Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Torino vence Eusébio Cup na Luz

por João Silva, em 28.07.16

torino.jpg

O Torino venceu a 9ª edição da Eusébio Cup. A vitória frente ao Benfica foi alcançada através de grandes penalidades (6-5), após um empate (1-1) nos 90 minutos de jogo.

O Benfica ainda conseguiu alcançar vantagem no marcador, logo na fase inicial. Um lance confuso e só possível por um falhanço incrível de Gomis. O guarda-redes do Torino largou uma bola simples e acabou por lançar o pânico na defensiva. Giuseppe Vives acabou por tocar o esférico para a própria baliza aos 11 minutos.

Ainda na primeira parte, Adem Ljajic empatou, aos 32 minutos, num livre marcado de forma exemplar.
Findo o tempo regulamentar, o vencedor da 9ª edição da Eusébio Cup foi apurado nas grandes penalidades, com os italianos a vencerem o Benfica por 6-5.

O torneio que recorda Eusébio, serviu este ano, para homenagear a memória das vítimas do acidente de aviação que sucedeu após uma passagem da equipa italiana por Lisboa, em 1949.

torino6.jpg

Ao intervalo, alguns dos antigos futebolistas que representaram Portugal no Mundial de 1966 foram igualmente homenageados. António Simões, Fernando Cruz e José Augusto, que alinharam no Benfica, e Fernando Peres e Hilário, que representaram o Sporting, subiram ao relvado do Estádio da Luz, juntamente com familiares de Eusébio, Jaime Graça, José Torres e Mário Coluna. Luís Filipe Vieira, presidente do Benfica, entregou a cada um dos presentes um troféu simbólico, numa homenagem que mereceu muitos aplausos por parte do público presente.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


9ª Eusébio Cup

por João Silva, em 27.07.16

Eusébio Cup.jpg

A Eusébio Cup está de regresso à Luz esta quarta-feira, depois de a última edição se ter realizado em Monterrey, no México.

O Benfica vai defrontar o Torino,  um encontro que assume especial carga simbólica, dada a tragédia de Superga que atingiu o clube italiano após um encontro particular com o Benfica no Estádio Nacional. A 4 de maio de 1949, ao regressar a Itália, a equipa do Torino teve um acidente aéreo, com o avião a colidir com a Basilica de Superga. Não houve sobreviventes.

Esta quarta-feira, a partir das 12h00, realiza-se no Estádio Nacional uma cerimónia de homenagem às vítimas da tragédia. Estarão presentes o treinador do Torino, Sinisa Mihajlovic, e dirigentes do clube italiano. Da parte do Benfica, marcarão presença os vice-presidentes Alcino António, Domingos Almeida Lima e Rui Cunha.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Wolfsburg 0-2 Benfica

por João Silva, em 25.07.16

wolfsburg_benfica.jpeg

Vitória justa do Benfica, naquele que foi de longe o jogo mais conseguido nesta pré-época. O Tricampeão apresenta processos bem assimilados, sobretudo defensivamente, mas também com combinações muito bem conseguidas na frente.

Tudo junto, dá uma equipa que parece bem afinada para a nova época. As várias caras novas já têm assimilados os processos de jogo, coletivamente percebem aquilo que Rui Vitória pretende deles. Aparenta até ser uma equipa madura, pese embora a juventude.

Destaque para três nomes:
André Horta voltou a figurar nos titulares e desta vez mostrou argumentos que justificam a aposta, muito bem na pressão logo na primeira linha e inteligente com a bola nos pés. Falta por vezes um pouco de calma na definição dos lances mas tem uns pés que deixam antever coisas muito boas.
Com Fejsa ao lado então, é uma combinação que pode dar frutos. Quanto ao sérvio nada a dizer, a não ser impecável.
Grimaldo continua a aproveitar a ausência de Eliseu para conquistar o seu espaço, voltando a apresentar-se a bom nível, melhor contudo ofensivamente do que na defesa.

