Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Benfica conquista Supertaça de Futsal

por João Silva, em 09.10.16

Futsal_Supertaça_Benfica_Sporting.jpg

O Benfica conquistou a oitava Supertaça de futsal masculino da sua história, ao bater o campeão nacional Sporting, por 3-2, com 'hat-trick' do reforço Elisandro, em jogo disputado em Loulé.09

O pivô brasileiro, que chegou esta época à Luz, oriundo do AD Intelli (Brasil), tornou-se a figura decisiva da partida, ao marcar três golos (04, 10 e 38 minutos), enquanto o Sporting respondeu com golos de Diogo (07) e Caio Japa (38).

Na antevisão desta final, Joel Rocha, treinador do Benfica, admitira que o Sporting partia com “algum favoritismo”. Afinal tratava-se do campeão nacional, que na época passada amealhou ainda a Taça da Liga e a Taça de Portugal.

Mas era também um adversário que fez um dos maiores investimentos de que há memória no futsal nacional para a temporada de 2016-17, para a qual parte com grandes ambições tanto ao nível das provas nacionais, como internacionais, onde aposta claramente na conquista da UEFA Futsal Cup.

Nada que amedrontasse o Benfica, ou não fossem estes encontros entre os dois “gigantes” lisboetas sempre avessos a vencedores antecipados. E tal como tem sido apanágio não faltou emoção, intensidade e incógnita sobre o resultado até ao último instante para gáudio dos adeptos que encheram o pavilhão municipal de Loulé.

A dança do marcador foi sempre favorável ao Benfica. Marcou primeiro, em cima dos 5’, mas a vantagem durou pouco, graças a Diogo, após uma má reposição de bola por parte dos “encarnados”. Só que Elisandro estava empenhado em mostrar serviço e o conjunto de Joel Rocha acabou por alcançar uma vantagem mínima (2-1) que levou para o intervalo.

Com os “leões” cada vez mais determinados no segundo tempo, acabou por valer ao Benfica a boa organização táctica e a grande solidariedade e espírito de sacrifício de todos os seus jogadores, em particular de Bebé, na baliza.

Num lance precedido de uma falta sobre o sportinguista Diogo, Elisandro ampliou a vantagem, deixando a partida quase sentenciada. Quase, porque o Sporting reduziu pouco depois (Caio) e reentrou nas contas nos derradeiros instantes finais. Mas era tarde de mais, a formação leonina não conseguiu impedir o triunfo benfiquista.

O Benfica repete o início da última época, quando também venceu a Supertaça, perante o Sporting, que disputou o jogo na condição de campeão nacional e vencedor da Taça.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

pele_eusébio.png

LISTA DE TODOS OS JOGOS:

23/07/1957 – Santos FC 3-2 SL Benfica – Vila Belmiro – Amistoso
15/06/1961 – Santos FC 6-3 SL Benfica – Paris, França – Torneio de Paris
19/09/1962 – Santos FC 3-2 SL Benfica – Maracanã – Mundial Interclubes
11/10/1962 – SL Benfica 2-5 Santos FC – Lisboa – Mundial Interclubes
21/08/1966 – Santos FC 4-0 SL Benfica – New York, Estados Unidos – Torneio de New York
18/08/1968 – Santos FC 4-2 SL Benfica – Buenos Aires, Argentina – Pentagonal de Buenos Aires
01/09/1968 – Santos FC 3-3 SL Benfica – New York, Estados Unidos – Amistoso

 

15/06/1961 – Santos FC 6-3 SL Benfica
Local: Estádio Parc des Princes, em Paris, França.
Competição: Torneio de Paris
Árbitro: Pierre Achinte

Santos: Laércio; Mauro e Décio Brito; Getúlio, Brandão e Lima; Dorval, Mengálvio, Coutinho, Pelé e Pepe. Técnico: Lula
Benfica: Barroca; João, Angelo (Mendes) e Germano; Neto e Cruz; José Augusto, Santana (Eusébio), Águas, Coluna e Cavem.
Golos: Pelé [2], Pepe [2], Coutinho e Lima; Eusébio [3]

