Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Rui_Vitória_Benfica_Portimonense.jpg

O Benfica recebe, esta sexta-feira, o Portimonense na 5.ª jornada da Liga NOS. Rui Vitória espera um jogo “difícil” perante uma equipa recém-promovida à I Liga “organizada”.

"Primeiro, é um enorme prazer receber o Portimonense, uma equipa da I Liga. Vai ser um jogo que eu espero que ganhemos, mas será difícil e complicado. O Portimonense tem uma equipa organizada, com jovens e jogadores de qualidade. Estamos perfeitamente cientes daquilo que é o real valor do Portimonense e temos que pôr as nossas armas em campo. Espero um jogo difícil contra um equipa que estou em crer que vai fazer um belo campeonato”, disse o técnico encarnado em conferência de imprensa, realizada esta quinta-feira, no Estádio da Luz.

Em relação aos últimos dias de mercado de transferência, mais concretamente a saída de Mitroglou e a entrada de Gabriel Barbosa, Rui Vitória assumiu estar satisfeito com o lote de jogadores que compõem o plantel do Benfica. “A vida de uma equipa como a nossa, não só a nossa como a maioria das equipas europeias. Já faz parte da dinâmica. Estou satisfeito com os jogadores que chegaram, o Gabriel chegou agora. O Mitroglou saiu porque é mesmo assim. As coisas estavam preparadas nesse sentido, no caso de haver alguma saída. Não são jogadores iguais. Até na fisionomia são bem diferentes. Agora, resta-nos a nós potenciar os jogadores. Nunca se pode dizer quem são os onze titulares, haverá espaço para todos. Todos os jogadores são importantes”, garantiu.

"Estou satisfeito com os jogadores que tenho à disposição. O que há a realçar é que vieram grandes clubes a vir buscar jogadores ao clube. Hoje é bom estar a representar o Benfica porque sabem que é uma montra muito grande. Os jogadores estão preparados para aquilo que queremos. Não há história de lacunas, há novas realidades, há novos jogadores que vão aparecer. A vida das equipas é assim, e a nossa também. Faz parte do contexto”, explicou.

"Não vamos individualizar porque além desses que já vieram jogadores no início da época. Em relação aquilo que é a composição para amanhã, posso adiantar que o Gabriel está convocado, mas que o Svilar e o Douglas ainda não. Estou satisfeito com os jogadores que tenho e estamos prontos”, esclareceu o técnico encarnado.

"Cada equipa tem a sua característica. A nossa forma de abordagem do jogo, se uma equipa adversária se aparenta se diferente maneira, teremos de contornar isso. Nós temos que estar preparados para tudo aquilo que o adversário vai apresentar. Não podemos inverter o essencial. O Benfica é uma grande equipa, vai ser difícil para nós, mas para os outros também será." 

"Amanhã estarão em campo os jogadores que estiverem prontos. Nunca me ouviram dizer que estou a pensar no jogo a seguir. O jogo mais importante é o próximo. Ganhando o de amanhã, estaremos mais próximos de ganhar o seguinte. Amanhã estarão os jogadores que darão mais garantias." 

São 20 os convocados do Benfica para o jogo com o Portimonense. Destaque para a estreia do reforço Gabriel Barbosa na lista. Grimaldo, Salvio e Rúben Dias entram nos eleitos e saem Paulo Lopes, Jardel, Willock, João Carvalho e Diogo Gonçalves.

Guarda-redes: Bruno Varela e Júlio César;

Defesas: Lisandro, Grimaldo, Luisão, Rúben Dias, Eliseu e André Almeida;

MédiosFilipe Augusto, Samaris, Pizzi, Krovinovic, Salvio e Cervi;

Avançados: Jonas, Gabriel Barbosa, Seferovic, Zivkovic, Rafa e Raúl.

