Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



O empenho, dedicação e visão, que tem empregue para criar e solidificar as bases ao nivel das Infra-estruturas, financeiras e marketing. A credibilização do Clube, factor muito importante, que estava de "rastos", a implementaçao de projectos inovadores, como a criação do canal de televisão - A Benfica TV - para muitos uma miragem, são sem dúvida, aspectos marcantes do mandato de Luis Filipe Vieira

É certo que do ponto de vista desportivo, as coisas não correram bem. Mas também ai LFV soube aprender com os erros e perceber rapidamente o que tinha de modificar.

Tem o mérito de "contratar" o Rui Costa para desempenhar o cargo de Director Desportivo do futebol.

 

Entrevista a Luis Filipe Vieira, fazendo um balanço dos seus 5 anos de mandato.

 

 Uma questão de credibilidade

Quase a cumprir o quinto aniversário como presidente do Benfica, que balanço faz destes cinco anos?
Quando assumi as funções que hoje desempenho no Sport Lisboa e Benfica, fi-lo numa perspectiva de missão. A conjuntura era difícil e as dificuldades eram conhecidas, mas também sabíamos da determinação e da vontade que tínhamos em reerguer o Benfica. Tenho orgulho no trabalho realizado e na resposta que conseguimos dar a todas as dificuldades que foram surgindo – e acreditem que foram muitas. Voltámos a dar ao sócio o lugar de destaque que ele tem direito dentro do universo do Clube. Recuperar a ligação dos sócios ao Clube foi uma das minhas principais preocupações. O Benfica pertence-lhes e eles passaram a senti-lo. Não é por acaso que outros clubes se queixam de falta de militância, mas não é um fenómeno recente, já se passa há anos. A grande diferença é que no Benfica investimos nas pessoas. O Benfica tem a ver com pessoas! Uma realidade que muitos outros clubes esqueceram! Outro aspecto muito importante é que recuperámos um valor que se tinha perdido: a credibilidade. Estas duas são apenas algumas das marcas que as direcções a que presidi souberam deixar. Estes cinco anos são fruto do trabalho de uma equipa, porque, tal como no futebol, a individualidade é necessária, mas é a equipa que vence jogos. Essa foi uma das minhas prioridades: dotar o Sport Lisboa e Benfica de uma estrutura profissional que conseguisse dar resposta as necessidades sentidas. Não foram anos fáceis, mas foram tempos de um desafio constante em que foi definida uma estratégia clara que nos permitiu chegar até aqui. Sempre acreditei, e continuo a acreditar, que é possível vencer qualquer dificuldade quando temos fé em nós próprios, quando não nos damos por vencidos. Foi, fundamentalmente, esta maneira de pensar e de agir que trouxe para dentro do Benfica. Portanto, apesar deste rápido balanço que considero, sem falsas modéstias, positivo, o meu inconformismo obriga-me a centrar-me no que ainda falta fazer.

Alcançou os objectivos propostos?
O mais positivo destes cinco anos creio que se pode resumir numa palavra: credibilidade. Foi uma das batalhas mais duras que enfrentámos. Traçámos um rumo, feito de rigor, com critérios de avaliação e muita exigência. Só assim conseguimos ultrapassar o descrédito a que o Sport Lisboa e Benfica tinha chegado. Todo o esforço que foi feito apontou na recuperação da ‘marca’ e no crescimento do Clube. Foi um período em que resolvemos e pagámos os custos dos inúmeros processos judiciais herdados do período mais negro da nossa história. Regularizámos salários em atraso que encontrámos, nomeadamente junto de muitos atletas do Clube. Pagámos as dívidas a fornecedores, na ordem dos vários milhões de euros. Tudo isto, sem nunca limitar a estratégia de crescimento e desenvolvimento do Sport Lisboa e Benfica, que tínhamos definido. É evidente que quando olho para esta realidade e a comparo com o que hoje vivemos, com as contas auditadas e consolidadas, é natural que tenha orgulho no caminho que foi percorrido até aqui!