 

19/09/1962 – Santos FC 3-2 SL Benfica
Local: Estádio Maracanã, no Rio de Janeiro.
Competição: Mundial Interclubes
Árbitro: Ruben Cabrera (Paraguai)

Santos: Gilmar; Lima, Mauro, Calvet e Dalmo; Zito e Mengálvio; Dorval, Coutinho, Pelé e Pepe. Técnico: Lula
Benfica: José Rita; Angelo, Humberto, Raúl e Cruz; Cavem e Coluna; José Augusto, Santana, Eusébio e Simões. Técnico: Fernando Riera.
Golos: Pelé aos 31min do primeiro tempo; Santana aos 14min, Coutinho aos 19min, Pelé aos 41min e Santana aos 42min do segundo tempo.

 

11/10/1962 – SL Benfica 2-5 Santos FC
Local: Estádio da Luz, em Lisboa, Portugal.
Competição: Mundial Interclubes
Árbitro: Pierre Schinter (França)

Santos: Gilmar; Olavo, Mauro, Calvet e Dalmo; Zito e Lima; Dorval, Coutinho, Pelé e Pepe. Técnico: Lula
Benfica: Costa Pereira; Humberto, Raul e Cruz; Cavem e Jacinto, José Augusto, Santana, Eusébio, Coluna e Simões. Técnico: Fernando Riera.
Golos: Pelé aos 17min e aos 27min do primeiro tempo; Coutinho aos 3min, Pelé aos 20min, Pepe aos 32min, Eusébio aos 41min e Simões aos 44min do segundo tempo.

 

21/08/1966 – Santos FC 4-0 SL Benfica
Local: Estádio Randalls Island Stadium, em New York, no Estados Unidos.
Competição: Torneio de Nova York
Árbitro: John Di Salvatore

Santos: Gilmar; Carlos Alberto, Oberdan, Orlando e Lima; Zito (Joel) e Mengálvio; Dorval (Amauri), Toninho, Pelé (Salomão) e Edu. Técnico: Lula
Benfica: Costa Pereira; Raul, Cruz , Caven, Jacinto; Jaime Graça, José Augusto (Iaúca), Torres (Nélson), Eusébio, Coluna e Simões. Técnico: Fernando Rieira
Golos: Toninho aos 16min do primeiro tempo; Edu aos 13min e aos 19min e Pelé aos 31min do segundo tempo.

 

18/08/1968 –  Santos FC 4-2 SL Benfica
Local: Estádio La Bombonera, em Buenos Aires, Argentina.
Competição: Pentagonal de Buenos Aires
Árbitro: Aurelio Bozzolini

Santos: Gilmar (Cláudio); Carlos Alberto, Ramos Delgado, Oberdan e Rildo; Joel Camargo (Negreiros) e Lima; Amauri, Toninho, Pelé (Almiro) e Pepe. Técnico: Antoninho
Benfica: José Henrique; Jacinto, Humberto, Raul e Cruz; Jaime Graça (Toni) e Coluna; José Augusto, Torres, Eusébio (Calado) e Simões. Técnico: Otto Gloria
Golos: Toninho Guerreiro aos 8min e aos 32min do primeiro tempo; Toninho aos 2min e 20min, Toni aos 3min e Calado aos 43min do segundo tempo.

 

01/09/1968 –  Santos FC 3-3 SL Benfica
Local: Yankee Stadium, em New York, Estados Unidos.
Competição: Amistoso

Benfica: Nascimento; Jacinto, Raul, Humberto e Cruz; J. Graça e Coluna; Zé Augusto, Torres, Eusébio e Simões.
Santos: Cláudio; Carlos Alberto, Ramos Delgado, Joel Camargo e Rildo; Lima (Orlando) e Negreiros; Edu, Toninho, Pelé e Pepe. Técnico: Antoninho
Golos: Carlos Alberto, Edu e Toninho; Jacinto, Zé Augusto e Eusébio.

