Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Sporting_Comédia 1.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Pizzi volta a vencer prémio de melhor do mês

por João Silva, em 12.01.17

Pizzi novamente jogador do mês na votação da Li

O médio do Benfica voltou a ser eleito o melhor jogador da Liga em dezembro, repetindo a distinção de outubro/novembro.

Pizzi arrecadou 17,37 por cento, deixando Gelson Martins (10,91%) e Adrien Silva (7,68%), que ficaram nos restantes lugares do pódio.

 

#ACulpaÉDoBenfica

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

O Benfica e o Vitória de Guimarães reencontram-se esta terça-feira na ‘Cidade Berço’ para discutir a passagem às meias-finais da Taça da Liga, três dias depois do triunfo dos ‘encarnados’ em jogo do campeonato (2-0).

Líder e segundo classificado do grupo D, respetivamente, Benfica e Vitória chegam à terceira jornada separados por dois pontos (seis contra quatro), bastando o empate aos lisboetas para marcarem presença na ‘final four’ — já os vimaranenses têm obrigatoriamente de ganhar. O outro jogo do grupo, o Paços de Ferreira-Vizela, não tem qualquer implicação nas contas finais.

Rui Vitória em declarações à BTV, afirmou: “A dificuldade vai ser semelhante face ao último desafio, agora, vai ser um jogo diferente porque acredito sempre que mesmo que sejam as mesmas equipas, no mesmo local, basta ser um dia diferente e, se calhar também com intervenientes das duas equipas diferentes, para que as coisas mudem. Nesse sentido, espero um jogo difícil, frente a uma equipa que vai - naturalmente - lutar muito porque também tem objetivos nesta competição. Um jogo muito exigente para nós, mas que como é nosso apanágio em qualquer competição, vamos a Guimarães para vencer e é esse o nosso propósito, obviamente, respeitando muito aquilo que é o valor da equipa do Vitória, um valor que vimos muito recentemente. Queremos ganhar, resolver logo esta Fase de Grupos e atingir a Final Four”.

Estão convocados para este jogo:

Guarda-redes – Ederson e Júlio César;

Defesas – Lisandro, Luisão, Lindelöf, Jardel, André Almeida, Yuri Ribeiro e Nélson Semedo;

Médios – Samaris, André Horta, Carrillo, Zivkovic, Salvio, Pizzi, F. Cervi, Rafa e Danilo;

Avançados – Jonas, Mitroglou e Gonçalo Guedes.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

O tricampeão sofreu como raramente tem acontecido nesta Liga mas passou o teste de Guimarães e pode encarar os próximos compromissos com mais tranquilidade. Dois golos, apontados na primeira parte, chegaram para o Benfica ultrapassar um Vitória que entrou em campo sem perder há sete jogos.

Guimaraes_Benfica 2.jpg

Com Salvio de regresso à direita e a letal dupla Jonas/Mitroglou na frente, Rui Vitória não hesitou em mostrar que queria sair de um estádio onde também foi feliz com os três pontos. E o certo é que foram esses três homens a definir a vantagem segura com que o Benfica foi para o intervalo, isto apesar de se ter batido com um Vitória que não teve medo de jogar olhos nos olhos e de procurar sempre chegar à baliza de Ederson. Demorou aliás 35 segundos a fazê-lo, mas o guarda-redes brasileiro dos encarnados estava atento e não deixou que o remate de Soares causasse mossa.

No entanto, e apesar da entrega vimaranense, o conjunto de Pedro Martins falhou sempre no último terço, fosse pelas más opções dos homens na frente (sobretudo Soares, que condenou duas transições perigosas por isso mesmo), fosse pela boa colocação da defensiva encarnada, isto apesar de Fejsa ter saído cedo por lesão, cedendo o seu posto a Samaris.

A equipa de Rui Vitória abriu o marcador aos 19", depois de Konan perder um duelo com Mitroglou, deixando o corredor vago para Salvio soltar o seu talento e oferecer o primeiro golo na Liga deste ano a Jonas. Em posição central, sem guarda-redes, o Pistolas não falhou e colocou os líderes da prova em vantagem.

