Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Bravo, Quim!

por João Silva, em 27.03.09

Quem regressa, após uma prolongada ausência, deve fazê-lo em grande, com determinação e sem deixar margem para dúvidas sobre o lugar que lhe pertence. Foi o que aconteceu com o guarda--redes Quim, na final disputada no Estádio do Algarve.
Após um período de baixo rendimento que determinou o seu afastamento das balizas, Quim regressou, por justa e louvável decisão de Quique Flores, no momento certo e com o destaque que lhe é devido. Regressou em grande.
Seguro e sereno, fez, ao longo do jogo, excelentes defesas e no momento determinante, que foi o da defesa dos penáltis, conseguiu evitar que três se transformassem em golos sportinguistas. Deste modo, foi o homem do jogo, merecendo amplamente a homenagem dos colegas e do público.
Quim é um grande guarda-redes, com vastas provas dadas de competência técnica, talento defensivo e segurança psicológica. Regressar para disputar uma final marcada pela tensão no seio dos contendores e dos apoiantes poderia ser uma opção de grande risco, caso o treinador e a sua equipa técnica não tivessem avaliado todos os prós e os contras. Provou--se que a escolha foi certa e que o momento foi o mais adequado. Por isso acentuei, logo no início que,
quem regressa, deve fazê-lo de forma a que não se abram as portas para, em função de um eventual desaire, se registarem novas retiradas.
O futebol é um imenso espectáculo de massas a que a constante mediatização televisiva deu uma enorme dimensão global. A sua magia continua a vir da imprevisibilidade determinada pelo factor humano e pelas variáveis que o condicionam. Uma final é sempre uma final, podendo ser de glória, de sofrimento e de amargura, consoante o modo como as coisas correm e os resultados que alcançam, ou não.
No sábado à noite, com um equipamento escuro, que corresponde também a uma imagem de sobriedade e rigor, Quim foi o homem do jogo e, por certo, guardará este jogo na memória como um dos momentos de glória da sua já longa carreira. Foi a actuação de quem voltou para ficar, determinado e seguro, para
satisfação dos benfiquistas. Bravo, Quim !

 

 in Jornal O Benfica

Autoria e outros dados (tags, etc)


Final da "taça Carlsberg Cup" 2008/09

por João Silva, em 22.03.09

 

 Sporting 1 (2) - SL Benfica 1 (3)

 

Começo esta análise com um ponto prévio: O penalty não existiu.

Mas será por isso que o Glorioso ganhou esta taça? Fomos  "beneficiados" por isso?

Não me parece...e passo a explicar o porquê.

Na altura em que surge esse lance polémico para o árbitro, já estavamos a ser prejudicados, na medida em que alguns jogadores do Zbortem, já deveriam ter sido expulsos!!! Rochemback, Polga, o próprio Moutinho e principalmente o DERLEI!!!

Fomos a equipa com as oportunidades mais flagrantes, tanto na primeira parte como na segunda, e só sofremos um golo que surge de uma distracção do Reyes que simplesmente ficou a olhar para o lance. Resumidamente, parece-me que foi uma conquista justa, não é que me alegre muito este titulo, mas ao menos que possa servir  como um importante  factor de motivação para os jogadores e aumentar os seus  índices de confiança para os restantes jogos que faltam para acabar a época. O Titulo ainda não está perdido.

Uma palavra para Quim, héroi neste jogo, tem sido suplente e conseguiu mostrar que está apto para discutir  a titularidade.

Por último, para o "Maestro" Rui Costa, como Director desportivo e Administrador, que seja o primeiro de muitos titulos.

 

p.s. - Que não nos iludamos que este lance da penalidade foi uma benesse..pelo contrário.

 

Saudações Benfiquistas.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Já está na hora de rolar cabeças?

por João Silva, em 16.03.09

Dá para perceber que nesta altura, a oito jornadas do fim do campeonato, com o Benfica em terceiro lugar, a cinco pontos do líder (C.R.A.C) e a um ponto dos (viscondes), comecem a surgir as "primeiras" vozes de insatisfação pelo projecto que se inciou com Rui Costa como Director Desportivo.

Confesso que também a mim não me agrada esta situação actual, muito pelo contrário, mas de quem será a culpa?

Equipa técnica? jogadores? Director Desportivo? A direcção?

