Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Final Four da UEFA Youth League

por João Silva, em 20.04.17

Depois de uma caminhada pautada pelo sucesso ao longo de toda a competição, é já na próxima sexta-feira que a equipa de Juniores do Benfica arranca a sua participação na Final Four da UEFA Youth League, o momento de todas as decisões.

Segunda equipa com mais presenças nas meias-finais do torneio, juntamente com Barcelona, Chelsea e Anderlecht, as águias têm um registo interessante na competição, pois de entre todos os clubes que nela já participaram, são o único a ter alcançado pelo menos os quartos de final nas quatro edições já realizadas.

Depois de ter disputado com o Barcelona a final da edição de 2013/2014, as águias regressam a Nyon com a ambição de trazer o troféu para Lisboa.

Na meia-final defrontam o Real Madrid… e a meta é clara: vencer e atingir a final, repetindo assim a presença da temporada 2013/14, na qual foram derrotadas pelos também espanhóis do Barcelona.

“Neste grupo, desde o início, temos representado as quatro gerações, desde os Sub-17 aos Sub-20, e temos provado ao longo deste processo que somos uma família. Não há distinções. Não procuramos as diferenças mas aquilo que temos em comum e, o que temos em comum, é uma grande ambição de levar esta equipa ao sucesso nesta competição e, sobretudo, mostrar aos olhos do mundo que o Benfica tem uma Formação ao nível das outras e, em determinados pontos, talvez até mesmo de outro nível”, começou por dizer João Tralhão à BTV.

A UEFA Youth League é uma verdadeira montra do Futebol jovem, mas a importância da competição vai para além da visibilidade e toca essencialmente nos muitos desafios que coloca aos atletas.

É a melhor coisa que pode acontecer a estes jovens. Esperemos bem que o futuro deles seja na alta competição e a alta competição obriga a que o foco esteja sempre ligado ao máximo em todos os momentos, seja no treino, seja no jogo, e esta competição traz-nos isso”, explicou o treinador.

Aurélio Buta anteviu esta participação e mostrou-se confiante: “Vamos encarar este jogo como encaramos todos os outros, passo a passo. Sabemos que está toda a gente de olhos postos em nós, mas vamos continuar focados no nosso trabalho”.

Estamos completamente focados nesta competição. Vamos tentar ganhar ao Real Madrid para depois estarmos na final e aí tentar ganhar também”, atirou Florentino, à BTV.

O Benfica mede forças com o Real Madrid na sexta-feira à tarde, às 17h00; antes, às 13h00, Barcelona e Salzburgo decidem o primeiro finalista.

A grande final está marcada para dia 24 de abril, segunda-feira.

Fonte: SLBenfica.pt

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


A verdadeira cartilha

por João Silva, em 13.04.17

PAeS.jpg

Aparentemente, tem provocado grande ruído o facto de o Benfica enviar informação circunstanciada a alguns comentadores, pasme-se, afetos ao clube. Ainda não consegui perceber qual é exatamente o problema com este facto.

A semana passada, quando confrontado com a existência de tal informação, quer no Record, onde escrevo vai para quatro anos, quer na Sport TV+, onde comento desde o início do canal, fui claro na resposta, que recupero: "Cartilha só conheço a Maternal do João de Deus e o facto de um clube enviar informação sistemática é sinal de organização e de profissionalismo". Acrescentei que escrevo aquilo que penso e digo o que me apetece e que, para mim, é muito mais importante para formar a minha opinião as conversas quotidianas que tenho com outros grandes benfiquistas, os meus amigos Bernardo Azevedo, João Tomaz e Manuel Castro.

Este ponto é fundamental porque ajuda a perceber a verdadeira cartilha que rege os benfiquistas. Uma cartilha que firma um clube que não só existe para além de qualquer direção, por natureza transitória no tempo e limitada no seu poder, como recusa qualquer tipo de culto da personalidade do Presidente, quem quer que ele seja. O Benfica de que me habituei a gostar, e que sinto como meu, é mesmo uma agremiação de inclinação popular, pluralista e com adeptos hipercríticos e de pendor pessimista face à performance desportiva. Quando no nosso estádio os cânticos forem a Presidentes ou nas bandeiras se vir a face de dirigentes, é a identidade do Benfica, clube de espírito democrático e nascido nos meios populares de Lisboa, que estará a ser afrontada. Bem sei que isto custa a perceber a todos aqueles que veem os outros à sua imagem e que, por isso, não hesitam em utilizar epítetos como 'avençados'. Tudo o que devo ao Benfica, e não é pouco, é do domínio imaterial: angústias diárias e emoção incontida nas vitórias.

Quem quiser fazer o exercício, que julgo penoso, de recuperar todos os meus textos no Record, concluirá que está perante um olhar não isento sobre o futebol e o Benfica em especial (afinal sou o sócio 8001 do Glorioso), mas também perante uma visão livre. Bem sei que para o lúmpen que pulula em redor do mundo do futebol seja difícil perceber que é possível ter uma filiação clubística inegociável, vibrar com as vitórias da nossa equipa, mas manter espírito crítico sobre a forma como a equipa joga ou até sobre as opções estratégicas que o clube toma. Não há opinião neutra e muito menos comentário higienizado. Os que me leem e ouvem sabem que sou – e, posso garantir, serei sempre –, com orgulho desmedido, benfiquista.