O terceiro jogo oficial da temporada no Estádio da Luz deve registar uma nova enchente, com mais de 50 mil espectadores nas bancadas. Esta é a previsão dos responsáveis encarnados, mesmo sabendo que à sexta-feira as assistências registam uma quebra ligeira.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

O técnico do Portimonense, Vítor Oliveira, mais conhecido como o 'Rei das subidas', prometeu hoje que não irá adotar uma postura exageradamente defensiva para a partida de sexta-feira, frente ao Benfica, em jogo da 5.ª jornada da Liga NOS.

O experiente treinador, na conferência de imprensa de antevisão à visita ao Estádio da Luz, afirmou estar à espera de 'um jogo muito difícil', diante de um 'grande Benfica' que irá 'querer ganhar como faz naturalmente'.

«Vamos tentar que seja muito difícil para o Benfica também. O Benfica é o favorito, mas vamos jogar na percentagem pequena que nos cabe», começou por dizer Vítor Oliveira, frisando, no entanto, que 'não há resultados por antecipação'.

«Não iremos fazer grandes alterações em relação ao que tem sido o nosso comportamento fora de casa, não vamos com autocarros nem camiões. Vamos jogar com o tetracampeão e tentar fazer uma boa exibição, discutir o resultado dentro do que nos for possível», finalizou.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Muito perto do sonho

por João Silva, em 12.05.17

Rui_Vitória.jpg

A partir do momento em que Rui Vitória arrancar a conferência de imprensa de antevisão ao jogo com o V. Guimarães, às 19 horas, o Benfica fica a pouco menos de 24 horas do jogo que pode coroar a equipa como tetracampeã.

Apesar de as rotinas não mudarem, é impossível fugir ao facto de o sonho da conquista do inédito tetracampeonato estar apenas a três pontos de distância.

O objetivo da equipa técnica passa por encarar este compromisso como apenas mais um jogo, mas claro, o cenário pode ser de festa em caso de triunfo.

A mensagem deixada ontem aos adeptos pelo presidente já está bem "encaixada" na cabeça dos jogadores, que receberam indicações expressas, logo depois do triunfo sobre o Rio Ave (1-0), para não entrarem em euforias e para se manterem à margem de todo o "ruído" exterior. O plantel esteve completamente blindado nos últimos dias e é a partir de hoje que a concentração estará já totalmente direcionada para um dos compromissos mais importantes da temporada. Até às 19 horas, altura em que os jogadores se apresentam na Luz para estágio, é tempo para descontraírem o máximo possível junto das famílias.

#CarregaBenfica

#Juntos

#RumoAo36

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Antevisão da partida com o Belenenses

por João Silva, em 13.03.17

Ataque ao tetra.jpg

Rui Vitória mostrou-se confiante numa boa resposta da equipa do Benfica frente ao Belenenses, no jogo da 25.ª jornada da I Liga de futebol, após a eliminação na Liga dos Campeões frente ao Borussia Dortmund.

Na antevisão da partida com os ‘azuis’, Rui Vitória lembrou que é preciso ultrapassar a goleada sofrida na Alemanha, por 4-0, em nome dos "objetivos para conquistar" esta época, ou seja, o inédito tetracampeonato e a Taça de Portugal.

"Queremos ganhar todos os jogos, mas ao não ter acontecido é preciso ter cabeça fria e saber que há mais vida pela frente. Sei como os jogadores reagem e o que mais queremos é que o jogo venha para jogarmos em casa e com o nosso público", afirmou o treinador do Benfica, na conferência de imprensa, no Estádio da Luz.

O desempenho dos tricampeões nacionais em Dortmund foi alvo de críticas durante os últimos dias, mas Rui Vitória reiterou a sua tranquilidade, vincando que não mudaria muito em relação à estratégia adotada na segunda mão dos oitavos de final da Liga dos Campeões.