 Fico com a sensação que neste momento já se está a "sacrificar" alguém, e esse alguém para não variar é o treinador. Concordo que em determinados jogos fiquei com a ideia que Quique Flores poderia ter decidido de outra forma, mas também não terá acontecido o contrário? claro que sim.

Parece-me prematuro nesta altura, estar já a fazer uma avaliação sobre o que possa ter corrido mal no planeamento desta época, sendo certo que algumas ilações que correram menos bem, possam desde já, ser alvo de correcção.

Recordo-me que Quique Flores quando abraçou este projecto a dois anos, não prometeu o titulo no inicio, mas sim criar as bases de uma equipa sólida, para que no segundo ano, ai sim, lutar pelo titulo de campeão nacional e uma afirmação, a nivel europeu. A meta este ano passava essencialmente na qualificação para a champions league, embora não pondo de parte a conquista de alguns titulos a nivel interno.

Deixo um excerto de uma entrevista ao CM de um dos maiores treinadores mundiais, em que fala do Benfica e que talvez sirva para explicar alguma coisa. Lembram-se dele?


– Tem acompanhado a carreira do Benfica?
– Alguns jogos, sobretudo resumos.
– Que opinião tem do técnico Quique Flores?
– Muito bom treinador. Estudioso, culto, inteligente. Fez um grande trabalho em Espanha.
– O Benfica contratou jogadores como David Suazo, Reyes ou Aimar. Este plantel é mais forte do que aquele que foi campeão em 2005?
– O plantel sim, talvez. A equipa não. O meu Benfica era mais forte do que o actual.
– Quer justificar?
– Eu tinha Simão (risos).
– Mas não era só Simão Sabrosa que jogava...
– Tinha Miguel, Ricardo Rocha, Luisão, Dos Santos, Petit, Manuel Fernandes, Nuno Gomes, Geovanni...
– Ficou a ideia de que o Benfica tinha 11 jogadores de bom nível mas apenas isso. Não havia alternativas. Concorda com esta ideia?
– Tínhamos o suficiente para vencer. O grupo era extraordinário. Muito unido. Dos melhores que tive na minha longa carreira.
– Algum jogador que recorde em particular?
– Não tenho como não falar de Simão. Talvez o jogador mais completo que treinei nos últimos anos. E lembro-me de Luisão e Rocha [Ricardo]. Uma grande dupla. E Petit, um ‘grandíssimo’ atleta.
– E Pedro Mantorras?
– Claro. Mantorras também. Todos sabem que foi decisivo em vários jogos.
– Como tem acompanhado o trabalho de Rui Costa enquanto director desportivo?
– Não sei pormenores. Já não estou lá dentro. Mas sempre foi um homem competente e rigoroso. Foi um grande jogador e terá o seu espaço nas novas funções. Tem mostrado grande potencial. O Benfica precisa de alguém que proteja o balneário.

 

 

Saudações Benfiquistas

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Manter o Rumo

por João Silva, em 16.03.09

Excerto de uma entrevista de Luis Filipe Vieira, após o desaire do Benfica com o Vitória de Guimarães, quando começa a surgir alguma contestação a Quique Flores.
Quero salientar que concordo integralmente com o nosso Presidente e que este é o rumo certo, pelo menos para já.

"Nunca vi uma boa colheita ser feita sem tempo, sem consistência e algum sacrifício. Todos sabem que sou exigente e que todos os dias reclamo mais trabalho e dedicação, mas sou ao mesmo tempo conhecedor que os bons projectos necessitam de estabilidade. O caminho do sucesso também conhece contratempos", afirmou, acrescentando que "tal como no passado", mantém "o inconformismo".

Reforçando não se vai "desviar um milímetro" do caminho escolhido para o Benfica, Luís Filipe Vieira, que emocionou-se quando se referiu ao emblema do clube na lapela oferecido por Jorge de Brito, voltou a apontar baterias para o interior do clube e a denunciar o passado recente, advogando que "o tempo dos oportunistas no Benfica passou".

"Quem vier para o Benfica, tem de saber que é para servir o Benfica", disse, acrescentando: "Normalmente, os homens da desgraça aparecem quando o Benfica perde. O meu telemóvel recebeu mensagens curiosas".

 

Saudações Benfiquistas.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


SL Benfica 0 - Vitória Guimarães 1

por João Silva, em 15.03.09

Não é propriamente a análise que me apetecia fazer, neste momento.

Nesta derrota perante o Vitória de Guimarães, só nos podemos queixar de nós próprios.