Guimaraes_Benfica 1.jpg

O segundo golo apareceu em cima do descanso (42"), num lance em que Lindelöf agarrou Soares, que ficou no chão, com Nuno Almeida a dar a lei da vantagem. No entanto, a equipa da casa perdeu logo a bola, e no contra-ataque respetivo, a bola chegou ao ataque encarnado, com Jonas a solicitar Mitroglou e o grego a rematar à entrada da área de pé esquerdo: a bola saiu fraca mas colocada e surpreendeu Douglas.

No segundo tempo, o Vitória continuou a pressionar e a jogar mais perto da área visitante, criando três boas ocasiões para reduzir a desvantagem - na última delas, apenas uma extraordinária defesa de Ederson evitou que Hernâni festejasse um golaço. O Benfica percebeu que o melhor era não facilitar - até porque os homens da casa já mostraram várias vezes nesta época que não se rendem, como sucedeu frente ao Sporting, por exemplo - e baixou linhas. Com Luisão em bom plano, apenas o flanco esquerdo da sua defesa era constantemente assaltado pela velocidade vimaranense, mas a verdade é que as coisas não melhoraram muito quando chegava a hora da verdade. E, no outro lado, até foi Douglas a evitar por três vezes que o resultado se dilatasse para números sem correspondência com o que se verificava em campo.

Na terça-feira as duas equipas têm o segundo round, no mesmo local, para a Taça da Liga.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Benfica em directo na net

por João Silva, em 07.01.17

 Alguns links onde eventualmente poderão assistir ao jogo online: (apenas sobre a hora do jogo) 

Link1 Link2  (em actualização) 
 

Enquanto aguarda pela transmissão, aproveite para Ganhar uma XBOX ou uma PS4 com dois jogos.

Escolha e participe!

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Guardiola elogia Benfica de Rui Vitória

por João Silva, em 05.01.17

Pep Guardiola, que no ano passado treinava o Bayern Munique e defrontou o Benfica nos quartos de final da Liga dos Campeões, elogiou o clube encarnado, no seu livro Pep Guardiola. La metamorfosis

O atual treinador do Manchester City classificou o futebol de Rui Vitória como «a melhor organização defensiva da Europa» , mas lembra que o Benfica «não é uma equipa defensiva».

O catalão compara o futebol do Benfica ao futebol de Arrigo Sachi, treinador que fez carreira em Itália e lembra que «as pessoas não veem a liga portuguesa» e que por esse motivo não dão valor à forma de jogar do Benfica.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

O Benfica somou ontem a segunda vitória na fase de grupos da Taça da Liga e está agora a apenas um ponto de garantir o apuramento para a final four da competição. Zivkovic, com três assistências, e muito outros lances de classe, foi quem mais brilhou numa partida em que Jonas, o pistoleiro, regressou aos golos com um bis.

Benfica_Vizela 2.jpg

Mesmo com várias alterações ao habitual onze, onde se destacou a inclusão de Jonas na frente de ataque ao lado de Mitroglou, a dupla que encantou os benfiquistas na temporada passada, o Benfica dominou os 90 minutos como quis. O Vizela, aliás, só aos 81 minutos de jogo obrigou Ederson a uma defesa mais apertada.

Empurrados por um "elétrico" chamado Zivkovic, que fez gato-sapato da defesa do Vizela, os encarnados controlaram todos os minutos do primeiro tempo. A bola poucas vezes saiu de junto da área dos visitantes e as águias só não chegaram ao intervalo com o jogo resolvido por manifesta falta de pontaria.

O jovem internacional sérvio desenhava as jogadas e os cruzamentos milimétricos, mas na finalização os seus colegas não correspondiam. Ainda assim, Mitroglou, aos 27", lá conseguiu enviar de cabeça a bola para o fundo das redes, mas já antes o grego, e por várias vezes Jonas, de baliza aberta, atiraram para as nuvens.