"Vejo as criticas sempre como forma de aprendizagem, mas isso não me abala. Não são as criticas que me vão tirar o sentido do trabalho, da mesma forma que oiço elogios e recebo-os, mas passo à frente. Se fosse fácil chegar aos quartos de final ia lá muita gente. Não nos dá conforto nenhum porque queremos chegar lá mais vezes, mas há que perceber estas questões", disse.

Admitiu ainda que o erro também pode fazer parte da sua atividade: "Não estamos livres de errar, mas a visão do treinador é completamente diferente. Perante o que foi o jogo e as condições do adversário, hoje faria praticamente a mesma coisa com os jogadores que tinha à disposição."

Recusando um cenário de sequelas psicológicas sobre os seus jogadores pela eliminação das provas europeias, Rui Vitória aproveitou para enaltecer o percurso internacional do Benfica nas últimas duas épocas.

"Foi uma caminhada dentro do que podíamos fazer e que temos sentido como algo muito favorável. Não estamos satisfeitos e nem resignados, queremos lá voltar para o ano. Não recusámos qualquer competição, olhámos todas com uma grande vontade de ganhar", referiu.

Em relação ao embate com o Belenenses, o treinador do Benfica elogiou o crescimento do rival lisboeta, mas vincou a vontade de triunfar: "É um jogo que queremos ganhar, contra um adversário que tem feito uma campanha de qualidade, com processos mais assimilados, e que acrescentou jogadores que deram mais qualidade. Espero um jogo difícil."

Faltam dez jogos, mais o da Taça e eventualmente a final. Serão 12 finais.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Champions: Alto que também estamos cá!!!

por João Silva, em 08.03.17

Borussia_Benfica 1.jpg

O Benfica procura hoje no reduto do Borussia Dortmund a quinta presença nos quartos de final da Liga dos Campeões, depois do triunfo na Luz por 1-0 na primeira mão dos oitavos de final.

Um golo de Mitroglou e uma grande exibição de Ederson, que até um penálti defendeu, criou alguma esperança na equipa de Rui Vitória em eliminar este complicado adversário e passar assim aos quartos de final desta prova.

Depois da derrota na Luz, a equipa alemã respondeu com 12 golos em três jogos desde então - última vitória sobre o Bayer Leverkusen por 6-2 -, números que sugerem que Tuchel poderá ter razão quando diz que a partida "chega na altura certa".

O gabonês Pierre-Emerick Aubameyang, que desperdiçou uma série de ocasiões claras na Luz, incluindo um penálti, é a principal arma dos alemães, que serão, certamente, "empurrados" por um lotado Signal-Iduna Park. Muito dificilmente este será um jogo sem golos.

Mas o Benfica também pode muito bem marcar. Observando os últimos 10 jogos do Borussia Dortmund é possível notar que os germânicos apresentam algumas fragilidades defensivas, visto que sofreram em média 1,43 golos por jogo.

Como afirmou Rui Vitória sobre este jogo: "Sabemos o que pode valer um golo fora. O Dortmund é uma equipa de ataque e quer derrotar-nos. Mas nós estamos prontos e também queremos mostrar a nossa capacidade ofensiva".

A passagem aos quartos de final do Benfica não é uma missão impossivel, mas sim complicada. Os níveis de concentração dos jogadores terão de estar muito altos. 

Será um jogo contra uma equipa forte mas também são estes jogos que geram uma motivação extra, que tem influência no desempenho dos jogadores. 

Sobre a entrada deles em campo, nada como uma resposta nossa a dizer: Alto que também estamos cá!!!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Feirense_Benfica.png

O Benfica chega a Santa Maria da Feira depois da vitória na primeira mão das meias-finais da Taça de Portugal, e com a viagem a Dortmund para a Liga dos Campeões no pensamento. Será por isso de esperar que Rui Vitória procurará fazer alguma gestão do plantel tendo em vista o difícil encontro na Alemanha. Apesar dos bons resultados – seis vitórias nos últimos seis encontros -, a verdade é que este Feirense não pode ser encarado de ânimo leve.

