Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Taça da Liga: SL Benfica 1-0 Nacional Madeira

por João Silva, em 30.12.15

Com uma tradição a manter, esta é mais uma competição para ganhar, mas Rui Vitória aproveitou também para dar minutos a alguns jogadores menos utilizados, promovendo várias alterações no onze inicial, com Ederson e Lindelof em estreia absoluta na equipa principal em 2015/16.

Ederson.jpg

No arranque da defesa do Troféu, o Benfica encontrou um Nacional que ocupa a 12.ª posição na Liga NOS, com 15 pontos, com quatro vitórias, três empates e sete derrotas (12 golos marcados e 15 sofridos)… mas que se apresentou na Luz pleno de ambição: início da partida e grande defesa de Ederson a mostrar serviço!

Primeira metade morna, muito morna, com os insulares muito bem organizados a nível defensivo – mas a espreitar o contra-ataque – com o Benfica a dispor de um par de boas oportunidades para inaugurar o marcador através de Carcela (35’) e Talisca (45’).

Carcela.jpg

Ao intervalo o nulo mantinha-se!

Segunda metade iniciada a papel químico da primeira com Ederson, com nova grande intervenção, desta feita a negar o golo a Luís Aurélio.

Na busca dos três pontos, Rui Vitória colocou em campo Renato Sanches, Jonas e Raúl mas a equipa de Manuel Machado manteve o atrevimento e esteve mesmo muito perto de marcar na Luz.

Jonas_Jimenez.jpg

Nos vinte minutos finais o Benfica carregou, intensificou a pressão, os lances atacantes sucederam-se mas foi preciso esperar pelo minuto 89’ para ver a redondinha finalmente entrar!

Enorme cruzamento de Pizzi - na direita - a encontrar o avançado mexicano junto à marca de grande penalidade. Raúl antecipa-se a Nuno Campos e remata sem hipóteses para Gottardi.

Pizi.jpg

Estava feito o 1-0, resultado final da partida!

No outro desafio do Grupo, o Oriental perdeu com o Moreirense por 2-4. João Sousa (6), Boateng (45+2’) e Rafael Martins (86’ gp e 90') fizeram os golos dos vimaranenses; Tom (34’) e Fernando Santos (90+2’) foram os autores dos tentos dos cónegos.

Com estes resultados, Moreirense e SL Benfica somam três pontos, seguindo-se CD Nacional e Oriental com zero.

O SL Benfica apresentou o seguinte onze: Ederson; Sílvio, Lindelof, Lisandro, Eliseu; Samaris, Pizzi, Cristante (Renato Sanches, 45’), Talisca (Jonas, 57’), Carcela; Mitroglou (Raúl, 76’).

Benfica_Nacional.jpg

A Taça da Liga tem a 2.ª jornada agendada para o dia 19 de janeiro, com os “encarnados” a deslocarem-se ao reduto do Oriental.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Benfica contrata Grimaldo

por João Silva, em 29.12.15

grimaldo.jpg

Benfica e FC Barcelona chegaram a acordo para a transferência do jogador Alejandro Grimaldo por uma quantia de 1,5 milhões de euros

Sem quantificar, o Benfica acrescenta que o FC Barcelona terá direito a uma percentagem numa futura venda do jogador.

Campeão europeu de sub-19, em 2012, Alejandro Grimaldo vai concorrer com Eliseu pela posição de lateral-esquerdo.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Taça CTT.png

O Benfica recebe esta terça-feira o Nacional da Madeira, em jogo da primeira jornada da fase de grupos da Taça da Liga.

Os "encarnados", atuais detentores do troféu, partem à procura do sétimo título em nove edições da prova. O Benfica tem sido rei e senhor desta Taça da Liga que já venceu por sete vezes. SC Braga e V. Setúbal são as outras equipas que já ganharam esta prova.

