Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Champions: Uma questão de crença

por João Silva, em 22.11.17

Último do grupo A sem qualquer ponto, o Benfica visita hoje o CSKA de Moscovo e joga uma cartada decisiva para pelo menos seguir para a Liga Europa, já que as hipóteses de se manter na Liga dos Campeões são ínfimas.

O tetracampeão português está obrigado a vencer o CSKA para continuar a manter a esperança de continuar nas competições europeias. Rui Vitória já poderá contar com o médio Fejsa, ausente do jogo para a Taça de Portugal frente ao Vitória de Setúbal, enquanto na baliza a aposta vai manter-se em Bruno Varela, já que Svilar está com gripe e Júlio César lesionado.

Uma vez que as contas para o apuramento são muito complicadas, o treinador do Benfica na conferência de imprensa de antevisão ao jogo, garantiu que «a crença é muita».

«Não nos resta outro caminho que não seja lutar pelo que queremos. Enfrentar o adversário com muita determinação e olhos nos olhos, querendo ganhar, embora respeitando o valor do CSKA. Havendo essa possibilidade, estamos ao mesmo nível. Temos as possibilidades Liga dos Campeões e Liga Europa. Vamos agarrar-nos a isso. A crença é muita»

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Segue-se um ciclo de 6 jogos em 22 dias

por João Silva, em 17.11.17

CarregaBenfica.jpg

O primeiro desafio da série acontece já no sábado (18 de novembro), no Estádio da Luz, com a equipa orientada por Rui Vitória a receber o Vitória de Setúbal (18h15) nos 16 avos de final da Taça de Portugal.

A página desportiva vira-se logo a meio da semana que vem, na quarta-feira, dia 22, com o conjunto benfiquista a arriscar em Moscovo as fichas que lhe restam na Liga dos Campeões. Com zero pontos em quatro jornadas, os encarnados avançam para a quinta ronda da fase de grupos da prova milionária, perante o CSKA (17h00), ainda com possibilidades matemáticas de aceder aos oitavos de final... ou de cair para a Liga Europa.

Para o melhor ou para o pior dos cenários na UEFA, a equipa benfiquista necessitará sempre de somar por vitórias as duas partidas que tem por diante, sendo ainda indispensável a ajuda do Manchester United, que terá de bater Basileia e CSKA.

De regresso a Portugal, o Benfica encara nova frente competitiva: a Liga NOS. No Estádio da Luz, o Tetracampeão volta a encarar o Vitória de Setúbal (20h15), na circunstância em partida referente à 12.ª jornada do campeonato, a 26 de novembro.

No primeiro dia de dezembro, sexta-feira, feriado, as águias enfrentam o seu primeiro clássico na temporada: no Estádio do Dragão, diante do FC Porto (20h30), em jogo da 13.ª ronda da Liga NOS.

A derradeira jornada da Liga dos Campeões, para o Benfica, está marcada na agenda para o dia 5 de dezembro, uma terça-feira. No Estádio da Luz, os encarnados batem-se com os suíços do Basileia (19h45).

O ciclo de seis jogos, quatro dos quais em casa, no espaço de 22 dias termina a 9 de dezembro, no Estádio da Luz, com o Benfica a defrontar o Estoril (18h15), na 14.ª jornada da Liga NOS.

ciclo de 6 jogos.jpg

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Champions: Tudo ou nada em Manchester

por João Silva, em 31.10.17

Man_United_Benfica.jpg

A Liga dos Campeões entra na segunda volta da fase de grupos. O Benfica, último do grupo com zero pontos, está numa situação muito complicada para evitar já o afastamento desta prova. Precisa obrigatóriamente de vencer em Old Trafford.

Um empate poderá adiar matemáticamente a decisão, caso o Basileia não ganhe ao CSKA.

No limite podem ficar decididos os dois lugares de apuramento nesta ronda, com a qualificação de Manchester United e Basileia. Para isso basta vencerem ambos em simultâneo, sendo que o United até pode passar empatando, se o Basileia vencer o CSKA Moscovo. E os suíços podem passar ganhando mesmo que o United não ganhe ao Benfica, desde que o Man United não perca. Isso significaria, obviamente, a eliminação do Benfica, que também estaria em maus lençóis para disputar o terceiro lugar e o acesso à Liga Europa.

