Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Discurso do presidente do Sport Lisboa e Benfica que em traços gerais, explica a forma como foram alcançados estes resultados:

 

O exercício financeiro do ano transacto, que aqui vamos apresentar aos sócios, motivam-me dois comentários iniciais:

Em primeiro lugar, a satisfação de verificar que, num ano particularmente difícil a nível económico, em que a incerteza limitou o nível de investimentos das grandes empresas a nível nacional e internacional, o Sport Lisboa e Benfica ter conseguido aumentar os seus proveitos operacionais em 3milhões seiscentos e dois mil euros.

Para este resultado contribuiu decisivamente o incremento a nível de sponsorização e publicidade que o Clube conseguiu captar. Sinal de que a valorização da ‘marca’ e a recuperação da credibilidade do Sport Lisboa e Benfica começam a dar um retorno real. Sinal de que o nível de soluções apresentadas, e a inovação das propostas de patrocínio foram de encontro às necessidades dos nossos parceiros comerciais.

Graças ao aumento das receitas e a um controlo rigoroso de custos, foi possível mais que quintuplicar os nossos resultados operacionais que passaram de 260 mil Euros para quase 1,6 Milhões de euros. Por aqui se pode ver que o caminho que traçámos permite aliar o sucesso desportivo ao equilíbrio económico.

Cada vez mais os traços originais do Benfica estão de volta. O pioneirismo, o rigor, o ecletismo, a vontade de trilhar novos caminhos, são alguns dos traços que conseguimos recuperar e que o exercício do ano anterior consolidou.

Foi com este pensamento que todo o investimento no exercício anterior foi planeado. É assim que vamos continuar.
Voltaremos, este ano, uma vez mais, a ser o Clube que mais investe nas modalidades, que mais investe na formação, assumindo, desta forma, a nossa responsabilidade enquanto instituição de utilidade pública.

No ano passado, as modalidades já mostraram que com um planeamento responsável e um investimento sério, podiam lutar pelas vitórias nas várias frentes envolvidas.

Vamos continuar a trilhar este caminho. Vamos, inclusive, investir um pouco mais na procura de alcançar um maior retorno desportivo.
Hoje, podemos voltar a dizer que o Clube recuperou a sua grandeza porque, além da credibilidade e de todas as suas infra-estruturas, recuperou o seu carácter eclético, e isso é um enorme motivo de orgulho para todos nós.

 

Poderão ler o restante no site oficial do SL Benfica.

Obrigado Luis Filipe Vieira!

Autoria e outros dados (tags, etc)


SL Benfica 5 - Leixões 0

por João Silva, em 27.09.09

Mais uma goleada e é bom que se diga, conseguida contra uma equipa de autênticos caceteiros!
A estratégia adoptada pela equipa de Matosinhos, treinada pelo seu pseudo-treinador, foi sem dúvida nenhuma, o anti-jogo.
Uma vergonha este Leixões, faltas atrás de faltas sobre os jogadores do Benfica, paragens de tempo com simulações de lesões.
José Mota, ainda teve o descaramento de dizer no final do jogo, que o árbitro devia ter em conta que os jogadores do Leixões são inexperientes e que perante aquelas de cenas de Kung-Fu, deveria ter um atitude pedagógica...Pactuar com a violência? 
O Benfica entrou bem no jogo, pressionante, logo nos primeiros minutos criou oportunidades de golo, mas cedo percebeu que era um jogo que o adversário vinha com intenções de a todo o custo quebrar o ritmo, recorrendo a alguma violência, onde a palavra de ordem era não deixar jogar.
Já vi, infelizmente, o Benfica perante este tipo de equipas no Estádio da luz perder pontos, mas a capacidade desta equipa em arranjar soluções, perante estas adversidades, é enorme, seja de bola parada, jogo corrido, ou jogadas individuais.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:


Benfica, Meu Eterno Amor

por João Silva, em 25.09.09

Autoria e outros dados (tags, etc)


Contra factos não há argumentos

por João Silva, em 23.09.09

O Benfica como um dos clubes míticos do futebol mundial, continua a ser o único clube português, com capacidade para mobilizar milhares e milhares de adeptos, criando uma onda vermelha no apoio à sua equipa, dando provas de uma fé e um amor clubista inigualável.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Anti-Benfiquismo acrescer...

por João Silva, em 22.09.09

Autoria e outros dados (tags, etc)


União de Leiria 1 - SL. Benfica 2

por João Silva, em 21.09.09

Vitória sofrida mas justa.
Depois de nos termos adiantado no marcador logo aos 4' , com golo de Saviola, nada fazia prever que só a dez minutos do fim da partida, tivessemos garantido a vitória com golo de Cardozo, na execução de uma grande penalidade.
Pareceu-me ter sido o jogo menos conseguido deste Benfica esta época. Tivemos alguma dificuldade em impor o nosso jogo, também um pouco por culpa do adversário, que esteve bem organizado defensivamente, embora tenhamos sido a única equipa em campo com vontade de ganhar o jogo.
Nem sempre é possivel conciliar a exibição com o resultado, mas o mais importante foi conseguido: os três pontos!
Destaque para a "onda vermelha"que encheu o estádio do Leiria, contribuindo sem dúvida nenhuma, para que a equipa conseguisse alcançar o seu objectivo.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:


Será que o "Gigante Adormecido" acordou?

por João Silva, em 19.09.09

Não sei se acordou, mas que está a espreguiçar-se, lá isso está de certeza!