Para o jogo de hoje, Rui Vitória deixou bem claro que quer vencer, para assim arrancar bem na prova. Os "encarnados" vão ter a oportunidade de se despedirem de 2015 em casa, frente aos seus adeptos, num encontro que pode lançar a equipa para as meias-finais da prova, em caso de triunfo sobre o Nacional.

O técnico "encarnado" não deverá fazer muitas alterações na equipa. Do lado do Nacional, Manuel Machado terá de mexer algumas pedras no seu xadrez já que não pode contar com Salvador Agra, João Aurélio e Mauro.

Jogar contra o Nacional é tradicionalmente difícil porque é uma equipa que se bate muito bem, organizada, que sabe sair para o contra-ataque. Temos que ter todas as atenções porque cria muitos problemas aos adversários. Mas isso não invalida aquilo que queremos para o jogo e que a nossa dimensão exige”, afirmou Rui Vitória.

Convocados:

Guarda-redes – Ederson, Júlio César e Paulo Lopes;

Defesas – Lisandro, Lindelof, Eliseu, Sílvio, Jardel e André Almeida;

Médios – Fejsa, Samaris, Pizzi, Cristante, Talisca, Carcela, Renato Sanches e Gonçalo Guedes;

Avançados – Raúl, Mitroglou e Jonas.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Rui Vitória antevira um desafio complicado, face a um adversário atrevido… mas avisou que os seus jogadores “iam deixar a pele em campo” com um único objetivo em mente, a vitória, pois claro!

Início muito prometer, com um Benfica personalizado a marcar logo nos minutos inaugurais.

Minuto 3’, Pizzi – de calcanhar - assiste Jonas que, primeiro remata à figura de Cássio, mas à segunda, depois de um ressalto em Gonçalo Guedes, atira sem hipóteses para o primeiro golo da tarde… e o 12.º na sua conta pessoal.

Benfica_Rio-Ave_1.jpg

No lance seguinte, as “águias” poderiam ter dilatado a vantagem, mas o remate de Renato Sanches passa a centímetros do poste.

Bom jogo, bem disputado… mas o golo do empate chegaria antes do primeiro quarto de hora.

Lisandro faz falta à entrada da área sobre Renan Bressan. Na cobrança do livre, o médio brasileiro remata de forma irrepreensível, a fazer a bola entrar junto ao poste direito da baliza, sem qualquer hipótese para Júlio César. Estava reposta a igualdade, à passagem do minuto 13.

Benfica_Rio-Ave_3.jpg

Segunda metade com o Benfica a controlar, face a um Rio Ave organizado e a espreitar o contra- golpe. Mitroglou, Jonas e Pizzi bem tentaram a sorte, mas Cássio respondeu sempre à altura. 

Perante 45955 nas bancadas da Luz, Rui Vitória fez entrar Fesja, Carcela e Raúl com as “águias” instaladas no meio campo adversário em busca dos três pontos.

No tudo por tudo final, Renato Sanches (76’) avisou… e, aos 81’, o golo da justiça! Cruzamento com conta, peso de medida de Carcela, com Jonas a cabecear mortífero para a vantagem! 

Benfica_Rio-Ave_2.jpg

Grande momento na Luz.

Dois minutos depois foi a vez do brasileiro assistir Raúl que, na cara de Cássio, atirou sem hipótese para o 3-1 final!

O SL Benfica alinhou de início com Júlio César; André Almeida, Lisandro, Jardel e Eliseu; Samaris (Fejsa, 45’), Pizzi, Gonçalo Guedes (Carcela, 59’) e Renato Sanches; Jonas e Mitroglou (Raúl, 69’).

Com este resultado, o Benfica ocupa o 3.º lugar da classificação, soma 31 pontos, fruto de dez vitórias, um empate e três derrotas, com 34 golos marcados e dez sofridos.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

O Benfica deslocou-se à Madeira para disputar a 7.ª jornada da Liga NOS, uma partida em atraso, que deveria ter ocorrido no passado dia 4 de outubro, não fosse o nevoeiro cerrado que se abateu sobre o Estádio.

