Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Emirates Cup 2017

por João Silva, em 30.07.17

O Benfica voltou a perder na sua participação na Emirates Cup.

Depois da derrota frente ao Arsenal (5-2), o conjunto de Rui Vitória voltou a perder este domingo com o RB Leipzig, da Alemanha, por 2-0.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Ultrapassado o Neuchâtel Xamax, segue-se o Young Boys. Com outros pergaminhos, o vice-campeão suíço apresentará outros desafios que o adversário anterior não conseguiu, isto num claro crescimento gradual de dificuldade que Rui Vitória quer impor ao grupo de trabalho nesta pré-época.

Na Super Liga suíça de 2016/17, o Young Boys terminou em 2.º só atrás do crónico campeão, Basileia. Foi, ainda, até aos quartos de final da Taça da Suíça e caiu na fase de grupos da Liga Europa para onde foi relegado após o playoff da Liga dos Campeões.

Com elevada capacidade ofensiva, os amarelos marcaram mais de 100 golos na temporada transata em 50 jogos oficiais. Destaque nessa componente para os franceses Hoarau e Yoric Ravet, bem secundados pelo antigo Benfiquista, Sulejmani.

Na defesa, todavia, o Young Boys sente sérias dificuldades em travar os adversários. Caso o Benfica evidencie neste jogo as triangulações feitas frente ao Neuchâtel Xamax, a defesa helvética – onde pontifica Loris Benito – poderá sofrer na pele o poderio ofensivo da águia.  

O Young Boys é um dos grandes na Suíça onde já conquistou 11 Campeonatos suíços, seis Taças da Suíça e uma Taça da Liga, e enfrenta o Benfica este sábado, às 16h00, na Tissot Arena, a contar para a UhrenCup.

Fonte: SLBenfica.pt

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Um golo do brasileiro Jonas e outro do suíço Seferovic permitiram ao Benfica vencer os suíços do Neuchatel Xamax por 2-0, no primeiro das 'águias' de preparação para a temporada 2017/2018 de futebol.

A vitória 'encarnada' ficou definida nos primeiros 20 minutos, com Jonas a inaugurar o marcador logo aos cinco minutos, na conversão de uma grande penalidade, tendo Seferovic se estreado a marcar pelo tetracampeão nacional, aos 19 minutos.

Paulo Lopes - Não teve grande trabalho na segunda parte. Rendeu Júlio César depois do intervalo e mostrou sempre segurança nas poucas situações de perigo do Neuchâtel Xamax FCS.

Pedro Pereira - Entrou bem no segundo tempo no lado direito da defesa do Benfica a dar um apoio contínuo ao ataque encarnado, nomeadamente com a entrada de Rafa. Lisandro - Substituiu Rúben Dias e voltou a mostrar que é uma opção válida para o centro da defesa do Benfica voltando a fazer dupla com Jardel. Com sentido de posicionamento apurado, o argentino mostrou ainda a sua qualidade no jogo aéreo para cortar lances de perigo.

Jardel - Depois de uma época em que jogou pouco, o defesa central brasileiro foi um dos melhores em campo até ser substituído aos 69 minutos para dar o lugar a Kalaica. Forte no jogo aéreo, Jardel foi um dos pilares da defesa encarnada e o capitão de equipa, mostrando que vai lutar pela titularidade com a saída de Lindelof.

Hermes - O lateral esquerdo foi o único jogador de Rui Vitória a atuar os 90 minutos frente ao Neuchâtel Xamax FCS mostrando que tem a propensão para avançar muito no terreno nas manobras atacantes. No entanto, permitiu muito espaço aos adversários que exploraram o seu flanco para criar lances de perigo.

Chrien - O jovem médio mostrou alguns bons indicadores, mas notou-se a falta de entrosamento com os colegas de equipa. Fez um remate em zona frontal que acabou por sair fraco e sem dificuldades para o guarda-redes adversário.