Na Conferência de Imprensa de antevisão da partida, Rui Vitória afirmou que "Temos a noção de que este jogo é importante, mas vamos para a luta, vamos fazer pela nossa vida, vamos trabalhar muito, acreditar naquilo que estamos a fazer, nas nossas capacidades, nos nossos jogadores e não precisamos de algo especial a não ser acreditarmos todos que é possível". 

Quando questionado sobre a estratégia a utilizar para o embate com o Man United, respondeu que "Em outros momentos na Liga dos Campeões, e em alturas em que até tivemos os resultados mais agradáveis, foi praticamente sempre a jogar com dois homens mais à frente… No Atlético de Madrid, no Zenit, em Munique… Vamos analisar e escolher a melhor estratégia – para mim já está definida –, que não tem a ver com jogar com dois ou com um. Tem a ver com a postura coletiva e, mais do que no sistema, assenta num grande rigor tático, numa concentração máxima para que no processo defensivo conseguirmos realizar as ações necessárias para resolver as questões que se apresentarem, e no ponto de vista ofensivo aproveitar as poucas oportunidades que existem neste tipo de jogos… ou seja, grandes níveis de eficácia. A equipa está preparada para jogar de várias formas"

 

#CarregaBenfica

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


22 convocados para Manchester

por João Silva, em 30.10.17

São 22 os jogadores que Rui Vitória, decidiu incluir na convocatória para o desafio de terça-feira (19h45), em Old Trafford, diante do Manchester United, na 4.ª jornada do Grupo A da Liga dos Campeões.

A equipa benfiquista viajou para Inglaterra em voo charter durante a manhã desta segunda-feira.

Convocados para Manchester.jpg

Às 17h30, no estádio do United, realiza-se a conferência de Imprensa do técnico das águias e de um jogador, seguindo-se, às 18h00, o treino de ambientação a Old Trafford.

LISTA DE CONVOCADOS

Guarda-redes: Svilar, Júlio César e Bruno Varela;

Defesas: Lisandro, Grimaldo, Douglas, Eliseu, Jardel e Rúben Dias;

Médios: Fejsa, Filipe Augusto, Samaris, Zivkovic, Salvio, Pizzi, Cervi e Diogo Gonçalves;

Avançados: Raúl, Jonas, Gabriel, Seferovic e Rafa.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Na conferência de Imprensa realizada terça-feira, na Sala de Imprensa do Estádio da Luz, Rui Vitória revelou três pontos-chave a ter em conta na receção ao Manchester United, em jogo da 3.ª jornada da fase de grupos da Champions.

Acima de tudo é reconhecer que do outro lado temos uma equipa de grande qualidade e que está cada vez mais identificada com o seu treinador. Já no ano passado, o Manchester United fez uma campanha muito boa e, este ano, a equipa está ainda mais identificada com o José Mourinho. Depois, as palavras do Salvio refletem o nosso sentimento. Temos confiança em nós mesmos. É evidente que os jogos anteriores não correram como queríamos, mas o valor que temos é superior aos resultados que obtivemos. Temos de lutar por aquilo em que acreditamos. Ninguém ganha o que quer que seja se primeiro não acreditar. Depois, três pontos-chave: os níveis de concentração, o rigor tático e a inspiração dos jogadores

Vamos olhar para aquilo que é a equipa deles e ver qual é a melhor estratégia para nós. Mas temos pela frente um treinador que, em termos de perspicácia e análise do jogo, é muito forte”, garantiu o treinador, tecendo elogios a José Mourinho.

Rui Vitória anunciou que são 21 os jogadores convocados para encontro com o emblema inglês, mas não entra em pormenores.

Sabemos que vai entrar uma equipa irreverente, com as cautelas que tem de ter com uma equipa como a do Manchester. Só não vai estar o Jardel, por não estar nas melhores condições físicas”.

Como escrevi anteriormente, o apuramento ainda é possível, apesar dos maus resultados das jornadas anteriores.