Numa noite de acerto de contas, com Rui Vitória a antever um desafio complicado, mas onde o único objetivo era somar mais três pontos, a equipa subiu ao relvado com uma única alteração face ao último onze, com Fejsa no lugar de Samaris.

Frente ao 15.º classificado, um União orientado Luís Norton de Matos e que - nesta que é a sexta participação do clube insular no escalão maior - tem como objetivo para a época a manutenção na Primeira Liga, as “águias” enfrentaram uma verdadeira muralha defensiva que se mostrou intransponível até ao fim.

Primeiros minutos agitados, com a equipa da casa a colocar em sentido Júlio César num par de ocasiões. Depois do ímpeto inicial, o adversário mostrou que tinha estudado bem a lição e fechou-se por completo, explorando o contra-ataque e dando a iniciativa de jogo ao Benfica.

Com dificuldades em deitar por terra a teia organizada dos insulares, na primeira metade destaque para os remates de Gonçalo Guedes (9’ e 25’) e Jonas (de cabeça), aos 27’.

Reatar e mais Benfica! Primeiro é Mitroglou a testar os reflexos de André Moreira, com o guardião – com uma enorme defesa – a negar o golo ao grego.

União Madeira_Benfica_3.jpg

Aos 49’ seguiu-se Pizzi, com um remate poderoso a rasar a trave; aos 56’, mais um grande remate, desta feita por Renato Sanches, mas mais uma vez a “redondinha” falhou o alvo.

Jogo de nervos e paciência, muita paciência, com Pizzi a tentar a sorte novamente aos 64’.

O Benfica carregou com tudo em busca dos três pontos, Rui Vitória colocou Carcela, Raúl e Talisca em campo, mas todas as tentativas se mostraram infrutíferas para bater um adversário extremamente organizado e defensivamente irrepreensível.

Perdeu-se uma oportunidade de ouro para o Benfica recuperar pontos para os adversários directos. Veremos se não terá hipotecado de vez a hipótese de reconquistar o título esta época...

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Antevisão do jogo com o União da Madeira

por João Silva, em 15.12.15

U.Madeira_Benfica.png

O Benfica visita hoje o União da Madeira, em jogo em atraso da sétima jornada, e, em caso de triunfo, reduz para cinco pontos a diferença para o líder Sporting.

A 4 de outubro, o encontro entre ‘encarnados’ e os insulares não se realizou, devido ao nevoeiro que se fazia sentir no Estádio da Madeira.

A equipa de Rui Vitória está a atravessar a melhor fase da época e soma cinco encontros consecutivos a vencer no campeonato, nos quais marcou 15 golos e sofreu apenas dois.

Já o União da Madeira venceu apenas um dos últimos 11 jogos no campeonato e recebe o Benfica depois de ter sido goleado em casa do Paços de Ferreira, por 6-0.

Como afirmou Rui Vitória no lançamento desta partida «É um jogo para ganhar, que é o que queremos sempre. Queremos é somar mais três pontos» 

Estão convocados os seguintes jogadores:

Guarda-redes – Ederson, Júlio César e Paulo Lopes;

Defesas – Lisandro, Lindelof, Eliseu, Sílvio, Jardel e André Almeida;

Médios – Fejsa, Samaris, Pizzi, Djuricic, Cristante, Talisca, Carcela e Renato Sanches;

Avançados – Raúl, Mitroglou, Jonas e Gonçalo Guedes.

O União da Madeira – SL Benfica tem início marcado para as 21h00 de terça-feira e será arbitrado por Cosme Machado.

#CarregaBenfica

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Globe Soccer.jpg

O Benfica vai ser distinguido com o prémio ‘Best Academy of the Year’ na sétima edição dos ‘Globe Soccer Awards’, a decorrer no Dubai, pelo trabalho desenvolvido no Caixa Futebol Campus, o centro de formação dos ‘encarnados’.

