Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



O empenho, dedicação e visão, que tem empregue para criar e solidificar as bases ao nivel das Infra-estruturas, financeiras e marketing. A credibilização do Clube, factor muito importante, que estava de "rastos", a implementaçao de projectos inovadores, como a criação do canal de televisão - A Benfica TV - para muitos uma miragem, são sem dúvida, aspectos marcantes do mandato de Luis Filipe Vieira

É certo que do ponto de vista desportivo, as coisas não correram bem. Mas também ai LFV soube aprender com os erros e perceber rapidamente o que tinha de modificar.

Tem o mérito de "contratar" o Rui Costa para desempenhar o cargo de Director Desportivo do futebol.

 

Entrevista a Luis Filipe Vieira, fazendo um balanço dos seus 5 anos de mandato.

 

 Uma questão de credibilidade

Quase a cumprir o quinto aniversário como presidente do Benfica, que balanço faz destes cinco anos?
Quando assumi as funções que hoje desempenho no Sport Lisboa e Benfica, fi-lo numa perspectiva de missão. A conjuntura era difícil e as dificuldades eram conhecidas, mas também sabíamos da determinação e da vontade que tínhamos em reerguer o Benfica. Tenho orgulho no trabalho realizado e na resposta que conseguimos dar a todas as dificuldades que foram surgindo – e acreditem que foram muitas. Voltámos a dar ao sócio o lugar de destaque que ele tem direito dentro do universo do Clube. Recuperar a ligação dos sócios ao Clube foi uma das minhas principais preocupações. O Benfica pertence-lhes e eles passaram a senti-lo. Não é por acaso que outros clubes se queixam de falta de militância, mas não é um fenómeno recente, já se passa há anos. A grande diferença é que no Benfica investimos nas pessoas. O Benfica tem a ver com pessoas! Uma realidade que muitos outros clubes esqueceram! Outro aspecto muito importante é que recuperámos um valor que se tinha perdido: a credibilidade. Estas duas são apenas algumas das marcas que as direcções a que presidi souberam deixar. Estes cinco anos são fruto do trabalho de uma equipa, porque, tal como no futebol, a individualidade é necessária, mas é a equipa que vence jogos. Essa foi uma das minhas prioridades: dotar o Sport Lisboa e Benfica de uma estrutura profissional que conseguisse dar resposta as necessidades sentidas. Não foram anos fáceis, mas foram tempos de um desafio constante em que foi definida uma estratégia clara que nos permitiu chegar até aqui. Sempre acreditei, e continuo a acreditar, que é possível vencer qualquer dificuldade quando temos fé em nós próprios, quando não nos damos por vencidos. Foi, fundamentalmente, esta maneira de pensar e de agir que trouxe para dentro do Benfica. Portanto, apesar deste rápido balanço que considero, sem falsas modéstias, positivo, o meu inconformismo obriga-me a centrar-me no que ainda falta fazer.

Alcançou os objectivos propostos?
O mais positivo destes cinco anos creio que se pode resumir numa palavra: credibilidade. Foi uma das batalhas mais duras que enfrentámos. Traçámos um rumo, feito de rigor, com critérios de avaliação e muita exigência. Só assim conseguimos ultrapassar o descrédito a que o Sport Lisboa e Benfica tinha chegado. Todo o esforço que foi feito apontou na recuperação da ‘marca’ e no crescimento do Clube. Foi um período em que resolvemos e pagámos os custos dos inúmeros processos judiciais herdados do período mais negro da nossa história. Regularizámos salários em atraso que encontrámos, nomeadamente junto de muitos atletas do Clube. Pagámos as dívidas a fornecedores, na ordem dos vários milhões de euros. Tudo isto, sem nunca limitar a estratégia de crescimento e desenvolvimento do Sport Lisboa e Benfica, que tínhamos definido. É evidente que quando olho para esta realidade e a comparo com o que hoje vivemos, com as contas auditadas e consolidadas, é natural que tenha orgulho no caminho que foi percorrido até aqui!

A vez aos êxitos desportivos

Alguma coisa que gostaria de ter concretizado e não conseguiu?
Era difícil ter feito mais do que foi feito neste espaço de tempo. É evidente que no capítulo desportivo, nomeadamente a nível do futebol, gostaria de ter conquistado mais títulos, mas nunca podemos perder de vista a conjuntura em que encontrámos o Clube e que, evidentemente, condicionou todas as nossas melhores aspirações. Para o futuro, espero continuar a desenvolver o Sport Lisboa e Benfica, consolidar os novos projectos, como a Benfica TV, mantendo o Clube no caminho da inovação e do pioneirismo a nível do desporto português. A tudo isto quero acrescentar os êxitos desportivos que nos têm vindo a escapar nos últimos anos!

Como tem acompanhado o desempenho da equipa de futebol?
Com optimismo. Trata-se de um grupo de qualidade, que tem demonstrado uma grande determinação e empenho, mas que vai precisar de mais algum tempo para demonstrar todas as suas capacidades. A equipa tem crescido de semana para semana e o apoio dos adeptos tem sido fundamental para esse crescimento. Quando há trabalho, o fruto desse trabalho acaba sempre por aparecer, e é isso que vai acabar por acontecer este ano. Tenho a certeza que mesmo que aconteçam alguns percalços no meio do caminho, esta equipa vai contar sempre com o apoio de todos.

Se pudesse alterar alguma decisão que tomou no passado, mudaria muitas coisas?
Quando se olha para trás é normal que passados alguns anos se tenha a tentação de dizer ou pensar que em determinadas situações poderíamos ter agido de maneira diferente. Fácil seria tomar decisões conhecendo as suas implicações no futuro, mas como ninguém tem esse dom, não vale a pena perder muito tempo com cenários desse tipo, mas no geral, e vendo o conjunto destes cinco anos, era difícil fazer de forma diferente.

O que é que ainda falta fazer para ter o Benfica que idealizou?
O Sport Lisboa e Benfica é um projecto que nunca se completa. Haverá sempre coisas a fazer, aspectos a melhorar, novas soluções a implementar. O Benfica é um projecto intemporal, independentemente das pessoas que estiverem à frente do Clube. O que é importante é garantir a seriedade das mesmas e evitar erros do passado. As pessoas devem chegar aqui para servir o Clube e não para servir-se dele.

Como gostaria de ser recordado no futuro?
Como alguém que se dedicou de alma e coração ao Sport Lisboa e Benfica e que tudo fez para engrandecer o nome e a história do nosso Clube.

  

 

Saudações Benfiquistas.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)



um passado de glória um futuro de vitória benfica


twiiter

# Classificação 2016/17




# Universo Benfiquista











titulos GLORIAS ETERNAS

eusébio
Mario Coluna








Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D


CONTACTO emailsilva.joaodiogo@hotmail.com