Benfica_Vizela 1.jpg

O Benfica chegou ao intervalo a vencer com justiça e Ederson era um mero espectador. Para ainda sonhar com um possível apuramento, a equipa de Rui Quinta teria de responder no segundo tempo, mas um golo a abrir de Lisandro, de cabeça, num canto marcado por... Zivkovic, deitou por terra as esperanças do Vizela.

Aliás, a equipa nortenha pouco mais conseguiu fazer, pois a vencer por 2-0 os encarnados nunca tiraram o pé do acelerador, sobretudo Zivkovic, que muito prometeu ontem, sobretudo no entendimento com Jonas. O brasileiro haveria de regressar aos golos, que tanto procurou, aos 57", na marcação de um livre direto e mais de quatro meses depois de ter festejado o último de águia ao peito. 

Não conformado, o brasileiro, que fugia facilmente à marcação dos vizelenses, conseguiria o bis três minutos depois. Mais uma vez Zivkovic encontrou o brasileiro com um cruzamento da direita para a cabeça do pistoleiro.

Benfica_Vizela 3.jpg

Com o quarto golo, as águias aproveitaram para reduzir a velocidade e Rui Vitória deu descanso a jogadores como Pizzi e Jonas. O Vizela cresceu um pouco, mas só aos 81" conseguiu um remate digno de registo, que Ederson segurou sem dificuldades.

Boas dores de cabeça para Rui Vitória para o futuro próximo, com Jonas a regressar ao que mais sabe fazer - golos - e Zivkovic a prometer ser uma boa opção para a segunda metade da época, depois de um começo ao pé-coxinho, devido à sua adaptação e a uma lesão que também o afastou dos relvados.

Fonte: DN.PT

Autoria e outros dados (tags, etc)


Taça da Liga: Começar o Ano Novo a Vencer

por João Silva, em 03.01.17

O Benfica realiza esta terça-feira o primeiro jogo no novo ano, no Estádio da Luz, frente ao Vizela, em partida da segunda jornada da fase de grupos da Taça da Liga.

Rui Vitória fez algumas alterações para esta partida, na lista de convocados, é certo as saídas de Lindelof, Luisão, Fejsa, Cervi e Raul Jiménez.
O central sueco Lindelof esteve na última convocatória, no jogo com o Paços de Ferreira, mas acabou por não fazer parte da ficha do jogo.

Rui Vitória optou ainda por deixar de fora o titularíssimo médio sérvio Fejsa, bem como o argentino Cervi, além do avançado mexicano Raúl Jiménez, que saiu tocado no último jogo, na quinta-feira.
Kalaica, um central de 18 anos entra assim nas escolhas - embora a titularidade deva pertencer à dupla Jardel/Lisandro López.
Regressam também Pizzi, que cumpriu castigo, e Danilo, bem como o avançado Luka Jovic.
O Benfica lidera juntamente com o Vitória de Guimarães o seu grupo da Taça da Liga, com ambas as equipas, que se defrontarão na terceira jornada, em Guimarães, a terem uma vitória na estreia.

Lista de convocados:
Guarda-redes: Ederson e Paulo Lopes.
Defesas: Lisandro, Kalaica, Jardel, André Almeida, Nélson Semedo e Yuri Ribeiro.
Médios: Samaris, André Horta, Carrillo, Zivkovic, Pizzi, Rafa, Celis e Danilo.
Avançados: Jonas, Mitroglou, Gonçalo Guedes e Luka Jovic.

Realço as palavras de Pizzi que garantiu entrar em 2017 "com a mesma ambição de vencer"

"Ano novo mas com a mesma ambição e vontade de vencer! Vamos com tudo Benfica", escreveu o médio na sua conta do Instagram."

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

O Benfica venceu o Paços de Ferreira por 1-0 e fechou o ano desportivo de 2016 da melhor forma. O único golo da partida foi marcado por Franco Cervi na primeira parte e foi o suficiente para garantir a vitória na primeira jornada da fase de grupos da Taça da Liga.