A equipa de Nuno Manta, que na época passada dava cartas na Segunda Liga, está a fazer uma campanha marcada por alguns altos e baixos, mas suficiente para garantir a presença no principal escalão do futebol português na próxima temporada. Atualmente na 13.ª posição com 26 pontos, o Feirense chega a este encontro depois de um nulo com o Nacional, com a última vitória a ocorrer frente ao Tondela, três jornadas antes. A goleada na Luz, na primeira volta, já lá vai – na altura o treinador era José Mota – e é preciso não esquecer que esta equipa já conseguiu roubar pontos ao FC Porto (1-1) e todos sabemos como as equipas ditas ‘pequenas’ gostam de fazer das suas e este Feirense certamente não será excepção.

Conforme afirmou Rui Vitória na antevisão ao encontro “É uma equipa que mudou de treinador, que tem feito um desempenho muito bom. Veio de escalão abaixo e soube manter a organização, mesmo com percalços nos resultados. Com o novo treinador teve estabilidade e quero dar uma palavra de apreço ao treinador por já ter feito mais de metade dos pontos que têm. Sabemos que vai ser uma equipa que nos irá dificultar a vida. Agora, nós vamos à Feira com a convicção natural para ganhar

O duelo deste sábado marca o regresso de André Almeida ao onze, em substituição de Nélson Semedo, que na última jornada viu o quinto cartão amarelo. Fejsa, que esteve a contas com uma lesão no tornozelo esquerdo, foi poupado pelo treinador para poder regressar na máxima força já na Champions. A grande dúvida, uma vez mais, volta a residir em Jonas, mas não havendo Jonas, haverá sempre Mitroglou, que está a atravessar um excelente momento de forma - são já nove golos apontados nos últimos seis jogos.

Carrega Benfica!!!

#RumoAo36

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Benfica_Chaves_Mitroglou.jpg

Na caminhada rumo ao Tetra, o Benfica tem hoje a oportunidade de ampliar para quatro pontos a vantagem sobre o FC Porto, caso vença na Luz o Desportivo de Chaves.

Depois dos acidentes de percurso que foram o empate com o Boavista e a derrota no Bonfim, o Benfica chega a este encontro moralizado depois de na ronda anterior ter passado no difícil campo do Sp. Braga - vitória por 1-0.

Fejsa, a contas com uma entorse na tibiotársica esquerda, ficou fora das opções, ao passo que Jonas e Ederson (cumpriu castigo diante do SC Braga) voltam a ser chamados para o encontro desta sexta-feira. Para Rui Vitória, o Chaves tem vindo a fazer uma temporada muito positiva, trocou jogadores influentes, trocou de treinador, mas manteve o seu rendimento, o que não é muito comum e, por isso, digno de realce.

O Chaves tem pormenores importantíssimos e que temos de saber controlar. Sai com muito critério para o ataque, ou seja, quando vai, vai com perigo. Temos noção do que temos de fazer, sabendo que esta é uma equipa – tal como todas as outras - que vai causar-nos problemas. Temos de ser muito criteriosos no processo ofensivo e também quando perdermos a bola. Agora, tudo isto não muda em nada a nossa postura, a nossa forma de estar, vamos jogar em nossa casa, frente a um adversário bom, mas queremos dar comunidade ao que temos feito. Amanhã temos mais um jogo importantíssimo em casa e queremos ganhar”, acrescentou o treinador, analisando mais a fundo o adversário.

Do outro lado da barricada, Ricardo Soares, atual técnico dos flavienses (substituiu Jorge Simão a meio da época) revelou que só será possível pontuar frente ao Benfica se a sua equipa jogar no limite e se os jogadores do Benfica estiverem num dia 'não'. “Temos a noção do valor do adversário. Isso são factos, mas vou centrar toda as energias na minha equipa. Nós em nove jogos não sofremos golos em seis, pelo que se jogarmos no limite e o adversário não estiver tão bem, então podemos trazer alguma coisa de lá”, afirmou o técnico, em conferência de Imprensa.
Para este encontro os transmontanos contam com quatro baixas: Felipe Lopes, Hamdou e Mathaus estão lesionados e Carlos Ponck (fica de fora porque está cedido pelo Benfica).