Fejsa - Colmatada a lesão contraída na final da Taça de Portugal, o médio sérvio entrou no início da segunda parte para o lugar de Felipe Augusto e notou-se um acréscimo de qualidade à dinâmica do Benfica apesar da falta de ritmo do número 5 da Luz.

Diogo Gonçalves - O jovem extremo aproveitou a oportunidade dada por Rui Vitória e começou o jogo a titular com vários apontamentos de qualidade. Uma bola na trave aos sete minutos de jogo e uma sequência de lances de perigo mostram que Diogo Gonçalves tem condições para lutar por um lugar na equipa do Benfica. O passe que fez para Jonas ao quarto minuto, e que deu origem à grande penalidade, é um dos exemplos da qualidade deste jovem de 20 anos.

Rafa - O extremo português entrou para o lugar de Cervi e notou-se uma maior adaptação à equipa depois de ter falhado a pré-época no ano passado. Foi um dos melhores jogadores do Benfica na etapa complementar e podia ter feito o golo aos 80 minutos, mas preferiu passar a bola a Arango.

Seferovic - Na estreia com a camisola do Benfica, o avançado suíço não precisou de muitas oportunidades para mostrar o seu valor. Aos 14 minutos, Seferovic juntou à estreia o seu primeiro golo pelo Benfica com um excelente remate cruzado após assistência de Jonas.

Jonas - O avançado brasileiro demonstrou que está em boa condição física e que é um dos jogadores fundamentais na equipa do Benfica. Sempre a procurar espaços para criar perigo, o número 10 dos 'encarnados' foi determinante para a vitória com um golo e uma assistência para a estreia de Seferovic a marcar com a camisola do Benfica.

Júlio César - Com uma defesa de grande nível negou o golo a Gaetan Karlem aos 11 minutos, mostrando que pode ser uma opção válida à saída de Ederson. Seguro em toda a primeira parte, o veterano guarda-redes brasileiro teve uma exibição positiva.

André Almeida - O polivalente jogador começou o jogo no lado direito da defesa e demonstrou desde o primeiro minuto que será uma mais-valia para a longa época que se avizinha. Inteligente na leitura de jogo, André Almeida impediu males maiores em diversas ocasiões de perigo ao fazer bem as 'dobras'.

Rúben Dias - O jovem defesa central estreou-se ao lado de Jardel e no início do jogo mostrou algumas dificuldades para fazer o lugar. No entanto, a experiência de Jardel acabou por permitir a Rúben Dias ganhar confiança com o desenrolar do jogo.

Filipe Augusto - Titular na primeira equipa de Rui Vitória na pré-época, o médio brasileiro falhou muitos passes no arranque do jogo e apresentou algumas dificuldades de posicionamento. No entanto, Filipe Augusto acabou por conseguir aumentar os índices de confiança para terminar a primeira parte em bom plano.

Cervi - O extremo argentino do Benfica começou o jogo a titular no lado esquerdo do ataque 'encarnado' e apesar da falta de ritmo não comprometeu as indicações dada por Rui Vitória. Demonstrou alguns pormenores nas arrancadas pelo corredor esquerdo, mas faltou pontaria e descernimento na hora do remate.

Arango - Irreverente e combativo, o avançado colombiano tentou de tudo para conseguir um golo na segunda parte, arrastando os defesas contrários e procurando sempre espaços para perfurar as linhas defensivas. Aos 80 minutos, Rafa ofereceu-lhe um golo, mas o remate acabou por sair ao lado.

Chris Willock - Pouco entrosado com a equipa, o extremo inglês não acrescentou muito à equipa no segundo tempo.

André Horta - Entrou no decorrer da segunda parte para o lugar de Chrien, e tentou desde logo 'agarrar' o jogo e impor-lhe ritmo, mas sem grandes consequências.

Carrillo - Rendeu Seferovic na etapa final do jogo mas não conseguiu demonstrar o melhor do seu futebol.

