Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Benfica vence em Tondela (2-0)

por João Silva, em 14.08.16

Tondela 0-2 Benfica.jpg

Tondela 0-2 Benfica_Rui Vitória.jpg

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Antevisão ao jogo com o Tondela

por João Silva, em 13.08.16

Tondela_Benfica.jpeg

O Tricampeão nacional inicia a defesa do título no campo do Tondela.

A equipa de Rui Vitória arranca para esta época com uma merecida conquista da Supertaça, depois de vencer o Sp. Braga por 3-0. Agora, na estreia do campeonato, é muito importante começar da melhor forma a defesa do título de campeão nacional, em busca pelo inédito Tetracampeonato. Para isso, o único resultado que interessa ao Benfica nesta visita ao interior do país é a vitória. Sem poder contar com Jonas – que fez três golos aos tondelenses na época passada -, Rui Vitória terá de formar o seu ataque com outras armas, para voltar a provar que não existem jogadores insubstituíveis e que o plantel lhe oferece todas as garantias, mesmo privado de um jogador de importância capital.

Rui Vitória na conferência de imprensa afirmou que: «É um jogo de início de campeonato, frente a uma belíssima equipa, que tem feito um início de época positivo. Vamos naturalmente a Tondela para ganhar, reconhecendo que do outro lado vai estar uma boa equipa. Prevejo que a qualidade vá subir. O Benfica é naturalmente candidato. Vamos a eles com toda a determinação, convicção e a trabalhar muito, porque vamos ter de trabalhar muito»

Vai ser um Campeonato muitíssimo bem disputado. Há equipas a fazer plantéis de grande qualidade e prevejo uma Liga difícil para todas as equipas, quer as que ambicionam o título, quer as que têm outros objetivos. O Benfica é claramente um candidato ao Campeonato e vamos trabalhar muito para consegui-lo”, garantiu.

Depois de uma época de conquistas, Rui Vitória aponta já aos próximos objetivos: “A última época já passou. Fizemos coisas muito bem feitas, fizemos coisas muito boas mas já passou. Agora estamos com uma vontade e determinação muito grandes para esta época”, assegurou.

São 20 os jogadores convocados para a viagem até Tondela, que marca o arranque da edição 2016/2017 da Liga NOS.

Guarda-redes: Júlio César e Paulo Lopes;

Defesas: Lisandro, Grimaldo, Luisão, Nélson Semedo, Lindelöf e Eliseu.

Médios: Fejsa, Samaris, André Horta, Pizzi, Celis, Carrillo, Cervi, Junior e Salvio;

Avançados: Raúl, Mitroglou e Gonçalo Guedes.

 

#Juntos #RumoAo36

#carregaBenfica

O jogo do Benfica em directo online aqui

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Benfica em directo na net

por João Silva, em 13.08.16

São 20 os jogadores eleitos por Rui Vitória para a viagem até Tondela, que marca o arranque da edição 2016/2017 da Liga NOS.

CONVOCADOS:

Guarda-redes: Júlio César e Paulo Lopes;

Defesas: Lisandro, Grimaldo, Luisão, Nélson Semedo, Lindelöf e Eliseu.

Médios: Fejsa, Samaris, André Horta, Pizzi, Celis, Carrillo, Cervi, Junior e Salvio;

Avançados: Raúl, Mitroglou e Gonçalo Guedes.

Alguns links onde eventualmente poderão assistir ao jogo online: (apenas sobre a hora do jogo) 

Link1 Link2 (em actualização) 
 

Enquanto aguarda pela transmissão, aproveite para se habilitar a um dos últimos Audi's.

Temos 6 Audi's novos para oferecer!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Rui Vitória.jpg

#Juntos #RumoAo36

#CarregaBenfica

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

O Benfica venceu o SC Braga por 3-0 na discussão do primeiro troféu oficial da temporada 2016/2017.

A 6.ª Supertaça Cândido de Oliveira voou para a Luz!

Supertaça1.jpg

Num Estádio Cidade de Aveiro pintado de vermelho - onde marcaram presença 21.796 espectadores -, entrada fortíssima da equipa de Rui Vitória. De um lado, o Tricampeão Nacional em busca da sexta Supertaça do palmarés, do outro o detentor da Taça de Portugal à procura do primeiro troféu da história do clube.

Para este jogo, Rui Vitória apostou nos reforços André Horta e Franco Cervi. Aos 5’, a primeira ocasião. Jonas é agarrado dentro da área mas João Capela nada assinala.

Aos 10’, melhor estreia era impossível. Jogada magistral do argentino Franco Cervi, que passou por três adversários e rematou com o pé direito para o 1-0.

As oportunidades multiplicaram-se durante a primeira meia hora, com um SL Benfica avassalador a criar facilmente ocasiões de golo. Marafona negou o golo a Grimaldo e depois foi o poste a negar o golo a Nélson Semedo.

O SC Braga só equilibrou depois da meia hora. Nesse período teve boas hipóteses de marcar mas nunca acertou com o alvo. Júlio César, sempre seguro, negou o golo aos minhotos em várias ocasiões.

