional da melhor forma possível. Na próxima jornada, a equipa treinada por Jorge Jesus vai jogar no recinto do Boavista. O encontro está marcado para as 19h30 do próximo domingo. 

O Sport Lisboa e Benfica alinhou com a seguinte equipa: Artur Moraes; Maxi Pereira, Luisão (c), Jardel e Eliseu; Ruben Amorim, Enzo Perez (Jara, 42’), Gaitán, Salvio e Talisca (André Almeida, 74’); Lima (Ola John, 87’).

Fonte: SLBenfica.pt

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Simbolo
Fundador
115-anos
Reconquista-37

OBENFICA

MISTICA

twiiter

# Classificação 2019/20








Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D

CONTACTO silva.joaodiogo@hotmail.com

Pesquisar

Pesquisar no Blog