Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Benfica-Guimarães.jpg

A três jornadas do final do campeonato, o Benfica tem pela frente três finais para jogar, sendo a primeira já esta sexta-feira com o Vitória de Guimarães.

O Jogo de hoje é crucial nas aspirações da revalidação do título nacional. A conquista dos três pontos permite ao Benfica aumentar a vantagem pontual sobre o segundo classificado, que no sábado se desloca ao estádio do Dragão para defrontar o FC Porto numa deslocação de alto risco.

O técnico do Benfica reconhece que o Vitória de Guimarães "é uma equipa que tradicionalmente cria problemas" aos encarnados, mas salienta que "quer respeitar o adversário, mas que o Benfica quer muito ganhar o jogo".

O emblema minhoto chega a Luz sem grandes objectivos no campeonato, tendo a manutenção garantida, mas estando longe dos lugares que dão acesso às competições europeias, o que deixa Rui Vitória na dúvida que equipa vai defrontar, se "uma equipa descontraída e que sem objectivos podem perder o foco", ou se vai ser "uma equipa onde os jogadores querem mostrar a qualidade que têm".

Aos jogadores do Benfica pede-se que entrem concentrados, joguem nos limites, focados em alcançar um único objectivo: A vitória!!!

Apoio nas bancadas não vai faltar, serão cerca de 60 mil os adeptos do Benfica a puxar pela equipa.
 
Carrega Benfica! Rumo ao TRInta e cinco.
 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Rui Gomes da Silva fez o balanço da 31ª jornada da I Liga na crónica que assina no jornal A Bola, onde destacou a vitória do Benfica sobre o Rio Ave… sem esquecer as ‘farpas’ ao ‘velho rival’. “Um Benfica inteligente, sobretudo na intensidade que imprimiu ao jogo, e na maneira como encostou o adversário ao seu meio-campo, de onde raramente saiu (talvez não quisesse, face ao que estava em jogo), que aproveitou bem as substituições, numa leitura perfeita das necessidades da equipa, nesses momentos. O que, para quem “não é treinador”, não é mau de todo” atirou, em referência às provocações de Jorge Jesus a Rui Vitória.

O vice-presidente ‘encarnado’ rejeita que a equipa tenha tido a “estrelinha da sorte” para levar de vencido os vila-condenses, virando as atenções para “os mais variados tipos de jogos psicológicos, uns com mais ruído do que outros – quase tão grande como aquele que fizeram com a garantia de participação na Liga dos Campeões na próxima época – numa clara e inegável tentativa de desestabilizar a equipa do Benfica”.

Ai se fosse o Benfica a jogar contra um adversário que se apresentasse sem dez (!) dos seus jogadores titulares… cairia, estou certo, o Carmo e a Trindade e lá voltaria ao Facebook a tese do defraudar da “verdade desportiva” (a deles, claro)”, escreveu, a propósito das poupanças do União da Madeira em Alvalade.

Esses mesmos que, curiosamente, querem o vídeoárbitro, mas não conseguem justificar como ganharam na jornada anterior (a ideia de pôr alguém – que não consegue explicar nada – a explicar que não houve fora de jogo, num fora de jogo escandaloso, foi de gargalhada)”, rematou Rui Gomes da Silva.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Num Estádio dos Arcos pintado de vermelho o Benfica partiu em busca de mais três pontos, e conseguiu-o! Mais três pontos… e faltam três finais!

Rio Ave-Benfica1.jpg

Entrada fortíssima do Bicampeão, com Jardel, logo no primeiro minuto, a tirar as medidas à baliza de Cássio. Canto cobrado por Gaitán, com o central brasileiro a cabecear certeiro e Pedrinho, em cima da linha de golo, a desviar por cima da trave.
As equipas encaixaram, ambas em pressão alta, com poucos espaços para jogar, não obstante a intensidade e a entrega dos jogadores.
Aos 15’, Renato Sanches remata ao lado do poste, movimento repetido aos 32’ por Gaitán, com Cássio a controlar ambas as investidas.

Rio Ave-Benfica2.jpg

Primeira metade morna em termos de oportunidades de golo, com o intervalo a chegar e o nulo a manter-se.
Segunda parte a começar com o Benfica a impor o ritmo, com o coletivo a crescer. Gaitán (53’), Jonas (54’) e Mitroglou (55’) tiveram soberanas oportunidades para inaugurar o marcador mas a bola teimava em não entrar…
Jogo de nervos em Vila do Conde! Os comandados de Pedro Martins baixaram as linhas e o Benfica começou a carregar com tudo.
Minuto 73’ e loucura nas bancadas do Estádio dos Arcos. Cruzamento largo para a área, André Vilas Boas alivia de forma defeituosa com o esférico a beijar a trave e a ser devolvida… Raúl, recém-entrado no desafio, surge oportuno e cabeceia para o 0-1.

Rio Ave-Benfica4.jpg

Três pontos... faltam três Finais!

Com este resultado, o Benfica recupera a  líderança isolada da classificação geral, com 79 pontos, com 81 golos marcados e 21 sofridos!

O SL Benfica alinhou de início com Ederson; André Almeida, Lindelöf, Jardel, Eliseu; Fejsa, Renato Sanches, Gaitán, Pizzi (Salvio, 58’); Jonas (Samaris, 85') e Mitroglou (Raúl, 67’).


Autoria e outros dados (tags, etc)


O Benfica garante o bronze na UEFA Futsal Cup

por João Silva, em 24.04.16

O Benfica conquistou o terceiro lugar na UEFA Futsal Cup ao derrotar nas grandes penalidades os italianos do Pescara.