Kalaica - O jovem defesa central croata voltou à equipa depois do empate no Bessa a 1-1 e assegurou segurança à defesa do Benfica ao lado de Lisandro López.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


UHRENCUP: Hoje joga o TetraCampeão!

por João Silva, em 13.07.17

Cartaz_UhrenCup_Noticia.jpg

A UhrenCup é um torneio suíço criado em 1962 com o intuito de ser um evento internacional e de prestígio no panorama da modalidade.

Apesar de algumas dificuldades no caminho, a UhrenCup conseguiu cativar emblemas de renome de campeonatos competitivos. Na 1.ª edição marcaram presença dois clubes locais – Grenchen e Biel-Bienne – para além do Cercle Brugge da Bélgica e os italianos do Como. Venceu o Grenchen.

Sempre com turmas helvéticas no cardápio foram passando pela UhrenCup o Ipswich, Sparta de Roterdão, Karlsruher, Nímes, Bayer Leverkusen, Macabi Telavive, Sochaux, Partizan de Belgrado, Colónia, Celtic ou Borussia Dortmund.

Desde 1962, o torneio não se realizou em cinco ocasiões: 1967, 1974, 2012, 2014 e 2015. Com grande domínio, os clubes suíços venceram a UhrenCup nos períodos compreendidos entre 1968 e 1988 e entre 1992 e 2004.

Os últimos a festejar a conquista da UhrenCup foram os turcos do Galatasaray. O Benfica participa na edição de 2017/18 e enfrenta o Neuchâtel Xamax e o Young Boys.

Os TetraCampeões nacionais depois de hoje defrontarem o Neuchâtel Xamax, enfrentam o Young Boys no sábado.

SilvaSLB_TetraCampeões.jpg

Viajaram para terras helvéticas:

Guarda-redes – Júlio César, Paulo Lopes e Bruno Varela;

Defesas – Lisandro, Kalaica, Pedro Pereira, Jardel, André Almeida, Hermes, Rúben Dias e Ferro;

Médios – Fejsa, Filipe Augusto, André Horta, Carrillo, Cervi, Chrien, Pedro Rodrigues e Heriberto;

Avançados – Jonas, Seferovic, Willock, Rafa, Arango e Diogo Gonçalves.

O encontro com o Neuchâtel Xamax começa às 19h00 e tem transmissão no canal da BTV.

Começa hoje a "caminhada" rumo ao Penta.

#CarregaBenfica

#RumoAoP3n7a

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Programa da pré-época 2017/18

por João Silva, em 01.07.17

Para os primeiros 12 dias de julho estão marcados trabalhos no Caixa Futebol Campus. Depois, a equipa liderada por Rui Vitória viaja para os compromissos de pré-época.

Dia 12 (segunda-feira) – Viagem para Berna ao final do dia

UHRENCUP 2017

Dia 13: SL Benfica-N. Xamax, em Grenchen (20h00)

Dia 15: SL Benfica)-Young Boys, em Biel (17h00)

Regresso a Lisboa após a partida (horário a confirmar)

Dia 18 (terça-feira) – Viagem para o Algarve

Dia 20:SL Benfica-Bétis Sevilha ­- Algarve Cup (20h30), Estádio do Algarve

Dia 22:SL Benfica-Hull City – Jogo particular (20h30), Estádio do Algarve

Dia 23: Viagem para Birmingham ao final do dia

Início do estágio em ST. Georges Park

Dia 28: Viagem para Londres ao final do dia

EMIRATES CUP

Dia 29: Arsenal-SL Benfica (16h20)

Dia 30: RB Leipzing-SL Benfica (14h00)

Regresso a Lisboa após o jogo.

Fonte: SLBenfica.pt

Autoria e outros dados (tags, etc)


um passado de glória um futuro de vitória benfica

OBENFICA

MISTICA

twiiter

# Classificação 2017/18




# Universo Benfiquista











titulos GLORIAS ETERNAS

eusébio
Mario Coluna








Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D


CONTACTO emailsilva.joaodiogo@hotmail.com