Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




SL Benfica 4-3 Sporting CP

por João Silva, em 10.11.13

Derby na 4.ª eliminatória da Taça de Portugal. No Estádio da Luz, o Benfica assegurou a passagem à próxima fase com três tentos de Cardozo e um de Luisão.

A partida começou algo disputada a meio-campo e nos primeiros minutos, a bola andou algo longe das balizas. Porém, à passagem do minuto dez, André Almeida arrancou pela direita, combinou com Cardozo e sofreu falta à entrada da área do Sporting. Cardozo é chamado a marcar e frente a uma barreira densa, surpreendeu com um disparo rasteiro que passou por baixo da barreira e inaugurou o marcador para o Benfica.
Cardozo estava endiabrado e aos 15 minutos voltou a estar perto do ser feliz. Enzo Perez amorteceu de peito e Cardozo rematou de primeira para estirada de Rui Patrício. O Benfica parecia estar por cima e o Sporting sentia dificuldade em parar as deambulações de Gaitán, Markovic e Cardozo.

Com o passar dos minutos, o jogo foi entrando numa toada mais morna e o Sporting tentou assentar o seu Futebol. Aos 37 minutos, num lance em que Montero apareceu em posição duvidosa no início da jogada, Capel, ao segundo poste, bateu Artur e empatou o jogo.
Quando se pensava que o Benfica poderia sentir o golo sofrido, eis que apareceu o suspeito do costume, Gaitán centrou com peso e medida para a cabeça de Cardozo que bateu, de novo, o guardião internacional português. Três minutos volvidos, "Tacuara" completava o “hat-trick”. Contra-ataque conduzido por Gaitán, lançou Ruben Amorim que cruzou rasteiro para a entrada da área, onde aparece Cardozo que disparou de primeira para o 3-1.

Ao intervalo, a vantagem benfiquista era mais do que merecida e no reatamento viu-se, de novo, mais Benfica. A equipa de Jorge Jesus entrou muito pressionante e a ter mais bola.
Apesar da pressão sobre o Sporting, o Benfica tinha alguma dificuldade em criar perigo. Esse veio, de forma ténue, por parte de Matic que rematou de cabeça para defesa de Rui Patrício após livre de Gaitán. Dois minutos depois foi Adrien, de longe, que testou a atenção de Artur. Na sequência do canto, o Sporting empatou por Maurício.
Nos minutos seguintes voltou-se a ver muita luta a meio-campo e o “frisson” veio à entrada para os últimos dez minutos. Aos 82’, Markovic rematou ao poste e no minuto seguinte, após nova assistência de Gaitán, trabalhou bem de peito, mas o remate esbarrou em Rui Patrício.

O Sporting respondeu aos 84’, por Slimani, também com um remate ao poste numa transição rápida. O argelino entrou mesmo com a corda toda e aos 90’+1 fez o empate, levando a partida para o prolongamento.
Com o empate sofrido ao cair do pano, o Benfica entrou com sinal menos e aproveitou o Sporting para tomar conta dos primeiros minutos do tempo extra e Wiliam Carvalho rematou para nova intervenção de Artur aos 95’. Dois minutos volvidos, num lance altamente insólito, Luisão fez golo de cabeça. Lançamento lateral, a defesa do Sporting deixa a bola bater na relva, Luisão, que está a agarrado, e quando já está no chão, a bola bate-lhe na cabeça e passa entra as pernas de Rui Patrício. Estava feito o 4-3!

O Benfica não tirava o “pé do acelerador”, subiu de rendimento e aos 102’, Ivan Cavaleiro, do meio da rua, rematou forte para intervenção pouco ortodoxa do guardião dos “leões”. Na segunda parte do prolongamento foi o Sporting que esteve perto do golo através do cabeceamento de Slimani muito perto do poste (109’).
O Benfica respondeu aos 111 minutos com uma jogada rápida de Lima pela direita, assistiu Ivan Cavaleiro que permite a defesa de Rui Patrício, na sequência do lance o camisola 90 deu de bandeja a André Gomes que disparou ao poste.
Final da partida e segue o Benfica, merecidamente, para os oitavos-de-final da Taça de Portugal.

O Sport Lisboa e Benfica alinhou com o seguinte onze: Artur Moraes; André Almeida, Luisão, Garay, Sílvio; Matic, Enzo Perez (Lima, 96’), Ruben Amorim (Ivan Cavaleiro, 69’), Gaitán; Markovic (André Gomes, 89’) e Cardozo.

 

Carrega Benfica!!!

Autoria e outros dados (tags, etc)



Simbolo
Fundador
115-anos
Reconquista-37

OBENFICA

MISTICA


Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2010
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2009
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2008
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D

Pesquisar

Pesquisar no Blog