Fonte: http://acervosantosfc.com/

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Franco Cervi foi alvo de uma dura disputa entre Benfica e Sporting no passado ano, mas acabou por rumar à Luz, num negócio que ficou fechado por 5,6 milhões de euros.

Em entrevista ao jornal A Bola, o argentino ex-Rosário Central não duvida que tomou a melhor decisão e mostra-se radiante com o início de carreira no novo clube.

Estou muito feliz, sabia que vinha para um clube muito grande, mas chegar cá, começar a treinar-me, conhecer tudo… a verdade é que fiquei surpreendido e as coisas mudam muito quando chegas ao clube, quando conheces as instalações, o estádio também é tremendo. Fiquei muito contente pelo clube para onde vim jogar, é muito grande”, afirmou.

Franco_Cervi.jpg

Com três golos nos seus primeiros seis jogos de águia ao peito, há quem já compare Cervi com Di María, também ele formado no Rosário Central. No entanto, o extremo mantém os pés assentes na terra e garante não estar a pensar em seguir para novas paragens, tal como o seu compatriota.

O que tenho primeiro em mente é a minha chegada ao Benfica. Estou muito contente por estar aqui e sei que tenho muito para melhorar, creio que é uma mudança muito grande para mim. Quero adaptar-me bem e afirmar-me neste clube e depois logo se vê o que surge, que corra da melhor maneira”, prosseguiu.

Quanto às contas do campeonato, onde o Benfica é líder com três pontos de vantagem sobre Sporting e FC Porto, o argentino recorda que “está apenas a começar”.

Falta muito caminho para percorrer e nós pensamos em melhorar as coisas que há para melhorar e chegar ao final da temporada com o objetivo de ser primeiro”, conclui.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Rui Vitória, já divulgou a lista de convocados para o desafio com o Santos FC, que servirá para homenagear Léo, antigo defesa esquerdo que representou ambos os emblemas, bem como para comemorar o centenário do Estádio do peixe.

Santos_FC_Benfica.png

Com apenas 14 jogadores disponíveis para levar para o Brasil, Rui Vitória chamou Rúben Dias, Benítez, Yuri e Diogo Gonçalves.

Guarda-redes – Ederson e Júlio César;

Defesas – Lisandro, Luisão, Eliseu, André Almeida, Rúben Dias, Benítez e Yuri;

Médios – Carrillo, Salvio, Cervi, Celis, Danilo e Dálcio;

Avançados – Luka Jovic, José Gomes e Diogo Gonçalves.

O Santos-Benfica joga-se às 20h05 de sábado, no Estádio da Vila Belmiro.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Partiu o "Velho Capitão" Mário Wilson

por João Silva, em 04.10.16

Uma figura ímpar do Sport Lisboa e Benfica e do futebol português e uma enorme perda para toda a família benfiquista e para a lusofonia.

Um ser humano com um coração tão grande nunca nos devia deixar. Razão pelo qual permanecerá sempre na nossa memória como um caso raro de entrega e paixão ao fenómeno desportivo. Pela sua humildade e disponibilidade para o próximo será sempre um exemplo.

Mário_Wilson.jpg

 

 

 

Descansa em paz, "Velho Capitão"

Mário Wilson.

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tarde à antiga na Luz, com o Tricampeão e líder isolado a defrontar o CD Feirense à passagem da 7.ª jornada da Liga NOS. Apito inicial às 16h00 de domingo e a festa começou muito antes com milhares em romaria até à Catedral.

Benfica_Feirense_2.jpg

Ainda com seis atletas entregues ao Departamento Médico do Clube, Rui Vitória mais uma vez criou soluções e foi uma equipa plena de ambição aquela que subiu ao relvado, com quatro alterações relativamente ao jogo de Nápoles, com Ederson, Luisão, Salvio e Guedes nos lugares de Júlio César, Lisandro, André Almeida e André Horta.