Agora, jogue quem jogar, tendo em conta o contexto e o adversário, hoje há mais uma “final” para disputar e ganhar!

Carrega Benfica!!!

#RumoAo36

Autoria e outros dados (tags, etc)

O Benfica enfrenta hoje o Borussia Dortmund no Estádio da Luz, naquela que será a primeira de duas batalhas para alcançar os quartos-de-final da Liga dos Campeões. 

O único duelo entre estas duas equipas, foi na época 1963-64 para a Taça dos Campeões, o Benfica venceu na Luz por 2-1, num jogo em que além dos golos de António Simões e Eusébio, os encarnados atiraram cinco bolas aos postes da baliza alemã defendida por Tilkovski, que foi abençoado por um autêntico milagre. O pior aconteceu, no entanto, na segunda mão em Dortmund, para onde não viajaram os lesionados Costa Pereira, Germano e Eusébio... Um forte nevão abatera-se sobre o relvado do Estádio Rote Erde e os jogadores benfiquistas não tinham botas apropriadas para o gelo, ao contrário dos alemães. O destino do Benfica ficou traçado nesses oitavos-de-final, quando pouco depois da meia hora de jogo sofreu três golos em três minutos; com as escorregadelas dos portugueses a acumular-se, o Borussia marcou mais dois no início da segunda parte, perfazendo uma impensável goleada de 5-0, a maior sofrida pelos encarnados até então nas provas da UEFA.

A equipa germânica chega à Luz longe de irradiar confiança. Crise de resultados na Bundesliga e rumores de saída de Thomas Tuchel justificam conjuntura negativa. É uma das equipas mais inconsistentes que podemos encontrar, neste momento, no futebol europeu, mas convém não esquecer a equipa goleadora que assumiu a liderança do Grupo F, frente ao vencedor do ano passado Real Madrid, com um impressionante registo de 21 golos apontados, quatro vitórias e dois empates, e com a sua maior estrela Pierre Aubameyang inspirada (apontou quatro golos em cinco partidas da fase de grupos). A ausência de Mario Gotze e os regressos de Schmelzer e Piszczek são as notas de destaque da lista de convocados de Thomas Tuchel.

O Benfica apurou-se sempre para a eliminatória seguinte nas três vezes em que atingiu esta fase da prova e desde que foi adoptado o formato com uma fase inicial de grupos.
Para manter a tradição, o Benfica precisa de superar o Dortmund, que tem no ataque as suas maiores armas, ao ponto de estabelecer novo recorde de golos na fase de grupos.

Rui Vitória, que está privado de Grimaldo e Lisandro López, todos lesionados, e de Zivkovic, suspenso, enquanto Jonas será dúvida até pouco antes do início da partida, expressou a sua ideia para o jogo: "Temos de ser ambiciosos, determinados e convictos. O Borussia também tem de ter cuidados connosco", dando um voto de confiança na equipa e também na família Benfiquista: “Amanhã, os benfiquistas vão estar aqui e vamos mostrar como se está num jogo desta importância. Já ganhámos muitos jogos em que não éramos favoritos”.

Carrega Benfica!!!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Águias contra a fortaleza sadina

por João Silva, em 30.01.17

Setúbal_Benfica.png

O Benfica visita esta segunda-feira o Vitória de Setúbal num duelo entre duas equipas que foram recentemente eliminadas das meias-finais da Taça da Liga, e que procuram agora conquistar os três pontos, com um triunfo no campeonato.

O conjunto de Rui Vitória procura recuperar a distância de quatro pontos para o FC Porto. Fejsa e Mitroglou recuperaram de lesão e estão de regresso às opções do técnico ribatejano, que, recorde-se, não estará no banco devido a castigo. Por sua vez, saem da lista de convocados o central Lisandro López, o extremo Salvio e o médio André Horta, todos devido a lesão.