O prémio será recebido pelo Diretor Geral do Centro de Formação e Treino do Benfica, Nuno Gomes.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Depois de, em Braga, Rui Vitória ter colocado a equipa a jogar num sistema de 4-5-1, na cidade das margens do Sado, o técnico optou pela tática que mais vezes tem usado esta época: 4-4-2, com Jonas e Mitroglou na frente de ataque.

V.Setubal_Benfica_3.jpg

O jogo começou vivo, muito disputado a meio-campo, com muita intensidade e com as duas equipas a tentarem surpreender através de transições rápidas. O primeiro sinal de perigo saiu mesmo do pé direito de Jonas aos sete minutos, com um remate de fora da área para defesa de Ricardo.

Com o passar dos minutos, o Futebol assentou e o Benfica tomou conta da posse de bola e acercou-se da área sadina. A equipa da casa sentia dificuldades em sair da pressão alta exercida pelo Benfica e só raras vezes conseguiu apanhar a defensiva Benfiquista desprevenida como aconteceu ao minuto 25, com Suk a rematar ao lado após roubo de bola de André Horta a Samaris, que endossou logo ao coreano.

Havia cada vez mais Benfica no Bonfim e o golo acabou por surgir aos 35’. Passe de André Almeida para Pizzi, este bailou na área e rematou forte.

V.Setubal_Benfica_1.jpg

Ficou a ideia de que Ricardo foi mal batido. Três minutos volvidos, novamente André Almeida no papel decisivo do último passe ao fazer um cruzamento com conta, peso e medida para a cabeça de Jonas. Estava feito o 0-2.

O jogo foi assim para o intervalo e no reinício, o Benfica esteve perto de aumentar a vantagem, que surgiu quando Jonas descobriu Mitroglou a fugir nas costas da defesa sadina e o grego, só com Ricardo pela frente, atirou a contar (54’).

V.Setubal_Benfica_2.jpg

Quando se esperava que o jogo ficasse mais tranquilo para os da Luz, eis que o V. Setúbal acordou. À passagem do minuto 58, Suk trabalhou bem na área, rematou, o esférico vai ao poste e na recarga Vasco Costa reduz. Estranhamente, o Benfica sentiu o tento sofrido e percebeu isso o conjunto da casa, que fez subir as linhas, exerceu maior pressão, com a bola a rondar a área “encarnada” nos minutos seguintes. O 2-3 esteve eminente aos 74 minutos, de novo, por Vasco Costa.

Antes deste lance parece ter ficado por marcar uma grande penalidade a favor do Benfica por falta sobre Djuricic.

O tento da tranquilidade surge aos 79 minutos. Djuricic arrancou até à área contrária, assistiu Gonçalo Guedes que não conseguiu marcar. A bola sobrou para Mitroglou que rematou ao poste. O esférico resvalou para Ricardo e entrou na baliza. Azar para o guardião sadino.

Uma vez mais, o V. Setúbal não se deu como vencido e aos 88’, Suk desviou para o 2-4, contudo insuficiente para evitar o desaire.

V.Setubal_Benfica_4.jpg

O Benfica alcança a quinta vitória consecutiva na Liga NOS e soma 27 pontos na classificação. O calendário Benfiquista fica acertado na 3.ª feira, às 21h00, com o U. Madeira.

O Sport Lisboa e Benfica alinhou com Júlio César; André Almeida, Lisandro, Jardel, Eliseu; Samaris, Renato Sanches (Fejsa, 80’), Gonçalo Guedes, Pizzi; Jonas (Djuricic, 69’) e Mitroglou (Raúl Jiménez, 87’).

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Antevisão do jogo com o Vitória de Setúbal

por João Silva, em 12.12.15

vitoria-setubal-benfica-campeonato-250x150.jpg

O Benfica apesar da recente derrota diante do Atlético Madrid (1-2), está com a moral em alta, qualificado para os oitavos de final da Liga dos Campeões e com quatro vitórias consecutivas na Liga, desde o desaire consentido em casa diante do Sporting. Quatro triunfos consecutivos com a particularidade de, nesses jogos, não ter consentido um único golo e de ter marcado por onze vezes. Falta saber como é que a equipa vai responder à ausência da magia de Gaitán o que, em jogos da Liga, ainda não aconteceu esta época, o argentino falhou apenas o jogo com o Vianense, para a Taça de Portugal, e a visita a Astana, para Liga dos Campeões.