Um Benfica bem oleado que regressa agora a Portugal para disputar a Eusébio Cup, na quarta-feira, frente ao Torino.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

HILLSBOROUGH.jpg

Em Hillsborough, Rui Vitória fez cinco alterações comparativamente ao onze escalado para o jogo com o Derby County, dando a titularidade a Luisão, Grimaldo, Salvio, Benítez e Rui Fonte. Uma dupla atacante que até aqui tinha sido lançada apenas no decorrer dos encontros anteriores.
As várias mexidas não se fizeram sentir aparentemente e foram os encarnados a entrar melhor, muito pressionantes, a trocar a bola no meio-campo adversário.
Benítez quebrou o gelo aos dez minutos, ainda que de forma desastrosa, falhando uma excelente oportunidade de golo em zona frontal, na sequência de uma bola parada.
Luisão foi novamente titular mas apresentou debilidades que com certeza farão Rui Vitória repensar. Pela frente, o capitão teve um endiabrado Forestieri, claramente o jogador com mais talento nos pés da formação inglesa.
Num curto espaço de tempo o avançado italiano expos algumas fragilidades defensivas do Benfica e depois de fazer brilhar Paulo Lopes conseguiu mesmo fazer o gosto ao pé, finalizando um belo trabalho individual dentro da área com um remate cruzado.
No segundo tempo Rui Vitória voltou a fazer uma revolução na equipa, fazendo entrar André Almeida, Celis, Salvio, Pizzi, Gonçalo Guedes e Mitroglou, quem sabe em busca do abanão que mexesse com o jogo.
A entrada de Lisandro López a meio do segundo tempo - e a já expectável saída de Luisão - conferiu maior estabilidade defensiva à equipa, o que permitiu dar mais margem de manobra aos homens da frente.
Apesar do maior pendor ofensivo, as grandes oportunidades surgiram já à entrada do último quarto de hora de jogo, e em dois lances consecutivos. Um cruzamento de Gonçalo Guedes quase obrigou Lees a desviar para a própria baliza e no lance seguinte Lisandro ainda fez os adeptos gritar golo com um cabeceamento que passou muito perto da baliza de Wildsmith.
Até ao final da partida o ataque dos encarnados mostrou alguns bons pormenores de entendimento, mas o Sheffield fechou-se a sete chaves e secou as investidas das "águias".
Já perto do final do encontro, Rui Vitória fez entrar o reforço Zivkovic, mas o reforço durou apenas seis minutos em campo. Um lance disputado com Palmer deixou o sérvio queixoso no relvado.
Zivkovic foi assistido, continuou em campo mais alguns minutos em visíveis dificuldades, e acabou mesmo por ter de sair, por troca com Jovic.
Contrariedade que selou aquela que foi a primeira derrota do Benfica nesta pré-temporada, onde sofreu também o primeiro golo.
O teste diante do Sheffield Wednesday de Carlos Carvalhal foi o primeiro a sério desta fase de preparação e mostrou por um lado movimentos coletivos bem conseguidos, mas por outro algumas fragilidades defensivas e dificuldades em jogar contra adversários mais fechados.
Mas ainda é cedo para fazer juízos.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

slbenfica.jpg

O Benfica continua a preparação da nova época no estágio em Inglaterra e, esta quarta-feira, enfrenta a equipa inglesa comandada pelo técnico português Carlos Carvalhal.

O desafio permitirá a Rui Vitória tirar as últimas conclusões em relação à definição do plantel.
A equipa conta com 31 jogadores e a este lote deverão ser subtraídos nove elementos. No máximo o grupo definitivo poderá ser constituído por 25 futebolistas.
Com mais duas semanas e meia de trabalho, antes da competição oficial, e quatro jogos pela frente, o técnico terá a difícil tarefa de escolher.

Nesta altura parecem certos no plantel 18 elementos:
Guarda-redes: Ederson, Júlio César e Paulo Lopes;
Defesas: Nelson Semedo, André Almeida, Luisão, Lindelof, Grimaldo e Eliseu;
Médios: Fejsa, Celis, Cervi, Gonçalo Guedes, Pizzi e Carrillo;
Avançados: Jonas, Mitroglou e Raúl Jimenez.

Treze elementos estão em dúvidas e deste lote: Jardel, Lisandro e Kalaica (defesas); Talisca, João Teixeira, André Horta e Samaris (médios); Carcela, Salvio, Benitez, Zivkovic, Jovic e Rui Fonte (avançados), deverão sair seis.

Fora das contas do técnico estão três elementos; Zobin (guarda-redes), Reinildo e Marçal (defesas).

O presidente Luís Filipe Vieira esteve nos últimos dois dias em Londres, onde terá tratado de "dossiers" relacionados com a transferência de jogadores. Salvio e Talisca são os dois jogadores mais falados para deixar o clube.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

FixtureSlider_BenficaPRE2.jpg

Desde segunda-feira que o grupo conta com mais três jogadores, Jonas, Raúl Jimenez e Lindelof, que terminaram o período de férias depois de terem estado ao serviço das seleções dos seus países.