Jardel e Celis foram as únicas alterações no onze inicial num jogo em que o Benfica demonstrou sempre o favoritismo que lhe era atribuído. Entrou mais forte, a beneficiar de quatro cantos nos primeiros oito minutos e das primeiras oportunidades de golo. Primeiro Cervi, a tentar a sorte de pé esquerdo, mas com a bola a sair por cima da baliza de Mário Felgueiras; e depois Celis, com um remate poderoso para a excelente intervenção do guarda-redes pacense.
Aos 16’, outra vez Mário Felgueiras a negar o golo, desta vez a Rafa que tinha entrado na área isolado depois de um grande passe do mexicano Raúl.

Benfica_Paços_de_Ferreira 1.jpg

Benfica_Paços_de_Ferreira 2.jpg

Ederson foi um mero espectador até ao intervalo, mas Mário Felgueiras voltou a ter trabalho quando a bola chegou a Jiménez, num contra-ataque conduzido por Gonçalo Guedes. Só que a recepção saiu mal ao mexicano e o remate não perturbou o guarda-redes. Porém, a insistência das águias deu frutos aos 39’, quando Cervi inaugurou o marcador. Tudo começou num bom passe de Rafa para André Almeida, que na esquerda ofereceu o golo a Gonçalo Guedes — o remate foi cortado por Miguel Vieira sobre a linha de baliza, mas na recarga o argentino atirou para o fundo da baliza pacense.

Benfica_Paços_de_Ferreira 3.jpg

Benfica_Paços_de_Ferreira 4.jpg

Após ter sido inofensivo na primeira parte, o Paços melhorou no segundo tempo. Jardel fez um excelente corte a evitar que Ricardo Valente criasse perigo (51’) e Gleison ameaçou, mas Ederson estava atento (81’). O Benfica controlou os acontecimentos e Rui Vitória ainda conseguiu aproveitar para dar minutos a Jonas e André Horta, ambos a regressar de lesões.

Benfica_Paços_de_Ferreira 5.jpg

Benfica_Paços_de_Ferreira 6.jpg

Um destaque para Cervi. Marcou um golo e esteve em bom plano no jogo contra o Paços de Ferreira. Rápido nos processos ofensivos foi uma seta apontada à baliza defendida por Mário Felgueiras. Apesar de só ter chegado à Europa este ano, o extremo vai mostrando que está a ter uma boa adaptação ao futebol europeu.

Com esta vitória o Benfica assume a liderança do grupo D da Taça da Liga à condição. O Tricampeão Nacional regressa em 2017, precisamente com mais um jogo da Taça CTT. A 2.ª jornada disputa-se no dia 3 de janeiro, no Estádio da Luz, diante do FC Vizela.

Venha 2017.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Mais um feito inédito de Rui Vitória

por João Silva, em 30.12.16

Benfica_44_vitórias.jpg

Ao bater o FC Paços de Ferreira no último jogo do ano de 2016, o Benfica igualou o recorde máximo de vitórias de sempre num ano, um recorde nacional partilhado com o FC Porto.

As águias chegaram às 44 vitórias no ano civil de 2016, o mesmo número que os dragões conseguiram no ano de 2010 sob o comando de Jesualdo Ferreira, primeiro, e André Villas-Boas, depois.

Num olhar exclusivo ao presente, o número de triunfos conseguidos pelo Benfica em 2016 só encontra paralelo no FC Barcelona, a outra equipa a ganhar 44 encontros no ano que agora termina.

Um feito com dedo de Rui Vitória. O treinador das águias acaba por se tornar no primeiro português a alcançar tantas vitórias num ano, superando os 42 triunfos de Jorge Jesus em 2014.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


um passado de glória um futuro de vitória benfica


twiiter

# Classificação 2016/17




# Universo Benfiquista











titulos GLORIAS ETERNAS

eusébio
Mario Coluna








Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D


CONTACTO emailsilva.joaodiogo@hotmail.com