Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


O Benfica estreou-se na Youth League 2017/18 com uma goleada por 5-1 na receção ao CSKA Moscovo, na primeira jornada do Grupo A da prova que replica o modelo da Liga dos Campeões de futebol.

Nuno Santos abriu caminho ao triunfo do Benfica, finalista vencido na época passada, ao marcar os dois primeiros golos, aos 41 e 47 minutos, cabendo a José Gomes (58), Ricardo Araújo (86) e ao suplente Umaro Embaló (89) aumentar a vantagem, de pouco valendo o tento de Zhironkin para os russos, aos 82.

O encontro do Grupo A, que integra também o Manchester United e o Basileia, poderia ter tido uma história diferente, caso o CSKA tivesse inaugurado o marcador logo aos seis minutos, quando Maradishvili acertou na barra da baliza ‘encarnada’, na sequência de um pontapé de canto.

O Benfica tardou em reagir e só conseguiu criar perigo perto da meia hora, através de um livre direto de João Filipe, que obrigou Zirikov a defesa difícil e o guarda-redes voltou a ter de aplicar-se no lance imediato, após novo remate do ‘capitão’ benfiquista.

João Filipe não marcou, mas revelou-se decisivo para a obtenção do primeiro golo anfitrião, aos 41 minutos, ao efetuar um cruzamento perfeito para o remate vitorioso de Nuno Santos, que voltou a ‘faturar’ logo após o intervalo, aos 47, após assistência de Ricardo Araújo.

As ténues expectativas dos russos saírem de Portugal com um resultado positivo esfumaram-se aos 58 minutos, quando José Gomes aproveitou um passe de Florentino, um dos jogadores mais experientes da equipa lisboeta, para aumentar para 3-0.

O CSKA ainda ganhou algum ânimo na sequência do golo marcado aos 81 minutos por Zhironkin, mas por pouco tempo, pois Ricardo Araújo voltou a dilatar a vantagem do Benfica quase de imediato, aos 86, cabendo a Umaro Embaló, que entrou em campo aos 75, fechar a contagem, 89.

Fonte: rtp.pt

Autoria e outros dados (tags, etc)


Champions: SL Benfica 1-2 CSKA Moscovo

por João Silva, em 13.09.17

Um Benfica demasiado apático, os médios a não conseguirem ligar com os homens da frente, uma defesa a dar muito espaço aos avançados contrários quando estes saiam em velocidade. A opção por Felipe Augusto em detrimento de Samaris pode entender-se na perspetiva de o Benfica querer mais qualidade na circulação da bola.

Mas essa qualidade só apareceu a espaços e quase sempre por Pizzi, ora a tentar tabelinhas nas laterais com os extremos e os laterais, ora a tentar procurar os avançados na zona central. E foi nesse processo que o Benfica perdeu inúmeras bolas que deram vários contra-ataques dos russos.

Em termos ofensivos, os primeiros 45 minutos resumiram-se a um remate de Grimaldo que foi ao poste da baliza de Akinfeev e um remate mal feito por Salvio após passe de Pizzi.

O Benfica entrou no segundo tempo a marcar, tomou a dianteira do marcador num dos poucos lances bem delineados (Zivkovic a ganhar o flanco e a cruzar para Seferovic desviar para golo).

Depois do golo de Seferovic, esperava-se que o Benfica embalasse para uma boa exibição e conseguisse os três pontos, mas o que se viu foi o contrário.

O CSKA Moscovo despertou e foi à procura de algo mais. E a forma fácil como criava perigo na área do Benfica deixava antever que era uma questão de tempo até marcar. E depois de Bruno Varela negar o golo duas vezes, apareceu o empate, André Almeida travou um remate na área com a mão, de forma involuntária, mas o árbitro assinalou penálti que Vitinho converteu. Começa aí a reviravolta. Cinco minutos depois Zhamaletdinov, que entrara aos 68, aproveitou uma defesa incompleta de Varela a remate de Vasin para fazer o 2-1.

Rui Vitória Já tinha tirado o apagado Jonas e colocado Jiménez, colocou Rafa e Gabriel Barbosa (estreia em campo), nos lugares de André Almeida e Lisandro. Era tudo lá para a frente, sem discernimento, sem cabeça, sem ideias. O CSKA Mosco, por sua vez recuou ainda mais, meteu mais gente na área e foi aguentando o resultado até ao apito final.

A derrota não surpreende, depois da exibição do Benfica ante o Portimonense, mas também no desempenho da equipa no empate com o Rio Ave e a vitória suada diante do Chaves. É a primeira derrota do Benfica esta época em jogos oficiais (a última foi em março com o Dortmund para a Champions).

O processo ofensivo do Benfica tem deixado muito a desejar. Os adversários entram em zona de finalização com muita facilidade. Os homens do sector recuado não têm conseguido acertar com as marcações e isso tem sido visto nos já seis golos sofridos em sete jogos oficiais.

Falando sobre aquilo que a equipa fez, Rui Vitória acredita que acabou por ser a eficácia a ditar o resultado entre Benfica e CSKA Moscovo.

"É o jogo da Liga dos Campeões. Houve uma equipa que aproveitou as bolas que teve, nós tivemos umas situações de golo, fizemos tudo o que podiamos fazer, não ganhámos. Este jogo não me convenceu e nós vamos ganhar estes pontos em qualquer lado", escusando-se a comentar a arbitragem do juiz espanhol, depois de muitas dúvidas no lance da grande penalidade russa.