Nós Benfiquistas, deveremos estar com medo de assumir esta euforia que se está a criar à volta desta equipa, face aos exemplos que temos tido em épocas anteriores? NÃO!

Não, não somos nós que devemos estar com medo de assumir que este Benfica está forte e que está no bom caminho.
O Benfica está a jogar bem, com alegria, com confiança, com paixão, acreditando que pode fazer coisas interessantes.
Jorge Jesus está a fazer um excelente trabalho, incutiu nesta equipa um espirito vencedor, em que a ambição é uma palavra de ordem.

A nós, como adeptos únicos, de um Clube único, cabe-nos acreditar e continuar a apoiar incondicionalmente, como temos feito até aqui, disfrutando deste sonho que o Benfica possa finalmente, ao fim de alguns anos, voltar a ocupar o lugar que lhe pertence por direito.
Também podemos pensar que não basta ter bons jogadores, ter o melhor treinador, marcar muitos golos, isto porque temos outros "adversários", que infelizmente com a justiça que temos em Portugal, e perante tamanha impunidade, nos poderão deitar tudo a perder. É verdade que não podemos descurar este importante factor, e que muito nos tem prejudicado, mas tenho a convicção de que se nos mantivermos unidos, difícilmente "conseguirão" arranjar forma de nos travar.

Manobras de diversão já começam a ser levantadas, a própria comunicação em geral, não está ainda a conseguir  "digerir" muito bem esta "onda vermelha", que se está a criar, resultante das conquistas e goleadas que o Benfica tem conseguido, tentando justificar essas vitórias, mais em função do demérito dos adversários. Sabemos que a nivel interno, os grandes jogos ainda não surgiram, mas não querer admitir que o Benfica está a jogar como há muito não se via, só por falta de visão ou outros interesses...

 

Vou transcrever algumas frases, do excelente artigo que o jornalista, Carlos Daniel, fez num diário desportivo.


"É curioso fazer o exercício de recuar no tempo apenas uns três meses e comparar com o que é hoje o Benfica. Era o tempo em que a maioria dos analistas procuravam explicar os insucessos da águia com falta de organização e/ou liderança."
(...)
"Foi por essa altura que aqui escrevi o seguinte: "Contrario a tese mais em voga de que o problema do Benfica não está no treinador. Na minha opinião tem estado mesmo (...) O futuro de Luís Filipe Vieira e Rui Costa depende muito do treinador. Apesar de nada garantir vitórias num clube que tem ganho tão pouco, parece-me que é sorte deles dependerem de Jesus." Repetido hoje parece uma banalidade. Na altura, falava-se mais das gaffes linguísticas do ex-treinador do Braga e duvidava-se que tivesse "estaleca" (gosto desta palavra que é muito futeboleira) para treinar um grande."
(...)
Desapareceram também os que falavam da necessidade de muito tempo para construir uma equipa e que isso era impossível de fazer depressa com mais uma série de novos jogadores.
(...)
E não poucos riram quando Jesus disse que com ele os homens jogariam o dobro. Aimar joga o dobro, tal como Di María e Cardozo. E até Luisão e David Luiz estão bem melhor.
(...)
O que tem Jesus que os outros não têm? O que é mais decisivo num treinador, como aqui venho repetindo e o nome indica: treina melhor. A um nível top, e internacional, arrisco mesmo dizer, depois do que tenho visto a este Benfica. A época é longa, o mais difícil está para vir, tudo verdade. Mas há três meses apenas, o clube não tinha saída, estava a comprar sem critério e Jorge Jesus era apenas o mais recente candidato a ter o nome na placa de um célebre cemitério de treinadores. Que é dele?

Autoria e outros dados (tags, etc)


Belenenses 0 - SL Benfica 4

por João Silva, em 14.09.09

Nova goleada. Para aqueles que andaram a desvalorizar os oitos golos marcados ao V.Setúbal, que o Benfica tinha esgotado a "fonte" contra uma equipa fraquinha, nada melhor que estes quatro golos num clássico lisboeta, contra o Belenenses.

Começo a ficar preocupado com esta Liga Sagres, ainda vamos na quarta jornada e já se começa a despromover clubes, pelo facto de não terem qualidade suficiente para fazerem frente a uma equipa como o Benfica.

Na quinta jornada, segue-se a União de Leiria, onde provavelmente, o cenário se vai repetir, será mais uma equipa fraquinha que irá ser despromovida.