Não vou nem quero, entrar em pormenores que possam justificar este  resultado.

Fiquei com a sensação, deus queira que me engane, que hipotecámos em definitivo, a nossa missão, já de si "complicada", de podermos ser campeões nacionais.

Bem sei que ainda há oito jogos para jogar, e portanto vinte e quatro pontos em disputa, e muita coisa poderá acontecer, mas começa a parecer-me que esta equipa não está ainda estruturada, para encarar esta fase final do campeonato de forma consistente, e assumir-se como uma séria candidata ao titulo.

O que escrevi não invalida, no entanto, que devemos baixar os braços, muito pelo contrário.
Devemos continuar a apoiar os jogadores, equipa técnica e os seus dirigentes, não deixar de ir ao estádio e muito menos, arranjar argumentos para desacreditar  o trabalho que vem a ser feito em prol do Sport Lisboa e Benfica.


Eu continuarei, como sempre, a amar sem reservas, de igual maneira nas derrotas e nas vitórias.

Saudações Benfiquistas.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

 

Mais uma final.

Pela quinta vez esta época vamos defrontar o Vitória de Guimarães e se for o resultado que tem sido habitual, a vitória está garantida!

Numa jornada em que os nossos adversários têm jogos teoricamente acessíveis, escusado será dizer que é obrigatório ganhar.

Bem sei que as nossas exibições não têm sido muito convincentes, salvo raras excepções, mas temos conseguido manter-nos na luta pelo titulo.

Hoje podemos também regressar ao primeiro lugar, mesmo que provisório, mas temos que pensar em alcançar a vitória e esperar que possa surgir uma surpresa no campo dos corruptos.

 

 

 

Saudações Benfiquistas.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:


Naval 1 - SL Benfica 2

por João Silva, em 09.03.09

Vitória justa nesta deslocação complicada à Figueira da Foz.
Depois de os nossos adversários directos terem ganho, não tinhamos margem para erro, uma vitória exigia-se.
Entramos bem no jogo e colocámos o resultado a nosso favor logo no início, com um golo de Aimar, mas depois baixámos
o ritmo ofensivo, dando algum controlo de bola à Naval.

No Inicio da segunda parte, a Naval conseguiu empatar a partida e foi apartir dai que o Benfica começou a crescer.
Começou a imprimir mais movimento ao jogo, com Reyes e Di Maria a dinamizarem mais o ataque, e a criarem mais linhas
de passe e mais lances de perigo. Conseguimos alcançar a vitória e os preciosos três pontos, com um golo apontado por Katsouranis.

 

 

 

 

Saudações Benfiquistas.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:


Sem margem para erro

por João Silva, em 08.03.09

 

 

 

Saudações Benfiquistas.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


O Misterioso Cafézinho

por João Silva, em 06.03.09

As últimas cenas passadas dentro e fora do Tribunal de Gaia, onde estão a ser julgados por corrupção os srs. Pinto da Costa, presidente do FC Porto, Augusto Duarte, árbitro de futebol, e António Araújo, empresário de jogadores e "homem de mão" do presidente têm qualquer coisa de "dejá vu".

Algures noutras paragens, mais mediterrânicas e mais violentas, com base em dinheiro vivo, que passa de mão para mão com fins misteriosos em misteriosos envelopes, acontecem, de facto, cenas assim. O silêncio é a grande lei da família e testemunha que se atreva depor contra alguém do grupo (contra o chefe então, é impensável) é hostilizada e agredida, se não lhe acontecer pior, porque por ali só o silêncio é soberano e contra ele ninguém pode, nem os senhores da capital.

Todos nós já vimos coisas assim em cinema, só que agora temos ali a coisa ao vivo dada em directo e, mesmo se o guião não é tão radical, não faltam por cá os personagens estranhos e as situações. A testemunha maldita, Carolina, apesar de protegida (?) pela Polícia, acaba insultada e agredida por "populares", o agente da autoridade (árbitro) alegadamente corrompido não comparece, invocando misteriosa doença. O pior é que a sua versão não joga com a do alegado corruptor e figura central do drama (segundo ele, árbitro, foi apenas "tomar um cafézinho e ter uma conversinha" com presidente, precisamente na véspera de ir arbitrar um jogo com o FC Porto. O qual, presidente, "explica" tudo com um encontro de aconselhamento, a pedido do árbitro, "coisas familiares". Não falta, sequer, a figura do intermediário, engajador e "homem de mão", o fiel Araújo, presente em tudo e para tudo, ou a irmão-gémea, que trai a outra gémea, Carolina, a troco de benesses do "homem", vai depor contra o "próprio sangue" e corre com os jornalistas fazendo-lhes um gesto obsceno com o dedo da mão espetado. Tudo gente fina. Como se vê.