A vez aos êxitos desportivos

Alguma coisa que gostaria de ter concretizado e não conseguiu?
Era difícil ter feito mais do que foi feito neste espaço de tempo. É evidente que no capítulo desportivo, nomeadamente a nível do futebol, gostaria de ter conquistado mais títulos, mas nunca podemos perder de vista a conjuntura em que encontrámos o Clube e que, evidentemente, condicionou todas as nossas melhores aspirações. Para o futuro, espero continuar a desenvolver o Sport Lisboa e Benfica, consolidar os novos projectos, como a Benfica TV, mantendo o Clube no caminho da inovação e do pioneirismo a nível do desporto português. A tudo isto quero acrescentar os êxitos desportivos que nos têm vindo a escapar nos últimos anos!

Como tem acompanhado o desempenho da equipa de futebol?
Com optimismo. Trata-se de um grupo de qualidade, que tem demonstrado uma grande determinação e empenho, mas que vai precisar de mais algum tempo para demonstrar todas as suas capacidades. A equipa tem crescido de semana para semana e o apoio dos adeptos tem sido fundamental para esse crescimento. Quando há trabalho, o fruto desse trabalho acaba sempre por aparecer, e é isso que vai acabar por acontecer este ano. Tenho a certeza que mesmo que aconteçam alguns percalços no meio do caminho, esta equipa vai contar sempre com o apoio de todos.

Se pudesse alterar alguma decisão que tomou no passado, mudaria muitas coisas?
Quando se olha para trás é normal que passados alguns anos se tenha a tentação de dizer ou pensar que em determinadas situações poderíamos ter agido de maneira diferente. Fácil seria tomar decisões conhecendo as suas implicações no futuro, mas como ninguém tem esse dom, não vale a pena perder muito tempo com cenários desse tipo, mas no geral, e vendo o conjunto destes cinco anos, era difícil fazer de forma diferente.

O que é que ainda falta fazer para ter o Benfica que idealizou?
O Sport Lisboa e Benfica é um projecto que nunca se completa. Haverá sempre coisas a fazer, aspectos a melhorar, novas soluções a implementar. O Benfica é um projecto intemporal, independentemente das pessoas que estiverem à frente do Clube. O que é importante é garantir a seriedade das mesmas e evitar erros do passado. As pessoas devem chegar aqui para servir o Clube e não para servir-se dele.

Como gostaria de ser recordado no futuro?
Como alguém que se dedicou de alma e coração ao Sport Lisboa e Benfica e que tudo fez para engrandecer o nome e a história do nosso Clube.

  

 

Saudações Benfiquistas.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Quim - Senhor 300

por João Silva, em 30.10.08

«Todas as defesas são importantes»

 

Prestes a cumprir o 300.º jogo no Campeonato Nacional, Quim, titular das redes do Benfica, abordou tal matéria em encontro com a Comunicação Social. O jogador não deixa de referir que, «caso jogue, será um marco importante, até pela dificuldades que representa. São poucos os jogadores a totalizarem 300 jogos no campeonato».

De qualquer forma, Quim relembra que «o importante é continuar a trabalhar e a dar tudo», consciente de que pretende «jogar até aos 38 anos». Agora, apenas com 32 anos, numa altura em que atravessa um excelente momento na carreira, tal parece um objectivo atingível:
«Estou a colher os frutos da minha regularidade. Jogo no meu clube e na Selecção. É o sonho de qualquer jogador», sintetiza.

Voltando atrás no tempo, Quim mostra-se feliz por ter vivido «mais momentos bons que maus», sendo que traça o segredo para superar os últimos: «Levantar a cabeça, seguir em frente e recuperar a confiança», revela aquele que se nega a destacar uma grande defesa na sua carreira - «Todas elas têm igual importância», justifica.

A nível colectivo, Quim lembra que o Benfica tem este ano uma «boa equipa, com jogadores reconhecidos internacionalmente». «Felizmente, estamos todos a remar para o mesmo lado e temos um bom balneário. Por outro lado, os adeptos têm sido o nosso 12.º jogador.»