O Vitória de Setúbal tem a seu favor o facto de já ter roubado pontos aos ‘grandes’ esta época: empatou na Luz com o Benfica (1-1), no jogo da primeira volta do campeonato, e com FC Porto (0-0) no Bonfim, tendo ainda vencido o Sporting (2-1), na fase de grupos da Taça da Liga.

Para este jogo, José Couceiro não poderá contar com o médio Costinha, devido a castigo, enquanto o extremo Nuno Santos está impedido de jogar por estar emprestado pelo Benfica.

O objetivo da deslocação a Setúbal passa pelo triunfo, mas não se espera que a tarefa seja fácil, visto que o adversário vem de um resultado positivo e está a realizar um Campeonato interessante. O V. Setúbal foi vencer, ao Estádio do Restelo, o Belenenses, por 1-2, e ocupa o 8.º lugar, com 25 pontos, fruto de sete triunfos, quatro igualdades e sete desaires (19 golos marcados e 18 sofridos). O avançado Edinho bisou, com um golo de pé direito e outro de cabeça. O internacional português, de 34 anos, foi o homem mais influente na partida.

O duelo no Bonfim, agendado para as 20 horas, marca o 175.º desafio entre estas duas equipas, com as águias a liderarem com folgada vantagem no histórico de confrontos: 117 triunfos contra 30 derrotas. Já em jogos realizados no reduto dos sadinos, o Benfica soma 44 vitórias contra 23 derrotas.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Benfica faz último jogo do ano na Liga

por João Silva, em 21.12.16

Raul_Gimenez.jpg

Benfica e Rio Ave encontram-se no Estádio da Luz, esta quarta-feira, naquele que será o último jogo de 2016 do Campeonato Nacional. Rui Vitória quer terminar o ano com a conquista de mais três pontos.

O Rio Ave é uma equipa que já mostrava qualidade. Agora acertaram o rumo das vitórias e vêm com quatro seguidas – temos essa consciência – mas isso não muda em nada o nosso foco. Sabemos quem vamos encontrar, sabemos a forma de jogar do Rio Ave de jogar, portanto espero um jogo complicado. Mas vamos jogar no Estádio da Luz, no nosso Estádio, com uma moldura humana muito boa e onde é sempre difícil jogar para os nossos adversários. Estamos preparados para o jogo, respeitando sempre muito o adversário”, analisou o treinador em conferência de imprensa realizada no estádio da Luz.

Independentemente do resultado de hoje, o Benfica terminará o ano de 2016 na liderança da Liga NOS. Rui Vitória recusa fazer balanços nesta altura, alertando para o facto de haver ainda muito Campeonato pela frente.

Não gosto de fazer balanços a meio de uma competição, isso é no final. Faltam jogar mais jornadas do que aquelas que já foram jogadas. Qualquer balanço é prematuro. Se é preferível andar à frente? Claro que sim. Mas ainda falta muito. Estamos preocupados apenas connosco, fazendo tudo para somar sempre os três pontos. Em cada jogo é como se voltássemos à primeira jornada”, referiu o técnico.

Com o FC Porto a um ponto, que antecipou a sua partida desta ronda ganhando ao Marítimo (2-1), é fundamental chegar ao final deste ano de 2016 com quatro pontos de vantagem após esta 15.ª jornada.

O histórico de confrontos dá claro favoritismo ao Benfica, que, em 22 jogos em casa para o campeonato frente aos vila-condenses, apenas cedeu quatro empates.

Carrega Benfica!!!

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


um passado de glória um futuro de vitória benfica




twiiter

# Classificação 2017/18




# Universo Benfiquista











titulos GLORIAS ETERNAS

eusébio
Mario Coluna








Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D


CONTACTO emailsilva.joaodiogo@hotmail.com