Autor: Pedro Adão e Silva

Autoria e outros dados (tags, etc)

Ederson, Nélson Semedo, Lindelöf, Pizzi, Mitroglou e Jonas foram eleitos para o melhor onze de 2016 da I Liga, no âmbito das Quinas de Ouro.

O SJPF é a entidade responsável pela eleição do melhor 11 da Primeira Liga e o voto é da exclusividade dos jogadores que participam na referida competição.

O Melhor 11 da Primeira Liga é relativo ao ano civil de 2016, compreendendo o período entre 1 de janeiro e 31 de dezembro.

Eis o melhor 11 de 2016 da Primeira Liga:

Guarda-redes: Ederson Moraes (Benfica);
Defesas: Nélson Semedo (Benfica), Victor Lindelöf (Benfica), Sebastián Coates (Sporting) e Alex Telles (FC Porto);
Médios: Danilo Pereira (FC Porto), Adrien Silva (Sporting) e Pizzi (Benfica);
Avançados: Gelson Martins (Sporting), Jonas (Benfica) e Mitroglou (Benfica).

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Apoiar #SejaOndeFor

por João Silva, em 12.04.17

ApoiarSejaOndeFor.jpg

Vem aí mais uma semana intensa e repleta de emoções, marcada por clássicos, dérbis e mais uma final em Futebol.

A primeira equipa em entrar em campo é o Andebol. Depois da vitória frente ao ABC, que colocou os comandados de Mariano Ortega na 3.ª posição da tabela classificativa, segue-se o clássico.

Quarta-feira, às 20h30, o SL Benfica viaja até ao Pavilhão Dragão Caixa onde vai defrontar o FC Porto. Esta partida é referente à 4.ª jornada da Fase Final do Campeonato Nacional.

Quinta-feira é tempo de recuperar e ganhar forças para o que se segue… É que no dia seguinte, sexta-feira, dia 14 de abril há mais um clássico, desta feita em Basquetebol.

Os comandados de Carlos Lisboa recebem o FC Porto à passagem da 7.ª jornada da 2.ª Fase da LPB. Esta partida tem início às 15h30, no Pavilhão Fidelidade, e antecede mais uma Final do Futebol.

Do Pavilhão para o Estádio da Luz…

Depois da vitória em Moreira de Cónegos, o Tricampeão e líder da tabela classificativa (68 pontos) torna a entrar em campo esta sexta-feira, com um regresso à Catedral. A 29.ª jornada da Liga NOS disputa-se frente ao Marítimo, a partir das 18h15.

No sábado há dois dérbis!

O primeiro, em Futsal, tem início às 14h30, no Pavilhão n.º 2 da Luz. O SL Benfica – Sporting CP é referente à 23.ª jornada da Fase Regular do Campeonato Nacional.

Pelas 21h00, há dérbi em Andebol! Depois do clássico, as águias medem forças com o Sporting CP à passagem da 5.ª ronda da Fase Final do Campeonato. Este jogo terá como palco o Pavilhão n.º 2.

Pelo meio, porque não dar um saltinho até ao Caixa Futebol Campus? A equipa B regressa ao Seixal para disputar a 36.ª jornada da Ledman LigaPro. O adversário é o FC Famalicão, numa partida agendada para as 16h00.

De 4.ª feira a sábado temos mais do que motivos para apoiar!

Fonte: SLBenfica.pt

#CarregaBenfica #Juntos #SejaOndeFor

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


IRS: Não custa ajudar a Fundação Benfica

por João Silva, em 10.04.17

A Fundação Benfica foi criada em 27 de Janeiro de 2009 e é reconhecida como Pessoa Colectiva de Utilidade Pública, assumindo desde então a área da Responsabilidade Social do Sport Lisboa e Benfica, criando projectos de desenvolvimento humano e social, aplicando metodologias inovadoras que incluem o branding social e o desporto inclusivo.

Os sócios, adeptos e simpatizantes do Sport Lisboa e Benfica, têm a possibilidade de contribuir para a Fundação Benfica através do preenchimento da sua declaração de IRS.

A lei permite que cada cidadão, possa doar a uma “Instituição de Solidariedade Social ou Pessoas Colectivas de Utilidade Pública”, 0.5% do valor de IRS que tenha que reembolsar ao Estado, sem acarretar nenhum custo para si próprio.

A ajuda é simples de efectuar.

Para contribuir, sem custos, para as várias causas da nossa Fundação basta preencher o quadro 11 do modelo 3 da sua declaração de IRS colocando o número de contribuinte:

509 259 740

Ao contribuir para a Fundação Benfica está a promover uma melhor educação, a combater a exclusão social, a promover o desenvolvimento social e a reforçar a ajuda humanitária.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

O Benfica venceu a formação de Moreira de Cónegos, numa partida intensa, disputada e com incerteza até ao seu final.