O grupo de 31 jogadores deverá ficar esta terça-feira completo.

Reinildo e os reforços Celis e Zivkovic conseguiram resolver o problemas de vistos de entrada no país e deverão chegar a Burton-Upon-Trent após o treino matinal desta terça-feira.

Em Lisboa permanecem Ederson e Marçal, ambos lesionados.

Amanhã (quarta-feira) realiza-se mais um jogo de preparação entre Benfica e Sheffield Wednesday, a partir das 19h45, em Hillsborough.

O jogo particular com a equipa treinada pelo português Carlos Carvalhal deverá ser presenciado por cerca de 15 mil pessoas.

É provável que o presidente do clube da águia, Luís Filipe Vieira, possa assistir ao encontro. Para já, na ausência do presidente, cabe a Rui Costa a responsabilidade de liderar a comitiva encarnada.

Fonte: RTP.PT

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Benfica renova título nacional de atletismo

por João Silva, em 18.07.16

O Benfica, no sector masculino, sagrou-se campeão nacional de atletismo pelo sexto ano consecutivo, no Nacional da I Divisão, disputado neste fim-de-semana em Setúbal.

No sector masculino, e apesar de algumas baixas, os “encarnados” renovaram o título, com 148 pontos, contra os 138 do Sporting e os 106,5 da Juventude Vidigalense.

Individualmente, o destaque vai para Tiago Aperta, que obteve a melhor marca nacional do ano no dardo (73,02 metros), e para António Vital Silva, que se tornou no terceiro português a superar os 70 metros no martelo (70,06 metros).

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Benfica_estágio.jpg

É que, de acordo com informação dada pelo clube, os dois reforços esperam ainda pelo visto para entrarem em território britânico, tal como o moçambicano Reinildo, recrutado recentemente à equipa B.

Em nota divulgada no site oficial, o Benfica adianta que «razão para tal atraso tem que ver com o facto de ambos os futebolistas terem regressado de férias mais tarde», mas garante que «o assunto está a ser tratado e os futebolistas são esperados durante a semana».

Para já a comitiva encarnada conta com 28 jogadores, incluindo Lindelöf, Jonas e Raúl Jiménez, que regressaram recentemente de férias.

Rui Vitória prescindiu ainda do guarda-redes Miguel Santos, e optou por não levar o polaco Pawel Dawidowicz, que já está recuperado de lesão mas vai trabalhar com a equipa B. 

Guillermo Celis e Andrija Zivkovic não integram a lista de convocados do Benfica para o estágio em St. George's, o centro de treinos da seleção inglesa. Pelo menos para já. É que, de acordo com informação dada pelo clube, os dois reforços esperam ainda pelo visto para entrarem em território britânico, tal como o moçambicano Reinildo, recrutado recentemente à equipa B.

Em nota divulgada no site oficial, o Benfica adianta que «razão para tal atraso tem que ver com o facto de ambos os futebolistas terem regressado de férias mais tarde», mas garante que «o assunto está a ser tratado e os futebolistas são esperados durante a semana».

Para já a comitiva encarnada conta com 28 jogadores, incluindo Lindelöf, Jonas e Raúl Jiménez, que regressaram recentemente de férias.

Rui Vitória prescindiu ainda do guarda-redes Miguel Santos, e optou por não levar o polaco Pawel Dawidowicz, que já está recuperado de lesão mas vai trabalhar com a equipa B. 

Lista de convocados:

Guarda-redes – Júlio César, Paulo Lopes e Ivan;

Defesas – Lisandro, Grimaldo, Luisão, Lindelöf, Kalaica, Jardel, André Almeida e Nélson Semedo;

Médios – Fejsa, Samaris, André Horta, Carrillo, Salvio, Gonçalo Guedes, Pizzi, Cervi, Benítez, Talisca, Carcela e João Teixeira;

Avançados – Raúl Jiménez, Jonas, Mitroglou, Rui Fonte e Luka Jovic.

Autoria e outros dados (tags, etc)


Vitória no jogo e na Algarve Cup

por João Silva, em 17.07.16

Algarve_Cup_Benfica.jpg

No segundo jogo da Algarve Football Cup e terceiro da pré-temporada o Sport Lisboa e Benfica enfrentou os ingleses do Derby County. No estádio do Algarve, triunfo por 4-0 após o empate a zero com o V. Setúbal e o 4-0 ao Cova da Piedade, este último no Caixa Futebol Campus.