Pairando sobre as cabeças destes personagens de ópera bufa andam 2 500 € em cinco notas de 500, que a então doce Carolina diz que meteu num envelope a pedido do então marido e presidente para ofertar, com o "cafezinho", ao pobre Augusto Duarte, que eles precisava, vá-se lá saber para quê em conjuntura de tantas e tão grandíssimas dificuldades como as que vivemos.

Alguém percebeu aquela do presidente dizer agora em tribunal que sabia muito bem que tinha o telefone sob escuta? Estaria assim tão certo de que as escutas eram "ilegais"?

Rui Cartaxana in Record

Autoria e outros dados (tags, etc)


O Tribunal de Gaia inicia hoje o julgamento do presidente do FC Porto, Pinto da Costa, e de mais dois arguidos no âmbito do chamado "caso do envelope", um processo do "Apito Dourado" relativo ao jogo Beira-Mar/Porto.

Jorge Nuno Pinto da Costa e o co-arguido António Araújo - um empresário de futebol - estão pronunciados pelo crime de corrupção activa desportiva.
Ao árbitro Augusto Duarte é imputado o crime de corrupção desportiva na forma passiva.
O julgamento ocorre cerca de um ano depois da juíza Anabela Tenreiro, do Tribunal de Instrução Criminal (TIC) do Porto, ter decidido, num despacho de 50 páginas, que o caso iria mesmo à barra judicial.
Este processo reporta-se ao encontro Beira Mar-FC Porto, da 31 jornada da Superliga de 2003/2004, que foi realizado em 18 de Abril de 2004 e terminou com um empate sem golos.
Dois dias antes daquele jogo, o árbitro Augusto Duarte e António Araújo visitaram Pinto da Costa na sua casa na Madalena, Gaia.
O presidente portista terá alegadamente dado então um envelope com dinheiro ao árbitro, acusa o Ministério Público (MP).
O montante em causa seria 2.500 euros, segundo afirmações de Carolina Salgado, ex-companheira de Pinto da Costa, repetidas já no TIC do Porto, num depoimento que a juíza de instrução acabou por credibilizar.
Na sua decisão instrutória, a juíza de instrução Anabela Tenreiro desvalorizou o argumento de falta de credibilidade da testemunha Carolina Salgado, cujo depoimento serviria, na tese das defesas, apenas para se vingar e humilhar publicamente o ex-companheiro.
O processo, que chegou a ser arquivado pelo Ministério Público de Gaia, foi reaberto pela Equipa de Coordenação do Processo Apito Dourado (ECPAD), liderada pela magistrada Maria José Morgado, e a acusação foi deduzida em 19 de Junho de 2007.
O processo "Apito Dourado", que incluiu investigações a alegados casos de corrupção e tráfico de influências no futebol profissional português e na arbitragem, foi desencadeado a 20 de Abril de 2004 com a detenção para interrogatório de vários dirigentes e árbitros de futebol. Lusa

 

Subornar, traficar, comprar influências ou mesmo opiniões..
Lamentavelmente a nossa justiça Portuguesa já nos deu indicações que este tipo de crimes compensa.
"inexplicavelmente", por muito que os nossos magistrados tentem com afinco apurar a verdade, são muitas vezes mal sucedidos, pois o poder dos arguidos (um poder obscuro) eleva-se...
Neste julgamento que está a decorrer, Infelizmente será mais um processo, quase de certeza, que não irá dar em nada, seja por falta de credibilidade das testemunhas ou mesmo por falta de legalidade nas escutas telefónicas.
Até ao momento ainda ninguém me explicou se as vozes das "pessoas" escutadas não eram verdadeiras...estamos à espera de quê???

Resta-nos continuar a estar atentos, denunciando sempre que se verifiquem situações anómalas e ter esperança que mais tarde ou mais cedo, estas "pessoas" possam ter o devido castigo.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


um passado de glória um futuro de vitória benfica




twiiter

# Classificação 2017/18




# Universo Benfiquista











titulos GLORIAS ETERNAS

eusébio
Mario Coluna








Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D


CONTACTO emailsilva.joaodiogo@hotmail.com