Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


O fim do ciclo de três jogos consecutivos sem vencer coincidiu com o regresso de Fejsa ao onze do Benfica.

Afastado da competição desde a segunda jornada, com o Chaves, devido a um traumatismo na perna direita, o médio sérvio foi um dos elementos que contribuíram para o triunfo sobre o Paços de Ferreira e a sua entrada em ação no meio-campo pode lançar os encarnados para uma fase de estabilização de resultados.

Na época passada, na última pior série de Rui Vitória ao comando das águias (três empates com Paços de Ferreira, FC Porto e Estoril), Fejsa também não esteve presente nesses deslizes por motivos físicos, mas voltou na partida da 28.ª jornada, com o Moreirense, que interrompeu essa série (1-0 fora de portas). A partir daí, as águias embalaram rumo ao tetracampeonato, consentindo apenas uma igualdade diante do Sporting, em Alvalade.

Para Rui Vitória, Fejsa tem características que encaixam muito bem na forma de jogar das águias.

O sérvio, que nos últimos dez anos foi sempre campeão nacional pelos clubes onde passou, é um jogador de qualidade e importante para toda a equipa, em função da sua forma de atuar. 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Gabriel Barbosa tem boas possibilidades de se estrear a titular, amanhã, na Taça CTT. Rui Vitória já admitiu que pretende incluir o avançado na equipa de forma faseada e este jogo com o Sp. Braga reúne as condições ideais para dar ritmo a alguns futebolistas que foram pouco utilizados nos primeiros compromissos da época.

O internacional canarinho, de 21 anos, já contabiliza dois jogos, sempre na condição de suplentes utilizado, nas partidas com CSKA Moscovo e Boavista. Recorde-se que nos dois encontros o reforço emprestado pelo Inter entrou em fases complicadas, quando os tetracampeões nacionais procuravam chegar à igualdade. Com cerca de 15 minutos disputados em cada um dos desafios, o brasileiro teve poucas oportunidades para mostrar o seu valor, uma situação que deseja ver alterada já amanhã.

A aposta em Gabigol também vai permitir ao responsável técnico dos encarnados dar algum descanso a Jonas que, na presente temporada, entrou em todas as partidas e sempre como titular, ao lado de Seferovic.

Tendo em vista o calendário dos encarnados nas próximas duas semanas, Rui Vitória terá de fazer uma gestão cuidada no plantel de forma a dar oportunidade a todos os jogadores e, ao mesmo tempo, controlar os níveis de fadiga dos que já acumulam mais minutos. Jonas, sublinhe-se, é um dos atletas que está nesta última situação e, frente ao Sp. Braga, deve descansar.
 
Fonte: Record.pt
 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Segundo a noticia do jornal "A Bola", Ljubomir Fejsa e Jardel poderão ser novidades da lista de convocados do Benfica para o jogo desta quarta-feira com o SC Braga, da primeira jornada da fase de grupos da Taça da Liga. 

Os jogadores estão recuperados das lesões que os afastam da equipa desde 14 de outubro, no caso de Fejsa, que ainda esteve 90 minutos em campo na vitória (1-0) sobre o Chaves, mas havia de parar logo a seguir em virtude de um traumatismo na coxa direita, de acordo com informações avançadas pelo Benfica, e 26 de agosto no que toca a Jardel.

O central brasileiro saiu aos 15 minutos de jogo do Rio Ave-Benfica (1-1) em Vila do Conde, condicionado por uma lesão miotendinosa na região posterior da coxa direita.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

gonçalo_guedes.jpg

Gonçalo Guedes pode tornar-se na quarta maior venda do Benfica. Os 30 milhões de euros que o PSG possa pagar pelo avançado de 20 anos vão colocá-lo no top cinco das maiores vendas alguma vez feitas pelo clube da Luz.

O avançado português partilha a posição na lista dos mais caros com outros dois jogadores que deixaram o Estádio da Luz por 30 milhões de euros. O primeiro foi Fábio Coentrão quando saiu para o Real Madrid em 2011, três anos mais tarde foi a vez de Rodrigo trocar o Benfica pelo Valência pelo mesmo valor.

Acima do valor pago por Gonçalo está apenas as saídas de Renato Sanches para o Bayern de Munique (35milhões de euros), Dí Maria para o Real Madrid (36 milhões de euros) e Axl Witsel para o Zenit S. Petersburgo (40 milhões de euros).

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Pizzi volta a vencer prémio de melhor do mês

por João Silva, em 12.01.17

Pizzi novamente jogador do mês na votação da Li

O médio do Benfica voltou a ser eleito o melhor jogador da Liga em dezembro, repetindo a distinção de outubro/novembro.

Pizzi arrecadou 17,37 por cento, deixando Gelson Martins (10,91%) e Adrien Silva (7,68%), que ficaram nos restantes lugares do pódio.

 

#ACulpaÉDoBenfica

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Raul_Gimenez.jpg

Raúl Jiménez, uma das lanças que desbravam o caminho da águia, recebeu O JOGO no Seixal. Em entrevista exclusiva, opta por um discurso pleno de humildade, mas sem perder de vista a ambição de mostrar que o tricampeão tem qualidade para voltar a fazer a festa do título. Para já, passou o Natal na poltrona da liderança sobre uma almofada de quatro pontos de vantagem para o FC Porto, com os cinco golos do mexicano na Liga a revelarem-se decisivos na conquista direta de cinco pontos.

O vosso grande adversário neste campeonato é o FC Porto, o Sporting ou os dois?