Ainda assim, Quim alerta para as melhorias que são necessárias para que as vitórias surjam com mais regularidade: «Em alguns jogos não tivemos muito bem, mas a equipa tem vindo a crescer. Por vezes, temos de ser mais maduros em algumas situações de jogo», referiu aquele para quem a deslocação a Guimarães «não será fácil e exigirá um Benfica ao ataque desde o primeiro minuto».

Por fim, quando colocado à prova acerca da possibilidade de um dia jogar noutro "grande", que não o Benfica, Quim foi taxativo: «Jogo no melhor clube de Portugal»!

Texto: Ricardo Soares

SLBenfica.pt

 

 

 

Saudações Benfiquistas.

 

  

Autoria e outros dados (tags, etc)


Cristian Rodrigues o injustiçado!

por João Silva, em 27.10.08

acho que o Universo Benfiquista, está a injustiçar um dos nossos melhores jogadores, dos últimos anos.

Acho que a forma como está a jogar nos tripeiros, pode ser encarado como um profundo acto de Benfiquismo.

 

Eu explico!

 

O verdadeiro responsável de o Glorioso, ter que arranjar um extremo esquerdo mais talentoso, foi exclusivamente por culpa dele.

 

O verdadeiro responsável pelo mal estar que gerou (gere), no plantel, devido ao elevado salário, assim como o contributo que está a fazer, para a delapidação mensal dos cofres dos Corruptos, é por si só, motivo suficiente, para merecer a nossa consideração.

 

 

 

Saudações Benfiquistas.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


SL Benfica 2 - Naval 1

por João Silva, em 27.10.08

 

Uma vitória suada, onde se cumpriu o objectivo principal de alcançar os três pontos.

Passamos para a frente dos tripeiros, que já não acontecia desde a época em que fomos campeões.

Nesta partida o meu destaque, vai inteiramente para os pontos conquistados, tendo em conta e importa não esquecer, que esta equipa está em construção.

Acabamos a 6ª Jornada á frente dos nossos principais rivais.

 

 

 

Saudações Benfiquistas.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


o apito dourado no seu melhor!

por João Silva, em 26.10.08

 

 
PORKOS, 1 - L(E)IXÕ-OS, 4

O Apito Dourado funcionou hoje como ainda não tinha acontecido nesta época!
A Mafia já tinha alertado que o Apito Dourado não condicionaria a arbitragem. Foi exactamente o que se viu hoje! Um autêntico escandalo, à descarada!
Mas por vezes o Destino é cruel e a escrita aparece direita em linhas tortas. Foi o que aconteceu.
Nem a vergonhosa pressão habitual da "corja" corrupta e não só conseguiu que o resultado pendesse a favor dela.
HOJE FOI "À DESCARADA"!!!
Será que aquele "fulano" que andou de apito na boca é realmente árbitro de futebol?
Será que aquele "fulano" consegue gozar com todos os espectadores que estão a ver o jogo, mesmo com aqueles milhares de basbaques equipados de azul e branco, postados nas bancadas a vê-lo ao vivo, inclusivé o Rui Reininho?
Será que o fiscal-de-linha tem o descaramento de enganar pela segunda vez os mesmos basbaques, inclusivé o Rui Reininho?
Não se esqueçam Companheiros Benfiquistas que Todos Nós temos umas contas a ajustar com determinados idiotas de um bando que não tem feito outra coisa senão achincalhar o Benfica e os Benfiquistas.
Esta "besta" a quem hoje dedico este "filme" e que bem o pode esfregar as suas horríveis fuças, é o imbecil que após o seu clube ser campeão Nos dedicou estas "amáveis" palavras:
 
“Foi um golo por cada milhão de idiotas que há neste País”. Como foram 6 golos dá 6 milhões."

É NA REALIDADE COM TODA ESTA TURBA, DESTA MANEIRA, SÓ DESTA MANEIRA, QUE OS ANDRADES CONSEGUEM VENCER COMPETIÇÕES!!!

