Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Até sempre, Eterno Capitão

por João Silva, em 26.02.14

Símbolo de liderança serena e qualidade futebolística inesgotável.

Pela decisiva influência que sempre representou do meio-campo para diante, actuando como um pêndulo que equilibrava no controlo da bola e depressa desequilibrava nos movimentos atacantes, em especial através do venenoso remate, Mário Coluna exerceu peso determinante numa carreira que teve no Benfica e na selecção nacional os principais beneficiários das suas qualidades - tão preponderante que muitos o consideram um dos melhores médios-centro do século passado. E, porque assumiu a braçadeira de capitão com um sentido de liderança ímpar, "Monstro Sagrado" é a designação com que entra na História do futebol português e mundial.

 

Descansa em paz.

Autoria e outros dados (tags, etc)


Imortal

por João Silva, em 05.01.14

Eusébio da Silva Ferreira
Morreu o Homem, o mito e a lenda perdurarão para sempre
A memória e o legado de Eusébio ficam entre nós.
Obrigado King!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Campanha de qualificação para o campeonato do mundo de 1962 no Chile, Portugal apostava na obtenção da primeira qualificação de sempre para um campeonato do mundo.

Portugal chega ao último jogo a precisar de um milagre, era preciso vencer em Inglaterra. Estádio de Wembley repleto - cem mil espectadores, com recorde absoluto de bilheteira em Inglaterra -, Portugal estava derrotado aos dez minutos (2-0), com golos de Conelly e Pointer. Depois, só deu "Pantera Negra", alcunha inventada pelos próprios jornalistas britanicos. As crónicas do dia seguinte, em Portugal como em Inglaterra, focaram-se quase exclusivamente em Eusébio, nas suas fintas, nos seus remates fulminantes, na sua velocidade, na fúria do seu futebol. Pontapés acrobáticos, simulações de corpo, remates ao poste - houve de tudo. Os Ingleses deliraram. Os Portugueses também. Começava a formar-se o mito de Eusébio da Silva Ferreira.

Nos anos seguintes haveriam de ser escritas por si, algumas das mais belas páginas da nossa história futebolística - e seguramente as mais belas até hoje. Dos dois títulos de campeão europeu conquistados pelo Benfica logo nesses primeiros anos da década (1961 e 1962), um deles, o segundo, deve-se-lhe quase por inteiro.

Ajudou a Selecção Nacional Portuguesa a alcançar o terceiro lugar no Campeonato do Mundo de 1966, sendo o maior marcador da competição (recebendo a Bota de Ouro), com nove golos (seis dos quais foram marcados em Goodison Park), tendo recebido a Bola de Bronze. Ganhou a Bola de Ouro em 1965 e ficou em segundo lugar na atribuição da mesma em 1962 e 1966. Eusébio ainda é o melhor marcador de sempre do Benfica, com 638 golos em 614 jogos oficiais. No Benfica ganhou 11 Campeonatos Nacionais (1960-1961, 1962-1963, 1963-1964, 1964-1965, 1966-1967, 1967-1968, 1968-1969, 1970-1971, 1971-1972, 1972-1973 e 1974-1975), 5 Taças de Portugal (1961-1962, 1963-1964, 1968-1969, 1969-1970 e 1971-1972), 1 Taça dos Campeões Europeus (1961-1962) e ajudou a alcançar mais três finais da Taça dos Campeões Europeus (1962-1963, 1964-1965 e 1967-1968). Foi o maior marcador da Taça dos Campeões Europeus em 1965, 1966 e 1968.

Ganhou ainda a Bola de Prata sete vezes (recorde nacional) em 1964, 1965, 1966, 1967, 1968, 1970 e 1973. Foi o primeiro jogador a ganhar a Bota de Ouro, em 1968, façanha que mais tarde repetiu em 1973.

Eusébio viria a tornar-se uma lenda, conquistando em definitivo o título de "Rei" e um lugar no coração dos adeptos de futebol em todo o mundo!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Um novo Templo se ergueu em Portugal

por João Silva, em 26.07.13

Mais do que a memória de um Clube desportivo, o Museu Benfica Cosme Damião preserva e divulga a memória da maior paixão de um País.

É um espaço cultural inovador, que privilegia a difusão do conhecimento através de uma abordagem contemporânea, alicerçada na emoção e na experiência.

Mais do que para ver, é um espaço para saber, sentir e sonhar!

Numa área com mais de 4000m2, rica em arquitectura, museografia e conteúdo, é possível viajar pelos grandes temas da grandiosa história do Clube e conhecer os seus testemunhos mais importantes: os troféus, os factos e os nomes que fizeram do Sport Lisboa e Benfica um baluarte do Desporto nacional.

 

Como caracterizou e bem, o Enorme blog Benfiliado, Fátima, Jerónimos e Museu Benfica, serão certamente os três locais mais visitados de Portugal!

Autoria e outros dados (tags, etc)


um passado de glória um futuro de vitória benfica




twiiter

# Classificação 2017/18




# Universo Benfiquista











titulos GLORIAS ETERNAS

eusébio
Mario Coluna








Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D


CONTACTO emailsilva.joaodiogo@hotmail.com