Mas foi mesmo o Feirense, orientado por José Mota, a ocupar o 9.º lugar da geral, com 9 pontos, a criar a primeira situação de perigo. Minuto 2’, Machado cruza da esquerda e Cris surge a encostar ao segundo poste, de pé direito, mas atira por cima e falha a baliza!

O Benfica de pronto reagiu (7’) e, primeiro Mitroglou, depois Pizzi, tiveram oportunidade de fazer mexer as redes à guarda de Peçanha, que aos 19’, com mais uma belíssima defesa disse não ao cabeceamento de Salvio.

Em cima da meia hora o argentino tentou novamente a sorte, mas o remate saiu ao lado; aos 33’ foi a vez do capitão subir mais alto, desviar de cabeça, mas novamente a redondinha não quis entrar…

Benfica_Feirense_3.jpg

O Benfica dominava em todas as variantes do jogo, mas faltava o golo… aos 35’, finalmente, a primeira grande explosão de alegria na Luz.

Lançamento longo de Salvio na direita, e Luís Aurélio – bem no coração da área, ao tentar aliviar, atira forte de pé direito para a sua própria baliza. Momento de infelicidade para o médio da equipa de Santa Maria da Feira, momento de felicidade para o Tricampeão que assim se colocou em vantagem.

A sorte procura-se, a qualidade é inegável!

Em vantagem, mas com um resultado curto e perigoso, as aguias entraram resolvidas a decidir rapidamente… Luisão (46’), Grimaldo (49’) e Salvio (50’) deram o mote, enquanto do outro lado, Karamanos (53’) tentou a sorte, mas sem consequências.

Aos 61’, jogada de insistência, e Salvio, que tanto tinha procurado, fez o 2-0, na sequência de um ressalto após um forte alívio de Icaro. É que a sorte procura-se…

Rui Vitória mexeu na equipa, tirou Carrillo, entrou Cervi… e golo (70’)! Jogada de entrosamento coletivo, Pizzi serve Nélson Semedo, este cruza milimetricamente para a zona central da área onde surge o argentino para, em voo e de cabeça, fazer o 3-0.

Benfica_Feirense_1.jpg

Em tempo de compensação, na marcação exímia de um livre direto, Grimaldo faz o 4-0 e sentencia o marcador! Justo!

Com este resultado, o Glorioso soma 19 pontos, fruto de seis vitórias e um empate e mantém a liderança – agora ainda mais isolada – da Liga NOS, com três pontos de vantagem sobre os mais diretos perseguidores.

Rui Vitória fez alinhar o seguinte onze inicial: Ederson; Nélson Semedo, Luisão, Lindelof e Grimaldo; Fejsa, Pizzi, Carrillo (Cervi, 65’) e Salvio; Mitroglou (José Gomes, 77’) e Gonçalo Guedes (Zivkovic, 84’).

Benfica_Feirense_4.jpg

O Campeonato Nacional sofre agora um interregno de duas semanas, regressando no dia 23 de outubro, no Restelo, onde o SL Benfica defronta o Belenenses. Uma partida referente à 8 jornada, agendada para as 20h15.

Antes, já no próximo sábado, dia 8, pelas 20h00 de Portugal Continental, o Tricampeão marca presença no Brasil (São Paulo), onde – frente ao Santos FC do também ex-benfiquista Léo – é convidado de honra do centenário da Vila Belmiro.

No fim de semana seguinte há Taça de Portugal, com as águias a viajarem até Sintra onde medem forças com o 1.º Dezembro.

No dia 19, quarta-feira, o Tricampeão viaja até Kiev, onde vai defrontar o Dínamo, em partida a contar para a 3.ª jornada do Grupo B da Liga dos Campeões.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Pág. 4/4



Simbolo
Fundador
115-anos
Reconquista-37

OBENFICA

MISTICA

twiiter

# Classificação 2019/20








Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D

CONTACTO silva.joaodiogo@hotmail.com

Pesquisar

Pesquisar no Blog