#CarregaBenfica

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Salvio: "Não me sinto inferior a ninguém"

por João Silva, em 18.10.17

“Sabemos que o Manchester é uma equipa muito forte, mas queremos impor as nossas ideias. Têm grandes jogadores, mas não me sinto inferior a ninguémEles têm grandes jogadores, mas nós também. Eles têm grandes avançados, nós também; têm grandes médios, mas também confio muito nos nossos. Não sei se Herrera é melhor do que Pizzi, ou se Lukaku é melhor do que Raúl ou Jonas. Não sei se o central deles tem mais conhecimento do que o Luisão. Não me sinto inferior a ninguém”

Declarações de Salvio na conferência de Imprensa referente ao embate de hoje à noite com o Manchester United.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Champions: O apuramento ainda é possível

por João Silva, em 17.10.17

O Benfica chega à terceira jornada da Champions sem qualquer ponto, depois de dois desaires inesperados: primeiro na Luz, com os russos do CSKA Moscovo (1-2) e depois no St. Jakob Park, com o Basileia (5-0).

Na Champions, a equipa de Rui Vitória era favorita a seguir para os oitavos de final, a par do Manchester United, de José Mourinho, mas as duas derrotas nas jornadas anteriores, colocam o Benfica numa situação complicada, correndo o risco de ficar de fora das competições europeias.

Benfica_MU_Champions.jpg

Na história recente da Liga dos Campeões há poucas equipas que conseguiram seguir em frente para os oitavos-final depois de duas derrotas consecutivas. No entanto, há alguns casos que provam que ainda é possível, como por exemplo a equipa do Arsenal da época 2015/2016. A formação londrina começou com uma derrota na Croácia diante do Dínamo Zagreb por 2-1, seguindo-se uma derrota caseira por 2-3 diante do Olympiacos. Um triunfo em casa ao Bayern Munique por 2-0 relançou os 'gunners' na corrida aos oitavos de final, e nem uma goleada sofrida em Munique à quarta jornada impediu a qualificação do Arsenal, que nos últimos dois jogos somou dois triunfos.

O apuramento ainda é possível. Ao conjunto de Rui Vitória só resta uma solução, difícil, é certo, mas que passa por vencer os 'red devils' de José Mourinho.

Acreditem!!!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Champions: Basileia-Benfica

por João Silva, em 27.09.17

O Benfica defronta o Basileia no Estádio St. Jakob Park, a partir das 19h45, em jogo da segunda jornada do grupo A, da fase de grupos da Liga dos Campeões, com os encarnados a quererem retificar o desaire do jogo inaugural frente ao CSKA de Moscovo.

A equipa do Benfica apresenta-se na máxima força. Rui Vitória tem pela primeira vez esta época a folha de lesionados limpa pelo que pode tomar as opções que entender mais eficazes para abordar o desafio.

A provável titularidade do defesa Rúben Dias e a opção por Seferovic ou Raúl Jiménez na frente de ataque são as principais dúvidas que podem existir sobre o “onze” que vai iniciar a partida.

Na conferência de imprensa de antevisão da partida, Rui Vitória lembrou que, nesta fase de grupos, há cinco finais pela frente e deixou de existir margem de erro, ao mesmo tempo que revelou que a sua equipa sabe o que vai encontrar e a forma como tem de ganhar o jogo.

No histórico dos confrontos entre as duas formações regista-se a realização de dois jogos com uma vitória para o Benfica e um empate.

A equipa do Benfica deverá ser apoiada por dez mil adeptos.

#CarregaBenfica #Juntos #SejaOndeFor 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Onda vermelha a caminho de Basileia

por João Silva, em 27.09.17

adeptos-benfica_Basileia.jpg

Promete ser uma verdadeira invasão de adeptos do Benfica a Basileia, de forma a que a equipa de Rui Vitória se sinta no St. Jakob-Park como se estivesse a jogar no Estádio da Luz.

São muitos os apoiantes encarnados residentes um pouco em toda a Europa central que esta quarta-feira, chegarão a uma das principais cidades suíças para marcar presença num jogo de capital importância para a equipa de Rui Vitória na Liga dos Campeões.