A confirmação

Reinício da partida sem mexidas nos onzes iniciais. Jonas voltou a cair à entrada da área e ficou a reclamar falta, mas João Capela mandou seguir jogo. Fica a dúvida...

No segundo tempo, um SC Braga mais atrevido em busca do empate. Às investidas de Rafa, valeu o brasileiro Júlio César.

75 minutos e golo de Jonas! Brilhante passe de Pizzi, que isolou o avançado brasileiro na área. Jonas rematou colocado e sem hipóteses de defesa para Marafona. Estava feito o 2-0. 

A fechar a partida, já dois minutos para além do tempo regulamentar, Pizzi rematou para o 3-0 com um chapéu a Marafona. Estava conquistada a sexta Supertaça do palmarés do Sport Lisboa e Benfica.

Supertaça2.jpg

Alinharam de início: Júlio César; Nélson Semedo, Luisão, Lindelöf e Grimaldo; Pizzi, Fejsa, André Horta e Cervi (87’ Salvio); Jonas (78’ Samaris) e Mitroglou (68’ Raúl).

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Torino vence Eusébio Cup na Luz

por João Silva, em 28.07.16

torino.jpg

O Torino venceu a 9ª edição da Eusébio Cup. A vitória frente ao Benfica foi alcançada através de grandes penalidades (6-5), após um empate (1-1) nos 90 minutos de jogo.

O Benfica ainda conseguiu alcançar vantagem no marcador, logo na fase inicial. Um lance confuso e só possível por um falhanço incrível de Gomis. O guarda-redes do Torino largou uma bola simples e acabou por lançar o pânico na defensiva. Giuseppe Vives acabou por tocar o esférico para a própria baliza aos 11 minutos.

Ainda na primeira parte, Adem Ljajic empatou, aos 32 minutos, num livre marcado de forma exemplar.
Findo o tempo regulamentar, o vencedor da 9ª edição da Eusébio Cup foi apurado nas grandes penalidades, com os italianos a vencerem o Benfica por 6-5.

O torneio que recorda Eusébio, serviu este ano, para homenagear a memória das vítimas do acidente de aviação que sucedeu após uma passagem da equipa italiana por Lisboa, em 1949.

torino6.jpg

Ao intervalo, alguns dos antigos futebolistas que representaram Portugal no Mundial de 1966 foram igualmente homenageados. António Simões, Fernando Cruz e José Augusto, que alinharam no Benfica, e Fernando Peres e Hilário, que representaram o Sporting, subiram ao relvado do Estádio da Luz, juntamente com familiares de Eusébio, Jaime Graça, José Torres e Mário Coluna. Luís Filipe Vieira, presidente do Benfica, entregou a cada um dos presentes um troféu simbólico, numa homenagem que mereceu muitos aplausos por parte do público presente.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


9ª Eusébio Cup

por João Silva, em 27.07.16

Eusébio Cup.jpg

A Eusébio Cup está de regresso à Luz esta quarta-feira, depois de a última edição se ter realizado em Monterrey, no México.

O Benfica vai defrontar o Torino,  um encontro que assume especial carga simbólica, dada a tragédia de Superga que atingiu o clube italiano após um encontro particular com o Benfica no Estádio Nacional. A 4 de maio de 1949, ao regressar a Itália, a equipa do Torino teve um acidente aéreo, com o avião a colidir com a Basilica de Superga. Não houve sobreviventes.

Esta quarta-feira, a partir das 12h00, realiza-se no Estádio Nacional uma cerimónia de homenagem às vítimas da tragédia. Estarão presentes o treinador do Torino, Sinisa Mihajlovic, e dirigentes do clube italiano. Da parte do Benfica, marcarão presença os vice-presidentes Alcino António, Domingos Almeida Lima e Rui Cunha.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Wolfsburg 0-2 Benfica

por João Silva, em 25.07.16

wolfsburg_benfica.jpeg

Vitória justa do Benfica, naquele que foi de longe o jogo mais conseguido nesta pré-época. O Tricampeão apresenta processos bem assimilados, sobretudo defensivamente, mas também com combinações muito bem conseguidas na frente.

Tudo junto, dá uma equipa que parece bem afinada para a nova época. As várias caras novas já têm assimilados os processos de jogo, coletivamente percebem aquilo que Rui Vitória pretende deles. Aparenta até ser uma equipa madura, pese embora a juventude.

Destaque para três nomes:
André Horta voltou a figurar nos titulares e desta vez mostrou argumentos que justificam a aposta, muito bem na pressão logo na primeira linha e inteligente com a bola nos pés. Falta por vezes um pouco de calma na definição dos lances mas tem uns pés que deixam antever coisas muito boas.
Com Fejsa ao lado então, é uma combinação que pode dar frutos. Quanto ao sérvio nada a dizer, a não ser impecável.
Grimaldo continua a aproveitar a ausência de Eliseu para conquistar o seu espaço, voltando a apresentar-se a bom nível, melhor contudo ofensivamente do que na defesa.