O V. Setúbal com a vitória arrancada no Estádio do Restelo (3-0) na última ronda, com o sul-coreano Suk em plano de destaque, a equipa de Quim Machado saltou para o quinto lugar da classificação, logo atrás dos três «grandes» e do Sp. Braga. A equipa sadina está a realizar um bom campeonato, com apenas duas derrotas, uma nos Barreiros (2-5) e outra no Dragão (0-2). Em casa, o Vitória ainda não perdeu, mas a verdade é que também só venceu uma vez (1-0 ao Estoril), somando cinco empates, com a particularidade de quatro desses resultados terem sido 2-2. Até agora, ninguém levou mais de um ponto do Bonfim.

O Benfica tem sido feliz nos últimos anos que se tem deslocado ao Bonfim, na temporada passada logo à 4ª jornada, o Benfica arrancou uma goleada por 5-0, com um «hat-trick» de Talisca. Dois anos antes, o Benfica também tinha ganho por 5-0, aliás, a equipa da Luz ganhou sempre no Bonfim nos últimos cinco anos. A última vez que o Vitória somou pontos em casa frente ao Benfica foi já na temporada 2009/10, com um empate 1-1 que teve a curiosidade de ter resultado de dois autogolos. Ricardo Silva marcou para o Benfica, David Luiz marcou pelo Vitória.

Como afirmou Rui Vitória: «Independentemente da qualidade e dos aspetos mentais do adversário, temos de direcionar as nossas baterias no sentido de fazer o nosso jogo e de enfrentar o encontro da forma que nos caracteriza, ou seja, enfrentar o encontro para ganhar

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Gaitán renova com o Benfica até 2019

por João Silva, em 10.12.15

Gaitan.jpg

Depois de muito anunciada a renovação de Nico Gaitán com o Benfica, finalmente foi posta a sua assinatura num novo contrato que vincula o jogador argentino às águias até 2019. A cláusula de rescisão voltou ao valor anterior, e passa a ser novamente de 45 milhões de euros.

Já com seis anos de clube, Gaitán deixou claro em declarações à BTV que este era um desejo seu, de permacener na Luz, e que nesta altura já não pensa em transferências: "É um grande voto de confiança que o clube me dá e fico muito contente com a renovação. De certeza que se não fosse a vontade de ambos não teríamos renovado, por isso é sinal que estamos todos muito contentes."

Deixou claro que gosta de estar onde se sente bem, e por isso vê com naturalidade a sua permanência no Benfica: "Sei que se falou de algumas equipas, que apareceram boas ofertas, mas na realidade estou bem aqui e para sair teria de ser algo muito bom, senão fico no clube. Estou muito confortável e ao renovar mostro bem qual é a minha decisão. A partir de agora, se aparecem ofertas não passa por mim."

No processo de assinatura, Gaitán ofertou o presidente dos encarnados, Luís Filipe Vieira, com a sua camisola "10" das águias, esclarecendo que o acordo foi fácil e rápido de concretizar.

O extremo, de 27 anos, é o jogador mais cobiçado do plantel dos bicampeões nacionais, assinando agora a continuidade nos encarnados.

Gaitán chegou ao Benfica no Verão de 2010, proveniente do Boca Juniors. De lá para cá, apontou 34 golos em 234 jogos.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Pág. 1/3



um passado de glória um futuro de vitória benfica




twiiter

# Classificação 2017/18




# Universo Benfiquista











titulos GLORIAS ETERNAS

eusébio
Mario Coluna








Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D


CONTACTO emailsilva.joaodiogo@hotmail.com