GRÃO VASCO
 
BLOG  OANTITRIPA

Saudações Benfiquistas.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


 

 

Saudações Benfiquistas.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Cheguei a pensar que o Glorioso conseguia vencer a partida. Mas deixamos fugir uma possível vitória, contra uma equipa que apresenta alguma qualidade, mas perfeitamente ao nosso alcance.

Acho que Quique não esteve feliz nas substituições. Não com Suazo que entrou bem e veio dar outra dinâmica ao jogo ofensivo, mas sim com as duas últimas, principalmente com a saída de Reyes, para a entrada de Urreta. Urreta neste momento e repito neste momento, não representa uma mais valia para a equipa.

Destaco o golo de Di Maria, aos poucos vai adquirindo alguma consistência, e ao jogo fabuloso de Nuno Gomes, só faltou o golo!

Na deixa porém, de ser um resultado positivo, resta-nos agora e é fundamental vencer os jogos em casa.

 

"Gostamos de ganhar, é melhor. Foi uma partida difícil, apesar de na segunda parte termos tido a possibilidade de poder ganhar. Mas convém lembrar que é uma fase de grupos e empatar fora de casa é um passo em frente. Fico muito contente quando a equipa ganha. Se tivéssemos vencido teríamos dado um passo quase definitivo. Mas este resultado permite-nos discutir com mais tranquilidade, dentro de casa, o apuramento."

 

 

 

Saudações Benfiquistas.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Benfica recebe D. Aves na 4.ª eliminatória

por João Silva, em 22.10.08

Realizou-se esta quarta-feira o sorteio relativo à 4.ª eliminatória da Taça de Portugal. O Benfica joga novamente em casa, recebendo, desta feita, o D. Aves. Depois de ter eliminado o Penafiel, o conjunto orientado por Quique Flores tem agora, pela frente, outro conjunto nortenho.

O D. Aves disputa este ano a Liga Vitalis, lutando pela subida à Liga Sagres. Orientado por Henrique Nunes, o D. Aves chega ao Estádio da Luz depois de ter conseguido bater o Penamacorense por 0-3 e o Gândara por 6-0.

Destacam-se, no D. Aves, os experientes defesas Pedro Geraldo, Sérgio Carvalho e Sérgio Nunes, o médio Gouveia e os avançados Rui Miguel (o melhor marcador, com três golos) e Robert. Nota para o facto de os benfiquistas Rúben Lima e Romeu Ribeiro actuarem no D. Aves, a título de empréstimo.

Os jogos desta 4.ª eliminatória, onde se conta um Sporting-FC Porto, estão inicialmente marcados para o dia 9 de Novembro.

Jogos da 4ª eliminatória*:
Olivais e Moscavide-Beira Mar
Valdevez-Gil Vicente
Académica-E. Amadora
Portimonense-Varzim
(Vencedor do Peniche-Sourense-Torre Moncorvo)-V. Setúbal
Boavista-V. Guimarães
Gondomar-Trofense
Vizela-Esmoriz
Sporting-F.C. Porto
(Vencedor do Santa Clara/Lusitano-Fiães-Freamunde)-U. Madeira
Cinfães-Fátima
Nacional-Sp. Braga
Benfica-D. Aves
Naval-Belenenses
Arouca-P. Ferreira
Leixões-Santana

*a 9 de Novembro, jogo do Sp. Braga no dia seguinte

 

SLBENFICA.PT

 

Saiu-nos um adversário relativamente acessivel, digo relativamente porque ainda estou a pensar no jogo com o Penafiel. Espero que se tenha aprendido a lição e possamos prosseguir nesta competição.

Interessante que para os lagartos e os corruptos, um deles vai prematuramente ficar sem hipótese de alcançar um dos seus objectivos para esta época.