Um Benfica bem oleado que regressa agora a Portugal para disputar a Eusébio Cup, na quarta-feira, frente ao Torino.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

HILLSBOROUGH.jpg

Em Hillsborough, Rui Vitória fez cinco alterações comparativamente ao onze escalado para o jogo com o Derby County, dando a titularidade a Luisão, Grimaldo, Salvio, Benítez e Rui Fonte. Uma dupla atacante que até aqui tinha sido lançada apenas no decorrer dos encontros anteriores.
As várias mexidas não se fizeram sentir aparentemente e foram os encarnados a entrar melhor, muito pressionantes, a trocar a bola no meio-campo adversário.
Benítez quebrou o gelo aos dez minutos, ainda que de forma desastrosa, falhando uma excelente oportunidade de golo em zona frontal, na sequência de uma bola parada.
Luisão foi novamente titular mas apresentou debilidades que com certeza farão Rui Vitória repensar. Pela frente, o capitão teve um endiabrado Forestieri, claramente o jogador com mais talento nos pés da formação inglesa.
Num curto espaço de tempo o avançado italiano expos algumas fragilidades defensivas do Benfica e depois de fazer brilhar Paulo Lopes conseguiu mesmo fazer o gosto ao pé, finalizando um belo trabalho individual dentro da área com um remate cruzado.
No segundo tempo Rui Vitória voltou a fazer uma revolução na equipa, fazendo entrar André Almeida, Celis, Salvio, Pizzi, Gonçalo Guedes e Mitroglou, quem sabe em busca do abanão que mexesse com o jogo.
A entrada de Lisandro López a meio do segundo tempo - e a já expectável saída de Luisão - conferiu maior estabilidade defensiva à equipa, o que permitiu dar mais margem de manobra aos homens da frente.
Apesar do maior pendor ofensivo, as grandes oportunidades surgiram já à entrada do último quarto de hora de jogo, e em dois lances consecutivos. Um cruzamento de Gonçalo Guedes quase obrigou Lees a desviar para a própria baliza e no lance seguinte Lisandro ainda fez os adeptos gritar golo com um cabeceamento que passou muito perto da baliza de Wildsmith.
Até ao final da partida o ataque dos encarnados mostrou alguns bons pormenores de entendimento, mas o Sheffield fechou-se a sete chaves e secou as investidas das "águias".
Já perto do final do encontro, Rui Vitória fez entrar o reforço Zivkovic, mas o reforço durou apenas seis minutos em campo. Um lance disputado com Palmer deixou o sérvio queixoso no relvado.
Zivkovic foi assistido, continuou em campo mais alguns minutos em visíveis dificuldades, e acabou mesmo por ter de sair, por troca com Jovic.
Contrariedade que selou aquela que foi a primeira derrota do Benfica nesta pré-temporada, onde sofreu também o primeiro golo.
O teste diante do Sheffield Wednesday de Carlos Carvalhal foi o primeiro a sério desta fase de preparação e mostrou por um lado movimentos coletivos bem conseguidos, mas por outro algumas fragilidades defensivas e dificuldades em jogar contra adversários mais fechados.
Mas ainda é cedo para fazer juízos.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

slbenfica.jpg

O Benfica continua a preparação da nova época no estágio em Inglaterra e, esta quarta-feira, enfrenta a equipa inglesa comandada pelo técnico português Carlos Carvalhal.

O desafio permitirá a Rui Vitória tirar as últimas conclusões em relação à definição do plantel.
A equipa conta com 31 jogadores e a este lote deverão ser subtraídos nove elementos. No máximo o grupo definitivo poderá ser constituído por 25 futebolistas.
Com mais duas semanas e meia de trabalho, antes da competição oficial, e quatro jogos pela frente, o técnico terá a difícil tarefa de escolher.

Nesta altura parecem certos no plantel 18 elementos:
Guarda-redes: Ederson, Júlio César e Paulo Lopes;
Defesas: Nelson Semedo, André Almeida, Luisão, Lindelof, Grimaldo e Eliseu;
Médios: Fejsa, Celis, Cervi, Gonçalo Guedes, Pizzi e Carrillo;
Avançados: Jonas, Mitroglou e Raúl Jimenez.

Treze elementos estão em dúvidas e deste lote: Jardel, Lisandro e Kalaica (defesas); Talisca, João Teixeira, André Horta e Samaris (médios); Carcela, Salvio, Benitez, Zivkovic, Jovic e Rui Fonte (avançados), deverão sair seis.

Fora das contas do técnico estão três elementos; Zobin (guarda-redes), Reinildo e Marçal (defesas).

O presidente Luís Filipe Vieira esteve nos últimos dois dias em Londres, onde terá tratado de "dossiers" relacionados com a transferência de jogadores. Salvio e Talisca são os dois jogadores mais falados para deixar o clube.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


um passado de glória um futuro de vitória
benfica

TRICAMPEÕES2


twiiter

LIGAS NACIONAIS






FAVORITOS











titulos GLORIAS ETERNAS

eusébio
Mario Coluna

titulos Mistica Benfiquista









Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2009
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2008
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D


CONTACTO emailsilva.joaodiogo@hotmail.com