O Benfica ocupa o terceiro lugar do Grupo A. O Manchester United lidera o grupo, depois de uma vitória por 3-0 sobre o Basileia.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


A Champions está de volta!

por João Silva, em 12.09.17

Champions_League_Benfica_CSKA.jpg

A cumprir a oitava presença consecutiva entre os melhores da Europa – recorde luso – e 13.ª da sua história na Champions, a formação de Rui Vitória começa na Luz, onde nunca entrou a perder, somando quatro vitórias e dois empates nas estreias caseiras.

Na Luz, o Benfica procura dar um primeiro passo para manter o pleno de apuramentos com Rui Vitória, que arranca em casa pela terceira vez: em 2015/16, venceu o Astana por 2-0 e, na época passada, empatou (1-1) com o Besiktas.

Face aos russos, o treinador benfiquista deverá ter Jonas e o regressado Grimaldo, mas ainda não poderá contar com Fejsa e Jardel, ambos lesionados.

Lista de convocados:

Guarda-redes – Bruno Varela e Júlio César;

Defesas – Lisandro, Grimaldo, Luisão, Eliseu, André Almeida e Rúben Dias;

Médios – Filipe Augusto, Samaris, Zivkovic, Salvio, Pizzi, Cervi e João Carvalho;

Avançados – Raúl Jiménez, Jonas, Gabriel Barbosa, Seferovic e Rafa.

O Benfica-CSKA está agendado para as 19h45 de terça-feira, no Estádio da Luz.

 

No Grupo A, do Benfica, o outro encontro realiza-se em Old Trafford, onde o Manchester United, de José Mourinho, enfrenta o Basileia.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

O Benfica qualificou-se esta terça-feira para a fase final da 4.ª edição da UEFA Youth League, após vencer, nos quartos de final, a formação do CSKA Moscovo, por 0-2.

No Stadium Oktyabr – em Moscovo – a formação orientada por João Tralhão rubricou uma exibição consistente, com Diogo Gonçalves, aos 15’, e um autogolo de Leonov, a assinarem os golos da vitória.

Partida muito intensa, disputada, pautada pelo equilíbrio e que começou com uma iniciativa das águias. Logo aos 2’, Zé Gomes, num bom lance pela esquerda esteve perto de marcar.

À passagem do primeiro quarto de hora, o golo. Erro crasso do guardião russo, Diogo Gonçalves acredita, e faz o 0-1 em Moscovo.

Jogo repartido, com o Benfica sempre mais perigoso. Aos 24’, duas boas oportunidades, com João Félix e Pedro Álvaro a estarem muito perto de dilatar a vantagem.

Em cima da meia hora, o CSKA espreitou a baliza encarnada, mas um enorme Fábio Duarte disse não.

A fechar a primeira parte, nova oportunidade para o Benfica, com Zé Gomes a cabecear ao lado. 0-1, ao intervalo.

A abrir a segunda parte, o 0-2 para o Benfica. Livre cobrado por Diogo Gonçalves, Leonov na disputa com Florentino, tenta o corte e acaba por introduzir a bola na própria baliza.

A partir daqui o jogo abriu completamente e aos 54’, bola ao ferro… grande oportunidade para o CSKA; na resposta, Diogo Gonçalves esteve muito perto de bisar.

Até ao apito final partida intensa, emotiva, com oportunidades, mas o marcador não mais de alterou!

As meias-finais da competição estão agendadas para dia 21 de Abril, com o SL Benfica a defrontar o vencedor do jogo entre Real Madrid e Ajax.

A grande Final da 4.ª edição da UEFA Youth League realiza-se no dia 24 de Abril.

Esta final four terá como palco Nyon.

O SL Benfica alinhou de início com Fábio Duarte, Aurélio Buta, Rúben Dias, Pedro Álvaro, R. Mangas, Florentino, João Félix, Gedson, Diogo Gonçalves, D. Tavares e Zé Gomes.

Suplentes: Daniel Azevedo, Nuno Gonçalves, Diogo Mendes, F. Soares, Tiago Dias, Vinícius e Mesaque Dju.

Fonte: SLBenfica.pt

Autoria e outros dados (tags, etc)

O Benfica entra hoje em ação na Youth League quando forem 13 horas em Portugal continental, no Estádio Oktyabr, frente ao CSKA Moscovo, numa partida em que os juniores encarnados vão tentar confirmar o tão almejado regresso à final four da competição, marcada para Nyon, na Suíça, entre 21 e 24 de abril.

Em 2013/14, o Benfica marcou presença nessa fase da competição e venceu o Real Madrid (4-0) nas meias-finais, saindo derrotado na final contra o Barcelona (3-0).

Em Moscovo, a equipa de João Tralhão vai encontrar várias dificuldades, a começar pelo frio que se fará sentir na capital russa e pelo facto de o jogo se disputar num relvado sintético. Apesar disso, a ambição dos jovens encarnados não esmorece.

João Tralhão chamou alguns elementos da equipa B, como Buta, Rúben Dias, João Filipe, Diogo Gonçalves ou José Gomes. Esta deverá ser a equipa que o treinador deverá alinhar frente aos russos: Fábio Duarte; Buta, Rúben Dias, Pedro Álvaro, Ricardo Araújo; João Félix, Gedson Fernandes, Diogo Mendes; João Filipe, Diogo Gonçalves e José Gomes.
 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


um passado de glória um futuro de vitória benfica




twiiter

# Classificação 2017/18




# Universo Benfiquista











titulos GLORIAS ETERNAS

eusébio
Mario Coluna








Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D


CONTACTO emailsilva.joaodiogo@hotmail.com