O Tricampeão entrou ao ataque e nos primeiros dois minutos dispôs de três pontapés de canto. Sempre com maior posse de bola, apesar de o jogo ser de arranque de época, tal como com o V. Setúbal viu-se uma reação à perda de bola muito forte por parte do Benfica e muito dinâmica em ambos os corredores.

Perante uma equipa muito fechada e com as linhas recuadas, o Benfica sentiu maiores dificuldades no jogo interior sem que, com isso, descurasse o jogo de paciência através de uma circulação de bola bastante assertiva e quase sempre ao primeiro toque.

As boas indicações deixadas com os sadinos tiveram prolongamento neste segundo desafio a sul do País e materialização no golo de Nélson Semedo aos 15 minutos. Boa investida pelo corredor direito entre Nélson Semedo e Gonçalo Guedes, a bola chegou a Cervi, que assistiu o defesa direito para o primeiro do encontro. Tirado a papel químico da jogada do golo, o lance aos 26’ que quase permitiu o “bis” a Nélson Semedo. O esférico saiu ao lado.

À meia hora, o Derby County mudou a disposição em campo, subiu as linhas e nos minutos seguintes acercou-se com maior perigo da baliza de Paulo Lopes. Sol de pouca dura. Aos 41’, triangulação entre André Horta e Gonçalo Guedes quase deu em golo de Luka Jovic e dois minutos depois, num livre, o camisola 20 obrigou Carson a grande defesa.

Na etapa complementar viu-se mais do mesmo apesar das oito alterações operadas por Rui Vitória ao intervalo. Muito mais bola do Benfica com o Derby County a sentir sérias dificuldades para sair a jogar. Porém, viu-se um jogo mais esticado das “águias”, com outra velocidade de execução e daí os golos.

Primeiro, Benítez ameaçou aos 53 minutos. No minuto seguinte, após um cruzamento de Pizzi, Rui Fonte saltou mais alto e aumentou para 2-0. Mais tranquilo, o Tricampeão começou a dar espetáculo, com jogadas bem construídas em passes curtos, lançamentos em profundidade e diagonais “venenosas”. Espetacular foi também o golo de André Almeida. Disparo do meio da rua para o 3-0 (63’).

Com o jogo decidido, Rui Vitória permitiu a estreia de Zivkovic de “águia ao peito” e o sérvio ainda foi a tempo de assistir Salvio para o 4-0 final.

A título individual, Nélson Semedo venceu os Prémios de melhor jogador e melhor marcador do torneio. 

Após a Algarve Football Cup, o Benfica vai estagiar em Inglaterra entre 17 e 24 de julho. O primeiro compromisso oficial é a Supertaça Cândido de Oliveira, com o SC Braga, a 7 de agosto.

O Sport Lisboa e Benfica alinha com Paulo Lopes; Nélson Semedo, Lisandro López, Jardel (Luisão, 45’), André Almeida (Reinildo, 72’); Fejsa (Samaris, 45’, Zivkovic, 72’), André Horta (João Teixeira, 45’, Celis, 72’), Carrillo (Salvio, 45’), Cervi (Pizzi, 45’); Gonçalo Guedes (Benítez, 45’) e Luka Jovic (Rui Fonte, 45’).

Fonte: SLBenfica.pt

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Reforços de peso

por João Silva, em 16.07.16

Jonas_Jimenez_Lindelof.jpg

Jonas, Raúl Jiménez e Victor Lindelöf estão de regresso após as férias e integram o grupo que vai estagiar em Inglaterra, entre 17 e 24 de julho.

Assim, em St. George Park, no centro de treinos da federação inglesa, Rui Vitória poderá contar com este trio, bem como nos próximos compromissos do Tricampeão na pré-temporada.

Recordar que Jonas e Raúl Jiménez competiram na Copa América em representação do Brasil e do México, respetivamente; Lindelöf marcou presença no Europeu onde representou a Suécia.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Pág. 1/2



um passado de glória um futuro de vitória benfica




twiiter

# Classificação 2017/18




# Universo Benfiquista











titulos GLORIAS ETERNAS

eusébio
Mario Coluna








Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D


CONTACTO emailsilva.joaodiogo@hotmail.com