-Todos! Não há que tirar mérito ou valor a ninguém. Nuns jogos pode-se pensar que se ganha fácil, mas por vezes esses são os que se tornam mais complicados. Aconteceu-nos na época passada, por exemplo contra a Académica [em Coimbra], onde nos custou imenso ganhar. E ainda agora há pouco tempo se viu algo parecido frente ao Estoril. Há equipas que no papel podem não ser grandes como Benfica, FC Porto ou Sporting, mas todas vão querer dar luta, e muitas organizam-se bem defensivamente, dificultando a nossa entrada na grande área. Temos de jogar contra todos da mesma maneira para ganhar.

Nesta época, o Benfica somou quatro pontos em dois clássicos. Na temporada passada, fez apenas três pontos em quatro clássicos. Como se explica esta melhoria? Competência, mas também sorte?

-Temos de juntar tudo. Lembro-me de que na época passada perdemos em casa do FC Porto nos últimos minutos. Desta vez calhou sermos nós a marcar o golo do empate no fim. Há pormenores que numas ocasiões correm de feição, noutras nem tanto. Na época passada, tivemos alguns descuidos no jogo que perdemos com o Sporting no Estádio da Luz - em 30 minutos sofremos três golos. Percebemos que essas coisas não podem acontecer neste tipo de encontros, e agora fizemo-lo bem.

O Benfica entra em 2017 na frente do campeonato. Os jogadores sentem mais a pressão de liderar ou de perseguir?

-Não tem de haver pressão, mas sim confiança de que somos capazes de nos manter ali. E temos jogadores com qualidade. Esteja no campo, no banco ou na tribuna, qualquer um pode acrescentar um pouquinho do que se precisa para conquistarmos pontos e remarmos para o mesmo lado.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Pizzi.jpg

Pizzi foi eleito o melhor jogador do campeonato português nos meses de outubro e novembro, anunciou hoje a Liga Portuguesa de Futebol Profissional.

O português, de 27 anos, com 21,53% dos votos, destacou-se perante a concorrência do sportinguista Gelson Martins (16,71%) e do avançado do FC Porto André Silva (6,61%).

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Raúl Jiménez foi a referência do Benfica

por João Silva, em 13.12.16

Benfica_Sporting_4.jpg

Raúl Jiménez, autor do segundo golo do Benfica, foi a principal referência da equipa de Rui Vitória no derby do passado domingo. A esmagadora maioria dos passes teve como destinatário o internacional mexicano, que se manteve no onze.

De acordo com os dados da InStat, empresa especializada em análises de jogos, os 46 passes certos foram na direção do camisola 9. Só Ederson, conhecido pela facilidade em colocar a bola a longa distância, serviu 11 vezes o avançado, mais uma do que Nélson Semedo, que fez a assistência para o segundo golo. Do onze, somente Fejsa não solicitou Jiménez.

Os 46 passes para Jiménez ficaram bem acima das 28 vezes em que a bola chegou a Pizzi, habitual organizador de jogo das águias. Este dado deixa perceber a tendência dos tricampeões para o jogo direto no derby, em contraste com as trocas de bola habituais. Assinale-se ainda que Gonçalo Guedes foi o mais preciso, com uma taxa de 93 por cento – falhou 1 um dos 14 passes.
Outro dado importante, além da eficácia na finalização, é que o Benfica foi mais forte em zonas defensivas, onde apresentou elevadas taxas de sucesso nos duelos aéreos, mas também em bolas recuperadas. Pelo contrário, perdeu mais duelos na frente.
 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Benfica_Paços de Ferreira_4.jpg

«Olhando para aquilo que são as idades dos jogadores, se alguns já jogam desta forma com esta idade, a tendência é de evolução. Há essa margem de crescimento e de outros jogadores que ainda não jogaram. Estou muito satisfeito com a entrega e a qualidade de jogo. Chegámos a um equilíbrio. Mas os jogadores ainda têm muito para andar e para aprender. Outros que ainda vão chegar vão dar muito à equipa.

Temos sempre um ideal. Acreditamos no nosso trabalho, acredito muito nos meus jogadores. Dá gosto trabalhar diariamente com eles. Mas isto é uma bola de neve. Algo que se vai construindo, cimentando.

É o trabalho, a entrega, a evolução natural das coisas, um clima muito agradável entre toda a gente e o ir para o prazer e não para o emprego. Mas, no futuro, as coisas podem ter outro caminho e cá estarem. Os campeonatos ganham-se em maio e têm de ser construídos jornada a jornada. Vamos até à última jornada jogar como se fosse a primeira e não abdicamos disso.»

Rui Vitória em declarações na sala de imprensa do Estádio da Luz após o triunfo sobre o Paços por 3-0.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

O extremo do Benfica, Salvio, esteve em destaque, ao apontar o primeiro golo da vitória por 2-0 sobre o Dínamo Kiev.

Golo e exibição diante do Dínamo Kiev: "Graças a deus pude fazer um golo. Estou contente pelo golo e pela vitória. É muito importante. Estamos na luta e temos de continuar assim".

Análise à vitória: "Vínhamos à procura da vitória e sabíamos que ia ser muito difícil, mas entrámos com intensidade e concentrados. Marcámos cedo, na segunda parte igual e fizemos um grande esforço".

Caminho que falta percorrer na Champions: "Estamos na luta, temos três jogos e vamos precisar dos nossos adeptos. Estamos na luta e agora não podemos perder".

Momento de forma individual: "Sinto-me bem e preparado para jogar. Estou aqui para ajudar e sinto-me muito bem. Quero continuar assim".

Fonte: ojogo.pt

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


um passado de glória um futuro de vitória benfica




twiiter

# Classificação 2017/18




# Universo Benfiquista











titulos GLORIAS ETERNAS

eusébio
Mario Coluna








Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D


CONTACTO emailsilva.joaodiogo@hotmail.com