  

 

 

Saudações Benfiquistas.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Justiça Portuguesa no seu melhor!

por João Silva, em 21.10.08

O juiz de instrução criminal do Tribunal de Gondomar decidiu não mandar Pinto da Costa a julgamento por crime de corrupção desportiva activa, no âmbito do jogo Nacional-Benfica, da época 2003/04, investigado no Apito Dourado.

Esta decisão do magistrado Pedro Miguel Vieira foi ao encontro da posição do Ministério Público que, apesar de ter acusado o presidente do F. C. Porto e mais três arguidos, considerou que, na fase de instrução, terão ficado afastadas as suspeitas - pelo menos “instalada a dúvida” -, sobre a conduta de Pinto da Costa.

Em causa estavam alegadas manobras junto do árbitro Augusto Duarte a fim de prejudicar o Benfica naquele encontro, que perdeu por 3-2 com a equipa madeirense.

Por outro lado, nenhum dos outros três arguidos, Rui Alves (presidente do Nacional da Madeira), António Araújo (empresário de jogadores) e Augusto Duarte (árbitro) foi pronunciado para ir a julgamento.

O juiz de instrução criminal considerou que o envolvimento do presidente do F. C. Porto indiciado em escutas telefónicas de terceiros (em especial António Araújo) pode ser, de facto, justificado pelas transferências de jogadores que, naquela época, estavam a ser tratadas entre o clube portista e o clube madeirense, designadamente Paulo Assunção e Rossato.

Pedro Miguel Vieira disse, até, que Pinto da Costa nem deveria ter sido acusado. “Não existem indícios suficientes agora, nem existiam já no final da fase de inquérito”, disse o juiz, que considerou ainda “ridícula” a ideia de que Augusto Duarte poderia deixar-se comprar em troca de um bilhete para um jogo de futebol, F. C.- Porto-Manchester United.

Dos três processos relacionados com corrupção desportiva de que Pinto da Costa foi acusado, apenas um (Beira Mar- F. C. Porto) está para julgamento. No outro (FC Porto-Estrela da Amadora), o juiz do Tribunal de Instrução Criminal do Porto arquivou. Mas o Ministério Público recorreu para o Tribunal da Relação do Porto.

No final da sessão de hoje, Gil Moreira dos Santos, advogado de Pinto da Costa, fez apenas um comentário: “Está a chegar aos tribunais a lei de Mousinho da Silveira que acabou com o Morgadio”, disse, sobre uma acusação que foi efectuada por uma procuradora do Ministério Público do Funchal.

A equipa especial do Apito Dourado, coordenada por Maria José Morgado, elaborou as acusações dos outros dois casos: F. C. Porto-Estrela da Amadora e Beira Mar-F. C. Porto.

JN

 

Saudações Benfiquistas.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Jogo sofrido. O Glorioso não esteve bem, nem colectivamente nem individualmente, salvo raras excepções.

Quique colocou alguns jogadores que não são habitualmente titulares, com o intuito de rodar a equipa, bem como dar oportunidade a esses mesmos, puderem demontrar que merecem jogar de forma mais regular. Parece-me que a resposta foi negativa, é certo que poderá ter faltado alguma rotina, mas não serve de justificação.

Mérito ao Penafiel, jogou muito bem e talvez não fosse previsivel que pudesse criar tantas dificuldades.

Alcançamos a vitória na lotaria das g.p., e aqui, há que dar os parabéns aos jogadores que tiveram a frieza e concentração de marcar os golos e ao Moreira pela defesa do resultado.

Enfim, o objectivo foi alcançado, mas Quique terá que retirar algumas ilações sobre os últimos dois jogos do SL Benfica.

 

Segue-se o Herta na Alemanha para a taça UEFA, que espero e tenho a certeza, que o Glorioso vai dar uma prova eficaz do que vale.

 

 

 

 

Saudações Benfiquistas.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Pág. 1/2



um passado de glória um futuro de vitória benfica




twiiter

# Classificação 2017/18




# Universo Benfiquista











titulos GLORIAS ETERNAS

eusébio
Mario Coluna








Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D


CONTACTO emailsilva.joaodiogo@hotmail.com