Ao certo, é impossível prever quantos benfiquistas estarão no estádio. Em 2011, foi um mar vermelho que deixou espantados os responsáveis suíços. Nas várias casas do Benfica a expectativa é a mesma de sempre: a onda vermelha vai assegurar o apoio habitual.

 

#Juntos #SejaOndeFor

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Champions: SL Benfica 1-2 CSKA Moscovo

por João Silva, em 13.09.17

Um Benfica demasiado apático, os médios a não conseguirem ligar com os homens da frente, uma defesa a dar muito espaço aos avançados contrários quando estes saiam em velocidade. A opção por Felipe Augusto em detrimento de Samaris pode entender-se na perspetiva de o Benfica querer mais qualidade na circulação da bola.

Mas essa qualidade só apareceu a espaços e quase sempre por Pizzi, ora a tentar tabelinhas nas laterais com os extremos e os laterais, ora a tentar procurar os avançados na zona central. E foi nesse processo que o Benfica perdeu inúmeras bolas que deram vários contra-ataques dos russos.

Em termos ofensivos, os primeiros 45 minutos resumiram-se a um remate de Grimaldo que foi ao poste da baliza de Akinfeev e um remate mal feito por Salvio após passe de Pizzi.

O Benfica entrou no segundo tempo a marcar, tomou a dianteira do marcador num dos poucos lances bem delineados (Zivkovic a ganhar o flanco e a cruzar para Seferovic desviar para golo).

Depois do golo de Seferovic, esperava-se que o Benfica embalasse para uma boa exibição e conseguisse os três pontos, mas o que se viu foi o contrário.

O CSKA Moscovo despertou e foi à procura de algo mais. E a forma fácil como criava perigo na área do Benfica deixava antever que era uma questão de tempo até marcar. E depois de Bruno Varela negar o golo duas vezes, apareceu o empate, André Almeida travou um remate na área com a mão, de forma involuntária, mas o árbitro assinalou penálti que Vitinho converteu. Começa aí a reviravolta. Cinco minutos depois Zhamaletdinov, que entrara aos 68, aproveitou uma defesa incompleta de Varela a remate de Vasin para fazer o 2-1.

Rui Vitória Já tinha tirado o apagado Jonas e colocado Jiménez, colocou Rafa e Gabriel Barbosa (estreia em campo), nos lugares de André Almeida e Lisandro. Era tudo lá para a frente, sem discernimento, sem cabeça, sem ideias. O CSKA Mosco, por sua vez recuou ainda mais, meteu mais gente na área e foi aguentando o resultado até ao apito final.

A derrota não surpreende, depois da exibição do Benfica ante o Portimonense, mas também no desempenho da equipa no empate com o Rio Ave e a vitória suada diante do Chaves. É a primeira derrota do Benfica esta época em jogos oficiais (a última foi em março com o Dortmund para a Champions).

O processo ofensivo do Benfica tem deixado muito a desejar. Os adversários entram em zona de finalização com muita facilidade. Os homens do sector recuado não têm conseguido acertar com as marcações e isso tem sido visto nos já seis golos sofridos em sete jogos oficiais.

Falando sobre aquilo que a equipa fez, Rui Vitória acredita que acabou por ser a eficácia a ditar o resultado entre Benfica e CSKA Moscovo.

"É o jogo da Liga dos Campeões. Houve uma equipa que aproveitou as bolas que teve, nós tivemos umas situações de golo, fizemos tudo o que podiamos fazer, não ganhámos. Este jogo não me convenceu e nós vamos ganhar estes pontos em qualquer lado", escusando-se a comentar a arbitragem do juiz espanhol, depois de muitas dúvidas no lance da grande penalidade russa.

O Benfica ocupa o terceiro lugar do Grupo A. O Manchester United lidera o grupo, depois de uma vitória por 3-0 sobre o Basileia.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


um passado de glória um futuro de vitória benfica




twiiter

# Classificação 2017/18




# Universo Benfiquista











titulos GLORIAS ETERNAS

eusébio
Mario Coluna








Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D


CONTACTO emailsilva.joaodiogo@hotmail.com