A equipa de Joel Rocha esteve a perder por 2-0, mas nos últimos três minutos recuperou e conseguiu o empate já a jogar em 5x4.

Ré e Bruno Coelho marcaram os golos que permitiram ao Benfica disputar, nos penáltis, o terceiro lugar.

Juanjo defendeu dois e Patías e Bruno Coelho converteram os do Benfica, dando a vitória e a conquista do bronze nesta competição.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Antevisão ao jogo com o Rio Ave

por João Silva, em 24.04.16

Ria-ave-Benfica-Jonas.jpg

Quando faltam quatro finais para o final do campeonato, esta visita ao Rio Ave é talvez o obstáculo com maior grau de dificuldade para o Benfica, que vem de oito vitórias consecutivas na Liga e se for feliz em Vila do Conde, como se espera, fica bem mais perto do título.

Como afirmou Rui Vitória na antevisão ao encontro, realizada no Estádio da Luz: «A equipa está preparada, vai ser um jogo difícil como têm sido todos e a equipa tem-se mostrado preparada para todos. Agora, sabemos o que vamos encontrar e da nossa responsabilidade. O Rio Ave tem qualidade, joga bem, vai-nos causar problemas, tem vindo a melhorar, está a lutar pela Europa e tem uma grande dose de experiência. Mas vamos a Vila do Conde para ganhar. Se amanhã é decisivo? Todos os jogos têm sido decisivos desde o início da época. Demos conta do recado e vamos dar amanha também, sempre com grande afinco».

A equipa de Pedro Martins tem antes de mais objetivos europeus e ocupa o sexto lugar, em igualdade com o Arouca. Vem de um empate frente a esse adversário direto, no quarto jogo sem sofrer golos. Um bom argumento para quem recebe o ataque mais concretizador da Liga.

Para o Bicampeão, há só um objetivo em mente: A conquista dos três pontos.

Carrega Benfica, rumo ao TRInta e cinco!!!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

O Benfica regressou a casa após a quarta-feira europeia com o Bayern de Munique. Tal como nesse dia, também nesta segunda-feira voltou a ver-se um Estádio da Luz muito bem composto (54.855 espectadores) e com uma excelente atmosfera em torno da equipa.

Primeira bola de jogo e golo de André Claro. Estavam decorridos somente 14 segundos. Respondeu o Benfica com um rolo compressor impressionante de 25 minutos.

Com a cabeça colocada no golo e na “remontada”, as “águias” empurraram o V. Setúbal para a própria área e colecionaram oportunidades. Mitroglou, com dois cabeceamentos aos sete e aos 12 minutos, esteve perto de ser feliz. De permeio, Jardel obrigou, igualmente de cabeça, Ricardo a uma estirada impressionante.

Benfica-Setúbal-2.jpg

Por esta altura só dava Benfica. Mais de 75 por cento de posse de bola, circulação rápida do esférico, assertividade no passe. Aplaudiam os Benfiquistas nas bancadas. Os comandados por Quim Machado pareciam adormecidos, mas aproveitaram um momento dormente da defesa da casa para voltar a levar perigo até Ederson. O cabeceamento de André Claro aos 14 minutos saiu um tudo-nada ao lado.

Benfica-Setúbal-3.jpg

Ao susto infligido respondeu o Benfica com a reviravolta no marcador. Decorria o minuto 19 quando Eliseu centrou, Gaitán desviou de cabeça e Jonas encostou para o 1-1. Quatro minutos depois mais um golo Benfiquista. Gaitán marcou o pontapé de canto e Jardel cabeceou a contar. Festa na Luz!

Benfica-Setúbal-4.jpg

Na frente do marcador, o Benfica optou por baixar o ritmo de jogo, controlou a partida com bola apesar da subida das linhas notada no lado sadino. Todavia, o 3-1 esteve perto aos 41’. Pizzi isolado preferiu tirar um “chapéu” a Ricardo, Frederico Venâncio afastou em cima da linha de golo.

Do intervalo veio o 2-1 e um Benfica que parecia interessado em fixar o resultado num “score” mais tranquilo para evitar sustos como o da primeira parte. Foi sol de pouca dura. O V. Setúbal, melhor disposto em campo, teve mais posse de bola que tivera nos primeiros 45 minutos e aproximou-se com perigo da área Benfiquista através de Arnold e de André Claro.

Benfica-Setúbal-5.jpg

Tentou sacudir o Benfica aos 63 minutos através do cabeceamento de Fejsa. Respondeu Ricardo com uma bela intervenção. Apesar de estar na frente do marcador, o conjunto da casa não estava concentrado nas transições ofensivas e defensivas. Ora perdia bolas desnecessárias a atacar, ora dava demasiado espaço aos sadinos para subirem com perigo.

Até final o resultado manteve-se e assim as “águias” continuam a liderar a tabela classificativa. 

Benfica-Setúbal-1.jpg

O Sport Lisboa e Benfica alinhou com Ederson; Nélson Semedo, Lindelöf, Jardel, Eliseu; Fejsa (Samaris, 69’), Renato Sanches, Gaitán (Carcela, 61’), Pizzi; Jonas e Mitroglou (Raúl Jiménez, 80’).

Fonte: SLBenfica.pt

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Pág. 1/3



Simbolo
Fundador
114_anos

OBENFICA

MISTICA

twiiter

# Classificação 2017/18








Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D


CONTACTO emailsilva.joaodiogo@hotmail.com