O golo de Mitroglou, aos 41’, garantiu os três pontos que mantêm o Tricampeão na liderança do Campeonato, agora com 68 pontos.
Num livre cobrado por Pizzi, Mitroglou sobe mais alto e cabeceia para a vantagem e para a verdadeira loucura nas bancadas do Estádio Comendador Joaquim de Almeida Freitas.

Moreirense_Benfica.jpg

Era de esperar que ia ser um jogo muito difícil, num campo difícil, mas ganhámos, conquistámos os três pontos, que era o mais importante.
O conjunto de Rui Vitória teve uma exibição menos conseguida, mas mesmo assim criou algumas situações de golo que não concretizou e que poderiam ter evitado algum sofrimento no final do jogo.

Faltam seis finais, é jogo a jogo, e agora é preparar o próximo que é o mais importante.

#CarregaBenfica #Juntos #RumoAo36

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Noite de emoções, noite de clássico na Catedral! O Tricampeão Nacional recebeu esta noite de sábado a formação do FC Porto, numa partida referente à 27.ª jornada da Liga NOS.

E não bastasse já ser o clássico… Com oito rondas por disputar, com um ponto a separar os dois primeiros classificados, um Estádio da Luz a rebentar pelas costuras e um ambiente arrepiante com uma coreografia única… estavam reunidos todos os ingredientes para um enorme espetáculo, e foi!

Benfica_honrem_o_manto_sagrado.jpg

Entrada à Campeão do Tricampeão e o golo inaugural não tardou! Enorme jogada, Jonas é travado em falta por Felipe, e Carlos Xistra apita para a marca dos 11 metros.

Chamado à conversão, Jonas, em dia de festejar o 33.º aniversário, remata friamente para o fundo das redes à guarda de Casillas. Aos 6’ o Tricampeão colocava-se em vantagem, numa Catedral a viver um ambiente verdadeiramente incrível.

O FC Porto tardou em acertar e apenas aos 19’ surgiu o primeiro remate à baliza de Ederson, ainda que desenquadrado.

Ora, o Benfica dominou por completo até este momento – superioridade total! – a partir daqui os azuis e brancos equilibraram e o jogo aumentou ainda mais de interesse.

Em cima da meia hora, Mitroglou, depois de assistência milimétrica de Rafa, remata à figura de Casillas; aos 38’, enorme defesa de Ederson, na sequência de um livre direto cobrado superiormente por Brahimi.

Já em cima do intervalo (41’), esteve muito perto o 2-0, com Luisão a subir mais alto na sequência de um canto, mas a bola saiu por cima da trave.

Este Benfica merecia mais!

Ao intervalo, 1-0 para o SL Benfica… no reatar, o empate!

Entraram mais acutilantes os azuis e brancos e, aos 49’, depois de uma enorme confusão na área e várias defesas e recargas, eis que surge Maxi Pereira a colocar o resultado em um igual.

Estava relançado o clássico… Aos 60’, Tiquinho surge isolado, mas Ederson resolve; do outro lado, Jonas esteve a milímetros do golo, mas Casillas defende para canto.

Aos 66’, novamente o brasileiro a estar muito perto de dar nova vantagem às águias, mas a redondinha não quis entrar!

Com 64 036 nas bancadas da Catedral, partida intensa, bem disputada, com as duas equipas a darem o tudo por tudo pelos três pontos.

Aos 72’, incrível, com Casillas, a defender miraculosamente duas bolas com selo de golo, primeiro a remate de Mitroglou, depois Jonas… Lance seguinte e nova enorme defesa do espanhol, desta feita após cabeceamento de Luisão.

O Benfica carregava, carregava, agora com o FC Porto a espreitar o contra-ataque… apesar das oportunidades - muita emoção - até ao final o resultado não se alterou. Empate a uma bola.

Com este resultado, o Tricampeão soma 65 pontos (20V5E2D) e mantém a liderança da Liga NOS.

O SL Benfica alinhou de início com Ederson, Nélson Semedo, Luisão, Lindelöf, Eliseu, Samaris, Pizzi, Salvio (Cervi, 69’), Rafa (Carrillo, 87’), Jonas e Mitroglou.

Segue-se mudança de chip… vem aí a 2.ª mão das meias-finais da Taça de Portugal. Depois da vitória na Amoreira (1-2), é já na próxima quarta-feira que o SL Benfica recebe o Estoril, numa partida agendada para as 20h15, no Estádio da Luz.

O Campeonato Nacional regressa no domingo seguinte, dia 9 de abril, com o Tricampeão a viajar até Moreira de Cónegos para disputar a 28.ª ronda da prova. Esta partida tem início às 20h15.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


um passado de glória um futuro de vitória benfica




twiiter

# Classificação 2017/18




# Universo Benfiquista











titulos GLORIAS ETERNAS

eusébio
Mario Coluna








Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D


CONTACTO emailsilva.joaodiogo@hotmail.com