Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Em período de férias, a SAD do tricampeão em sintonia com Rui Vitória, tem muitas tarefas por resolver.

Muitos são os jogadores emprestados com contracto que é necessário avaliar, sobre quem terá oportunidade de fazer a pré-época com a equipa principal, e sobre quem será encaminhado para outros clubes.

A ideia é negociar a título definitivo muitos dos activos e realizar dinheiro, assegurando sempre baixa cláusula de recompra e percentagem no passe, para o caso de terem sucesso e voltarem a interessar ao Benfica.

Emprestados_2015-16_1.jpg

Emprestados_2015-16_2.jpg

 

 

Com as equipas a recomeçarem os trabalhos no final do mês ou início de julho, as diferentes situações carecem de solução o mais célere possível, ainda que muitas diligências estejam já a ser tomadas há algum tempo.

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Aproveitando a paragem dos campeonatos para os compromissos das seleções nacionais, o Maisfutebol voltou a fazer as contas ao rendimento dos jogadores emprestados pelos três grandes do futebol português.

Numa altura em que já começa a ser possível projectar a próxima pré-temporada, a performance de vários jogadores cedidos em 2015/16 pode valer uma oportunidade de mostrar serviço na casa mãe. Há vários exemplos, nos três clubes, de empréstimos bem sucedidos, mas também os há de jogadores que, por um motivo ou por outro, não apresentaram o rendimento que seria esperado e, a pouco mais de um mês do final da época, já só uma ponta final de sonho evitará o rótulo de fracasso ao empréstimo desta temporada.

Vejamos então os jogadores do Benfica.

Marcos Valente, central cedido ao Desp. Aves, é o jogador que somou mais minutos esta época, entre os emprestados do Benfica. Aproveitando a autêntica maratona que é a II Liga portuguesa, o jovem de 22 anos, contratado ao Penafiel em 2013 e ainda sem qualquer minuto na equipa principal, foi titular em praticamente todos os jogos da época e é um esteio da defesa avense. É difícil que venha a ter oportunidades no conjunto de Rui Vitória, mas ganhou muita rodagem esta época.

 No escalão principal, o empréstimo de Pelé ao Paços de Ferreira revelou-se aposta ganha. Já são mais de dois mil minutos de competição, divididos por 27 jogos. O médio apontou ainda três golos e é titular indiscutível. Tem feito por merecer uma oportunidade na próxima pré-temporada.

No geral, os jogadores que o Benfica colocou que mais golos apontaram foram Nelson Oliveira e Lolo Plá, ambos com nove. O português está mesmo na época mais produtiva da carreira. O espanhol cedido ao Cadiz (II Divisão B de Espanha) também tem nove golos, mas dificilmente merecerá atenção maior dos responsáveis encarnados. Depois, se nos reportarmos aos atletas que competem em primeiras divisões europeias, o goleador máximo é o austríaco Friesenbichler, que soma oito golos pelo Áustria Viena. Um a mais do que Rui Fonte, do Sp. Braga, o homem em maior destaque pela Liga portuguesa, neste aspecto particular.

Dos vários jogadores que o Benfica colocou no mercado de inverno, tem sido Djuricic, agora no Anderlecht, o que melhor tem aproveitado a nova oportunidade. O sérvio parece ter guia de marcha da luz, mas o bom rendimento (já soma 7 jogos desde que chegou) pode ajudar os encarnados a encaixar algum dinheiro.

Fábio Cardoso está a aprender na Mata Real e tem-se conseguido afirmar no onze de uma das boas equipas da Liga e Bebé já atingiu a marca dos 30 jogos pelo Rayo Vallecano.

Jonathan Rodríguez, até por ter sido uma esperança na época transata, será a principal desilusão. O avançado uruguaio cedido ao Deportivo ainda busca o primeiro golo da época, tendo já atuado em 15 encontros (723 minutos). Ligeiramente melhor mas também sem brilhar tem estado Derley, com quatro golos repartidos por 1320 minutos. Mas o caso mais preocupante é mesmo o do guarda-redes internacional sub-21 Bruno Varela que ainda não tem qualquer minuto no Valladolid. Dos emprestados de janeiro, João Teixeira tem tido o início mais complicado: apenas 90 minutos disputados e já um cartão vermelho no currículo.

 

RELATÓRIO FINAL

PORTUGAL

Jhon Murillo (Tondela): 19 jogos/1268 minutos (3 golos)

Romário Baldé (Tondela): 21 jogos/1331 minutos (2 golos)

Fábio Cardoso (Paços de Ferreira): 22 jogos/1869 minutos (1 golo)

Pelé (Paços de Ferreira): 27 jogos/2178 minutos (3 golos)

Rui Fonte (Sp. Braga): 27 jogos/1535 minutos (7 golos)

Marcos Valente (D. Aves): 35 jogos/3230 minutos

Harramiz (Farense): 34 jogos/2798 minutos (4 golos)

Carlos Ponck (Paços de Ferreira): 6 jogos/293 minutos*

João Teixeira (V. Guimarães): 2 jogos/61 minutos (1 cartão vermelho)*

Victor Andrade (V. Guimarães): 6 jogos/238 minutos*

ESTRANGEIRO

Jonathan Rodríguez (Deportivo Corunha, Espanha): 15 jogos/723 minutos

Sidnei (Deportivo Corunha, Espanha): 25 jogos/2186 minutos

Bebé (Rayo Vallecano, Espanha): 30 jogos/1918 minutos (3 golos)

Bruno Varela (Valladolid, Espanha): 0 jogos

Lolo Plá (Cádiz, Espanha): 26 jogos/1657 minutos (9 golos)

Nélson Oliveira (Nottingham Forest, Inglaterra): 29 jogos/2078 minutos (9 golos)

Ola John (Reading, Inglaterra): 27 jogos/1148 minutos (3 golos)

Hélder Costa (AS Mónaco, França): 23 jogos/1306 minutos (4 golos)

Candeias (FC Metz, França): 21 jogos/1553 minutos (1 golo)

Diego Lopes (Kayserispor, Turquia): 21 jogos/1245 minutos (3 golos)

Derley (Kayserispor, Turquia): 18 jogos/1321 minutos (4 golos)

Marçal (Gaziantepspor, Turquia): 19 jogos/1548 minutos (1 golo)

Hany Mukhtar (Red Bull Salzburgo, Áustria): 11 jogos/216 minutos (1 golo)

Kevin Friesenbichler (Áustria Viena, Áustria): 27 jogos/1146 minutos (8 golos)

Rúben Amorim (Al Wakrah, Qatar): 12 jogos/1029 minutos (2 golos)

César (Flamengo, Brasil): 4 jogos/360 minutos**

Luis Felipe (Rio Claro, Brasil): 8 jogos/720 minutos**

Gianni Rodríguez (Peñarol, Uruguai): 7 jogos/516 minutos

Jorge Rojas (Cerro Porteño, Paraguai): 11 jogos/517 minutos (1 golo)*

Djuricic (Anderlecht, Bélgica): 7 jogos/745 minutos*

Bryan Cristante (Palermo, Itália), 4 jogos/94 minutos*

Luis Fariña (Rayo Vallecano, Espanha), 7 jogos/454 minutos*

 

*- Emprestado em janeiro

**-Calendário sul-americano

Autoria e outros dados (tags, etc)


um passado de glória um futuro de vitória benfica

OBENFICA

MISTICA

twiiter

# Classificação 2017/18




# Universo Benfiquista











titulos GLORIAS ETERNAS

eusébio
Mario Coluna








Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D


CONTACTO emailsilva.joaodiogo@hotmail.com