Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




SL Benfica 2-0 FC Porto

por João Silva, em 13.01.14

Foi um domingo especial, porque foi diferente de todos os outros. Foi o primeiro sem Eusébio no relvado ou na Catedral a puxar e vibrar pelo seu Benfica, foi especial, porque teve o minuto de silêncio mais emocionante já visto num estádio de Futebol, foi especial, porque voltou a assistir-se a um clássico à luz do dia, algo que não se via desde 1998. Na altura, triunfo das “águias” por 3-0.

Típico de um clássico do Campeonato Nacional, as equipas entraram em fase de estudo mútuo, verificando-se, todavia, maior iniciativa por parte dos da casa. Com Matic na recuperação e a sair a jogar pelas alas, o Benfica foi lavando a água ao seu moinho e aos 12 minutos teve o seu prémio. Markovic arrancou num “slalom” impressionante, deixou de bandeja para Rodrigo que rematou de primeira para o primeiro do jogo.

A vencer e com o público a apoiar como num dia sem igual, os comandados por Jorge Jesus foram em busca do segundo e Lima foi o homem dos remates, porém sem a pontaria desejada.

O 1-0 ao intervalo perspectivava uma partida com emoção e foi isso mesmo que aconteceu. Logo aos 48 minutos, o FC Porto teve direito a um livre perigoso que Carlos Eduardo apontou para defesa de Oblak. O Benfica respondeu por Markovic e que obrigou Helton a defesa apertada. Na sequência do pontapé de canto há uma grande penalidade por marcar que Artur Soares Dias fez “vista grossa” a uma mão de Mangala na área.

Na sequência deste lance, o Benfica beneficia de um canto e Garay, nas alturas, fez o 2-0 (53’).

Aliás, a grande penalidade não assinalada teve seguimento minutos depois, com o árbitro a mostrar cartão amarelo a Jackson Martínez quando este deveria ter sido expulso após agressão a Maxi Pereira, à passagem dos 56 minutos.

O rival parecia sem norte e os da casa poderiam ter marcado mais. Rodrigo, isolado perante Helton atirou muito perto da barra e minutos depois num livre apontado por Enzo Perez, Matic saltou mais alto, mas o esférico saiu por cima.

Algum “frisson” na baliza portista punha em sentido a defensiva contrária, que teimava em não conseguir importunar Oblak. Quando chegou, Danilo simulou falta na área, levou cartão amarelo e foi expulso.

Os 62.508 espectadores que foram à Luz viram uma bela exibição do Benfica e uma vitória para dedicar ao “Rei” Eusébio. O Benfica termina a primeira volta na frente da classificação com 36 pontos.

 

O Sport Lisboa e Benfica alinhou com o seguinte onze: Oblak; Maxi Pereira, Siqueira, Luisão e Garay (Jardel, 83’); Matic, Enzo Perez, Markovic e Gaitán; Rodrigo (Ruben Amorim, 85’) e Lima.

Autoria e outros dados (tags, etc)


Simões sobre Eusébio

por João Silva, em 11.01.14

Eusébio, ele, foi tudo. Tudo isso e muito mais. Foi ele e fomos nós, fui eu também.

Foi o grande jogador, o génio, a arte, a força, a resistência, a velocidade, a espontaneidade, o requinte, excelência do remate de golo.

Eusébio foi o expoente máximo na execução do passe, na finalização, no lance mais inesperado. Surpreendia o adversário na interpretação rápida, encontrando a melhor decisão a tomar. Tinha o conhecimento catedrático de tudo relacionado com o jogo, esse poder de um grande líder político, esse saber de um grande escritor, essa imaginação de um ator, porque a sua cultura era a perfeição, muitas vezes a perfeição do imprevisto.

O seu talento produzia fantasia e eficácia, tinha beleza estética e atlética, praticava a subtileza, tudo num combinado genial que conferia golos, vitórias e sucesso.

 

Depois de um triunfo, não havia mazela, nada doía. Depois de um desaire, havia mazela, doía tudo.

Autoria e outros dados (tags, etc)


Imortal

por João Silva, em 05.01.14

Eusébio da Silva Ferreira
Morreu o Homem, o mito e a lenda perdurarão para sempre
A memória e o legado de Eusébio ficam entre nós.
Obrigado King!

Autoria e outros dados (tags, etc)


um passado de glória um futuro de vitória benfica


twiiter

# Classificação 2016/17




# Universo Benfiquista











titulos GLORIAS ETERNAS

eusébio
Mario Coluna








Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D


CONTACTO emailsilva.joaodiogo@hotmail.com