Temo que no final desta época, iremos ter mais equipas despromovidas, do que aquelas que estava inicialmente previsto, visto que a qualidade dos clubes que têm defrontado o Benfica ser muito fraquinha.

Nesta deslocação ao clube da Cruz de Cristo, a equipa de Jesus, alcançou uma vitória tranquila, onde acima de tudo, o mais importante era a conquista dos três pontos.

Saviola, o tal que vinha gozar a reforma porque estava acabado, foi  o protagonista desta partida, numa jogada iniciada por ele próprio a meio-campo e concluida ...por ele mesmo!, inaugurou o marcador.

Seguiram-se Cardozo, Javi Garcia e por último Ramires.

Mais uma exibição segura e acima de tudo confiante. Esta equipa do Benfica começa a criar uma asfixia nos adversários, na pressão constante que exerce quando não tem a posse de bola e nos processos  ofensivos com uma circulação de bola muito forte, onde Aimar, Saviola, Ramires e Di Maria dão um contributo enorme.

Uma última palavra para os milhares de adeptos Benfiquistas, que se deslocaram ao Restelo para apoiar a equipa, foram e serão um factor determinante no sucesso desta época.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


David Luiz: Repórter em part-time!

por João Silva, em 05.09.09

Momentos de boa disposição, protagonizados pelo David Luiz, no avião de regresso a casa, depois de a equipa do Benfica ter conquistado mais um troféu em Toronto, a CNE CUP.

Visível o bom ambiente que se vive no seio do grupo.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Há 42 anos a 6.ª Taça de Honra

por João Silva, em 04.09.09

De pé: Jorge Calado, Cruz, Raul, Cabrita (adjunto), Director, Cavém, Adolfo, Jaime Graça e José Henrique;
Em baixo: Humberto Fernandes, José Augusto, José Torres, Eusébio, Simões, Coluna (capitão) e Jacinto Santos.

 

Precisamente há 42 anos atrás, o Benfica conquistava a 6.ª Taça de Honra, uma competição oficial regional organizada pela AFL (Associação de Futebol de Lisboa).
A prova oficial mais antiga do País, com a 1.ª edição a realizar-se em 1914/15, se bem que fosse em diversos períodos históricos interrompida.

 

A primeira jornada, de apuramento para a final, disputou-se no nosso Estádio, na noite de 30 de Agosto de 1967, perante 60 mil pessoas.
No 1.º jogo, o Atlético CP venceu, por 2-0, o CF “Os Belenenses”.
Seguiu-se um Benfica-Sporting, que nos foi favorável por 3-1.
Com o estádio perto da lotação esgotada (75 mil pessoas) o Benfica marcou três golos antes do intervalo: 1-0, aos 6’, por Coluna; 2-0, aos 21’, por José Torres, após canto de Simões; 3-0, aos 28’, por Eusébio, num remate portentoso, um dos melhores golos de sempre. No segundo tempo, o Benfica geriu o esforço, pois a final disputava-se quatro dias depois. O Sporting CP reduziu, aos 71’, para 1-3.

 

A segunda jornada, com os dois encontros de atribuição da classificação final, disputou-se em 4 de Setembro de 1967, no Estádio José Alvalade.
O CF “Os Belenenses” classificou-se em 3.º lugar ao derrotar, por 2-1, a equipa da “casa”, o Sporting CP, que ainda não estava refeito do “banho de bola” que levara há quatro dias com o Benfica.
Seguia-se o jogo que decidia o campeão, com o Atlético CP.
O “Glorioso” era uma equipa dotada de grandes futebolistas, superiormente orientados com sistemas tácticos adaptados às equipas mais poderosas e a comandar o jogo, de princípio ao fim.
Nos primeiros 30’, os golos teimaram em não surgir. Depois… foram-se acumulando: 1-0, aos 34’, por José Torres; 2-0, aos 37’, por José Torres; 3-0, aos 44’, por… José Torres, depois de Eusébio ter fintado “meia equipa” e ter colocado a bola em frente ao guarda-redes Botelho. Em dez minutos, José Torres fazia um “hat-trick” perfeito – três golos consecutivos. Chegou o intervalo. Depois do reatamento: 4-0, aos 52’, por Simões, após excelente trabalho de José Torres; 5-0, aos 63’, por Jaime Graça em jogada individual; e 6-0, aos 78’, com Eusébio a fixar o resultado final, para a consagração definitiva.

 

No total das edições organizadas pela AFL para disputa deste troféu, em 36 temporadas, o Benfica conquistou 18, Sporting CP (conquistou onze), CF “Os Belenenses” (seis títulos) e o Império Lisboa Club (um).

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Pág. 1/2



um passado de glória um futuro de vitória benfica




twiiter

# Classificação 2017/18




# Universo Benfiquista











titulos GLORIAS ETERNAS

eusébio
Mario Coluna








Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D


CONTACTO emailsilva.joaodiogo@hotmail.com